Os 5 tipos de bullying ou bullying

O bullying é um problema sério que afeta milhões de pessoas em todo o mundo, especialmente crianças e adolescentes. Existem cinco tipos principais de bullying que podem ocorrer em diferentes ambientes, como escolas, locais de trabalho e até mesmo nas redes sociais. Estes incluem o bullying físico, verbal, social, psicológico e cibernético. Cada forma de bullying pode ter um impacto devastador na saúde mental e bem-estar das vítimas, tornando essencial conscientizar e combater essa prática prejudicial.

Descubra os 5 tipos de bullying mais comuns e como identificá-los.

O bullying é um problema sério que afeta muitas crianças e adolescentes em todo o mundo. Existem diferentes tipos de bullying, e é importante saber identificá-los para poder agir e ajudar as vítimas. Neste artigo, vamos falar sobre os 5 tipos de bullying mais comuns e como identificá-los.

1. Bullying verbal: Este tipo de bullying envolve insultos, xingamentos, apelidos pejorativos e ameaças verbais. As vítimas podem se sentir humilhadas, envergonhadas e com a autoestima prejudicada. É importante prestar atenção a mudanças no comportamento da vítima, como isolamento, tristeza e ansiedade.

2. Bullying físico: O bullying físico inclui empurrões, tapas, socos e qualquer tipo de agressão física. As vítimas podem apresentar hematomas, arranhões e lesões físicas. Fique atento a sinais de machucados inexplicáveis na vítima.

3. Bullying psicológico: Neste tipo de bullying, a vítima é alvo de boatos, exclusão social, ameaças veladas e manipulação emocional. As consequências podem ser devastadoras para a saúde mental da vítima, levando a quadros de ansiedade, depressão e até mesmo suicídio. Observe se a vítima apresenta sinais de tristeza, desânimo e baixa autoestima.

4. Bullying virtual: Também conhecido como cyberbullying, este tipo de bullying acontece através da internet, redes sociais e mensagens eletrônicas. As agressões podem ser feitas de forma anônima e se espalhar rapidamente, causando danos à reputação e à saúde mental da vítima. Esteja atento a mudanças no comportamento da vítima em relação ao uso da tecnologia e redes sociais.

5. Bullying social: O bullying social envolve a exclusão intencional da vítima de grupos sociais, amizades e atividades. Isso pode levar a sentimentos de solidão, rejeição e baixa autoestima na vítima. Observe se a vítima está sendo isolada ou excluída de forma sistemática pelos seus pares.

Agora que você conhece os 5 tipos de bullying mais comuns e como identificá-los, é importante estar atento aos sinais e agir sempre que presenciar ou suspeitar de situações de bullying. Lembre-se de que a empatia e a solidariedade são fundamentais para combater esse problema e proteger aqueles que são alvo de agressões.

Quantas situações de bullying são registradas atualmente em escolas ao redor do mundo?

O bullying é um problema sério que afeta milhões de crianças e adolescentes em todo o mundo. De acordo com estatísticas recentes, cerca de 1 em cada 5 alunos relatam ter sido vítimas de bullying em alguma momento de suas vidas escolares. Isso significa que aproximadamente 20% dos estudantes ao redor do mundo estão enfrentando situações de bullying em suas escolas.

Existem diferentes tipos de bullying que podem ocorrer, sendo os mais comuns:

  1. Bullying físico: envolve agressões físicas, como empurrões, socos e chutes.
  2. Bullying verbal: inclui insultos, xingamentos e ameaças verbais.
  3. Bullying social: ocorre quando o aluno é excluído, isolado ou alvo de fofocas e boatos.
  4. Bullying psicológico: envolve intimidação, manipulação emocional e humilhação.
  5. Bullying virtual: acontece através da internet, incluindo cyberbullying em redes sociais e mensagens online.

É importante estar ciente dos diferentes tipos de bullying para poder identificar e combater esse problema nas escolas. Os educadores, pais e alunos devem trabalhar juntos para criar um ambiente escolar seguro e acolhedor, onde o bullying não seja tolerado.

Se você ou alguém que você conhece está sofrendo bullying, não hesite em pedir ajuda. Falar com um adulto de confiança, como um professor, orientador escolar ou responsável, pode ser o primeiro passo para resolver essa situação e garantir um ambiente escolar saudável para todos.

Classificação do bullying: entenda como identificar e categorizar esse comportamento agressivo nas escolas.

O bullying é um problema sério que afeta muitos estudantes nas escolas. É importante entender como identificar e classificar esse comportamento agressivo para poder combatê-lo de forma eficaz. Existem diferentes tipos de bullying, cada um com características específicas que podem ajudar na identificação do problema.

Relacionado:  Atenção seletiva: definição e teorias

Um dos tipos de bullying mais comuns é o bullying verbal. Nesse caso, o agressor utiliza palavras ofensivas, insultos e ameaças para intimidar a vítima. Esse tipo de comportamento pode causar danos emocionais significativos e deve ser levado a sério pelas autoridades escolares.

O bullying físico é outra forma de agressão comum nas escolas. Nesse caso, o agressor utiliza a força física para intimidar e agredir a vítima. Empurrões, socos e chutes são exemplos de comportamentos físicos que caracterizam o bullying físico.

Além disso, existe o bullying psicológico, que envolve a manipulação emocional da vítima. O agressor pode espalhar boatos, excluir a vítima de atividades em grupo e fazer com que se sinta isolada e sem apoio. Esse tipo de bullying pode ser mais difícil de identificar, mas é igualmente prejudicial para a vítima.

O bullying virtual, ou cyberbullying, é outra forma de agressão que tem se tornado cada vez mais comum com o avanço da tecnologia. Nesse caso, o agressor utiliza a internet e as redes sociais para intimidar e humilhar a vítima. Mensagens ofensivas, fotos constrangedoras e vídeos humilhantes são exemplos de comportamentos que caracterizam o cyberbullying.

Por fim, o bullying social envolve a exclusão e o isolamento da vítima por parte de um grupo de agressores. Nesse caso, a vítima pode ser ridicularizada, humilhada e ignorada pelos colegas, o que pode ter um impacto devastador em sua autoestima e bem-estar emocional.

Portanto, é fundamental conhecer os diferentes tipos de bullying para poder identificar e combater esse comportamento agressivo nas escolas. A conscientização e a educação são essenciais para criar um ambiente escolar seguro e acolhedor para todos os estudantes.

Características principais do bullying: o que é importante saber sobre esse comportamento prejudicial.

O bullying é um comportamento prejudicial que pode ocorrer em diferentes formas e ambientes, afetando principalmente crianças e adolescentes. É importante entender as características principais desse comportamento para identificar e prevenir situações de violência e intimidação.

Existem cinco tipos principais de bullying: verbal, físico, psicológico, social e virtual. O bullying verbal envolve insultos, xingamentos e humilhações. O bullying físico inclui agressões físicas, empurrões e socos. O bullying psicológico envolve ameaças, exclusão social e chantagens emocionais. O bullying social ocorre quando o agressor isola a vítima e a exclui de grupos sociais. Já o bullying virtual, também conhecido como cyberbullying, acontece através de mensagens de texto, redes sociais e outras plataformas online.

É importante estar atento aos sinais de que uma pessoa está sendo vítima de bullying, como mudanças de comportamento, isolamento social, baixa autoestima e dificuldades acadêmicas. Além disso, é fundamental criar um ambiente seguro e acolhedor para que as vítimas sintam-se confortáveis em relatar situações de bullying e buscar ajuda.

O combate ao bullying requer a participação de toda a comunidade, incluindo escolas, famílias e autoridades. É essencial promover a conscientização sobre os impactos negativos do bullying e incentivar o respeito, a empatia e a solidariedade entre os indivíduos. Somente com a união de esforços podemos criar um ambiente saudável e livre de violência.

Os 5 tipos de bullying ou bullying

Os 5 tipos de bullying ou bullying 1

O
assédio moral é um termo que ganhou popularidade nos últimos anos, mas este fenómeno já existia desde o homem existe . Agora, o que exatamente queremos dizer com bullying ou bullying? Essa palavra anglo-saxônica é freqüentemente usada para nomear os valentões típicos da classe. Ou seja, agressores, física ou psicologicamente .

O bullying é um fenômeno
caracterizado por assédio e / ou intimidação do agressor sobre a vítima, dentro do ambiente escolar . O perseguidor gosta de se sentir superior ao assediado e se alegra com seu sofrimento. A exposição repetida dessa condição pela vítima pode levar a sérias conseqüências psicológicas. Em alguns casos, os estudantes que foram vítimas de bullying podem cometer suicídio .

O assédio no local de trabalho é chamado de assédio moral. Você pode saber mais sobre esse fenômeno em nosso artigo: ”
Mobbing: assédio psicológico no trabalho ”

As causas do bullying

O bullying é um fenômeno que pode se manifestar por diferentes causas (pessoais, familiares ou escolares), e é por isso que pode ocorrer em qualquer centro educacional: privado ou público. Quanto às causas escolares,
parece haver mais riscos de assédio moral nos grandes centros do que nos pequenos , devido à dificuldade de monitorar os primeiros.

Uma causa pessoal pode ser, por exemplo,
a baixa auto-estima do perseguidor . Sentir-se superior aos assediados seria uma maneira de substituir a falta de autoconfiança. Com relação às causas familiares, a origem da violência de crianças agressoras pode ser encontrada no modelo agressivo do pai. Além disso, a tensão econômica, o mau relacionamento entre os pais, os valores adquiridos, a ausência de regras de convivência, etc. elas podem ser causas prováveis ​​do desenvolvimento desse fenômeno.

Consequências e efeitos

As vítimas de bullying
podem sofrer diferentes efeitos psicológicos negativos .

Uma investigação realizada em 2014 no
King’s College London descobriu que os efeitos psicológicos negativos sofridos por pessoas com bullying permanecem por 40 anos após serem vítimas de assédio.

Isso deve nos fazer refletir sobre o sério impacto psicológico do assédio no resto da vida da pessoa afetada , apresentando piores indicadores de sua saúde mental e física e pior desempenho cognitivo em comparação aos indivíduos que não sofreram assédio.

Vamos ver quais são os efeitos negativos sobre a saúde física e mental detectados nas vítimas de bullying.

1. Estresse

As vítimas de bullying são estressadas não apenas durante o ano letivo, mas também anos depois. Isso decorre de um estudo realizado na
Universidade Tufts e revela que as pessoas afetadas secretam mais cortisol, um hormônio diretamente envolvido na sensação de estresse .

Isso explicaria muitas das consequências para a saúde a longo prazo nessas pessoas, por exemplo, o aparecimento de transtornos mentais , conforme observado por um estudo da Universidade Johns Hopkins .

2. Ansiedade e depressão

Outra pesquisa, neste caso da
Universidade Duke , descobriu que as vítimas de assédio eram mais propensas a sofrer de distúrbios como agorafobia , distúrbio generalizado de ansiedade e ataques de pânico . Eles também tiveram taxas mais altas de depressão e isolamento social.

3. Somatizações

Eles também podem ter distúrbios psicossomáticos . Isso foi detectado em um relatório publicado por Randy e Lori Sansone em 2008.

4. Suicídio

No mesmo estudo realizado em Duke, foi encontrada uma maior probabilidade de suicídios nessas pessoas. O primeiro caso de suicídio de uma pessoa que sofreu bullying
foi o do jovem espanhol Jokin , que aos 14 anos decidiu terminar sua vida depois de anos de abuso e assédio em sua escola na cidade de Hondarribia.

5. Problemas na socialização e no futuro do trabalho

As vítimas de bullying na escola apresentam, estatisticamente, piores indicadores em termos de qualidade de vida familiar e poder de compra na vida adulta. Eles também podem sofrer um desempenho pior em suas habilidades sociais e de comunicação, conforme indicado neste estudo de Claire Fox e Michael Boulton publicado na British Psychological Society .

Os tipos de bullying

Mas que tipos de bullying existem? De acordo com o
National Center Against Bullying (NCAB) , o bullying pode ser classificado da seguinte forma, de acordo com diferentes critérios .

1. Bullying verbal

O que é?

O bullying verbal ou verbal é caracterizado pelo fato de o bully expressar palavras cruéis, insultos, ameaças , intimidação, piadas e frases exclusivas sobre aparência, condição sexual, etnia, raça ou deficiência da vítima. As crianças são mais sensíveis a esses tipos de comentários.

Exemplo : Quando uma criança diz a outra criança: “Você é muito, muito gorda e sua mãe também.”

Como detectá-lo?

As crianças que são vítimas desse tipo de bullying podem estar ausentes, mal-humoradas ou mostrar uma mudança no apetite. Eles também podem dizer algo sobre o que lhes foi dito e perguntar se é verdade.

2. Bullying físico

O que é?

O bullying físico é caracterizado por um comportamento agressivo e intimidador por parte do perseguidor , que inclui chutes, socos, valas, bloqueios ou empurrões. É a forma mais conhecida de bullying.

Exemplo : Uma criança é intimidada por outra criança que abaixa as calças no recreio

Relacionado:  Por que não me permito ser feliz?

Como detectá-lo?

Infelizmente, muitas crianças não contam aos pais o que aconteceu. Mas os pais podem detectar se o filho está sofrendo bullying físico, porque
esse tipo de bullying geralmente deixa marcas no corpo da vítima , o que envia um sinal de alarme. Algumas dessas marcas são: cortes, contusões, roupas quebradas, etc. Além disso, a vítima pode freqüentemente se queixar de dores de cabeça ou dores de barriga.

3. Bullying social ou relacional

O que é?

Esse tipo de bullying é mais complicado de detectar e geralmente acontece nas costas da vítima.
O objetivo geralmente é que a pessoa não participe ou não faça parte de um grupo . Seja na sala de jantar, nos jogos de futebol ou em qualquer atividade social ou educacional do centro, a vítima é negada ou repudiada por seus colegas de classe.

Exemplo : Um grupo de meninas em uma aula de ginástica tira suas fotos de uma festa em que uma das meninas da classe não foi convidada e, estando presentes, elas a tratam como se ela estivesse invisível.

Como detectá-lo?

É comum a vítima mostrar mudanças de humor, evitar grupos de colegas e ficar sozinha mais do que o normal . As meninas são mais propensas a sofrer esse tipo de bullying. A dor emocional produzida pelo bullying social pode ser tão intensa quanto a sofrida pelo bullying físico e as consequências podem durar ainda mais.

4. Cyberbullying

O que é?

O cyberbullying é um fenômeno que nasceu devido ao surgimento de redes sociais . É caracterizada por assédio ou intimidação produzida através de redes sociais, mensagens de texto e e-mails. Por meio do meio digital, o perseguidor espalha falsos boatos, mentiras, ameaças, comentários sexistas ou racistas, causando enorme desconforto e problemas psicológicos e emocionais na vítima.

Exemplo : quando um garoto tweeta ou publica um status no Facebook, “Ramón é um perdedor. Como é possível ter uma namorada? Certamente a namorada dele só o quer pelo dinheiro.

Como detectá-lo?

A vítima de cyberbullying pode passar muito tempo online e ficar triste e ansiosa depois . Além disso, a pessoa que sofre esse tipo de bullying (e qualquer forma de bullying) pode ter problemas para dormir e pode implorar para não ir à escola, ausente das atividades de que gostava anteriormente.

5. Bullying carnal

O que é?

Esse tipo de bullying é possivelmente o mais complicado de analisar, pois muitas pessoas se recusam a aceitar que há crianças que realizam esse tipo de comportamento. Esse tipo de bullying na escola
é caracterizado por comentários sexistas ou obscenos, tocando a vítima em locais íntimos ou pressionando-a a fazer algo que ela não deseja (por exemplo, assistir filmes adultos). Esse tipo de bullying pode causar sérios problemas psicológicos e marcar para sempre os relacionamentos íntimos e afetivos da vítima.

Exemplo : um garoto da classe obriga uma garota a beijá-lo repetidamente.

Como detectá-lo?

Geralmente, a vítima desse tipo de bullying não expressa o que acontece com ele, mas
evita situações nas quais ele pode encontrar o perseguidor . Por exemplo, não frequentar a escola.

A diversidade da violência na escola

A existência de diferentes tipos de bullying nos mostra até que ponto as ações destinadas a prejudicar ou atacar outras pessoas podem assumir diferentes formas. Portanto, é responsabilidade de adultos e cuidadores detectar essas formas de violência física ou psicológica e controlá-las, com foco nas necessidades das vítimas.

É crucial que estereótipos sobre o que é violência e o que não seja, não sirvam de desculpa para tornar invisíveis e normalizar comportamentos inaceitáveis ​​que, embora não relacionados a espancamentos ou feridas, deixem marcas psicológicas que podem distorcer a qualidade do vida das crianças por anos.

Referências bibliográficas:

  • De Acevedo, A. (2010). Alguém está me incomodando: bullying . Edições B.
  • Barri, F. (2006).SOS Bullying: Evite o bullying escolar e melhore a coexistência. Praxis, SA
  • Norman KJ, Seiden JA, Klickstein JA, Han X., Hwa. LS, Et al. (2015). Estresse social e auto-administração de drogas em ratos I. Álcool e corticosterona . Psicofarmacologia
  • Ricou Sanz, J. (2005).Bullying Editores de RD.

Deixe um comentário