Pedúnculos cerebrais: funções, estrutura e anatomia

Pedúnculos cerebrais: funções, estrutura e anatomia 1

O cérebro humano é um órgão tão complexo que, para funcionar adequadamente, deve ter a participação de um grande número de partes e estruturas em sua anatomia. Várias dessas partes do cérebro são grandes e fáceis de distinguir a olho nu, como os lobos frontais, mas outras são muito pequenas e estão localizadas abaixo dessas dobras da superfície.

É o caso dos pedúnculos cerebrais , pequenas regiões do cérebro que, apesar de seu tamanho, são muito importantes. Então você pode aprender mais sobre essas estruturas anatômicas.

O que são pedúnculos cerebrais?

O cérebro humano é amplamente composto por dois tipos principais de “material”: substância cinzenta e substância branca. O primeiro é o que contém uma maior concentração de somas neuronais, isto é, de “corpos” de neurônios, a área na qual o núcleo dessas células está localizado), enquanto nas áreas com substância branca predominam outras áreas anatômicas o neurônio: axônios, elementos estreitos e alongados que, quando agrupados na forma de feixes, formam fibras nervosas.

Os pedúnculos cerebrais são duas pequenas estruturas de formato cilíndrico e branco, compostas de substância branca. Eles nascem do tronco cerebral , especificamente acima da ponte Varolio , e atingem o córtex cerebral projetando-se verticalmente.

Entre os pedúnculos do cérebro está a fossa interpeduncular, um espaço que atua como uma separação física entre essas duas estruturas como se fosse uma espécie de túnel. Além disso, os lados ventral e dorsal de cada pedúnculo são separados um do outro por uma folha de algo que não é substância branca, mas algo conhecido como substância negra.

Eles não são iguais aos pedúnculos cerebelares

É fácil acreditar que os pedúnculos cerebrais são iguais aos pedúnculos cerebelares, mas não é assim. Essas segundas estruturas têm uma função semelhante , pois também funcionam como importantes vias nervosas que coletam informações de várias regiões. No entanto, tanto sua localização quanto o tipo de informação que esses condutos de sinal neuronal integram são diferentes.

Funções dos pedúnculos cerebrais

Os pedúnculos cerebrais são fundamentalmente “partes autônomas” de impulsos nervosos que viajam pelo cérebro. Como são feitas de substância branca, essas informações passam rapidamente por elas, pois a mielina que cobre os axônios (e que dá essa tonalidade branca a essas estruturas) faz com que esses sinais elétricos passem em alta velocidade.

A principal função dos pedúnculos cerebrais, então, é comunicar duas áreas do cérebro : o mesencéfalo (localizado na parte superior do tronco cerebral) e o córtex cerebral. De fato, esses dutos de fibras nervosas atingem a divisão criada entre os dois hemisférios cerebrais.

De fato, os pedúnculos contêm várias vias. Um deles é o corticoespinhal, que, como o próprio nome indica, comunica o córtex com a medula espinhal, e o outro é o trato corticopontin , que une o córtex à ponte de Varolio.

Como o tronco cerebral é responsável por executar ações automáticas e estereotipadas úteis ou necessárias para a nossa sobrevivência, o papel dos pedúnculos cerebrais também tem a ver com essa tarefa.

Assim, as principais funções desses feixes de fibras nervosas são a regulação dos impulsos motores e a transmissão dos atos reflexos, dois mecanismos muito úteis para nos manter vivos, pois nos permitem reagir rapidamente a eventos significativos (principalmente se forem perigosos ou prejudicial).

Especificamente, os pedúnculos têm um papel importante nos movimentos reflexos dos olhos , necessários para que funcionem bem, e na coordenação desses atos com outros movimentos da cabeça e pescoço.

Especificamente, essas estruturas estão envolvidas no controle reflexo dos movimentos reflexos. Normalmente, isso ocorre quando as ordens do córtex motor atingem os pedúnculos cerebrais e, a partir deles, vão para vários núcleos de uma estrutura conhecida como tálamo, localizada no fundo do cérebro, em uma área conhecida como diencéfalo.

Partes deste par de estruturas

Os pedúnculos cerebrais recebem conexões do cerebelo, córtex cerebral e áreas inferiores do tronco cerebral e medula espinhal.

Por outro lado, os pedúnculos cerebrais são compostos de várias partes ou seções . Um deles é o segmento do mesencéfalo, que é seguido pelo crus cerebral, e a outra região é chamada pretectum. O teto se estende além do tronco cerebral, atingindo o córtex do cérebro.

A complexidade dos diferentes componentes dos pedúnculos tem a ver com o fato de estarem localizados em uma área do sistema nervoso central em que todos os tipos de funções de controle e coordenação de ações especializadas criadas por milhões de Anos de evolução e seleção natural. Em um espaço pequeno, o tronco cerebral possui pequenas áreas responsáveis ​​por executar ações vitais como a regulação dos batimentos cardíacos ou o controle da temperatura corporal.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies