Plantas de madeira: definição, tipos e exemplos

As plantas de madeira, também conhecidas como lenhosas, são aquelas que possuem caules lenhosos, ou seja, que apresentam tecidos que se tornam lenhosos com o tempo. Este tipo de planta é caracterizado por sua resistência e durabilidade, sendo muito utilizadas na construção de móveis, estruturas e na produção de papel.

Existem diversos tipos de plantas de madeira, que podem ser classificadas de acordo com o seu porte, forma e função. Entre os principais exemplos estão as árvores, arbustos e subarbustos. Cada tipo de planta de madeira possui características únicas e diferentes usos, sendo essenciais para o equilíbrio ecológico e para a produção de recursos naturais.

Principais tipos de madeira: conheça as variedades mais utilizadas na indústria e marcenaria.

As plantas de madeira são aquelas que possuem tecido de suporte de células mortas, o que as torna mais resistentes e rígidas. Existem diversos tipos de madeira utilizados na indústria e marcenaria, cada um com suas características e propriedades únicas.

Alguns dos principais tipos de madeira são o pinho, o carvalho, o mogno, o cedro e a teca. O pinho é uma madeira macia e leve, amplamente utilizada na construção civil. O carvalho, por sua vez, é uma madeira dura e resistente, ideal para a fabricação de móveis de alta qualidade.

O mogno é conhecido pela sua beleza e durabilidade, sendo muito utilizado na fabricação de instrumentos musicais e móveis finos. O cedro, por sua vez, é uma madeira aromática e resistente a insetos, sendo comumente utilizada na fabricação de armários e closets.

A teca é uma madeira tropical muito valorizada pela sua resistência à umidade e durabilidade, sendo amplamente utilizada na fabricação de móveis de exterior e embarcações. Essas são apenas algumas das variedades mais utilizadas na indústria e marcenaria, existem muitas outras que podem ser exploradas de acordo com as necessidades e preferências de cada projeto.

Portanto, ao escolher a madeira para um determinado projeto, é importante considerar não apenas a estética, mas também as propriedades físicas e durabilidade da madeira escolhida. Com tantas opções disponíveis, é possível encontrar a madeira perfeita para cada aplicação, garantindo um resultado final de alta qualidade e durabilidade.

Significado de madeira: entenda o que é esse material tão presente em nosso cotidiano.

A madeira é um material de origem vegetal, proveniente do tronco e dos galhos das árvores. Ela está presente em diversos aspectos do nosso cotidiano, sendo utilizada na construção civil, na fabricação de móveis, na produção de papel, entre outros usos. A madeira é um recurso natural renovável e possui características únicas que a tornam muito valorizada.

Existem diversos tipos de madeira, cada um com suas próprias características e propriedades. Alguns exemplos de madeiras comuns são o pinho, o carvalho, o mogno e o cedro. Cada tipo de madeira possui qualidades específicas que a tornam mais adequada para determinados fins.

Além disso, as plantas de madeira podem ser classificadas de acordo com sua origem, sendo divididas em plantas de madeira dura e plantas de madeira macia. As plantas de madeira dura têm uma densidade maior e são mais resistentes, enquanto as plantas de madeira macia são mais leves e fáceis de trabalhar.

Relacionado:  O que é tectonismo? Características e Tipos

Seu uso consciente e sustentável é fundamental para garantir a preservação das florestas e a continuidade desse recurso tão importante para a humanidade.

Classificação das madeiras: entenda como diferenciar os tipos de acordo com suas características.

As plantas de madeira são aquelas que possuem tecidos lignificados em sua estrutura, conferindo resistência e durabilidade. A madeira é um material amplamente utilizado na construção civil, na fabricação de móveis, na produção de papel e em diversas outras aplicações.

Para entender melhor as plantas de madeira, é importante conhecer a classificação das madeiras de acordo com suas características. Existem diferentes tipos de madeira, classificados de acordo com a sua origem, densidade, resistência e durabilidade.

As madeiras podem ser classificadas em dois grandes grupos: madeiras de lei e madeiras de pinho. As madeiras de lei são aquelas provenientes de árvores de folhas largas, como o mogno e a cerejeira, enquanto as madeiras de pinho são provenientes de árvores de folhas estreitas, como o pinheiro e o eucalipto.

Além disso, as madeiras podem ser classificadas de acordo com a sua densidade. Existem madeiras de baixa densidade, como o pinho, e madeiras de alta densidade, como o carvalho. A densidade da madeira está diretamente relacionada à sua resistência e durabilidade.

Para diferenciar os tipos de madeira, é importante observar características como a cor, o odor, a textura e a resistência. Cada tipo de madeira possui características únicas que a tornam adequada para determinadas aplicações.

Conhecer as características das diferentes madeiras ajuda a garantir a qualidade e durabilidade dos produtos fabricados com esse material tão versátil.

Principais atributos dos objetos de madeira: características essenciais a serem conhecidas.

As plantas de madeira são aquelas que possuem como principal característica a presença de tecido lenhoso em sua estrutura. Essas plantas são conhecidas por sua resistência, durabilidade e versatilidade, sendo amplamente utilizadas na fabricação de diferentes objetos e estruturas.

Um dos principais atributos dos objetos de madeira é a sua capacidade de se adaptar a diferentes ambientes e climas, tornando-os ideais para uso tanto em ambientes internos quanto externos. Além disso, a madeira possui um aspecto natural e rústico, o que confere charme e elegância aos objetos produzidos com esse material.

Outra característica essencial a ser conhecida é a durabilidade da madeira, que, quando bem cuidada, pode durar por muitos anos sem perder a sua qualidade e beleza. Além disso, a madeira é um material sustentável, pois pode ser facilmente reaproveitada e reciclada, contribuindo para a preservação do meio ambiente.

Portanto, ao escolher objetos de madeira, é importante levar em consideração esses atributos, que fazem desse material uma excelente opção para quem busca qualidade, beleza e sustentabilidade em seus produtos.

Plantas de madeira: definição, tipos e exemplos

As plantas lenhosas são geralmente árvores de tamanho médio ou grandes são cortadas para remover a madeira.Este material será utilizado para determinados fins, como construção, papel, etc. As árvores de madeira são amplamente classificadas em árvores macias, semi-duras e de madeira dura.

Hoje são conhecidas mais de 100.000 espécies de madeira, com madeira em seu tronco e galhos, mas estima-se que apenas 500 dessas espécies sejam comercializáveis. Além disso, a maior parte da madeira obtida dessas árvores é usada em outros países que não sejam nativos.

Relacionado:  Parque Nacional de Komodo: História, Localização, Flora, Fauna

Plantas de madeira: definição, tipos e exemplos 1

Isso é regido pelo código internacional de comércio de fauna e flora e inclui espécies de madeira adequadas para comercialização e exportação. Embora as áreas de trabalho para obter a madeira sejam extremamente grandes, deve-se considerar que várias espécies já estão em risco de extinção.

As plantas, além de serem usadas para extrair madeira ou para construção, podem ter outras aplicações, como medicamentos. A este respeito, você pode querer ver: 50 plantas medicinais e seus usos mais saudáveis .

Tipos de plantas de madeira

Como dito anteriormente, as plantas de madeira são classificadas em três tipos: madeira de lei, semi-madeira e madeira de lei.

Folhosas

Eles são da melhor qualidade, pois claramente possuem mais resistência e são utilizados na construção de móveis de alta qualidade, pisos, tetos e até casas. Eles são caros, mas têm qualidade superior que duram anos, em comparação com outros tipos.

Semi-madeiras

Eles também são usados ​​para fazer móveis e aberturas, mas de qualidade inferior. São mais fáceis de entrar no mercado, porque também têm um preço mais baixo e são mais acessíveis

Madeiras macias

Para uma questão de qualidade, esse tipo não é usado na construção de móveis ou casas, mas na fabricação de produtos mais comuns, como gavetas de legumes, artesanato e até papel.

As cinco árvores de madeira com maior risco de extinção

A alta taxa de tráfico ilegal de madeira contribui para o declínio de algumas das espécies de madeira mais valiosas, por exemplo: encomco, mogno e cedro.

Essas espécies e outras são afetadas principalmente pela superexploração e fragmentação de seu habitat.

Embora tenham sido estabelecidas leis em todo o mundo sobre a comercialização dessas espécies, a realidade é que as agências de defesa tentaram, através de todos os tipos de campanhas, protestos e lutas para acabar com essa prática, mesmo que ainda não tenha sido alcançada. Um acordo concreto.

-Abarco : é utilizado na confecção de cestos e calçados, também na construção de canoas, barcos e móveis, placas decorativas e carrocerias.

-Cedro : é usado principalmente em móveis finos, barcos, instrumentos musicais, canoas e esculturas. É tentado, por todos os meios, impedir sua exploração.

– Mogno : é utilizado para tornear obras, barcos, instrumentos musicais, esculturas, entre outros. Se seu comércio não for regulamentado, pode ser a espécie mais afetada, pois também é uma das mais utilizadas.

-Canela : é uma fonte de fibra, ferro e cálcio. Utilizado como anestésico, também substitui a canela, para dar sabor aos alimentos.

-Palorosa: possui um óleo utilizado na fabricação de perfumes e sabonetes. Sua madeira é utilizada na fabricação de facetas, pisos, cabos de ferramentas, etc.

Árvores de madeira de acordo com suas folhas

As árvores de madeira também são classificadas de acordo com a folha:

Folha velha

São as árvores que, dependendo da estação e do clima, eliminam 100% de suas folhas. Por exemplo, nas épocas mais frias do ano, tanto no outono quanto no inverno, essas são as árvores cujas folhas mudam de cor, até secarem, murcharem e caírem por conta própria.

Relacionado:  Os 15 benefícios mais importantes da reciclagem

Essas mesmas árvores no verão ou na primavera começam a mostrar uma camada verde, frondosa e colorida. Isso tem uma raison d’être, e essa árvore, ao se despir no inverno, permite que os raios do sol cheguem ao solo mais rapidamente e sua umidade natural evapore, entre outras vantagens.

No verão, seu copo grande proporciona uma sombra agradável e protege o solo de sua umidade natural.

Evergreen

São aquelas árvores que, independentemente do clima ou da estação, retêm todas as suas folhas. Essas árvores fazem suas folhas mudarem, mas não estão mais de acordo com a estação, mas de maneira mais lenta e prolongada, levando até 10 anos para renovar sua folhagem.

Inventário de plantas de madeira

  • Chiche ( Aspidosperma megalocarpum )
  • Palo Maria ( Calophylum brasiliense Cambess )
  • Guayabo Voador (Nome científico: Terminalia Amazona )
  • Primavera ( Cybistax donnell-smithii ou Tabebuia donnell-smithii Rose )
  • Huanacastle ( Enterolobium cyclocarpum )
  • Formiga colorida ( Platymiscium dimorphandrum )
  • Carvalho ( Tabebuia pentaphylla (L.) Hemsl. Quercus oleoides )
  • Pau-mulato (Bursera simaruba )
  • Cedro e C. Rojo ( Cedrela odorata ou Cedrela mexicana )
  • Cuaulote ( Guazuma ulmifolia )
  • Cauda de peru ( Hymenolobium mesoamericanum )
  • Otate ( Bambusa Vulgaris )
  • Guarumbo ( Cecropia obtusifolia )
  • Manaca ( Scheelea Peruzzi )
  • Bambu (classe Guadua angustifola )
  • Chalum ( Ingas)
  • Izote da montanha ( Dracaena americana )
  • Moedor de cacau rosa ( Quararibea funebris)
  • Pão de Palito ( Artocarpus altilis )
  • Folha branca ( Calathea Lutea )
  • Pacaya ( ChamadoreaTepijilote )
  • Juste ou Ramon ( Brosimum Alicastrum)
  • Ylang Ylang ( Cananga Dorato )
  • Canela ( Canela )
  • Cacau ( Theobroma Cacao )
  • Patasthe ( Theobroma Bicolor )
  • Mamey ( Pouteria sapota )
  • Abacate ( Persea americana )
  • Guanabana ( Annona muricata )
  • Limão ( Citrus Limonum )
  • Coco ( Cocos Nucifera )
  • Achiote ( Bixie Orelana )
  • Sabão ( Sapindus saponaria)
  • Palmax ( Real Palmaceas )
  • Neem ( Azadirachta indica )
  • Yaite ( Gliriceda Sepium )

Plantar árvores de madeira ou o final da atividade?

A atividade florestal produz muita rentabilidade, mas uma grande desvantagem. O tempo que leva para colher. Mas isso traz outro inconveniente.

Como é uma atividade que vem ocorrendo há muito tempo, os trabalhadores no campo têm se preocupado mais em extrair para aproveitar os recursos, do que em reabastecer o que estava sendo extraído. Isso traz a questão e, posteriormente, o debate, se esse recurso e essa atividade: tem prazo? Ou pior, ele tem uma data de validade?

Em algumas áreas onde restam poucas plantas de madeira, restos de folhas e galhos ainda são usados, e isso está transformando a produção de outros produtos em qualidade baixa ou pelo menos duvidosa.

Portanto, seria necessário perguntar se essa atividade em alguns anos continuará trazendo lucros aos produtores e benefícios aos consumidores.

Referências

  1. 38.edufuturo.com.
  2. eltiempo.com. Espanha Jornal El Tiempo (2017).
  3. Plantas de madeira (2016). Recuperado de: mysdiowebdmvs. México
  4. Árvores de madeira Recuperado de: eljardin.ws.
  5. AVENIDA CENTRAL ECOLOGICOSLAAURORA S / N 30680 COL FRANCISCO SARABIA CHP TUZANTAN. Recuperado de: ecologicoslaaurorasc.com.mx.
  6. abc.com.py (2017) – Yegros- Assunção. Paraguai

Deixe um comentário