Quais problemas a economia aborda?

Os problemas com os quais a economia lida variam um pouco de um ramo para outro. Alguns estão relacionados às necessidades sociais, outros falam sobre a pobreza, inflação e taxa de desemprego de uma nação, enquanto muitos outros falam sobre o Produto Interno Bruto (PIB) dos países ou o comportamento dos consumidores nesses países.

Em geral, os problemas tratados pela economia são diversos e estudam variáveis ​​nos níveis global (macro) e local (micro). Por esse motivo, a economia pode falar sobre alocação de recursos, possibilidades de produção ou variáveis ​​de crescimento e desenvolvimento econômico de um setor específico (Inc, 2017).

Quais problemas a economia aborda? 1

Em geral, a base dos problemas abordados pela economia é baseada na satisfação das necessidades humanas. Dessa forma, tente analisar a melhor maneira pela qual os recursos devem ser organizados para alcançar um objetivo humano específico.

A economia analisa principalmente o uso de recursos tangíveis e intangíveis. Dessa forma, concentra-se no estudo de questões relacionadas a bens materiais, mercadorias, serviços e a capacidade produtiva que eles têm para a elaboração deles (Association, 1974).

Principais problemas abordados pela economia: bens, mercadorias e serviços

A economia lida com problemas relacionados a bens que não são derivados apenas de recursos naturais, mas também de iniciativa humana (ações físicas e psíquicas). Isso inclui uma grande variedade de objetos feitos pelo homem, com esforço, criatividade e criatividade.

Dessa forma, a economia estuda o uso subsequente desses objetos em um determinado setor.

Todos os recursos provenientes da inventividade do homem são chamados de fatores de produção e o que resulta de seu uso, é conhecido no campo econômico como bens ou mercadorias, quando são tangíveis e serviços quando são intangíveis (Pheby, 1998). .

Embora os bens e serviços estejam localizados em diferentes níveis físicos, os dois são responsáveis ​​por atender às necessidades individuais ou coletivas dos seres humanos, e é nisso que a economia se concentra principalmente.

Relacionado:  Cultura árabe: história, características, religião, economia, tradições

A importância do uso de certos bens é dada apenas na medida em que eles possam atender a um número maior de necessidades humanas.

Fabricação e consumo

Quais problemas a economia aborda? 2

A economia não trata apenas de problemas relacionados aos bens e serviços necessários para atender às necessidades humanas. Também é responsável por analisar o processo necessário para a preparação desses bens e serviços (manufatura ou produção) e sua subsequente aquisição por seres humanos (consumo).

Baseia-se sempre na possibilidade de satisfazer as necessidades humanas através do consumo de bens tangíveis e intangíveis. Muitos indivíduos acreditam que, estando em permanente estado de consumo, os seres humanos devem atingir um limite.

No entanto, as necessidades humanas são variadas e mudam com o tempo, por esse motivo, o consumo de recursos é ilimitado (Miller, 2001).

Essa questão é tratada em profundidade pela economia, o que indica que os seres humanos sempre terão necessidades que devem ser constantemente atendidas, como alimentos, roupas, saúde, moradia ou educação.

Por outro lado, existem outras necessidades que só podem ser parcialmente cobertas e não cobrem a população total do mundo. Nesse sentido, a economia é responsável por abordar o problema da escassez.

A escassez é definida pela economia como a ausência de recursos suficientes para atender às necessidades de todas as pessoas.

É por esse motivo que se torna indispensável ter estratégias que ditem o caminho a seguir e por que a produção de bens não é suficiente para atender às necessidades de todos os indivíduos.

Escassez

Quais problemas a economia aborda? 3

Esse é um problema frequentemente analisado pela economia, que entende que todo recurso é limitado. Dessa maneira, na medida em que mais indivíduos exijam esse recurso, eles devem acessar uma proporção menor dele. Se um indivíduo acessa muito o bem (tangível ou intangível), é provável que outros não o tenham.

Relacionado:  Thomas Newcomen: biografia e invenções

O trabalho da economia, nesse sentido, assume uma tonalidade social que busca encontrar mecanismos e estratégias alternativas que permitam a satisfação das necessidades de todos os indivíduos igualmente dentro da população.

Um problema sério que a economia deve abordar está relacionado às pessoas e organizações que decidem quem e como os bens são distribuídos na sociedade. Geralmente, as instituições selecionam e decidem como os recursos são distribuídos. Isso envolve diferentes mecanismos que contemplam não apenas motivadores econômicos, mas também múltiplas variáveis ​​éticas (Online, 2017).

Eficiência

Quando se fala em eficiência em economia, se fala em eficiência na produção e distribuição de mercadorias. Dessa forma, a economia tenta analisar as variáveis ​​que levam à ineficiência produtiva e estratégias para melhorá-la, utilizando diferentes recursos tecnológicos.

A eficiência é um problema fundamental abordado pela economia, pois sua melhoria leva a um aumento na qualidade de vida da sociedade.

No entanto, às vezes não é aconselhável eliminar todas as ineficiências, pois o custo desse processo pode exceder em muito os benefícios da implementação de uma mudança radical.

A economia é responsável por buscar o bem-estar das sociedades, gerando pesquisas e dados que permitem estabelecer estratégias e formas de lidar com a ineficiência (Spinosa, 2008).

O desperdício

Quais problemas a economia aborda? 4

Um dos problemas mais comumente abordados pela economia é o desperdício de recursos, especialmente aqueles que são escassos. Essa questão é analisada a partir do que leva ao desperdício e às conseqüências subsequentes de sua existência.

As pessoas optam por dar a esses recursos um emprego inadequado, alterando o bom funcionamento do sistema de mercado.

Quando os recursos estão amplamente subempregados, a ineficiência aumenta e a capacidade produtiva de qualquer entidade diminui. Dessa maneira, uma quantidade menor de bens e serviços está disponível ao público e menos necessidades humanas podem ser atendidas.

Relacionado:  O que é um ensaio filosófico?

No entanto, a economia também é responsável por analisar quais fatores levam a esse desperdício, uma vez que a natureza de cada problema é diferente dependendo do contexto social em que está localizado (Study.com, 2017).

Referências

  1. Association, IT (1974). Economia pública: uma análise da produção e consumo públicos e suas relações com os setores privados; Anais de uma conferência realizada.
  2. Inc, W. (2017). Dicionário de negócios. Obtido de um problema econômico: businessdictionary.com.
  3. Miller, D. (2001). Consumo e Produção. Em D. Miller, Consumo: Teoria e questões no estudo do consumo (pp. 15-19). Nova York e Londres: Routledge.
  4. Online, E. (2017). Economics Online Obtido em Princípios de produção: economicsonline.co.uk.
  5. Pheby, J. (1998). Prefácio Em J. Pheby, Metodologia e Economia: Uma Introdução Crítica.
  6. Spinosa, D. (16 de novembro de 2008). Teoria e Política Econômica – ISFD109. Obtido em Os Problemas que a Economia estuda: dspinosatpecon.blogspot.pe.
  7. com. (2017). Study.com Obtido de Fatores de Produção em Economia: Definição, Importância e Exemplos: study.com.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies