Quais são os recursos naturais do México?

O México é um país rico em recursos naturais, que desempenham um papel fundamental na economia e na cultura do país. Entre os recursos naturais mais importantes do México estão o petróleo, gás natural, prata, cobre, ferro, ouro, zinco, chumbo, sal, madeira e água. Além disso, o país também é conhecido por sua biodiversidade, com uma grande variedade de espécies animais e vegetais. Todos esses recursos desempenham um papel crucial no desenvolvimento e na sustentabilidade do México.

Principais produtos da indústria mexicana: descubra o que é mais produzido no país.

Quando se fala em recursos naturais do México, é importante também destacar os principais produtos da indústria mexicana. O país é conhecido por ser um grande produtor de diversos itens, que vão desde alimentos até produtos manufaturados. Vamos descobrir o que é mais produzido no México.

Um dos principais produtos da indústria mexicana é o petróleo. O México é um dos maiores produtores de petróleo do mundo, o que contribui significativamente para a economia do país. Além disso, a indústria automobilística também se destaca, com a produção de carros e peças automotivas sendo uma das principais atividades econômicas do México.

Outro setor importante da indústria mexicana é o de alimentos. O país é conhecido por sua rica culinária, e a produção de alimentos como milho, feijão, abacate e tomate é essencial para a economia mexicana. Além disso, a indústria de bebidas, como tequila e cerveja, também é bastante forte no México.

Além disso, o México também se destaca na produção de eletrônicos e produtos químicos. A indústria de turismo também é extremamente importante para a economia mexicana, com milhões de turistas visitando o país todos os anos.

Portanto, podemos ver que o México possui uma indústria diversificada e robusta, com produtos que vão desde o petróleo até alimentos e bebidas. Essa variedade de setores contribui para a economia do país e para sua posição como um dos principais produtores mundiais em diversas áreas.

Principais características naturais do México: fauna, flora, paisagens e climas diversificados.

Os recursos naturais do México são extremamente ricos e variados, refletindo as diversas características naturais do país. Um dos pontos mais marcantes é a sua biodiversidade, que abrange uma grande variedade de espécies de fauna e flora.

A fauna mexicana é composta por animais como jaguares, quetzais, tamanduás e iguanas, que habitam as diferentes regiões do país. Já a flora é representada por uma grande diversidade de plantas, como cactos, agaves e orquídeas, que se adaptaram aos diferentes climas e solos do México.

Além disso, as paisagens mexicanas são igualmente variadas, indo desde praias paradisíacas até desertos áridos e montanhas nevadas. A diversidade de climas também é um ponto forte do país, com regiões tropicais, subtropicais, temperadas e áridas.

Essas características naturais únicas do México tornam o país um verdadeiro paraíso para os amantes da natureza e para aqueles que buscam explorar ambientes diferentes e surpreendentes. A preservação desses recursos naturais é fundamental para garantir a sustentabilidade do país e o bem-estar das gerações futuras.

Qual é o patrimônio econômico do México?

O México possui uma vasta diversidade de recursos naturais que contribuem significativamente para o seu patrimônio econômico. Entre os principais recursos naturais do país estão o petróleo, prata, cobre, gás natural, florestas, minerais e agricultura.

Relacionado:  Potencial hídrico: componentes, métodos e exemplos

O petróleo é um dos recursos mais importantes do México, sendo um dos maiores produtores de petróleo do mundo. A indústria petrolífera representa uma parte significativa da economia mexicana, contribuindo para a geração de empregos e receitas para o governo.

Além do petróleo, o México também é conhecido por sua produção de prata, sendo um dos maiores produtores do metal no mundo. A mineração de prata é uma atividade econômica importante em várias regiões do país, proporcionando empregos e impulsionando a economia local.

O país também possui importantes reservas de cobre e gás natural, que são explorados e utilizados tanto para consumo interno quanto para exportação. Esses recursos naturais contribuem para a geração de divisas e fortalecem a balança comercial do México.

Além dos recursos minerais, o México possui extensas florestas que são exploradas de forma sustentável para a produção de madeira e outros produtos florestais. A indústria madeireira é uma importante fonte de emprego e renda para muitas comunidades rurais.

Por fim, a agricultura também desempenha um papel fundamental na economia mexicana, com o país sendo um dos maiores produtores de alimentos do mundo. A diversidade climática e geográfica do México permite a produção de uma ampla variedade de culturas, desde milho e feijão até frutas tropicais e hortaliças.

Os principais aspectos que se destacam no México: cultura, gastronomia, paisagens deslumbrantes e história rica.

Os recursos naturais do México são extremamente diversificados e abundantes. O país é conhecido por suas paisagens deslumbrantes, que vão desde praias paradisíacas até montanhas imponentes. Além disso, a rica história do México se reflete em suas ruínas antigas e monumentos históricos.

A cultura mexicana é vibrante e colorida, com influências indígenas e espanholas. A arte, a música e a dança são parte integrante da vida cotidiana dos mexicanos. A gastronomia do país é igualmente rica, com pratos tradicionais como tacos, tamales e mole.

Os recursos naturais do México incluem uma variedade de minerais, como prata, cobre e chumbo. O país também é conhecido por sua produção de petróleo e gás natural. Além disso, o México possui uma rica biodiversidade, com uma grande variedade de espécies de plantas e animais.

Seus recursos naturais são uma parte fundamental de sua identidade e contribuem para sua beleza e diversidade.

Quais são os recursos naturais do México?

Os recursos naturais do México baseiam-se na grande diversidade de plantas e animais, que derivam da variedade de climas e regiões do país da América Central. Entre eles, destacam-se água, petróleo e biodiversidade.

Em relação aos tipos de vegetação, podemos encontrar matas xerófilas, pradarias, chaparral, florestas tropicais, selvas, manguezais, florestas sempre verdes, florestas nebulosas, florestas de coníferas e florestas de carvalhos. Sua grande diversidade biológica é encontrada principalmente nos estados do sul do país.

Quais são os recursos naturais do México? 1

Figura 1. Principais estados com diversidade biológica no México.

No México, foram descritas 535 espécies de mamíferos, 1096 espécies de aves, 804 espécies de répteis, 2692 espécies de peixes, 5387 espécies de crustáceos, 47.853 espécies de insetos, 25.008 espécies de plantas vasculares e 7.000 espécies de fungos.

Os répteis se destacam da lista anterior, com o maior número em todo o mundo (Sarukhán, et al. 2009). No entanto, o México também ocupa o primeiro lugar no mundo para espécies ameaçadas e o primeiro na América Latina para espécies ameaçadas.

Uso da terra

O uso da terra é o principal fator que acelera a perda de ecossistemas nativos e a biodiversidade do país. As atividades que causam essa mudança são mineração, pecuária, agricultura ou fruticultura.

O México é o principal exportador de abacate do mundo e suas principais culturas são sorgo, milho e trigo, que cobrem quase 50% da área cultivada do país.

No entanto, a maioria dos solos agrícolas no México tem algum grau de erosão, devido a monoculturas e desmatamento. Espera-se que, até 2020, mais de 2 milhões de hectares de vegetação nativa desapareçam apenas no estado de Oaxaca (Velazquez et al. 2003).

Note-se que nem todos os modelos agrícolas prejudicam o solo. Em Chiapas, foi demonstrado que as lavouras de café baseadas em sistemas agroflorestais favorecem a manutenção da biodiversidade e um efeito positivo na produção (Soto et al. 2000).

O setor florestal contribui com apenas 1,6% do PIB, no entanto, as florestas do México são um recurso muito valioso que fornece inúmeros serviços ambientais, como captura de dióxido de carbono, regulação climática ou abastecimento de água para os principais rios do país.

A maior parte da atividade de mineração está localizada na parte norte e central do país. Os principais elementos da extração são chumbo, prata, ouro, mercúrio, zinco, cobre e molibdênio, ferro e magnésio e carvão. Alguns exemplos importantes são a extração de cobre em Sonora (Harner, 2001) ou a extração de chumbo, ouro, prata e zinco em Michoacán (Chávez et al. 2010).

Quais são os recursos naturais do México? 2

Figura 2. Minas no México. (Garcia, 2012)

Outro fator que contribuiu para a perda de biodiversidade no México é a caça furtiva, terminando muitas espécies como o lobo mexicano.

Atualmente, existe um regulamento para a caça esportiva, que se tornou uma atividade econômica muito importante no norte e nordeste do México, com foco em espécies como o cervo de cauda branca (Odocoileus virginianus), o cervo-bura (Odocoileus hemionus), o carneiro selvagem (Ovis canadensis), javali (Tayassu tajacu), veado-vermelho (Cervus elaphus), coiote (Canis latrans), coelhos (Sylvilagusspp), peru selvagem (Meleagris gallopavo), várias espécies de pombos (principalmente o Zenaida asiatica) e várias espécies de patos. (Naranjo et al. 2010).

As Áreas Protegidas Naturais (ANPs) são o principal instrumento de conservação da diversidade no país (García et al. 2009). Juntos, os NPAs mexicanos (federal, estadual e municipal) cobrem 9,85% do território terrestre nacional, 22,7% do mar territorial, 12% da plataforma continental e 1,5% da zona econômica exclusiva.

Por outro lado, algumas comunidades no México também subsistem através do ecoturismo, como a comunidade Ventanilla em Oaxaca. O ecoturismo comunitário é uma opção para o desenvolvimento rural, que em algumas ocasiões provou ser uma atividade sustentável (Ávila, 2002).

Agua

Atualmente, o México possui 653 aquíferos, dos quais 288 estão disponíveis, representando apenas 44% deles. Escassez e poluição são os principais problemas da água no México.

A disponibilidade média de água é de 4841 m3 por habitante por ano, um número aceitável, mas com o problema de uma distribuição muito desigual. Além disso, dos 653 aquíferos do país, 104 têm superexploração (Sarukhán, et al. 2009, Greenpeace México, 2009).

Quais são os recursos naturais do México? 3

Figura 3. Disponibilidade de água no México, cores vermelhas indicam menor disponibilidade de água per capita e cores mais claras indicam maior disponibilidade e menos pressão sobre o recurso. (Sarukhán, et al. 2009).
Relacionado:  Matriz de Leopold: para que serve, vantagens, exemplos

Pesca e aquicultura

As principais atividades correspondentes à pesca no México são a captura de camarão e a aquicultura de espécies introduzidas, como carpa e tilápia.

Isso levou à extinção local de espécies nativas, muitas delas endêmicas (Sarukhán, et al. 2009).

Energético

A capacidade energética nacional é de 53.858 MW. As fontes de geração de energia devido à sua importância são: termoelétricas convencionais, 27,8%; hidrelétrica, 22,6%; ciclo combinado PI 17,7%; Ciclo combinado CFE, 10,8%; 5,6% de hidrelétricas, 5,6% de turbogas; dupla 4,5%; geotérmica e eólica, 2,1%; 2,9% nuclear; combustão dupla e interna 0,4%. (Greenpeace México, 2009)

No final do século passado, a economia do México dependia fortemente do petróleo produzido no país. No entanto, a partir de 2004, o pico de produção foi atingido com 1.208,2 bilhões de barris (Valdivia e Chacón, 2008) e em 2015 o México produziu 9.812 bilhões de barris. (CIA, 2015).

Referências

  1. Ávila VS Foucat (2002). Gestão comunitária do ecoturismo em direção à sustentabilidade, em Ventanilla, Oaxaca, México. Gerenciamento Oceânico e Costeiro 45 pp. 511-529
  2. CIA (2015). O livro de fatos do mundo. 19 de dezembro de 2016, da CIA
  3. Chávez CP, Uribe SJA, Razo PN, Martínez MM, Maldonado VR, Ramos RY e Robles J. (2010). O impacto da mineração no ecossistema regional: o distrito de mineração de El Oro e Tlalpujahua, México. De Re Metallica, 15, ISSN: 1577-9033. pp. 21-34
  4. Figueroa F. e V. Sanchez-Cordero (2008). Eficácia das áreas naturais protegidas para impedir o uso e a mudança da cobertura do solo no México. Biodivers Conserv 17. pp. 3223-3240.
  5. García Aguirre, Feliciano (2012). Mineração no México Espaços para capital aberto. Theomai, não. 25, pp. 128-136
  6. García Frapollia Eduardo, Gabriel Ramos-Fernández Eduardo Galicia, Arturo Serrano (2009). A complexa realidade da conservação da biodiversidade através da política de Áreas Protegidas Naturais: Três casos da Península de Yucatán, México. Política de uso da terra 26. Pp. 715-722.
  7. Greenpeace México 2009, A destruição do México A realidade ambiental do país e as mudanças climáticas, Santa Margarita 227, Col. del Valle, CP 03100, México, DF www.greenpeace.org.mx
  8. Harner, J. (2001), Place Identity and Copper Mining em Sonora, México. Anais da Association of American Geographers, 91: 660–680. doi: 10.1111 / 0004-5608.00264.
  9. Naranjo, EJ, JC López-Acosta e R. Dirzo (2010), Caça no México, Biodiversitas. 91. pp. 6-10
  10. Sarukhán, J. et ai. 2009. Capital natural do México. Síntese: conhecimento atual, perspectivas de avaliação e sustentabilidade. Comissão Nacional para o Conhecimento e Uso da Biodiversidade, México.
  11. Soto PL, Perfect I., Castillo HJ, Caballero NJ, (2000), Efeito de sombra na produção de café na zona norte de Tzeltal, no estado de Chiapas, México. Agricultura, Ecossistemas e Meio Ambiente 80. pp. 61-69
  12. Valdivia Gerardo Gil e Susana Chacón Domínguez 2008, A crise do petróleo no México, FCCyT, ISBN: 968-9167-09-X
  13. Velazquez A, E. Duran, I. Ramirez, JF Mas, G. Bocco, G. Ramirez, JL Palacio (2003). Processos de mudança do uso da terra em áreas de alta biodiversidade: o caso de Oaxaca, México. Mudança Ambiental Global 13. pp. 175-184

Deixe um comentário