Recursos da empresa: tipos e exemplos reais

Recursos da empresa: tipos e exemplos reais

Os recursos de uma empresa são todos aqueles fatores que fornecem à organização os meios necessários para realizar sua atividade. Esses fatores podem ser de qualquer tipo: pessoas, máquinas, dinheiro, uma tecnologia específica, entre outros.

Esses são todos os elementos usados ​​em algum momento do processo de produção. Suas funções são variadas: ser transformada em bens e / ou serviços para usuários finais, participar do processo de transformação anterior e distribuir bens e / ou serviços finais para o usuário final.

Além disso, os recursos de uma empresa são usados ​​para adquirir novos recursos, coordenar com outros recursos e aumentar a produtividade da organização.

Esse tipo de recurso é dividido em cinco grupos: humano, material, financeiro, tecnológico e intangível.

Tipos de recursos de negócios

– Recursos humanos

O recurso mais importante em qualquer organização são as pessoas, pois elas são as encarregadas de controlar o restante dos recursos para fazer o processo de produção funcionar.

Portanto, as habilidades dos trabalhadores e o relacionamento que eles têm entre si são fatores especialmente significativos para o sucesso de qualquer negócio; Não importa que tipo de funcionário você seja, pois todos participam de alguma fase do processo. As principais características dos recursos humanos são as seguintes:

Eles não são de propriedade da empresa

A organização pode ter controle sobre seus materiais, máquinas, infra-estruturas, entre outros; no entanto, não possui propriedade sobre as pessoas. Eles oferecem suas habilidades em troca de remuneração financeira.

Suas habilidades são recursos intangíveis

As qualidades de cada pessoa não podem ser medidas ou pesadas. Eles só se manifestam no desenvolvimento de suas funções dentro da organização, como veremos mais adiante.

Coordene o restante dos recursos

Graças às pessoas, todo o negócio pode ser iniciado; sem eles, seria impossível.

Quanto mais conhecimento, melhor pago

Alguns recursos humanos são muito escassos. Portanto, quanto mais complexo o conhecimento, melhor ele deve ser remunerado.

Relacionado:  Gerenciamento sênior: recursos, funções e gerenciamento da qualidade

Exemplos

Um recurso humano é qualquer trabalhador em uma organização. Os recursos humanos abrangem todo o pessoal da empresa: do presidente ao aluno recém-formado na universidade.

– Recursos financeiros da empresa

Simplificando, os recursos financeiros de uma empresa são a capacidade econômica que ela possui em todas as suas formas: caixa, receitas, despesas, créditos, investimentos, entre outros.

Graças a esses recursos, a organização poderá garantir a implementação do restante dos recursos. Entre suas principais características, destacam-se:

Eles têm formas diferentes

Eles podem ser apresentados em dinheiro, créditos, títulos, ações, entre outros.

Eles iniciam o restante dos recursos

Eles fazem isso através de sua aquisição ou pagamento: compra de ativos fixos e variáveis ​​( recursos materiais ), pagamento de salários (recursos humanos), pagamento de créditos (recursos financeiros), desenvolvimento de novas tecnologias (recursos tecnológicos) ou melhoria do ambiente de trabalho (recursos intangivel).

Eles vêm de várias fontes

Os recursos financeiros podem vir dos próprios parceiros (capital social), de subsídios estatais, da venda de produtos ou serviços, de ações ou empréstimos de investidores, entre outros canais.

Sua correta gestão é essencial

É assim para corrigir as despesas da empresa. Para isso, existem sistemas como o ERP ( Enterprise Resource Planning ), um recurso tecnológico encarregado de gerenciar esse tipo de recursos da melhor maneira possível.

Exemplos

Alguns exemplos reais podem ser dinheiro na caixa, no banco, um empréstimo do banco para financiar a compra de um veículo ou ações da empresa.

– Recursos materiais

Os recursos materiais são feitos de todos os bens tangíveis disponíveis para a organização, tais como máquinas, edifícios, veículos, material de escritório, equipamentos de informática, matérias-primas ou estoque no armazém. Abaixo estão suas características mais destacadas:

Tangível

Isso significa que eles podem ser vistos, tocados ou medidos.

Eles podem fazer parte do processo de criação de outros recursos

Isso pode ser feito diretamente (máquinas, equipamentos de informática, etc.) ou indiretamente (terra, veículos, etc.).

Relacionado:  Ponto de reabastecimento: como calculá-lo em inventários e exemplos

Apoie o processo de produção

Eles podem ajudar a gerar o processo de produção da melhor maneira possível (como a função de materiais de escritório ou combustíveis), ou podem até ser uma parte essencial do produto final (por exemplo, matérias-primas).

Exemplos

Se tomarmos o exemplo de uma fábrica de roupas, seus recursos físicos podem ser a própria fábrica (propriedade), a máquina para fabricar camisetas (máquinas), a van de entrega (veículo) e todas as peças de vestuário disponíveis no armazém ( estoque ).

– Recursos tecnológicos

A tecnologia é uma parte muito importante dos recursos de uma empresa. Aqui contamos os sistemas e processos que fazem parte da atividade e que servem para armazenar recursos intangíveis.

Podem ser sistemas de gerenciamento de computadores, desenvolvimento de tecnologias proprietárias, serviços telefônicos, servidores de dados ou patentes tecnológicas, entre outros. As características mais relevantes são as seguintes:

– Recursos tecnológicos armazenam e gerenciam recursos intangíveis.

– Eles aumentam a eficácia da organização.

– Eles geralmente são gerenciados pelos departamentos de TI (Tecnologia da Informação).

– Sua implementação influencia decisivamente o uso de outros recursos.

Exemplos

Entre os exemplos mais relevantes estão o famoso CRM ou CMS (sistemas de gerenciamento de computadores), software proprietário criado pela empresa (desenvolvimento de tecnologias proprietárias) ou um sistema de gerenciamento de banco de dados (RDBMS).

– Recursos intangíveis

Embora esses recursos às vezes sejam deixados de fora da classificação, eles são cada vez mais levados em consideração; Isso ocorre porque são os recursos que fazem a diferença entre uma empresa medíocre e outra eficaz e bem-sucedida.

Como o nome indica, estes não podem ser percebidos através dos sentidos; isto é, eles não podem ser tocados, vistos ou medidos, o que às vezes dificulta sua administração.

Alguns desses recursos são conhecimento da força de trabalho, confiança entre os funcionários, imagem da marca, rotinas realizadas no local de trabalho e trabalho em equipe. Suas principais características são:

Relacionado:  Competência contábil: o que é, métodos e exemplos

– Eles não podem ser percebidos pelos sentidos.

– Difícil de medir e quantificar

– Eles fazem a diferença entre sucesso e fracasso.

– Eles podem ser desenvolvidos e melhorados.

– Geralmente, eles precisam ser combinados com outros fatores para funcionar.

Exemplos

– Ter uma equipe multidisciplinar e coesa (conhecimento, trabalho em equipe).

– A existência de plena confiança entre os trabalhadores, facilitando a comunicação (confiança).

– Que você estabeleceu uma rotina flexível e confortável (rotinas).

– Que a marca seja vista com bons olhos pelos consumidores (imagem da marca).

Importância dos recursos comerciais

Os recursos de negócios são importantes porque servem para otimizar as competências das empresas e, assim, alcançar objetivos. É o conceito básico de eficiência, que busca alcançar o benefício máximo com o custo mínimo.

Para que isso aconteça, as empresas usam o sistema Enterprise Resource Planning (ERP), baseado na integração das diferentes operações comerciais, logística e todos os recursos (pessoal, maquinário, investimento, tecnologia) para buscar otimização.

Um bom gerenciamento de recursos de negócios permite algumas das seguintes vantagens:

– Economia de tempo e despesas.

– Tomar decisões mais rapidamente e com menor probabilidade de erro. 

– Dados concretos e visíveis a serem analisados.

– Otimização de estoques.

– Previsão de vendas.

– Flexibilidade na tomada de decisão.

– Mais capacidade de reagir a problemas internos e externos.

– Mais comunicação entre departamentos.

Referências 

  1. LosRecursosHumanos.com (2017). LosRecursosHumanos.com . Obtido de losrecursoshumanos.com
  2. Oliveras, E.-F. (sf). grupo-pya.com . Obtido em blog.grupo-pya.com
  3. Miller, GT e S. Spoolman (2011). Viver no meio ambiente: princípios, conexões e soluções . Belmont: Brooks, Cole, 17a ed
  4. The Balance (2017).  Além da contratação e demissão: O que é gerenciamento de RH ?
  5. Mathis, RL; Jackson, JH (2003). Gestão de Recursos Humanos . Thomson.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies