Relato Histórico da Descoberta da América: Características

O relato histórico da descoberta da América é um dos eventos mais marcantes da história mundial, que marcou o início da colonização do continente americano pelos europeus. Caracterizado por uma série de expedições marítimas lideradas por navegadores como Cristóvão Colombo, Pedro Álvares Cabral e Hernán Cortés, a descoberta da América representou um marco na expansão do mundo conhecido e na interação entre diferentes povos e culturas. Neste relato histórico, são destacadas as características das expedições, as motivações dos exploradores, os impactos da colonização nas populações nativas e as consequências históricas desse evento para as sociedades americanas e europeias.

Características dos primeiros povos nativos da América antes da colonização europeia.

Os primeiros povos nativos da América antes da colonização europeia eram caracterizados por sua diversidade cultural, linguística e social. Viviam em comunidades nômades ou sedentárias, desenvolvendo sistemas de agricultura, caça e pesca para subsistência. Além disso, possuíam religiões e mitologias próprias, que influenciavam suas práticas diárias e rituais.

Outra característica marcante era a organização social em tribos ou clãs, com líderes políticos e espirituais que tomavam decisões em conjunto com os membros da comunidade. O respeito pela natureza e pelos ciclos naturais também era uma parte fundamental de suas crenças e práticas cotidianas.

Além disso, os povos nativos da América desenvolveram técnicas avançadas de artesanato, como a tecelagem, a cerâmica e a metalurgia, além de possuírem sistemas de escrita e calendários próprios. Suas habilidades de navegação e construção de embarcações também eram impressionantes, permitindo-lhes explorar e habitar diferentes regiões do continente.

Conclusão

Em resumo, os primeiros povos nativos da América antes da colonização europeia eram sociedades complexas e ricas em cultura, que deixaram um legado duradouro na história do continente. Seus conhecimentos e tradições continuam a influenciar a sociedade moderna, e é importante reconhecer e valorizar sua contribuição para a diversidade e a riqueza cultural das Américas.

Descobrindo a América: o processo de exploração e conquista do continente americano.

O Relato Histórico da Descoberta da América nos remete a um período de grandes mudanças e descobertas que marcaram a história do continente. A chegada de Cristóvão Colombo em 1492, a serviço dos Reis Católicos da Espanha, foi o marco inicial desse processo de exploração e conquista.

Colombo acreditava ter chegado às Índias, mas na verdade havia descoberto um novo continente, que mais tarde seria nomeado de América em homenagem a Américo Vespúcio. A partir desse momento, iniciou-se a colonização e exploração das terras americanas pelos europeus.

Os espanhóis, portugueses, ingleses, franceses e holandeses foram os principais países envolvidos nesse processo de conquista, que resultou na exploração dos recursos naturais, na escravização dos povos nativos e na imposição da cultura europeia sobre as populações locais.

Relacionado:  Conferência de Estocolmo: histórico, países, pontos

A descoberta da América desencadeou um profundo impacto nas sociedades indígenas, que foram dizimadas por doenças trazidas pelos europeus e subjugadas pela força militar. Esse período de colonização deixou marcas profundas na história do continente, influenciando sua cultura, economia e sociedade até os dias atuais.

Portanto, o processo de exploração e conquista da América foi um momento crucial na história mundial, que alterou para sempre o destino do continente e de seus habitantes.

Principais eventos da colonização da América: impactos, conquistas e transformações ao longo dos séculos.

O processo de colonização da América foi marcado por uma série de eventos que tiveram impactos profundos na história do continente. Desde a chegada dos europeus em 1492, com a descoberta de Cristóvão Colombo, até a formação dos diversos impérios coloniais que se estabeleceram na região, a colonização da América transformou a paisagem cultural, social e econômica do continente.

Entre os principais impactos da colonização da América, destacam-se a devastação das populações nativas, a introdução de novas culturas e tecnologias, a exploração dos recursos naturais e a formação de uma sociedade multicultural e multirracial. Além disso, a colonização da América resultou na expansão do comércio global, na disseminação de doenças e na criação de novas formas de organização política e social.

As conquistas dos colonizadores europeus incluíram a dominação de vastos territórios, a exploração de mão de obra escrava e a imposição de sistemas de governo e religião. Os europeus também estabeleceram relações comerciais com os povos nativos, o que levou à troca de produtos e conhecimentos entre as diferentes culturas.

A colonização da América também provocou transformações significativas na sociedade e na economia do continente. A introdução de novas culturas e tecnologias impulsionou o desenvolvimento de novas formas de produção, como a agricultura e a mineração. Além disso, a colonização da América resultou na formação de novas identidades e na mistura de diferentes grupos étnicos e culturais.

Em resumo, a colonização da América foi um processo complexo que teve impactos duradouros na história do continente. Os eventos que marcaram essa colonização foram determinantes para a formação da sociedade e da cultura americana, e continuam a influenciar a realidade do continente até os dias de hoje.

Por que a descoberta da América é tão importante para a história mundial?

A descoberta da América é um marco histórico de extrema importância para a história mundial. Realizada por Cristóvão Colombo em 1492, essa descoberta teve um impacto profundo nas relações políticas, econômicas e culturais entre os continentes europeu e americano.

Relacionado:  Revolução agrícola inglesa: antecedentes, causas, características

Um dos principais motivos que tornam a descoberta da América tão relevante está relacionado à abertura de novas rotas comerciais e à expansão do comércio global. Com a descoberta de terras desconhecidas, os europeus tiveram acesso a novas riquezas, recursos naturais e produtos exóticos, o que impulsionou o desenvolvimento econômico e comercial da Europa.

Além disso, a descoberta da América desempenhou um papel fundamental na expansão do imperialismo europeu e na formação de impérios coloniais. A chegada dos europeus ao Novo Mundo resultou na colonização e exploração das terras americanas, o que teve consequências devastadoras para as populações nativas, mas também contribuiu para a disseminação da cultura e da língua europeia na América.

Outro aspecto importante da descoberta da América foi o intercâmbio cultural entre os povos europeus e americanos. A troca de conhecimentos, tecnologias e práticas culturais entre essas civilizações teve um impacto duradouro na forma como a sociedade mundial se desenvolveu ao longo dos séculos.

Em suma, a descoberta da América é um evento que mudou para sempre o curso da história mundial, influenciando não apenas a Europa e a América, mas também o resto do mundo. Se não fosse por essa descoberta, a história da humanidade teria seguido um caminho completamente diferente, sem os avanços e transformações que resultaram desse encontro de civilizações.

Relato Histórico da Descoberta da América: Características

A descoberta da América por Cristóvão Colombo mudou completamente o curso da história. Este explorador genovês estava procurando uma nova rota comercial para o leste em nome da Espanha imperial.

Ao contrário de outros exploradores, Colombo navegou para o oeste, chegando nas Bahamas dois meses após o início da viagem.

Relato Histórico da Descoberta da América: Características 1

Ele não foi o primeiro europeu a chegar ao Novo Mundo, mas revelou a existência do continente na Europa.

Na manhã de 12 de outubro de 1492, os portugueses e sua tripulação pisaram em território americano pela primeira vez.

No entanto, os eventos que desencadearam a descoberta da América foram lançados há quase quarenta anos.

A tomada de Constantinopla

Em 1453, os otomanos ocuparam Constantinopla, marcando o fim do Império Bizantino. Até então, havia um comércio florescente entre os comerciantes venezianos e genoveses da Europa e os árabes, que controlavam o comércio entre a Europa e a Índia.

Estes foram prejudicados quando todas as rotas comerciais caíram nas mãos dos turcos. Os turcos não permitiam que comerciantes cristãos trabalhassem em Constantinopla. Isso tornou necessário descobrir uma nova rota comercial para o leste.

Então, muitas nações européias fizeram várias tentativas para restabelecer esses vínculos comerciais. Os portugueses foram pioneiros na idéia de chegar ao leste por mar.

Relacionado:  Em que regiões ou entidades houve influência dos caudilhos?

Assim, com o conhecimento do mundo no final do século XV, eles decidiram navegar para o leste ao redor do Corno de África para chegar à Índia, sudeste da Ásia e China.

O apoio da coroa espanhola a Colombo

Columbus foi um dos poucos que propôs a idéia de navegar para o oeste para alcançar os lucrativos mercados da China e do Japão.

No entanto, sua idéia não foi apoiada pelo rei português Juan II. Após esse fracasso, os genoveses se mudaram para a Espanha.

Naquela época, a Espanha era uma potência menor que Portugal e foi consumida por uma guerra prolongada contra os mouros. No entanto, Colombo recebeu o apoio dos monarcas espanhóis.

O descobrimento da América

Colombo partiu de Puerto de Palos em 3 de agosto de 1492. Sua primeira parada foi nas Ilhas Canárias, onde permaneceu até 6 de setembro devido à falta de ventos.

Uma vez a caminho, o mar calmo e os ventos constantes empurraram seus três navios (La Niña, la Pinta e Santa María) firmemente para o oeste. Mas a viagem foi mais longa do que o planejado por ele ou sua tripulação.

Para apaziguar as apreensões de sua equipe, Columbus manteve dois conjuntos de registros.

Um deles mostrou a distância real percorrida a cada dia, e outro mostrou uma distância menor. O primeiro registro foi mantido em segredo.

A tripulação acalmou um pouco a ansiedade por não saber a verdadeira distância que haviam percorrido de sua terra natal. No entanto, o engano teve apenas um efeito temporário. Em 10 de outubro, eles já estavam à beira de um tumulto.

Então, ele prometeu a eles que, se não vissem terra em dois dias, voltariam para casa. No dia seguinte, aconteceu o evento que mudou a história para sempre: a descoberta da América.

Referências

  1. Munger, S. (2013, 20 de setembro). Navegando para oeste a partir de Bizâncio: Colombo e a queda de Constantinopla. Recuperado em 5 de dezembro de 2017, de seanmunger.com
  2. Lewis, JE (2012). O livro gigantesco de como aconteceu – América. Londres: Hachette UK.
  3. Farooqui Salma Ahmed. (2011). Uma história abrangente da Índia medieval: do século XII ao meados do século XVIII. Nova Deli: Pearson Education India.
  4. História dos Estados Unidos. (s / f). Cristóvão Colombo Recuperado em 5 de dezembro de 2017, de us-history.com
  5. Testemunha ocular da história (2004). Christopher Columbus descobre a América, 1492. Obtido em 5 de dezembro de 2017, em eyewitnesstohistory.com

Deixe um comentário