Revisão: conceito, para que serve, tipos e exemplos

A revisão é um processo fundamental em diversos setores, como na literatura, na produção de textos acadêmicos, na indústria, no marketing, entre outros. Ela consiste na análise minuciosa de um trabalho já realizado, com o objetivo de corrigir possíveis erros, aprimorar a qualidade e garantir a eficácia do material final.

A revisão serve para assegurar a clareza, coesão, coerência e precisão do conteúdo, garantindo que a mensagem seja transmitida de forma eficiente e sem equívocos. Além disso, a revisão contribui para a padronização e a uniformidade do texto, conferindo profissionalismo e credibilidade ao trabalho.

Existem diversos tipos de revisão, tais como revisão ortográfica, revisão gramatical, revisão de estilo, revisão de conteúdo, entre outras. Cada uma delas tem um foco específico e é realizada de acordo com as necessidades do material em questão.

Alguns exemplos de revisão incluem a correção de erros de digitação, a verificação da adequação das normas gramaticais, a análise da estrutura do texto, a avaliação da consistência das informações e a sugestão de melhorias para aprimorar a qualidade do material.

O que significa revisão e qual sua importância para o processo de escrita?

A revisão é um processo essencial na escrita, que consiste na análise e correção de um texto com o objetivo de aprimorar sua qualidade e garantir sua eficácia na comunicação. Revisar um texto significa verificar sua organização, coesão, coerência, gramática, ortografia e estilo, de modo a torná-lo mais claro, preciso e atraente para o leitor.

A importância da revisão no processo de escrita é inegável. Revisar um texto permite identificar e corrigir erros, eliminar redundâncias, melhorar a estrutura e a fluidez da narrativa, além de aprimorar a clareza e a objetividade da mensagem. Dessa forma, a revisão contribui significativamente para a qualidade final do texto e para a eficácia da comunicação.

Existem diferentes tipos de revisão, cada um com sua finalidade específica. A revisão ortográfica, por exemplo, concentra-se na correção de erros de grafia e acentuação. Já a revisão gramatical dedica-se à correção de problemas de concordância, regência, pontuação e uso adequado de pronomes e tempos verbais.

Além disso, há a revisão de conteúdo, que se concentra na análise da consistência das ideias, argumentos e informações apresentadas no texto. E a revisão de estilo, que visa aprimorar a fluidez, a clareza e a elegância da escrita, adequando-a ao público-alvo e ao gênero textual em questão.

Para ilustrar, exemplos de revisão podem incluir a correção de erros de digitação, a eliminação de repetições desnecessárias, a reorganização de parágrafos para melhorar a sequência lógica das ideias, e a substituição de termos imprecisos por sinônimos mais adequados.

Ao revisar um texto com cuidado e atenção aos detalhes, é possível garantir que a mensagem seja transmitida de forma clara, precisa e impactante, conquistando assim a atenção e o interesse do leitor.

Tipos de revisão: Conheça as diferentes formas de revisar um texto.

A revisão de um texto é uma etapa fundamental no processo de produção de conteúdo escrito. Ela consiste na análise minuciosa do texto com o objetivo de corrigir erros gramaticais, ortográficos e de coesão, além de aprimorar a clareza e a coesão do texto. Existem diferentes tipos de revisão, cada um com suas particularidades e finalidades específicas.

Um dos tipos de revisão mais comuns é a revisão ortográfica, que se concentra na correção de erros relacionados à grafia das palavras, como acentuação, pontuação e concordância verbal e nominal. Este tipo de revisão é essencial para garantir a correção e a fluidez do texto.

Outro tipo de revisão importante é a revisão gramatical, que visa corrigir erros de concordância, regência, colocação pronominal, entre outros aspectos da gramática normativa. Uma revisão gramatical cuidadosa contribui para a clareza e a precisão do texto.

Além disso, há a revisão de conteúdo, que envolve a análise do texto em relação ao seu contexto e ao seu público-alvo. Neste tipo de revisão, são verificados aspectos como a adequação do vocabulário, a relevância das informações apresentadas e a consistência do argumento.

Por fim, a revisão de estilo se concentra na análise da linguagem utilizada no texto, buscando torná-lo mais fluido, coeso e adequado ao gênero textual em questão. Este tipo de revisão é essencial para garantir a harmonia e a eficácia da comunicação escrita.

É fundamental dedicar atenção a cada um desses aspectos para garantir a qualidade e a eficácia da comunicação escrita.

Exemplo de revisão de literatura: entendendo a prática acadêmica de pesquisa bibliográfica.

Uma revisão de literatura é um processo fundamental em qualquer pesquisa acadêmica. Ela consiste na análise crítica de trabalhos já publicados sobre um determinado tema, com o objetivo de identificar lacunas no conhecimento existente e embasar a construção de novos conhecimentos.

Para realizar uma revisão de literatura de qualidade, é necessário realizar uma pesquisa bibliográfica ampla e criteriosa. Isso envolve identificar e selecionar as fontes relevantes, analisar e sintetizar as informações encontradas, e apresentar de forma clara e objetiva os principais resultados.

Existem vários tipos de revisão de literatura, como a revisão narrativa, a revisão sistemática e a revisão integrativa. Cada tipo possui suas particularidades e metodologias específicas, sendo importante escolher aquela que mais se adequa ao objetivo da pesquisa.

Um exemplo de revisão de literatura pode ser encontrado em um artigo que analisa a prática acadêmica de pesquisa bibliográfica. Neste estudo, os autores revisaram diversos trabalhos sobre o tema, identificaram as principais dificuldades enfrentadas pelos pesquisadores e propuseram estratégias para melhorar a qualidade da pesquisa bibliográfica.

Relacionado:  Carlos Arniches: biografia, estilo e obras

Portanto, é fundamental que os pesquisadores dominem as técnicas de pesquisa bibliográfica e saibam como realizar uma revisão de literatura de forma crítica e sistemática.

Entendendo a definição e o objetivo de uma pesquisa de revisão acadêmica.

Uma pesquisa de revisão acadêmica é um tipo de estudo que tem como objetivo analisar e sintetizar as informações existentes sobre um determinado tema. O principal objetivo dessa pesquisa é reunir e avaliar criticamente as evidências disponíveis para oferecer uma visão abrangente e atualizada do assunto em questão.

As pesquisas de revisão são fundamentais para a construção do conhecimento científico, pois permitem aos pesquisadores identificar lacunas na literatura, analisar tendências e propor novas abordagens para investigações futuras. Além disso, esses estudos são essenciais para embasar a tomada de decisões em diversas áreas do conhecimento.

Existem diferentes tipos de pesquisas de revisão, como revisões narrativas, revisões sistemáticas e meta-análises. As revisões narrativas são mais descritivas e exploratórias, enquanto as revisões sistemáticas buscam reunir e sintetizar os resultados de estudos primários de forma sistemática e rigorosa. Já as meta-análises são estudos que combinam os resultados de diferentes estudos quantitativos para obter conclusões mais robustas.

Um exemplo de pesquisa de revisão acadêmica pode ser um estudo que analisa a eficácia de diferentes métodos de ensino de matemática para crianças com dificuldades de aprendizagem. Nesse caso, o pesquisador irá revisar os estudos existentes sobre o tema, avaliar os resultados encontrados e propor recomendações para práticas educacionais mais eficazes.

Revisão: conceito, para que serve, tipos e exemplos

Revisão: conceito, para que serve, tipos e exemplos

Uma revisão é um texto breve que visa descrever um trabalho ou pesquisa para torná-lo conhecido. Embora se caracterize por sua abordagem objetiva, pode incluir avaliações ou apreciações da pessoa que a executa. Da mesma forma, revisões podem ser feitas sobre qualquer tópico; seja sobre uma obra literária, uma investigação científica , um filme, entre outros.

Um breve exemplo de revisão poderia ser  Connecting with Nature (2010), onde o autor Emilio Leal explica de maneira amigável e simples os benefícios físicos e psicológicos que os seres humanos obtêm quando se exercitam ao ar livre. Embora o texto não possua suporte científico sólido, sua leitura é recomendada por sua escrita agradável.

Revisões são publicadas em diferentes plataformas; Eles são encontrados em jornais, revistas, folhetos e suplementos. De fato, agora eles são frequentemente encontrados nas mídias sociais e nas páginas da web.

Pode-se dizer que as revisões são ferramentas muito úteis, pois funcionam como resumos que incentivam as pessoas a ler ou revisar obras. No caso de a crítica apresentar uma crítica negativa, as pessoas ainda podem se sentir motivadas a revisar o trabalho para ver se concordam com a opinião do autor.

Concluindo, resenhas são pequenos textos que descrevem ou avaliam um livro, uma composição musical, uma peça ou pesquisa de qualquer tipo. Esses escritos expõem o conteúdo da obra e pretendem expressar uma opinião ou tornar a obra conhecida.

Caracteristicas

Comentários são caracterizados por:

– Capacidade de síntese

As revisões são textos muito curtos, portanto, elas precisam de uma boa capacidade de síntese (isto é, de resumo) para abranger as idéias ou opiniões mais importantes da redação. Em outras palavras, as revisões são precisas e concretas.

– Capacidade de análise

As críticas são caracterizadas por sua capacidade analítica, porque o escritor mostra sua capacidade de ler ou entender o conteúdo.

Em uma revisão, uma boa análise envolve uma observação objetiva e cuidadosa do trabalho, com o objetivo de apresentar informações valiosas e úteis para quem lê a revisão.

– Identificação do trabalho e seu autor

Todas as revisões identificam o trabalho que está sendo discutido junto com seu autor. Dessa maneira, a compreensão do texto é simplificada.

Por exemplo: a bióloga marinha Andreina Morgado, em sua pesquisa intitulada Vida social dos golfinhos (2020), realiza um estudo do comportamento social desses cetáceos, levando em consideração os laços de parentesco e sua vida reprodutiva.

– Descrição do conteúdo

Independentemente do tópico, as revisões sempre descrevem o conteúdo do trabalho de forma resumida.

Por exemplo: se for um filme, a revisão incluirá os eventos mais importantes, os principais atores, entre outros elementos. Por outro lado, se for uma investigação acadêmica, a revisão descreverá a estrutura da investigação, os objetivos de cada capítulo, entre outros.

– Objetividade

As revisões são geralmente caracterizadas como objetivas. Isso significa que eles devem ser suportados por análise e apreciação lógica. No entanto, isso pode variar de acordo com o tópico que você deseja abordar na revisão; por exemplo, se a revisão deve ser dedicada à pesquisa científica ou acadêmica, devem ser evitadas idéias subjetivas.

Pelo contrário, se a resenha for sobre um filme ou obra artística, ela pode incluir certas apreciações do escritor. Por exemplo: “O filme Frozen II, das diretoras Jennifer Lee e Chris Buck, é uma produção divertida e refrescante que não decepcionará os espectadores mais jovens. Nesta continuação, Elsa terá que lidar mais uma vez com seus poderes mágicos (…) ”

Relacionado:  Substantivos concretos: características e exemplos

Para que serve uma revisão?

Em geral, as revisões cumprem as seguintes funções:

– Divulgar um determinado trabalho

Graças às críticas, as pessoas podem conhecer o tema ou a ideia geral de qualquer obra, seja literária, cinematográfica, musical, pintura etc. Por esse motivo, as revisões servem para disseminar novas criações artísticas ou a pesquisa mais inovadora.

– Incitar a leitura ou visualização da obra

Depois de ler uma resenha, o leitor provavelmente está motivado para revisar todo o trabalho. Por exemplo: se uma pessoa gostou da crítica de um determinado filme, certamente tentará vê-lo no cinema ou em uma plataforma digital. Por esse motivo, afirma-se que as revisões são um meio de divulgação dos diferentes trabalhos.

Tipos de revisão

Os comentários podem ser classificados em:

– Descritivo

São aqueles que expõem ou descrevem de maneira organizada um trabalho. Em outras palavras, revisões descritivas narram os eventos que ocorrem em um trabalho específico. Se for um livro ou uma investigação, a revisão será baseada em um breve resumo dos capítulos.

– Histórico

Revisões históricas são textos curtos que visam revisar ou resumir fatos importantes na história. Em geral, eles possuem uma estrutura descritiva e informativa. Da mesma forma, eles também são usados ​​para contar o histórico de formação de empresas ou empresas.

– Críticos

Revisões críticas são aquelas que pesam ou valorizam um trabalho com base na análise de seus elementos. Por esse motivo, esse tipo de revisão é considerado como texto argumentativo; Quem os escreve deve defender seu ponto de vista com base em razões lógicas.

– Literário

Essas revisões são responsáveis ​​pela análise crítica de textos literários; Consistem em manifestações relacionadas à escrita, gramática e poética. Ou seja: textos literários são aqueles que usam a linguagem como forma de expressão.

Por esse motivo, um exemplo de revisão literária seria um texto que analise os elementos de um romance como Dom Quixote de la Mancha ou Cem Anos de Solidão.

– Comparações

Eles são aqueles que comparam dois ou mais trabalhos em seu texto. Geralmente, essas análises são comparadas a partir de um foco específico ou de uma determinada perspectiva.

Por exemplo: comparação de personagens femininas entre o filme Kill Bill e o filme Era uma vez em Hollywood , ambos do diretor Quentin Tarantino; ou os elementos oníricos nas pinturas dos surrealistas Salvador Dalí e René Magritte.

– Informativo

Essas revisões são textos curtos que visam informar os leitores sobre as características ou aspectos de uma obra. Alguns autores consideram as revisões informativas equivalentes às descritivas.

– Argumentativo

Como o próprio nome indica, revisões argumentativas são aquelas baseadas em argumentos para seu desenvolvimento. Eles geralmente são usados ​​para convencer os leitores a adotar um certo ponto de vista ou a dar veracidade a uma opinião. Essas revisões são muito semelhantes às críticas.

– Bibliográfico

Uma revisão bibliográfica consiste em um texto breve, onde são colocadas as diferentes metodologias e referências que um autor ou pesquisador usou para realizar um trabalho.

Nesse tipo de revisão, nenhuma posição é defendida em relação ao trabalho, pois seu único objetivo é divulgar seu conteúdo.

– Misturado

Revisões mistas são todas aquelas que combinam dois ou mais tipos de revisões. Por exemplo: pode ser uma revisão literária que utiliza alguns aspectos de uma revisão bibliográfica ou uma revisão comparativa e literária.

– Sistemática

Essas revisões são uma maneira de revisar os trabalhos usando métodos organizados e sistemáticos. Além disso, às vezes expressam conclusões de maneira qualitativa ou quantitativa.

Devido ao seu rigor, as revisões sistemáticas são amplamente utilizadas em estudos científicos, bem como na revisão de pesquisas acadêmicas e profissionais. Por exemplo: revisar um artigo de jornal, um artigo científico, entre outros.

Exemplos de revisões

Abaixo estão exemplos de cada tipo de revisão:

– Revisão descritiva

O Pequeno Príncipe (1943), do escritor francês Antoine de Saint-Exupéry, é um romance curto acompanhado por desenhos feitos em aquarela do mesmo autor. O trabalho conta a história de um piloto que ficou preso no deserto depois que seu avião sofreu um fracasso; Lá, ela conhece um príncipe que vem de outro planeta, com quem conversa.

Em linhas gerais, a obra tem uma nuance filosófica, onde o autor faz poeticamente várias críticas sociais a partir da perspectiva simples e infantil do príncipe. Em outras palavras, há uma crítica ao olhar adulto e sua maneira de perceber o mundo.

– Revisão historica

O Bodegas Oviedo começou em 15 de abril de 1920, quando seus criadores, Horacio Oviedo e Alberto Méndez, decidiram se associar para fazer os vinhos mais especiais da região. A partir desse momento, começaram a fazer vinhos artesanais feitos com pequenas colheitas, distribuindo algumas garrafas entre seus entes queridos.

Relacionado:  Poesia Barroca: Origem, Características, Temas, Autores

Quem recebeu essas garrafas aprovou seu conteúdo, o que motivou os jovens parceiros a aumentar a produção. Depois disso, eles expandiram seu produto por todo o país. Atualmente, os vinhos da Bodegas Oviedo são consumidos em todo o mundo pelos amantes do vinho.

– Revisão crítica

Para o festival de Jovens Diretores deste ano, o ambicioso Eugenio Romero decidiu adaptar o clássico Yerma (1934) de Federico García Lorca. Para essa ocasião, Romero modificou o roteiro original de tal maneira que a peça acaba perdendo sua essência; o espectador se distrai com o novo idioma e as roupas exóticas, deixando de lado a mensagem que Lorca queria transmitir em seu texto.

Da mesma forma, para essa montagem, os personagens estavam localizados no tempo atual, o que, à primeira vista, parece uma boa idéia. No entanto, à medida que o espectador aprofunda, ele percebe que os figurinos escolhidos, juntamente com a cenografia urbana, não agregaram muito valor à encenação.

O que deve ser resgatado dessa montagem foi a atuação da atriz Verónica Díaz, que encarnou o personagem de Yerma de maneira autêntica; seu desempenho pode ser classificado como em movimento.

– Revisão literária

No trabalho The Life We Wanted (2017), do escritor francês Pierre Ducrozet, o autor destaca as divergências e insatisfações de toda a sua geração; o romance cobre a história de cinco amigos que, depois de se separarem ao longo dos anos, devem se reunir novamente e lidar com um passado que deixaram inacabado.

Através de uma prosa abstrata e levemente surreal, Ducrozet revela ao leitor o vazio que as pessoas enfrentam na vida urbana e moderna.

– Revisão comparativa

Salvador Dalí e René Magritte eram pintores reconhecidos que compartilhavam a abordagem surrealista em suas pinturas; no entanto, a perspectiva de cada um deles era bem diferente.

Por exemplo, Dalí em seu trabalho Cisnes, refletindo elefantes (1937), encheu todos os espaços com cores vivas e figuras deformadas; Em vez disso, Magritte em sua pintura Son of Man ( 1964) defendia uma estética mais simples e cores mais planas.

– Revisão informativa

A peça Atlantis: O Império Perdido (2001) é um filme de animação do Walt Disney Animation Studios. É uma história de ficção científica que conta as aventuras do linguista Milo Thatch, que decide ir em busca da cidade perdida de Atlantis.

No curso da história, Milo compartilha com uma equipe de aventureiros e cientistas; Além disso, ele conhece o herdeiro do trono da Atlântida: Kida, com quem trabalhará para revelar os segredos da cidade antiga.

– Revisão argumentativa

No documentário Lies about meat (2019), revelam-se mitos sobre o consumo de carne animal, com base em pesquisas científicas comprovadas. Esta produção enfatiza o fato de que os humanos não obtêm realmente proteína apenas da carne, pois existem grãos e leguminosas que fornecem a mesma quantidade de proteína e ainda mais.

Para fazer este documentário, foram realizadas entrevistas com cientistas e nutricionistas, que em detalhes defendem essa premissa.

– Revisão bibliográfica

Para elaborar sua tese Decadência Social na América Latina (2015), a autora María de los Ángeles Turco analisou no primeiro capítulo o texto Problematic Latina (2010) de Alberto Crespo; Também foi baseado no documentário El llanto de América (2005), produzido por Gilberto Correa.

Mais tarde, em seu segundo capítulo, ele decidiu entrevistar um grupo de pessoas pertencentes a diferentes classes sociais; Isso ele fez a partir do método do jornalista Gabriel López.

– Revisão mista (comparativa e literária)

O romance Dom Quixote de la Mancha (1605), escrito por Miguel de Cervantes, apresenta uma visão satírica de seu tempo; o mesmo ocorre na obra anônima La vida del lazarillo de Tormes (1550).

Esses romances foram escritos em momentos diferentes, de modo que o estilo da prosa apresenta diferenças notáveis. Apesar disso, ambos os trabalhos retratam o espírito das sociedades humanas em um momento de mudança e redescoberta.

– Revisão sistemática

Em seu artigo Inflação para 2019 , o jornalista econômico Carlos Seijas estabeleceu que a inflação acumulada para 2019 era de 30%, o que poderia ter um forte impacto negativo no poder de compra dos cidadãos até 2020.

Referências

  1. Arenas, S. (sf) A revisão. Retirado em 25 de março de 2020 da Universidad Sergio Arboleda. Obtido em 25 de março de 2020 em usergioarboleda.edu.co
  2. Martinez, J. (sf) Guia para a elaboração de uma revisão comparativa. Retirado em 25 de março de 2020 da Universidad de los Andes: leo.uniandes.edu.co
  3. Peña, L. (sf) A revisão: chaves para o seu desenvolvimento. Obtido em 25 de março de 2020 em cmap.javeriana.edu.co
  4. Revisão do Portal Acadêmico da CCH (sf) : guia para sua preparação. Recuperado em 25 de março de 2020 em tutorial.cch.unam.mx
  5. SA (2020) O que significa uma revisão? Recuperado em 25 de março de 2020 em Definitions.net
  6. SA (sf) Review: definição e significado. Obtido em 25 de março de 2020 no Dicionário Collins Inglês: collinsdictionary.com
  7. SA (sf) Revisão sistemática. Recuperado em 25 de março de 2020 da Wikipedia: en.wikipedia.org

Deixe um comentário