Sociedade da informação: o que é e como evoluiu

Sociedade da informação: o que é e como evoluiu 1

O termo “Sociedade da Informação” refere-se a uma época em que o controle e a distribuição de informações são elementos muito importantes para o desenvolvimento econômico e social.

Esta era é precisamente o que vivemos hoje, e foi batizada dessa maneira por diferentes autores e agências governamentais. A seguir, explicamos algumas das características da Sociedade da Informação, bem como as propostas de alguns autores e os conceitos relacionados.

O que é a sociedade da informação?

A segunda metade do século XVIII testemunhou um processo de transformação muito importante que conhecemos como a Revolução Industrial. A partir dessa revolução, as sociedades ocidentais se organizaram em torno do controle e otimização dos processos industriais , que abriram uma “Sociedade Industrial”.

Aproximadamente um século depois, esses processos industriais começaram a coexistir com o desenvolvimento da tecnologia e, posteriormente, com o poderoso valor econômico que ganhou o controle da informação.

Progressivamente, a otimização dos processos industriais foi substituída pela produção, distribuição e manipulação de informações, com as tecnologias associadas. Essa mudança de modelo inaugurou o estágio que denominamos Sociedade da Informação.

  • Você pode estar interessado: ” Os 28 tipos de comunicação e suas características “

Desenvolvimento e boom

O conceito de “Sociedade da Informação” teve um boom especial desde os anos 90, desde a expansão da Internet e da Tecnologia da Informação (TIC) . Foi mesmo um tema central nos debates das reuniões do G7 em 1995, bem como nos fóruns da Comunidade Europeia e da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

Na mesma década, o governo dos Estados Unidos e as agências da ONU (Organização das Nações Unidas) e o Banco Mundial adotam o termo e o incluem em suas políticas nacionais e internacionais. A partir disso, a Sociedade da Informação foi o tema central da União Internacional de Telecomunicações de 1998 e finalmente se consolidou na Cúpula Mundial de 2003 e 2005, que precisamente tinha o nome de “Sociedade da Informação”.

Relacionado:  Os eixos políticos (esquerda e direita)

Da mesma forma, esse modelo de sociedade se desenvolveu junto com a expansão do paradigma da globalização e dos modelos e políticas neoliberais, cujo objetivo tem sido acelerar o estabelecimento de um mercado global, aberto e supostamente auto-regulado .

Isso ocorre porque uma das principais características da sociedade da informação é o uso das tecnologias da comunicação como peça fundamental no desenvolvimento e aceleração da economia global e das relações internacionais. Exemplos dessas tecnologias são Internet, telefonia celular, televisão por satélite, entre outras .

Antecedentes e autores-chave

Embora a expansão do termo seja relativamente recente, a Sociedade da Informação tem sido estudada e definida por numerosos intelectuais e agências governamentais desde a década de 1960.

Abaixo, mencionamos as contribuições de alguns autores-chave para o entendimento da Sociedade da Informação.

1. Fritz Machlup (1962)

Universidade de Princeton Intelectual que explorou as atividades de informação e comunicação através do conceito de “produção de conhecimento” como um exercício de valor monetário , essencial para o desenvolvimento da Sociedade da Informação.

2. Marc Porat (1974)

Em anexo à Universidade de Stanford, ele propôs que as atividades relacionadas à produção e gerenciamento de informações fossem progressivamente destacadas e por meio de novas tecnologias que nos permitissem construir personalidades diferenciadas e autônomas . Para explicar isso, o autor desenvolve o termo “economia da informação”.

3. Daniel Bell (1973)

Ele introduziu a noção de sociedade da informação quando estudou e propôs o desenvolvimento de uma sociedade “pós-industrial”, que segundo o autor se baseia no conhecimento teórico como chave econômica.

4. Nora-Minc em 1978

Esses autores (Simon Nora e Alain Minc) são creditados com o conceito de “telemática”, proposto em um em que explicam o desenvolvimento da indústria e do setor de serviços de informática e telecomunicações. Esses setores e indústrias são parte essencial no estabelecimento da política econômica da Sociedade da Informação.

Relacionado:  O que fazer quando eles brincam com seus sentimentos: 10 recomendações

5. Yoneji Masuda em 1980

O presidente do Instituto para a Sociedade da Informação e vinculado à Universidade Japonesa de Aomori fez uma análise sobre a passagem da Sociedade da Informação para a Sociedade Pós-industrial, onde explica como delinearam a produção e o manuseio da informação. vários planos e políticas em vigor em todo o mundo .

Conceitos relacionados

O uso do conceito de “Sociedade da Informação” tem alguns limites teóricos; muitos autores preferiram desenvolver outros termos que nos permitam explicar as mudanças sociais e os desafios que enfrentamos atualmente. Assim, por exemplo, surgiu o conceito de “Sociedade do Conhecimento” (adotada pela ONU), “Sociedades do Conhecimento”, “Sociedade Pós-industrial” ou “Era da Tecnologia”.

Referências bibliográficas:

  • Blázquez, F. (2001). A sociedade da informação e comunicação. Reflexões da educação. Conselho Extremadura. Recuperado em 23 de maio de 2018. Disponível em http://quadernsdigitals.net/datos_web/biblioteca/l_1400/enLinea/3.pdf.
  • Universidade Nacional de San Juan. (S / A). Conceito de sociedade da informação. Recuperado em 25 de maio de 2018. Disponível em http://www.unsj.edu.ar/unsjVirtual/comunicacion/seminarionuevastecnologias/wp-content/uploads/2015/05/concepto.pdf.
  • Universidade de Barcelona (2005). Sociedade da Informação / Sociedade do Conhecimento. Recuperado em 23 de maio de 2018. Disponível em http://www.ub.edu/prometheus21/articulos/obsciberprome/socinfsoccon.pdf.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies