Sociedades mercantis: história, elementos, tipos, exemplos

As corporações são entidades jurídicas formadas por uma associação de pessoas, seja natural, legal, ou uma mistura de ambos, para a realização de um empreendimento comercial ou industrial, cujo objetivo é a execução de atos de comércio.

Por esse motivo, são entidades que a legislação reconhece com suas próprias personalidades legais e diferentes dos membros que a compõem. Por terem também sua própria herança, eles canalizam seus esforços para a execução de um fim lucrativo comum.

Sociedades mercantis: história, elementos, tipos, exemplos 1

Fonte: pixabay.com

Em geral, atos comerciais são atividades sujeitas ao direito comercial, diferenciando-se das sociedades civis, cujo objetivo corporativo não inclui atos comerciais.

Os membros da sociedade mercantil compartilham um objetivo comum e se reúnem para concentrar seus diversos talentos e organizar coletivamente suas habilidades ou recursos disponíveis para alcançar objetivos específicos declarados.

As empresas mercantis têm a característica de proceder por conta própria, com uma denominação ou nome em um domicílio, com ativos e capacidade próprios.

Gestão jurídica

A constituição de uma empresa comercial deve ser feita através de um documento que contenha todos os aspectos indicados na legislação, para então se estabelecer no Registro correspondente.

Eles podem mudar sua estrutura quantas vezes forem necessárias. Ou seja, eles podem mudar de parceiro, fundir-se com outro, dividir, incorporar novos membros, alterar a atividade comercial ou alterar os estatutos estabelecidos no documento constitutivo.

No entanto, as empresas comerciais têm a particularidade de que cada uma das modificações aplicadas deve ser incluída no Registro onde foi estabelecido.

Por outro lado, as empresas mercantis podem ser dissolvidas no momento em que seus parceiros decidem encerrar a atividade ou quando consideram que a empresa está consumada por razões estabelecidas nos estatutos ou na lei.

Quando isso ocorre, a liquidação da empresa deve ser realizada, transformando todos os ativos da empresa em dinheiro, para pagar o passivo e distribuir o restante do dinheiro entre os parceiros, de acordo com o número de ações de cada um.

Cada país possui regulamentos legais para regulamentar as diferentes empresas comerciais. Por exemplo, a lei sobre empresas de capital na Espanha, a lei sobre empresas comerciais na Argentina, a lei geral sobre empresas comerciais no México, etc.

Origem e História

A criação de sociedades mercantis começou em Roma, onde havia uma sociedade civil primitiva, que trabalhava através de atividades econômicas lucrativas, tanto por razões religiosas quanto familiares. Com o passar do tempo, essa organização deu lugar à estrutura que conhecemos hoje.

Na época de Justiniano, que reinou de 527 a 565, o direito romano reconheceu uma série de entidades corporativas com os nomes de universitas, corpus ou faculdades. Isso incluía associações privadas, grupos políticos e sindicatos ou comerciantes de artesanato.

Essas agências tinham o direito de possuir propriedades e fazer contratos, receber brindes e legados, processar e ser processados ​​e praticar atos legais por meio de seus representantes.

A suposta empresa comercial mais antiga do mundo, a comunidade mineira Stora Kopparberg, na Suécia, obteve permissão do rei Magnus Eriksson em 1347.

Nos tempos medievais, os comerciantes faziam negócios através de associações. Quando as pessoas agiam em conjunto para obter lucro, a lei considerava que uma sociedade mercantil emergia.

A representação mais antiga das sociedades mercantis chamava-se Companhia, que agora se tornaria uma sociedade coletiva.

Criação de empresas

No século XVII, a criação de empresas holandesas e inglesas, como a Companhia Holandesa das Índias Orientais e a Companhia Hudson Bay, foi autorizada a dirigir as empresas coloniais das nações européias.

Os investidores receberam certificados em papel, como prova de propriedade das ações, podendo negociar suas ações na Bolsa de Valores de Amsterdã. Eles também receberam explicitamente uma responsabilidade limitada da empresa.

Relacionado:  Contratação direta: situação na Colômbia, processo, exemplos

Rotulada como “a maior sociedade mercantil do universo”, a Companhia das Índias Orientais inglesa simboliza o rico potencial de uma empresa, bem como novos métodos de negócios, que podem ser brutais e exploradores.

As empresas foram criadas quando o capitalismo surgiu, constituindo a ferramenta mais apropriada para seu desenvolvimento.

A expansão desse tipo de sociedade no direito europeu começa com a lei francesa de 1867, que eliminou a exigência de uma autorização prévia do governo para estabelecer esse tipo de sociedade.

Elementos das sociedades mercantis

Três elementos essenciais participam desse tipo de empresa, que descreveremos brevemente a seguir.

Item pessoal

É composto pelos parceiros, que são as pessoas que reúnem seus esforços e contribuem com a capital.

Elemento patrimonial

É formado pela acumulação de ativos totais pagos por cada um dos parceiros, a fim de moldar os ativos, trabalho e capital social.

Elemento formal

É o grupo de regras relacionadas à solenidade que deve cobrir o contrato que inicia a empresa como uma pessoa jurídica.

Classificação de acordo com seus elementos

De acordo com a forma como seus elementos são constituídos, as sociedades mercantis podem ser classificadas de acordo com vários critérios. A seguir, veremos alguns dos tipos mais comuns.

Sociedades de pessoas

São sociedades onde o elemento pessoal é predominante. Inclui parcerias limitadas únicas e coletivas.

Empresas intermediárias

São aquelas sociedades nas quais o elemento predominante não é claro. Inclui a parceria limitada para ações e a sociedade de responsabilidade limitada.

Sociedades de capital

São sociedades onde o capital social é predominante. Inclui empresas e cooperativas. Por sua vez, existem dois tipos de capital:

– Capital variável: é aquele que é flexível de acordo com o progresso da empresa comercial.

– Capital fixo: é o capital que não pode ser modificado, a menos que haja modificação no estatuto social.

Tipos e suas características

Empresa de capital aberto (SA)

– É o tipo mais comum de sociedade dentro do sistema tributário.

– É composto exclusivamente por sócios cujo dever é limitado ao pagamento de suas ações.

– Requer pelo menos dois parceiros, sem limite de membros.

– A sua estadia pode durar até 99 anos.

– O capital pago pelos parceiros é dividido em ações. Esta empresa pode ser aberta ou fechada, pois pode ou não fazer uma oferta pública de ações.

Sociedade de responsabilidade limitada (S. de RL)

– Constituídos por sócios obrigados a pagar suas contribuições, sem que as partes possam ser representadas por valores mobiliários negociáveis, uma vez que só podem ser atribuídos com os requisitos e casos estabelecidos por lei.

– Possui capital inicial dividido em contribuições indivisíveis e partes iguais entre os parceiros. Ninguém pode possuir menos ou mais participação do que os outros.

– Os membros têm o direito de tomar decisões diretivas, bem como de pertencer ao Conselho de Administração.

Sociedade coletiva

– O nome da empresa será criado com o nome de um ou mais parceiros. Se todos os nomes não estiverem no nome comercial, as palavras “e empresa” ou equivalente serão adicionadas.

– Deve haver pelo menos dois parceiros.

– Nenhum capital mínimo é implementado.

– Os parceiros respondem às dívidas pessoalmente, são gerentes diretos.

– Os parceiros podem contribuir ao mesmo tempo com sua força de trabalho e capital. Eles têm o direito de gerenciar a empresa diretamente.

Relacionado:  Títulos de crédito: classificação, características e exemplos

Parceria limitada simples (S. em C.)

– Composto por um ou mais parceiros limitados, que respondem por obrigações sociais ilimitadas, e um ou mais parceiros limitados, obrigados apenas a pagar suas contribuições.

– Formado com os nomes de um ou mais parceiros. Se todos os nomes não estiverem listados, as palavras “e empresa” ou equivalente serão seguidas.

– As palavras «Sociedade Limitada» ou a sua abreviatura «S. serão sempre adicionadas ao nome da empresa. em C. ».

– Não há capital mínimo estabelecido.

– Deve haver pelo menos dois parceiros.

Parceria limitada por ações (S. em C. por A.)

– Existem dois tipos de parceiros: parceiros limitados e parceiros limitados. O parceiro limitado ficará vinculado por terceiros a todas as obrigações da empresa da qual ele participou.

– Seu capital é representado por ações. Portanto, nem todos os parceiros são obrigados às mesmas responsabilidades.

– Parceiros limitados não podem ser administradores, embora possam monitorar e autorizar sua empresa.

– Nenhum capital mínimo é implementado.

– Deve haver pelo menos dois parceiros.

Sociedade Cooperativa (SC)

– Possui uma maneira mais participativa e horizontal de se juntar aos parceiros.

– Todos os parceiros fazem parte da classe trabalhadora.

– O passivo pode ser complementado, quando os parceiros respondem com seu próprio capital até o valor estabelecido na Carta, ou limitado, quando respondem até o valor de sua contribuição.

– Nenhum capital social mínimo ou máximo está definido. No entanto, isso sempre deve ser variável.

– Deve ter pelo menos cinco parceiros.

Como são constituídas as sociedades mercantis?

Antes de estabelecer uma empresa comercial, você deve decidir qual será o seu nome ou denominação.

Para isso, é necessário solicitar uma certificação negativa do nome antes do Registro Mercantil, processando um aplicativo no qual serão consignadas no máximo três opções para o futuro nome da empresa.

Todas as empresas comerciais devem estar registradas no Registro Comercial. Eles adquirem sua personalidade jurídica a partir desse processo.

Estabelecer a constituição

A constituição da empresa deve ser constituída antes de escritura pública e assinada pelos sócios. Os seguintes dados devem ser incluídos neste documento:

– Dos parceiros: nome, profissão, endereço, estado civil e regime conjugal.

– Nome e endereço da empresa.

– Objetivo corporativo, que é a atividade a ser desenvolvida.

– Duração da empresa

– Capital subscrito: Dependendo do tipo de empresa comercial, será exigido o pagamento integral ou não, consistindo não apenas em dinheiro, mas também em bens reais ou pessoais.

– Parcela do capital subscrito por cada parceiro e quantidade de ações (sociedade limitada) ou ações (sociedade por ações) na qual está dividido.

– Órgão administrativo da empresa: A eleição do cargo e seus poderes.

– Estatutos pelos quais a empresa será governada.

A documentação a seguir deve ser enviada ao notário para que ele possa autorizar a assinatura do documento: certificação do nome emitido pelo Registro Mercantil e recebimento bancário do depósito do capital social.

Concluídos os procedimentos, no prazo de 15 dias, o Gabinete de apoio à criação da empresa insere um aviso em um jornal de avisos legais do notário.

Para que servem?

Sociedades mercantis são entidades legais formadas por um grupo de pessoas para participar e operar com uma empresa comercial. Uma empresa pode ser organizada de várias maneiras para fins de responsabilidade fiscal e financeira, de acordo com a lei corporativa de sua jurisdição.

A linha de negócios em que a empresa está localizada geralmente determina qual estrutura de negócios é escolhida. Como tal, uma empresa pode ser considerada como um tipo de negócio.

Relacionado:  Qual é o preço elevado?

Uma empresa comercial é essencialmente uma entidade legal, no sentido de ser uma entidade separada das pessoas que possuem, gerenciam e apóiam suas operações.

Uma empresa tem muitos dos mesmos direitos e responsabilidades legais que uma pessoa, como celebrar contratos, o direito de processar ou ser processado, emprestar dinheiro, pagar impostos, pagar impostos, ativos próprios e contratar funcionários.

Eles geralmente são organizados para obter lucro com algum tipo de atividade comercial, embora alguns possam ser estruturados como uma instituição de caridade sem fins lucrativos. Cada país tem sua própria hierarquia de empresas e estruturas corporativas, embora com muitas semelhanças.

Benefícios e Desvantagens

Os benefícios de criar uma sociedade comercial incluem diversificação de renda, uma forte correlação entre esforço e recompensa, liberdade criativa e flexibilidade.

– Responsabilidade limitada pelos acionistas.

– Estrutura bem compreendida e aceita.

– Capacidade de levantar capital importante.

– Possibilidade de progredir com perdas para compensá-las com ganhos futuros.

– Fácil de vender e transferir a propriedade.

– Os lucros podem ser reinvestidos na empresa ou pagos aos acionistas como dividendos.

Muitas das maiores fortunas pessoais do mundo foram esmagadas por pessoas que criaram sua própria empresa.

As desvantagens incluem maior responsabilidade financeira, maior responsabilidade legal, longas horas de trabalho, responsabilidade para com os funcionários e responsabilidades administrativas, regulatórias e fiscais.

Exemplos

Abaixo estão exemplos de empresas mercantis localizadas no México, de acordo com seu tipo.

Sociedade anônima

– Bimbo SA de CV: Desenvolvimento e distribuição de produtos alimentícios.

– Alpura SA de CV: Produção e comercialização de laticínios.

– Lala SA de CV: Produção e comercialização de laticínios.

Responsabilidade limitada

– Becomar do México S. de RL de CV: Máquinas e equipamentos de laboratório.

– General Motors do México, S. de RL: Fabricação de automóveis e caminhões.

– Goodyear Servicios Comerciales S. de RL de CV: Cauchera.

– Mabe México, S. de RL de CV: Fabricação de móveis de cozinha.

Sociedade coletiva

– Cooperativa la Cruz Azul: produtos de cimento.

– Kpmg Cárdenas Dosal, SC: Serviços de auditoria, tributação e consultoria.

– Clube de Pilotos Aviadores Profissionais do México, SC: Escola.

– Banco de poupança popular Yanga SC: Promoção de poupança cultural.

Parceria limitada por ações

– Bader de México, S. em C. por A. de CV: Transformação de pele de bovino.

– Grupo Blue Bunny e Cia, S. em C. por A.: Geração e distribuição de eletricidade.

– Loreto Builders Partners, S. em C. por A.: Constructora.

– Energy Plus Unger Chavez, S. em C. por A. Consultores industriais.

Sociedade cooperativa

– Cooperativa Sociedade de Trabalhadores de Pascual, scl: Comercialização de bebidas.

– Autoexpress, scl: créditos.

– Sociedad Cooperativa de Consumo Pemex, scl: consumo de bens e serviços.

– Cooperativa la Cruz Azul, scl: Cementos.

Referências

  1. Wikipedia (2019). Sociedade mercantil. Retirado de: es.wikipedia.org.
  2. Wikipedia, a enciclopédia livre (2019). Companhia Retirado de: en.wikipedia.org.
  3. CIES (2019). As formas de empresas comerciais. Retirado de: cies.sn.
  4. Izzat Haykal (2019). Os 5 principais tipos de empresas comerciais. Psicologia e Mente Retirado de: psicologiaymente.com.
  5. Will Kenton (2018). Companhia Investopedia. Retirado de: investopedia.com.
  6. Matias Riquelme (2017). Empresas Comerciais (Definição e Características). Web e empresas. Retirado de: webyempresas.com.
  7. Daniela Lisset Espinoza Rodríguez (2018). Antecedentes de empresas comerciais. Universidade de Durango Retirado de: academia.edu.
  8. Wikipedia, a enciclopédia livre (2019). Corporação Retirado de: en.wikipedia.org.

Deixe um comentário