Taxa marginal de substituição: como é calculada e exemplo

A taxa marginal de substituição é um conceito econômico que indica a quantidade de um bem que um indivíduo está disposto a sacrificar para obter uma unidade adicional de outro bem, mantendo o mesmo nível de satisfação. Em outras palavras, mostra a disposição de trocar um bem por outro, mantendo a satisfação constante.

Para calcular a taxa marginal de substituição, basta dividir a variação na quantidade de um bem pela variação na quantidade de outro bem. Por exemplo, se uma pessoa está disposta a abrir mão de 3 unidades de um bem para obter mais 2 unidades de outro bem, a taxa marginal de substituição seria -3/2, indicando a quantidade de um bem que ela está disposta a sacrificar para obter mais uma unidade do outro bem.

Assim, a taxa marginal de substituição é uma importante ferramenta para analisar as preferências e escolhas dos consumidores, bem como para entender como as pessoas tomam decisões sobre a alocação de recursos.

Aprenda a calcular o tempo médio de serviço técnico em 15 passos simples.

Para calcular o tempo médio de serviço técnico, siga os seguintes passos:

Passo 1: Determine o número total de horas trabalhadas por todos os técnicos.

Passo 2: Divida o número total de horas pelo número total de técnicos para obter a média de horas trabalhadas por técnico.

Passo 3: Some o número de anos de experiência de todos os técnicos.

Passo 4: Divida o número total de anos de experiência pelo número total de técnicos para obter a média de anos de experiência por técnico.

Passo 5: Some o número de chamados atendidos por todos os técnicos.

Passo 6: Divida o número total de chamados pelo número total de técnicos para obter a média de chamados atendidos por técnico.

Passo 7: Some o número de treinamentos realizados por todos os técnicos.

Passo 8: Divida o número total de treinamentos pelo número total de técnicos para obter a média de treinamentos por técnico.

Passo 9: Some o número de certificações obtidas por todos os técnicos.

Passo 10: Divida o número total de certificações pelo número total de técnicos para obter a média de certificações por técnico.

Passo 11: Some o número de feedbacks positivos recebidos por todos os técnicos.

Passo 12: Divida o número total de feedbacks pelo número total de técnicos para obter a média de feedbacks por técnico.

Passo 13: Some o número de clientes satisfeitos atendidos por todos os técnicos.

Passo 14: Divida o número total de clientes satisfeitos pelo número total de técnicos para obter a média de clientes satisfeitos por técnico.

Passo 15: Agora, você tem o tempo médio de serviço técnico calculado com base em vários critérios importantes.

Taxa marginal de substituição: como é calculada e exemplo

A taxa marginal de substituição é calculada como a quantidade de um bem que um consumidor está disposto a abrir mão para obter mais de outro bem, mantendo o mesmo nível de utilidade.

Por exemplo, se um consumidor está disposto a abrir mão de 2 unidades de produto A para obter 1 unidade adicional de produto B, a taxa marginal de substituição é de 2 unidades de A para 1 unidade de B.

Entenda o significado de TMS na economia e suas aplicações práticas no mercado financeiro.

Entenda o significado de TMS na economia e suas aplicações práticas no mercado financeiro.

A Taxa Marginal de Substituição (TMS) é um conceito importante na economia que mede a quantidade de um bem que uma pessoa está disposta a abrir mão para obter mais de outro bem, mantendo o mesmo nível de utilidade. Em outras palavras, a TMS mostra a taxa pela qual uma pessoa está disposta a trocar um bem por outro, sem alterar sua satisfação total.

Relacionado:  Quais são os determinantes da demanda? Principais fatores

Para calcular a TMS, basta dividir a variação marginal da quantidade consumida de um bem pela variação marginal da quantidade consumida de outro bem. Matematicamente, a fórmula para a TMS é dada por:

TMS = ΔQbem1 / ΔQbem2

Onde ΔQbem1 representa a variação marginal da quantidade consumida do bem 1 e ΔQbem2 representa a variação marginal da quantidade consumida do bem 2.

Um exemplo prático de cálculo da TMS é o seguinte: suponha que uma pessoa esteja disposta a abrir mão de 3 unidades de refrigerante para obter mais 2 unidades de chocolate, mantendo o mesmo nível de satisfação. Neste caso, a TMS seria de 3/2, ou seja, a pessoa está disposta a trocar 3 unidades de refrigerante por 2 unidades de chocolate.

No mercado financeiro, a TMS também é um conceito importante na tomada de decisões de investimento. Por exemplo, um investidor pode utilizar a TMS para calcular a relação entre o retorno esperado de diferentes ativos financeiros e decidir como alocar seu capital de forma eficiente.

Portanto, a Taxa Marginal de Substituição é uma ferramenta fundamental na economia e no mercado financeiro, ajudando a entender como as pessoas fazem escolhas e como os investidores tomam decisões de investimento com base nas preferências individuais.

Entendendo a relação entre a TMST e a inclinação da Isoquanta na produção industrial.

Entendendo a relação entre a Taxa Marginal de Substituição Técnica (TMST) e a inclinação da Isoquanta na produção industrial é essencial para compreender como as empresas podem otimizar sua produção. A TMST é calculada como a razão entre a quantidade de um insumo que pode ser substituída por outro sem alterar a quantidade total de produção. Em outras palavras, indica a taxa pela qual uma empresa pode trocar um insumo por outro mantendo o mesmo nível de produção.

A inclinação da Isoquanta, por sua vez, representa a taxa de substituição técnica entre dois insumos. Quanto mais inclinada for a Isoquanta, maior será a facilidade de substituir um insumo pelo outro sem afetar a produção. Isso significa que a empresa pode realizar essa substituição de forma mais eficiente, economizando recursos e aumentando a eficiência produtiva.

Para calcular a TMST, basta determinar a inclinação da Isoquanta no ponto em que a empresa está operando. Quanto maior for a inclinação, maior será a taxa de substituição entre os insumos. Por exemplo, se a inclinação da Isoquanta for 2, isso significa que a empresa pode substituir 2 unidades de um insumo por 1 unidade do outro sem alterar a produção.

Em resumo, a TMST e a inclinação da Isoquanta estão diretamente relacionadas na produção industrial, pois indicam a eficiência com que uma empresa pode substituir insumos para maximizar a produção. Ao entender essa relação, as empresas podem tomar decisões mais informadas sobre como alocar recursos e melhorar seus processos produtivos.

Significado da taxa marginal: entenda como ela influencia na economia e nos investimentos.

A taxa marginal de substituição é um conceito importante na economia que representa a quantidade de um bem que um indivíduo está disposto a abrir mão para obter uma unidade adicional de outro bem, mantendo o mesmo nível de satisfação. Em outras palavras, a taxa marginal de substituição é a relação entre a variação da quantidade de dois bens que um consumidor está disposto a trocar, mantendo-se indiferente entre as duas opções.

Essa taxa é calculada como a razão entre a variação da quantidade de um bem e a variação da quantidade de outro bem. Por exemplo, se um consumidor estiver disposto a abrir mão de 3 unidades de um bem para obter uma unidade adicional de outro bem, a taxa marginal de substituição será de 3 unidades.

A taxa marginal de substituição tem grande influência na economia e nos investimentos, pois permite analisar como os consumidores fazem escolhas entre diferentes bens e como estão dispostos a trocá-los. Compreender essa taxa é essencial para entender o comportamento do consumidor, a oferta e demanda de bens e serviços, e até mesmo para a formulação de políticas econômicas.

Em suma, a taxa marginal de substituição é uma ferramenta fundamental para analisar o comportamento dos consumidores e as escolhas que eles fazem no mercado. É importante para os economistas e investidores entenderem como essa taxa influencia a economia e os investimentos, permitindo tomar decisões mais informadas e estratégicas.

Taxa marginal de substituição: como é calculada e exemplo

A taxa marginal de substituição (TMS) é a quantidade de um produto que o consumidor está disposto a atribuir para outro produto, desde que o novo bem seja satisfatório da mesma maneira. É usado na teoria da indiferença para estudar o comportamento do consumidor.

Pode ser definido como o número de unidades de um produto X que devem ser abandonadas para obter uma unidade adicional de um produto Y, mantendo o mesmo nível de utilidade ou satisfação. Portanto, envolve a troca de mercadorias para alterar a alocação de produtos combinados em diferentes pacotes.

Taxa marginal de substituição: como é calculada e exemplo 1

Fonte: pixabay.com

Uma curva de indiferença é um gráfico dos diferentes pacotes de dois produtos que um consumidor é indiferente a escolher. Ou seja, você não tem preferência por um pacote em detrimento de outro.

Se as unidades de um produto forem reduzidas, o consumidor deverá ser compensado com mais unidades do outro produto para manter a condição de indiferença. A taxa de substituição marginal é a taxa na qual a redução em um produto deve ser compensada com um aumento no outro produto.

Qual é a taxa de substituição marginal?

A taxa marginal de substituição é um termo econômico que se refere ao ponto em que um produto é substituível por outro.

Essa taxa forma uma curva com uma inclinação descendente, chamada curva de indiferença. Cada ponto ao longo representa as quantidades do produto X e Y que seriam adequadas substituindo uma pela outra.

Está sempre mudando para um determinado ponto da curva, representando matematicamente a inclinação da curva naquele ponto. Em qualquer ponto dado ao longo de uma curva de indiferença, a taxa marginal de substituição é a inclinação da curva de indiferença nesse ponto.

Se a taxa marginal de substituição de X por Y ou Y por X diminuir, a curva de indiferença deve ser convexa na origem.

Por outro lado, se for constante, a curva de indiferença será uma linha reta inclinada para a direita em um ângulo de 45 ° para cada eixo. Se a taxa marginal de substituição aumentar, a curva de indiferença será côncava na origem.

Princípio da redução da taxa marginal de substituição

O TMS do produto X em relação ao produto Y diminui à medida que mais produto X é substituído pelo produto Y. Em outras palavras, desde que o consumidor tenha cada vez mais produto X, ele estará preparado para desistir de cada vez menos produto E.

A velocidade com que o consumidor substitui o produto X pelo produto Y é maior no início. No entanto, à medida que o processo de substituição continua, a taxa de substituição começa a diminuir.

Limitações

A taxa de substituição marginal não examina a combinação de produtos que um consumidor prefere mais ou prefere menos que outra mistura, mas examina as combinações de produtos que o consumidor prefere da mesma maneira.

Também não explora a utilidade marginal, que é quão melhor ou pior um consumidor seria com uma combinação de produtos em vez de outro, porque ao longo da curva de indiferença todas as combinações de produtos são avaliadas da mesma maneira pelo consumidor.

Relacionado:  Desemprego sazonal: características, causas e exemplos

Como é calculado?

A lei da utilidade marginal em declínio afirma que a utilidade marginal, que é a utilidade adicional para cada nova unidade de um produto, será menor que a utilidade marginal da unidade anterior.

Ou seja, a primeira unidade de um produto tem a maior utilidade, a segunda unidade tem a segunda maior utilidade e assim por diante.

Agora, se um consumidor substituir um produto X por outro produto Y, ele deverá ser compensado com o maior número de unidades Y da primeira unidade de X, o segundo maior número de unidades Y da segunda unidade de X e assim por diante. .

Isso mostra que a taxa marginal de substituição muda continuamente à medida que se avança ao longo de uma curva de indiferença.

Para mudanças muito pequenas em um produto, a taxa de substituição marginal se aproxima da inclinação da curva de indiferença, que é igual à mudança em Y dividida pela mudança em X.

Formula

A taxa de substituição marginal (TMS) é calculada entre dois produtos colocados em uma curva de indiferença, mostrando um ponto de igual utilidade para cada combinação do “produto X” e do “produto Y”. A fórmula para a taxa marginal de substituição é:

TMSxy = – (Y1 – Y0) / (X1 – X0) = dy / dx, em que:

– “X” e “Y” representam cada um um produto diferente.

– dy / dx refere-se à derivada de y em relação a x.

Por outro lado, TMSxy e TMSyx não são os mesmos. De fato, eles são recíprocos entre si, ou seja, TMSyx = 1 / TMSxy.

Pode-se mostrar que a taxa marginal de substituição de y por x é igual ao preço de x dividido por y. Isso é igual à utilidade marginal de x dividida pela utilidade marginal de y, ou seja, TMSxy = UMx / UMy

A curva de indiferença se torna mais horizontal à medida que se move do eixo y para o eixo x. É porque à medida que y se torna escasso ex se torna abundante, a taxa marginal de substituição de x por y diminui. Isso é conhecido como taxa marginal de substituição decrescente.

Exemplo

Por exemplo, um consumidor deve escolher entre hambúrgueres e cachorros-quentes. Para determinar a taxa marginal de substituição, o consumidor é questionado sobre quais combinações de hambúrguer e cachorro-quente oferecem o mesmo nível de satisfação.

Quando essas combinações são plotadas, a inclinação da linha resultante é negativa.

Taxa marginal de substituição: como é calculada e exemplo 2

Isso significa que o consumidor enfrenta uma taxa de substituição marginal decrescente. Enquanto houver mais hambúrgueres em relação aos cachorros-quentes, o consumidor estará disposto a produzir menos cachorros-quentes para mais hambúrgueres.

No gráfico, no ponto A, pode-se observar que o consumidor está pronto para substituir (14-11) = 3 unidades de cachorro-quente por (25-20) = 5 unidades extras de hambúrgueres. Portanto, nesta fase, a taxa de substituição marginal de cachorro-quente por hambúrguer de consumo é de 5/3 = 1,67.

No entanto, no ponto B, o consumidor para substituir outras (11-7) = 4 unidades de cachorro-quente precisaria (40-25) = 15 unidades extras de hambúrgueres, sendo nesta fase seu TMS de 15/4 = 3, 75

Supõe-se que qualquer uma das três combinações no gráfico tenha o mesmo nível de utilidade.

Referências

  1. Adam Hayes (2019). Taxa marginal de substituição – Definição da MRS. Investopedia. Retirado de: investopedia.com.
  2. Prateek Agarwal (2018). Taxa marginal de substituição. Economista Inteligente Retirado de: intelleconomist.com.
  3. Jan Obaidullah (2018). Taxa marginal de substituição. Xplaind Retirado de: xplaind.com.
  4. Smriti Chand (2019). A taxa marginal de substituição (MRS) | Economia Sua biblioteca de artigos Retirado de: yourarticlelibrary.com.
  5. Toppr (2019). Taxa marginal de substituição. Retirado de: toppr.com.

Deixe um comentário