Tipos de câncer: definição, riscos e como eles são classificados

O câncer é uma doença que se caracteriza pelo crescimento descontrolado e desordenado de células no organismo. Existem diversos tipos de câncer, que podem se desenvolver em diferentes partes do corpo, como pele, pulmões, mama, próstata, entre outros. Os principais fatores de risco para o desenvolvimento do câncer incluem tabagismo, consumo excessivo de álcool, exposição a substâncias químicas nocivas, histórico familiar da doença, entre outros. Os tipos de câncer são classificados de acordo com o órgão ou tecido em que se originam, como câncer de pulmão, câncer de mama, câncer de próstata, entre outros. É fundamental estar atento aos sinais e sintomas da doença, realizar exames de rotina e adotar hábitos saudáveis, a fim de prevenir o câncer e garantir um diagnóstico precoce.

Tipos de câncer classificados de acordo com suas características e origens específicas.

O câncer é uma doença caracterizada pelo crescimento descontrolado de células anormais no corpo. Essas células podem se espalhar para outras partes do corpo, causando danos aos tecidos saudáveis. Existem diversos tipos de câncer, classificados de acordo com suas características e origens específicas.

Os principais tipos de câncer incluem o câncer de pele, câncer de mama, câncer de pulmão, câncer de próstata, câncer de colo do útero e muitos outros. Cada tipo de câncer tem suas próprias características e fatores de risco associados.

O câncer de pele, por exemplo, é causado principalmente pela exposição aos raios ultravioleta do sol. Já o câncer de mama pode ser influenciado por fatores genéticos, hormonais e ambientais. O câncer de pulmão, por sua vez, está diretamente relacionado ao tabagismo e à exposição a substâncias químicas tóxicas.

Além disso, os tipos de câncer também podem ser classificados de acordo com o órgão ou tecido onde se originam. Por exemplo, o câncer de mama se origina nas células da mama, enquanto o câncer de próstata se desenvolve nas células da próstata.

É importante estar atento aos sinais e sintomas do câncer, bem como aos fatores de risco associados a cada tipo de câncer. Realizar exames de rotina e adotar um estilo de vida saudável pode ajudar na prevenção e no diagnóstico precoce da doença.

O que é câncer: entenda a definição dessa doença devastadora que afeta milhões de pessoas.

O câncer é uma doença complexa e devastadora que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Ele ocorre quando as células do corpo começam a se multiplicar de forma descontrolada, formando tumores que podem se espalhar para outras partes do organismo. Essas células cancerosas podem invadir tecidos saudáveis e causar danos irreparáveis, interferindo no funcionamento normal do corpo.

Existem diversos tipos de câncer, cada um com características específicas e fatores de risco distintos. Alguns dos tipos mais comuns incluem o câncer de mama, câncer de pulmão, câncer de próstata e câncer de pele. Esses tipos de câncer são classificados de acordo com o órgão ou tecido onde se originam, bem como com base em suas características genéticas e morfológicas.

Os fatores de risco para o desenvolvimento do câncer incluem a idade, histórico familiar da doença, exposição a substâncias cancerígenas, tabagismo, obesidade e estilo de vida sedentário. É importante ressaltar que nem todos os casos de câncer são evitáveis, mas adotar hábitos saudáveis e realizar exames de rotina pode ajudar na prevenção e detecção precoce da doença.

Compreender a definição dessa doença e seus riscos é fundamental para a prevenção e tratamento adequado. Consultar um médico regularmente e adotar um estilo de vida saudável são medidas essenciais para reduzir o impacto do câncer na vida das pessoas.

Relacionado:  Brometo de pinaverium: o que é e para que é utilizado este medicamento

Descubra os quatro tipos de câncer mais comuns no mundo atualmente.

O câncer é uma doença que pode afetar qualquer parte do corpo e se caracteriza pelo crescimento descontrolado de células anormais. Existem diversos tipos de câncer, cada um com suas próprias características e formas de tratamento. Atualmente, os quatro tipos de câncer mais comuns no mundo são o câncer de pulmão, o câncer de mama, o câncer colorretal e o câncer de próstata.

O câncer de pulmão é um dos tipos mais agressivos e letais, sendo fortemente associado ao tabagismo. Já o câncer de mama afeta principalmente mulheres, mas também pode ocorrer em homens. O câncer colorretal, por sua vez, tem maior incidência em pessoas acima dos 50 anos e está relacionado a fatores como a dieta e histórico familiar. Por fim, o câncer de próstata é o mais comum entre os homens e geralmente se desenvolve de forma lenta.

É importante ressaltar que a prevenção é fundamental para reduzir o risco de desenvolver câncer. Adotar hábitos saudáveis, como uma alimentação balanceada e a prática regular de exercícios físicos, pode contribuir para a prevenção de diversos tipos de câncer. Além disso, é essencial realizar exames de rotina e estar atento aos sinais e sintomas que o corpo pode apresentar.

Conhecer os tipos de câncer mais comuns e estar atento aos cuidados necessários é fundamental para garantir uma melhor qualidade de vida e bem-estar.

Classificação do câncer: entenda como os tipos de câncer são categorizados e classificados.

A classificação do câncer é um processo importante que ajuda os médicos a entender melhor a doença e a determinar o melhor tratamento para cada paciente. Os tipos de câncer são categorizados de acordo com o órgão ou tecido onde se originam e com o seu comportamento.

Existem diversos tipos de câncer, como o carcinoma, que se origina nas células epiteliais, o sarcoma, que se desenvolve a partir de tecidos conjuntivos, e o linfoma, que afeta o sistema linfático. Cada tipo de câncer apresenta características específicas e pode se espalhar de maneiras diferentes pelo corpo.

Além disso, os tipos de câncer também são classificados de acordo com o seu grau de agressividade e a sua capacidade de se espalhar. Tumores benignos são aqueles que não se espalham para outros tecidos, enquanto tumores malignos têm a capacidade de invadir tecidos saudáveis e se disseminar pelo corpo, podendo causar metástase.

Por isso, é fundamental que o câncer seja classificado corretamente para que o tratamento adequado possa ser iniciado o mais rápido possível. Os médicos utilizam exames de imagem, biópsias e outros métodos para identificar o tipo de câncer e determinar a melhor abordagem terapêutica.

Entender como os tipos de câncer são categorizados e classificados é fundamental para garantir o melhor cuidado e resultado para os pacientes.

Tipos de câncer: definição, riscos e como eles são classificados

Tipos de câncer: definição, riscos e como eles são classificados 1

Infelizmente, o câncer é uma doença sobre a qual se fala com muita frequência hoje . Conforme estimado pela Sociedade Espanhola de Oncologia Médica (SEOM), em 2015 foram diagnosticados 220.000 novos casos no território espanhol.

Da mesma forma, a mesma instituição afirma que o futuro é alarmante, uma vez que, considerando as previsões das Nações Unidas (ONU), estima-se que, em 2020, 246.713 novos casos de câncer serão diagnosticados na Espanha, 97.715 em mulheres e 148.998 em homens.

O que é câncer?

Nossos corpos são feitos de milhões de bilhões de células, que são tão pequenas que só podem ser vistas através de um microscópio. Essas células são agrupadas para formar os tecidos e órgãos do nosso corpo e, entre elas, encontramos uma grande diversificação, porque elas desempenham funções diferentes. Com essa complementação, eles cobrem as necessidades vitais de um organismo, como a manutenção da estrutura corporal, nutrição e respiração.

O câncer ocorre quando as células normais se tornam cancerígenas, ou seja, elas se multiplicam fora de controle e invadem órgãos ou tecidos adjacentes.

Tipos de câncer

O câncer pode começar em qualquer lugar do corpo e são nomeados e classificados de acordo com diferentes características. Mas que tipos de câncer existem? Então nós explicamos para você .

A) Tipos de acordo com seu prognóstico (benigno ou maligno)

Embora muitas pessoas pensem que a palavra câncer e o termo tumor são os mesmos, eles não são. Os tumores podem ser benignos ou malignos. Se o tumor é benigno, as células se multiplicam incontrolavelmente, mas sem se espalhar para outras partes do corpo. O tumor benigno geralmente não representa um risco para a vida do paciente, mas se não for tratado a tempo, pode se tornar um tumor maligno ou canceroso.

O tumor maligno ou câncer ocorre quando as células não controladas se espalham para outras áreas do corpo , chamadas metástases.

B) Tipos de câncer de acordo com a origem

Dependendo da origem, os cânceres recebem nomes específicos. Por exemplo:

  • Mama ou câncer de mama
  • Cancer de pulmão
  • Câncer de cólon
  • Câncer de próstata
  • Câncer renal

C) Dependendo do tipo de tecido

A Classificação Internacional de Doenças para Oncologia (CID-O) é utilizada há quase 25 anos e é considerada uma ferramenta de prognóstico e diagnóstico para a codificação de tumores e cânceres.

Dada a terceira edição deste manual, existem seis tipos de câncer :

1. Carcinoma

Este é o tipo mais comum de câncer e tem sua origem na camada epitelial de células . Essas células são o que revestem toda a superfície do corpo, bem como estruturas e cavidades internas. Os carcinomas podem ocorrer em diferentes partes do corpo, por exemplo, pulmão, tórax, próstata e cólon

Existem diferentes tipos de carcinomas:

  • Carcinoma embrionário : tem origem nas células dos testículos e ovários.
  • Carcinoma in situ : ainda não está na fase inicial e não se espalhou. Eles são removidos com cirurgia.
  • Carcinoma de origem desconhecida : seu local de origem é desconhecido.
  • Carcinoma invasivo : é aquele que invadiu outras áreas. É chamado carcinomatose.

2. Sarcoma

O sarcoma é um tumor maligno dos tecidos conjuntivos , incluindo: músculos, ossos, cartilagem e gordura.

Dependendo da origem, existem diferentes subtipos de sarcoma:

  • Osteossarcoma : sarcoma ósseo
  • Condrossarcoma : sarcoma da cartilagem
  • Leiomiossarcoma : afeta os músculos lisos
  • Rabdomiossarcoma : impacto nos músculos esqueléticos
  • Mesotelioma : afeta o tecido que reveste os pulmões e a cavidade torácica (pleura), abdômen (peritônio) ou o saco que contém o coração (pericárdio)
  • Fibrosarcoma : afeta tecido fibroso
  • Angiosarcoma . Tem efeito sobre os vasos sanguíneos
  • Lipossarcoma : sarcoma que afeta o tecido adiposo ou adiposo
  • Glioma : origina-se no cérebro ou medula espinhal. Surge de células gliais
  • Mixossarcoma : ocorre no tecido conjuntivo embrionário primitivo)

3. Mieloma

O mieloma ou mieloma múltiplo é um tumor de câncer que se origina nas células plasmáticas do cordão umbilical . As células plasmáticas normais são um componente importante do sistema imunológico, pois são compostas por vários tipos de células que atuam juntas para combater doenças e infecções. Por exemplo, linfócitos.

Relacionado:  As emoções são o principal obstáculo para perder peso

4. Leucemia

A leucemia é um tipo de câncer de sangue que afeta cerca de 5.000 pessoas na Espanha todos os anos . A leucemia ocorre quando células diferentes se tornam cancerosas, afetando a medula óssea. Embora possa parecer que leucemia e mieloma (explicados no ponto anterior) são os mesmos, não é realmente assim.

Ainda mais perguntas podem surgir quando você ouve o nome de um tipo de leucemia chamado leucemia mielóide. Bem, mieloma múltiplo e leucemia mielóide envolvem diferentes tipos de células. Embora as células afetadas na leucemia também sejam geradas na medula óssea, elas não são células plasmáticas.

A leucemia pode ser classificada com base em diferentes critérios:

  • Com base em sua história : “de novo”, pois não há processo anterior; e “secundário”, quando existe um processo anterior (por exemplo, doença do sangue) que leva à leucemia.
  • Com base na transformação e velocidade : “leucemia aguda”, se o desenvolvimento for rápido; e “leucemia crônica”, isto é, de lenta progressão.
  • De acordo com o local de origem : “linfoblástico” afeta os linfócitos; e “mieloblástico” (mielóide ou mielocítico), que afetam as células precursoras das séries mielóides ou vermelhas, como glóbulos vermelhos e plaquetas.

5. Linfoma

Se houver dúvidas entre leucemia e mieloma, os termos linfoma e leucemia também podem ser confusos. Mas a leucemia é geralmente chamada de câncer líquido porque afeta o sangue. Em vez disso, os linfomas são conhecidos como cânceres sólidos, porque se originam nos gânglios linfáticos .

Os linfomas são classificados de duas maneiras: linfoma de Hodgkin e linfomas não-Hodgkin. Esses tipos de linfomas são diferentes em comportamento, disseminação e tratamento.

6. Tipos mistos

Esses tumores de câncer são caracterizados pela presença de dois ou mais componentes cancerígenos . Eles são raros e podem ser causados ​​por um mau prognóstico. Um câncer de tipo misto é, por exemplo, carcinossarcoma, uma mistura de carcinoma e sarcoma. Ou seja, é um câncer do tecido epitelial e, ao mesmo tempo, conjuntivo, ósseo, cartilaginoso ou gordo. No entanto, existem outros “cânceres de tipo misto” raros, como tumor mesodérmico misto, carcinoma adenoescamoso ou teratocarcinoma.

D) Tipos de acordo com o grau

Dependendo do grau de evolução, o câncer pode ser classificado em 4 níveis . Quanto maior a diferenciação ou anormalidade e quanto maior ou menor a velocidade da evolução, maior o número de graus.

Os graus dessa classificação, propostos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), “devem ser considerados graus de malignidade e não como estágios de malignidade, independentemente de certos tumores de grau III ou IV serem resultado de uma transformação maligna de um tumor preexistente ”, explica esta instituição. Portanto, de acordo com o grau, a OMS classifica os tumores em:

1. Evolução baixa ou lenta

Dependendo se eles têm ou não um caráter circunscrito

  • Grau I : evolução lenta e limites circunscritos. Melhor prognóstico que o grau II
  • Grau II : de evolução lenta, mas com limites difusos e extensão imprecisa. Prognóstico mais baixo que o grau I

2. Alto grau e crescimento rápido

De acordo com a evolução do prognóstico e o grau de anormalidade.

  • Grau III : Os focos anaplásicos (células pouco diferenciadas ou indiferenciadas) atribuem o marcador de grau III a um tumor existente, ou seja, era de baixo grau.
  • Grau IV : são as células mais graves e indiferenciadas que ocupam a totalidade de uma grande parte ou de todo o tumor.

Deixe um comentário