Tipos de conhecimento e suas características (lista completa)

O conhecimento é uma ferramentia fundamental para o desenvolvimento humano e a compreensão do mundo ao nosso redor. Existem diversos tipos de conhecimento, cada um com suas próprias características e formas de obtenção. Neste artigo, vamos explorar uma lista completa dos principais tipos de conhecimento, incluindo o conhecimento empírico, teórico, prático, intuitivo, religioso, filosófico, científico, entre outros. Vamos analisar as características de cada tipo de conhecimento e como eles contribuem para a nossa compreensão e interação com o mundo.

Tipos de conhecimento e suas características: descubra as diversas formas de saber e compreender.

Existem diferentes tipos de conhecimento, cada um com suas próprias características e formas de obtenção. É importante compreender essas variações para ampliar nossa compreensão do mundo ao nosso redor. A seguir, apresentamos uma lista completa dos principais tipos de conhecimento:

  • Conhecimento Empírico: É adquirido por meio da experiência prática e observação do mundo. Pode ser transmitido de geração em geração e não requer conhecimento técnico ou teórico.
  • Conhecimento Científico: Baseado em métodos sistemáticos de investigação, com o objetivo de chegar a conclusões com base em evidências. É organizado e passível de verificação.
  • Conhecimento Filosófico: Baseado em reflexão e argumentação, busca compreender questões fundamentais sobre a existência, o conhecimento e a ética.
  • Conhecimento Religioso: Derivado de crenças e valores religiosos, é baseado na fé e na revelação divina. Orienta a conduta e a visão de mundo de indivíduos e comunidades.
  • Conhecimento Artístico: Expressão criativa e subjetiva, que busca transmitir emoções e significados por meio de formas simbólicas como a arte, música e literatura.
  • Conhecimento Tecnológico: Relacionado ao desenvolvimento de técnicas e processos para a resolução de problemas práticos. Envolve a aplicação de conhecimento científico em diversas áreas.
  • Conhecimento Intuitivo: Percepções e insights que surgem de forma instantânea e sem necessidade de raciocínio lógico. Muitas vezes associado à criatividade e à inspiração.

Cada tipo de conhecimento possui suas próprias características e contribui de maneira única para a nossa compreensão do mundo. Ao reconhecer a diversidade dessas formas de saber, podemos enriquecer nossa visão e expandir nossas possibilidades de aprendizado.

Principais tipos de conhecimento: descubra os 4 mais importantes para o seu desenvolvimento.

Os tipos de conhecimento são classificados de acordo com suas características e formas de obtenção. Conhecer esses tipos é fundamental para o desenvolvimento pessoal e profissional de qualquer indivíduo. Aqui estão os 4 principais tipos de conhecimento e suas características:

  1. Conhecimento Empírico: Este tipo de conhecimento é adquirido por meio da experiência prática e do senso comum. É o conhecimento do dia a dia, baseado em observações e vivências cotidianas. Por exemplo, saber que o sol nasce no leste e se põe no oeste é um conhecimento empírico.
  2. Conhecimento Científico: O conhecimento científico é obtido por meio do método científico, que envolve observação, experimentação e análise. É baseado em evidências e busca explicar fenômenos de forma objetiva e sistemática. Este tipo de conhecimento é fundamental para o avanço da ciência e tecnologia.
  3. Conhecimento Filosófico: O conhecimento filosófico busca compreender questões fundamentais sobre a existência, a verdade, a ética, entre outros temas. É obtido por meio da reflexão e da análise crítica, buscando respostas para questões que não podem ser respondidas apenas pela ciência.
  4. Conhecimento Tecnológico: O conhecimento tecnológico está relacionado ao desenvolvimento de técnicas e ferramentas para resolver problemas práticos. É obtido por meio da aplicação do conhecimento científico e empírico, visando a criação de inovações e soluções para diversas áreas.

Conhecer e compreender esses tipos de conhecimento é essencial para ampliar nossa visão de mundo e contribuir para o nosso crescimento pessoal e profissional. Portanto, busque sempre adquirir e desenvolver esses diferentes tipos de conhecimento em sua jornada de aprendizado.

Os diferentes tipos de conhecimento abordados pela filosofia: uma análise completa.

Na filosofia, os diferentes tipos de conhecimento são estudados e analisados para compreendermos melhor a natureza do saber e como ele é adquirido e utilizado. Existem diversos tipos de conhecimento, cada um com suas características específicas. Vamos explorar cada um deles:

  • Conhecimento Empírico: Também conhecido como conhecimento comum, é adquirido através da experiência sensorial e da observação do mundo ao nosso redor. É o tipo de conhecimento mais comum e amplamente utilizado no dia a dia.
  • Conhecimento Científico: É obtido através do método científico, que envolve a observação, experimentação, análise e formulação de teorias. É caracterizado pela busca pela objetividade e pela verificabilidade.
  • Conhecimento Filosófico: É obtido através da reflexão e da argumentação lógica. Busca responder a questões fundamentais sobre a existência, a verdade, a moralidade, entre outros temas.
  • Conhecimento Religioso: É baseado na fé e na revelação divina. É adquirido através das escrituras sagradas, da tradição religiosa e da experiência espiritual.
  • Conhecimento Intuitivo: É obtido de forma instantânea, sem a necessidade de raciocínio ou análise. É muitas vezes associado à intuição e à inspiração.
  • Conhecimento Artístico: É adquirido através da expressão criativa e da sensibilidade estética. Envolve a produção e apreciação de obras de arte em diversas formas.

Cada tipo de conhecimento possui suas próprias características e formas de obtenção. É importante reconhecer a importância de cada um deles e como eles contribuem para a nossa compreensão do mundo e de nós mesmos.

Principais características do conhecimento teológico: uma análise sucinta e esclarecedora.

O conhecimento teológico é caracterizado por ser baseado na fé e na revelação divina, sendo uma forma de compreender a realidade a partir de ensinamentos religiosos. Diferentemente do conhecimento científico, o conhecimento teológico não se baseia em evidências empíricas, mas sim na crença em uma entidade superior.

Uma das principais características do conhecimento teológico é a existência de dogmas, que são verdades absolutas e inquestionáveis dentro de uma determinada religião. Além disso, o conhecimento teológico também se caracteriza pela interpretação de textos sagrados, como a Bíblia, o Alcorão ou outros livros considerados sagrados pelas diferentes tradições religiosas.

Outro aspecto importante do conhecimento teológico é a busca pela transcendência, ou seja, pela compreensão do divino e do sobrenatural. Os teólogos frequentemente se dedicam a refletir sobre questões metafísicas e espirituais, buscando uma conexão mais profunda com o sagrado.

Por fim, o conhecimento teológico também se destaca pela sua dimensão prática, sendo muitas vezes utilizado para orientar a conduta moral e ética dos indivíduos dentro de uma comunidade religiosa. Através dos ensinamentos teológicos, os fiéis são instruídos sobre como viver de acordo com os preceitos de sua fé.

Relacionado:  O que é a Escola de Sistemas? Características principais

Tipos de conhecimento e suas características (lista completa)

Tipos de conhecimento e suas características (lista completa)

Entre os principais tipos de conhecimento, destacam-se o analítico, o empírico, o lógico, o formal, o material, o tradicional, o ético e o material. Os tipos de conhecimento se referem às formas pelas quais as informações obtidas pelos seres humanos são organizadas.

O conhecimento é muito amplo e diversificado; portanto, tornou-se necessário criar categorias para solicitá-lo. A intenção dessas categorias é classificar, tanto quanto possível, cada tipo de conhecimento que pode ser acessado, para facilitar seu desenvolvimento e evolução.

Nesse contexto, existe conhecimento baseado em abstração, como matemática e lógica, e conhecimento que depende exclusivamente da matéria , como o conhecimento material.

Da mesma forma, existe conhecimento que só pode ser transmitido através de academias e instituições especializadas, enquanto outros tipos de conhecimento nascem apenas graças à transmissão verbal ou escrita de membros de uma determinada sociedade.

Algo semelhante ocorre quando se refere ao conhecimento técnico, que é o obtido através da experiência e repetição de uma tarefa específica. Da mesma forma, o profissional também é adquirido através da experiência, mas envolve o elemento da educação formal.

Os tipos de conhecimento são determinados de acordo com diferentes elementos de sua natureza. Por exemplo, o conhecimento de acordo com sua finalidade tem uma categorização diferente do conhecimento de acordo com sua forma de divulgação. Essa maneira de classificar responde à grande amplitude típica da área do conhecimento.

Tipos de conhecimento de acordo com sua origem

Analítico

A idéia fundamental do conhecimento analítico é conhecer um tópico específico em profundidade, graças à sua desconstrução. Dessa forma, é possível acessar informações relacionadas aos fundamentos mais profundos do assunto em questão.

O conhecimento analítico é focado no entendimento da natureza de uma situação, fato ou cenário, de forma que seja possível entender as características das partes que o compõem.

O ponto de partida para a obtenção de conhecimento analítico é o concreto e, uma vez que o concreto é caracterizado e compreendido, é possível acessar os conceitos mais abstratos relacionados ao assunto em estudo.

Sintético

O conhecimento sintético é caracterizado por ser o oposto de analítico. Ou seja, nesse caso, o ponto de partida corresponde às partes mais específicas de um dado fato; Uma vez entendidas essas áreas, é possível acessar o cenário em estudo como um todo.

O conhecimento sintético permite que os elementos sejam estudados através da síntese, conceituados como a maneira pela qual é possível alcançar a essência dos fatos ou noções, entendendo suas partes.

Tipos de conhecimento de acordo com sua finalidade

Expressivo

O conhecimento expressivo está relacionado à forma como diferentes procedimentos são realizados. Seu objetivo é criar uma estrutura através da qual uma ação ou conjunto de ações específico possa ser sistematizado.

Graças a essa sistematização, é possível gerar processos fluidos e promover a evolução das pessoas ou situações em questão. Esse tipo de conhecimento é suportado por ferramentas tecnológicas e pelo desenvolvimento de sistemas que podem ser adaptados a necessidades específicas.

Comunicativo

O conhecimento comunicativo está associado à democratização da informação. É um tipo de conhecimento focado na disseminação de dados, com a intenção de que sejam acessíveis a todas as populações que possam estar interessadas.

É uma área que concentra seus esforços na geração de conteúdo amplamente disseminado. Em suma, esse tipo de conhecimento busca solucionar um problema social relacionado ao acesso à informação: a razão de sua existência é justamente a divulgação.

Científico

O conhecimento científico é aquele que tem o objetivo de contribuir ativa e claramente para a estrutura do conhecimento relacionado à ciência.

Esse tipo de conhecimento busca gerar avanços em diferentes áreas, com a intenção de solucionar problemas específicos e incentivar o progresso das sociedades. Ao longo da história, o conhecimento científico foi decisivo para o desenvolvimento dos seres humanos.

O campo da ciência é muito amplo, de modo que o conhecimento científico pode estar relacionado a diversas áreas de estudo: medicina, tecnologia, biologia e ciência da computação são apenas algumas das áreas sensíveis para produzir e usar o conhecimento científico. .

De acordo com seu estudo da realidade

Empírico

Esse tipo de conhecimento é caracterizado por ser claramente adotado através da experiência pessoal. Nesse caso, a observação tem prioridade, que busca ser o único elemento através do qual a realidade é percebida.

Assim, esse tipo de conhecimento está diretamente sujeito às interpretações daqueles que estão expostos a ele, uma vez que o veículo através do qual é obtido é a experiência individual. Por esse motivo, a percepção dos indivíduos desempenha um papel muito importante na aquisição desse conhecimento.

O conhecimento empírico se desenvolve e evolui com o tempo. Alguns estudiosos consideram isso limitante porque a única fonte é a própria experiência, mas ainda consideram essencial oferecer uma visão útil de um tópico específico, mesmo que seja um pouco superficial.

Científico

O conhecimento científico também é baseado na realidade; no entanto, adicione uma ação de verificação a essa abordagem. Em outras palavras, o conhecimento científico deve ser demonstrável para ser considerado válido.

A verificação associada ao conhecimento científico pode ou não ser experimental. De qualquer forma, dentro de sua estrutura há espaço para análises críticas; Isso implica que é possível alterar as formas de pensar, graças à efetiva demonstração de argumentos, neste caso científicos.

Filosófico

A base do conhecimento filosófico é a observação, e sua dinâmica implica uma relação muito íntima com o campo do pensamento, e não com a experimentação.

Através do conhecimento filosófico é possível refletir em profundidade o contexto. A pesquisa relevante e a observação ativa são tomadas como base e, nesses elementos, uma argumentação totalmente racional é construída com uma influência importante na interpretação do autor.

Em geral, o conhecimento filosófico constitui o ponto de partida para o nascimento de novos conceitos e idéias, fundamentais para o desenvolvimento de novas linhas de pensamento.

Teológico

Esse tipo de conhecimento se concentra em Deus e em seu contexto. Aqueles que cultivam conhecimento teológico não estão focados em dar uma olhada crítica nesses elementos, mas em entender suas características como foram dadas ao longo da história.

Embora muitas de suas concepções sejam baseadas em argumentos correspondentes ao conhecimento filosófico, o conhecimento teológico não se caracteriza por ser racional, pois parte de uma verdade relacionada à existência de Deus e não pretende refutá-lo de nenhuma maneira.

Relacionado:  As 7 atividades econômicas mais importantes do México

Pelo contrário, o conhecimento teológico é uma das ferramentas pelas quais os crentes aprofundam sua fé e se comprometem mais intensamente à religião que professam.

Tradicional

O conhecimento tradicional é aquele que foi construído organicamente entre membros de uma determinada comunidade ou sociedade. As bases desse conhecimento foram estabelecidas há anos ou mesmo séculos e são transmitidas às gerações subseqüentes através da oralidade.

Para ser transcendente, esse conhecimento geralmente se adapta aos novos tempos, mas sempre mantendo a essência principal; dessa forma, ainda é considerado válido e representativo.

Linguagem, folclore, formas específicas de realizar agricultura, rituais e até legislação podem ser considerados parte do conhecimento tradicional de uma sociedade.

Intuitivo

O conhecimento intuitivo também está vinculado à experiência. Nesse caso, é construído naturalmente e é determinado pelas diferentes experiências que cada indivíduo experimentou ao longo de sua vida.

A principal característica do conhecimento intuitivo é que ele é usado na vida cotidiana. Graças a esse conhecimento, os seres humanos resolvem situações que surgem dia a dia e são capazes de reagir a novas circunstâncias de maneira fluida.

Matemático

Esse conhecimento está relacionado ao resumo. Ele se baseia em números e cálculos para obter informações relevantes. O conhecimento matemático é considerado próximo da lógica como disciplina, embora seja diferente porque o último não é necessariamente baseado em números.

Através do conhecimento matemático, é possível criar esquemas concretos e numéricos, e o objetivo principal é resolver problemas não apenas teóricos, mas também dentro do escopo do concreto e aplicável.

Lógico

Através do conhecimento lógico, são obtidas conclusões com base em certas premissas. A principal qualidade do conhecimento lógico é que ele se baseia na criação de relações entre diferentes elementos, situações e realidades. A inferência é levada em consideração e a racionalidade é priorizada.

Os relacionamentos que mencionamos anteriormente são determinados pelo indivíduo, pois dependem das experiências que ele teve com as situações ou elementos que ele está vinculando.

De acordo com a sua finalidade

Técnico

O conhecimento técnico é o que permite que o conhecimento científico seja transformado em elementos práticos. Essas são habilidades de natureza instrumental e muitas vezes são cultivadas nos indivíduos através da repetição de ações.

Em muitos casos, o conhecimento técnico utiliza ferramentas por meio das quais pode ser aplicado em campos específicos. Da mesma forma, é possível que esse conhecimento seja transmitido de uma pessoa para outra: por exemplo, existem muitos casos de negociações ou atividades que são aplicadas em diferentes gerações de um grupo familiar.

Artístico

Esse tipo de conhecimento está intimamente relacionado à interpretação da realidade que um determinado artista produz e acaba se refletindo em suas obras. É altamente subjetivo e pessoal; portanto, não pode ser replicado exatamente da mesma maneira por outras pessoas.

A experiência e a observação agem como ferramentas que ajudam a aprofundar o conhecimento artístico, mas, em última análise, esse tipo de conhecimento nasce da criatividade individual de cada pessoa.

Político

Conhecimento político é aquele que engloba análises relacionadas à esfera social, entendidas do ponto de vista das relações geradas nas sociedades entre os diferentes papéis desempenhados pelos membros da referida sociedade.

Esse tipo de conhecimento também inclui o escopo histórico, para que seja possível entender a evolução de uma sociedade em termos de suas ações políticas. Isso pode ajudar a evitar certos cenários de conflito relacionados a esta área.

Ético

O conhecimento ético é aquele que está relacionado às concepções gerais sobre o bem e o mal. Esse tipo de conhecimento visa entender como essas noções estão ligadas direta e indiretamente aos indivíduos e suas interações.

Através desse conhecimento, é possível criar certas estruturas de pensamento por meio das quais o comportamento das pessoas pode ser orientado ou regulado.

Moral

Através do conhecimento moral, é possível considerar válidos ou não os comportamentos e / ou as características de personalidade dos indivíduos. Em outras palavras, o conhecimento moral é aquele que se baseia nos julgamentos morais que realizamos em relação aos seres humanos.

O uso desse conhecimento supõe uma dose de subjetividade, mas, ao mesmo tempo, baseia-se nos preceitos morais adotados pelas sociedades, pelo que seus argumentos básicos são derivados de uma convenção.

De acordo com a estrutura do seu conteúdo

materiais

O conhecimento material envolve todos os elementos da realidade que podem ser transformados e / ou combinados com outros.

Esse conhecimento leva em consideração tudo o que pode ser percebido do ponto de vista sensorial e baseia seus argumentos na observação e na experimentação.

Formal

O conhecimento formal é aquele que sustenta seus argumentos em noções abstratas. Caracteriza-se por ser altamente racional e por usar a sistematização para organizar seus elementos.

Esse tipo de conhecimento se baseia em inferências e deduções para realizar suas validações, uma vez que não é obtido por experimentação ou observação. Computação e matemática são exemplos de ciência baseados em conhecimento formal.

De acordo com sua forma de divulgação

Codificado

Esse tipo de conhecimento também é conhecido como explícito e é o que é transmitido através de um código sistemático, seja ele de linguagem ou de elementos simbólicos.

O conhecimento codificado é expresso de maneira fácil e direta e deve ser compreensível por todos que lidam com os códigos nos quais se baseia.

Esses códigos são convenções criadas há séculos pelas sociedades; É por isso que o conhecimento criptografado é tão acessível aos membros dessa comunidade.

Implícito

Também conhecido como conhecimento tácito, baseia-se em noções que não são facilmente expressas porque correspondem à construção pessoal de indivíduos com base nas experiências que viveram.

Através do conhecimento implícito, os seres humanos tentam entender suas próprias experiências. Não é visível e é difícil expressá-lo com linguagem ou símbolos formais acordados pela sociedade.

Para transmitir conhecimento implícito, é necessário fazer uso de outras ferramentas específicas, como coexistência ou relações de interação repetidas em um determinado momento.

Privado

O conhecimento privado é baseado em experiências relacionadas à vida íntima de uma pessoa em particular, de modo que elas não fazem parte da esfera cultural ou social estendida.

Relacionado:  Quais informações podem lhe fornecer uma fotografia?

São noções exclusivas, construídas e desenvolvidas a portas fechadas, que incumbem apenas a pessoas específicas e não a um setor público.

Público

Esse tipo de conhecimento é aquele projetado para um grande número de pessoas, porque é do seu interesse por diferentes razões.

O conhecimento público é considerado parte da cultura de uma dada sociedade, por esse motivo, é amplamente disseminado e conspicuamente com a intenção de atingir o maior número de pessoas responsáveis ​​por essas informações.

De acordo com sua forma de aquisição

Religioso

É esse conhecimento cuja fonte de obtenção é a religião. Baseia-se em dogmas religiosos e oferece pouco espaço para críticas e análises.

O conhecimento religioso geralmente não é questionado ou condenado; sua estrutura contém argumentos únicos que normalmente vêm das escrituras sagradas.

Uma das características mais marcantes do conhecimento religioso é que aqueles que o transmitem fazem esforços óbvios para manter a mesma base argumentativa de origem, o que garante que esse conhecimento seja mantido da mesma maneira ao longo do tempo.

Tradicional

O conhecimento tradicional é aquele obtido por meio de costumes e representações sociais que as comunidades cultivam há séculos.

É transmitido de geração em geração através da prática e repetição de ações específicas. Esse tipo de conhecimento permite a construção de uma identidade cultural bem definida e relevante para comunidades, povos e, finalmente, para países em geral.

Vulgar

É também conhecido como conhecimento pré-científico e é caracterizado por ser eminentemente empírico. É sobre essas noções que os membros de uma determinada comunidade compartilham e que foram aprendidas através da interação com a realidade e suas implicações.

Esse tipo de conhecimento não é validado por nenhum método de verificação, portanto, não é totalmente confiável. Pode basear-se em opiniões ilegais ou na repetição de certos comportamentos.

Apesar da pouca validade que possa ter, o conhecimento vulgar pode ajudar na resolução de conflitos típicos da vida cotidiana enquadrados em uma determinada comunidade ou sociedade.

Profissional

O conhecimento profissional é aquele formado pelas habilidades e habilidades absolutamente necessárias para o desempenho correto de uma pessoa no âmbito de uma profissão específica.

Esse tipo de conhecimento considera elementos teóricos e práticos, obtidos através da prática e da experiência no setor. O conhecimento profissional é obtido gradualmente e é determinado pelo conjunto de experiências que o profissional em questão teve desde o início do treinamento.

Acadêmico

O conhecimento acadêmico é aquele obtido através de instituições educacionais formais, como escolas, universidades, institutos e outros órgãos cuja função principal é a educação.

Essas instituições codificaram o conhecimento que responde ao que as sociedades em que estão imersas consideram que deve ser a estrutura educacional. Eles contam com a cultura e as estruturas sociais de uma determinada comunidade para organizar as informações de uma maneira específica.

De acordo com sua forma de conservação

Digitalizado

É o conhecimento armazenado digitalmente, um método baseado na organização da informação em unidades de dados, que pode ser processado por sistemas de computador.

Esse conhecimento inclui elementos escritos, gráficos, de áudio ou audiovisuais. Graças à digitalização, é possível preservar o conhecimento por muito mais tempo; Além disso, torna-se acessível a um número maior de pessoas.

Artístico

Esse tipo de conhecimento é aquele que é representado em elementos que compõem as expressões artísticas de certas sociedades e é preservado dessa maneira para que pessoas diferentes e até gerações diferentes possam ter acesso a esse conhecimento.

Os elementos dos tempos passados ​​encontrados através de explorações arqueológicas são um exemplo de conhecimento artístico, uma vez que as características e elementos desses trabalhos foram decisivos para nutrir o conhecimento adquirido em relação a essas culturas originais.

Bibliográfico

É o conhecimento que é preservado em documentos escritos, geralmente de natureza acadêmica. Corresponde a todo o conhecimento relacionado a um determinado tópico que foi registrado em fontes bibliográficas.

Essas fontes são muito variadas e incluem dicionários, tratados de história, teses de doutorado, livros depoimentos, artigos , relatórios sobre diferentes temas, entre muitos outros.

Cultural

É o conhecimento representado nos costumes, sistemas de crenças, características e valores culturais, entre outros aspectos, de uma determinada sociedade.

Esse conhecimento inclui os comportamentos das pessoas que compõem essa sociedade, bem como suas tradições mais essenciais. Todos esses elementos definem um determinado grupo de indivíduos e permitem que essas informações sejam preservadas ao longo do tempo.

Assuntos de interesse

Conhecimento subjetivo .

Conhecimento objetivo .

Conhecimento vulgar .

Conhecimento racional .

Conhecimento técnico .

Conhecimento intuitivo .

Conhecimento direto .

Conhecimento intelectual .

Conhecimento empírico .

Referências

  1. “Método analítico: definição e características” em Cbuc. Recuperado em 25 de novembro de 2019 de Cbuc: cbuc.es
  2. “O método sintético” em Eumed. Retirado em 25 de novembro de 2019 de Eumed: eumed.net
  3. Febas, J. “Conhecimento teológico” em Erial Ediciones. Retirado em 28 de novembro de 2019 de Erial Ediciones: erialediciones.com
  4. “O que é conhecimento tradicional?” no Fundo Indígena. Recuperado em 28 de novembro de 2019 do Fundo Indígena: fondoindigena.org
  5. “Conhecimento empírico e científico” na Universidade Nacional Autônoma do México. Retirado em 28 de novembro de 2019 da Universidade Nacional Autônoma do México: unam.mx
  6. Vera, A. “Conhecimento artístico = conhecimento pouco científico” no Research Gate. Retirado em 28 de novembro de 2019 de Research Gate: researchgate.net
  7. Rebollar, A. “O conhecimento matemático segundo Ed Dubinsky” em Eumed. Retirado em 28 de novembro de 2019 de Eumed: eumed.net
  8. “Política como conhecimento” na Revista Themes. Retirado em 28 de novembro de 2019 da Temas Magazine: Temas.cult.cu
  9. “Conhecimento acadêmico e conhecimento” na Universidade de Lleida. Retirado em 28 de novembro de 2019 da Universidade de Lleida: cdp.udl.cat
  10. Mauri, M. “O conhecimento moral” nas edições Rialp. Retirado em 28 de novembro de 2019 de Rialp Editions: rialp.com
  11. “Material” na Wikipedia. Retirado em 28 de novembro de 2019 da Wikipedia: wikipedia.org
  12. Arceo, G. “Conhecimento explícito e implícito” em Eumed. Retirado em 28 de novembro de 2019 de Eumed: eumed.net
  13. “Ciências formais” na Wikipedia. Retirado em 28 de novembro de 2019 da Wikipedia: wikipedia.org

Deixe um comentário