11 hábitos para atingir a maturidade emocional

11 hábitos para atingir a maturidade emocional 1

Maturidade emocional é um termo usado para nomear as pessoas que possuem alta inteligência emocional . São pessoas que entendem suas emoções e as dos outros , possuem boas habilidades sociais e regulam seu comportamento para adaptá-lo ao momento e ao ambiente.

A maturidade emocional pode ser alcançada , mas é necessário realizar uma série de hábitos e comportamentos para alcançá-la.

Hábitos para alcançar a maturidade emocional

Lembre-se de que a maturidade emocional está ligada ao desenvolvimento pessoal , ou seja, se desenvolve ao longo do tempo através de certos hábitos. Embora seja verdade que existem alguns cursos de inteligência emocional que podem ser úteis para a aquisição de habilidades emocionais, muitas pessoas aprendem esses comportamentos à medida que interagem com outros indivíduos e experimentam situações diferentes na vida.

A maturidade emocional está intimamente ligada ao bem-estar psicológico , pois vários estudos afirmam que pessoas emocionalmente inteligentes são mais felizes e têm maior sucesso na vida.

1. Preste muita atenção

Mindfulness é um termo que se tornou muito popular hoje com o surgimento da Mindfulness, mas tem uma origem ancestral, pois está enraizada no budismo e em suas crenças. A verdade é que a atenção plena nos torna pessoas emocionalmente inteligentes, nos conscientiza de nossas emoções e pensamentos e nos ajuda a prestar atenção ao contexto ao nosso redor, para melhor nos adaptarmos a ele.

As pessoas que trabalham com atenção plena desfrutam de maior equilíbrio emocional e têm uma mentalidade que não julga , também são tratadas com compaixão e aceitam os fracassos da vida.

Como a atenção plena é o primeiro passo para a mudança, pode ser útil praticar a atenção plena com estes exercícios: ” 5 exercícios de atenção plena para melhorar seu bem-estar emocional ” .

2. Você aprende com os erros

A aceitação é uma das chaves do bem-estar emocional e é indispensável se queremos ser felizes . A vida nos ensina que nem sempre as coisas vão funcionar como queremos, mas muitas vezes podemos ser muito duros consigo mesmos.

Relacionado:  As impressionantes contribuições de Platão à psicologia

Na verdade, se tivermos a atitude certa, falhas podem ser boas oportunidades para crescer . É por isso que é necessário deixar de lado o perfeccionismo, porque, por mais que pensemos que seja bom para nós, isso nos machuca. Você pode aprender mais sobre perfeccionismo neste artigo: ” Personalidade perfeccionista: as desvantagens do perfeccionismo “

3. Desenvolva assertividade

A maturidade emocional geralmente se reflete nos relacionamentos interpessoais ao se comunicar com outras pessoas e, embora nem sempre concordemos com as opiniões dos outros, é possível aceitá-los e dizer o que pensamos sem desrespeitá-los. a ninguém.

Isso é conhecido como assertivo, porque assertividade é um estilo de comunicação em que, apesar de não concordar com o que outra pessoa diz ou pensa, agimos sem ser rudes e confiantes e seguros, sempre respeitando . A assertividade é uma habilidade social essencial.

4. Conheça a si mesmo

O autoconhecimento é um dos princípios da inteligência emocional e, portanto, da maturidade quando se trata de gerenciar emoções. E é que conhecer a si mesmo e entender as emoções que experimentamos é necessário para poder regular essas emoções.

Para melhorar o autoconhecimento emocional, é bom ter um diário de emoções . No diário de emoções, você pode escrever todas as noites antes de dormir, as emoções que experimentou ao longo do dia e refletir sobre elas.

  • Você pode estar interessado: ” Autoconceito: o que é e como é formado? “

5. Ouça ativamente

A escuta ativa é uma das qualidades essenciais que as pessoas devem possuir para interagir com sucesso com outras pessoas. E é que ouvir ativamente não é o mesmo que ouvir. Muitas vezes pensamos que, quando você coloca seu ouvido quando alguém nos fala, está realmente ouvindo, mas, na realidade, não é assim.

Relacionado:  Os 7 melhores mestrados on-line de psicologia

A escuta ativa não está pensando no que queremos dizer antes que uma pessoa termine de falar, está prestando atenção não apenas à sua linguagem verbal, mas também à linguagem não-verbal, e ao saber ler além das palavras . Você pode aprofundar o conceito de escuta ativa neste artigo: “Escuta ativa : a chave para a comunicação com outras pessoas “

6. Valide emocionalmente os outros

A validação emocional refere-se à aprendizagem, compreensão e expressão da aceitação da experiência emocional de outro indivíduo.

Tem a ver com empatia e aceitação das emoções dos outros, mas também com a expressão, ou seja, com a divulgação. Em outras palavras, a validação não é apenas aceitar emoções, mas essa aceitação deve ser comunicada à outra pessoa.

Para entender melhor esse conceito, você pode ler este artigo: ” Validação emocional: 6 dicas básicas para aprimorá-lo “.

7. Melhora o controle emocional

O domínio das habilidades de Inteligência Emocional é necessário para regular as emoções e só é possível quando você tem conhecimento de sua experiência emocional. Embora às vezes as pessoas possam se deixar levar pela situação, temos a capacidade de refletir e tomar boas decisões.

Muitas vezes é preciso ter vontade de saber como regular as emoções. Com o artigo “ Como controlar emoções, com 11 estratégias eficazes ”, você pode começar a aprender a fazê-lo, embora o desenvolvimento da competência máxima nesse tipo de habilidade seja algo que exija tempo, esforço e autoconhecimento.

8. Priorize “nós” nas relações interpessoais

A maturidade emocional faz sentido no relacionamento com outras pessoas, isto é, nas relações sociais. Em relação ao casal ou no ambiente de trabalho, é apropriado priorizar o “nós” sobre o eu.

Relacionado:  Teoria da influência social: suas contribuições psicológicas

No caso do trabalho, por exemplo, o sindicato é forte e, no caso do casal, pensar em ambos ajuda a superar conflitos . E é comum perder o controle com as pessoas que amamos, e não é estranho que nos concentremos em nossas necessidades e deixemos de lado os outros. Maturidade emocional é entender isso.

9. Desconecte quando necessário

O apego não é necessariamente ruim, pois os laços com os entes queridos nos ajudam a crescer e se desenvolver. No entanto, muitas pessoas mantêm objetos e até suas histórias sobre o que é certo ou errado.

Crescer emocionalmente significa criticar a realidade, viver no presente e estar ciente do que é apego. Para evitar dores emocionais, é necessário aprender a nos desapegar de nossas crenças , pensamentos, lembranças e, por fim, de nossos eventos particulares.

10. Deixe o passado para trás

O desapego também inclui deixar o passado para trás e viver o momento presente, pois o passado não pode mais ser vivido . Como eu disse, as frustrações podem nos ajudar a crescer, porque quando ficamos presos em épocas anteriores da nossa vida, não avançamos.

Claro que você precisa levar em conta o que aconteceu, mas apenas como matéria-prima para aprender. Nada do que fizemos no passado serve para colocar um “rótulo” que determina como devemos nos comportar. Aceitar que nossas ações e emoções sejam flexíveis é um passo necessário para amadurecer.

11. Pare de reclamar

Criticar a si mesmo pelo que você não fez bem e criticar os outros é paralisante. Maturidade emocional significa ser realista e estar em constante movimento. É por isso que é necessário aprender com os erros e usar más experiências para crescer como pessoas.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies