19 benefícios de saúde do gengibre

J engibre fornece vários benefícios para a saúde e tem sido usado na medicina tradicional de diferentes maneiras para conseguir diferentes efeitos sobre o corpo. Algumas de suas propriedades mais destacadas são: é anticâncer, estimula o sistema imunológico, reduz dores de cabeça, melhora a digestão e ajuda a tratar alergias.

O gengibre é um ingrediente muito comum na comida indiana e asiática e recentemente entrou fortemente em nossa dieta diária. Além de seu sabor picante específico, suas propriedades medicinais são conhecidas há séculos, que tratam do tratamento de resfriados, náuseas, vertigens, falta de apetite e dores diversas.

19 benefícios de saúde do gengibre 1

A raiz da planta de gengibre é usada principalmente, conhecida como rizoma. É da família de outras raízes conhecidas, como açafrão e cardamomo. Ao colher, fornece uma espécie perfumada e de sabor quente que pode ser consumida fresca para infusões, doces e até vinho.

Mas a maioria de seus usos é quando o rizoma é bastante seco. Lá, sua textura é fibrosa e pode ser usada para sucos como ingrediente em muitas receitas asiáticas. O gengibre em pó também é amplamente utilizado em confeitaria para preparar biscoitos, bolos, pães e bebidas carbonatadas.

19 benefícios para a saúde de tomar gengibre

Estes são apenas alguns de seus maravilhosos benefícios. Convidamos você a conhecê-los e incorporá-lo à sua rotina alimentar:

1- Estimula a produção de saliva

O gengibre possui compostos fenólicos que aumentam o fluxo de saliva na boca. Isso permite reduzir a sensação de secura, além de promover os efeitos antibacterianos da saliva, reduzindo as chances de cárie e protegendo o esmalte dos dentes da desmineralização.

Outra das propriedades da saliva é prevenir fungos orais, por exemplo, as causas da candidíase.

2- É anticâncer

O gengibre é rico em fenóis, chamado gengibre. Uma das moléculas que fazem parte dos compostos de gengibre, conhecida como 6-shogaol, demonstrou ter propriedades anticâncer, quando a raiz é fervida.

Os compostos de gengibre são anti-inflamatórios, antioxidantes e anti-proliferativos, portanto sua ação anticâncer pode ser encontrada em diferentes tipos de câncer, inibindo o crescimento de células cancerígenas e impedindo a formação de novos tumores.

3- É eficaz contra a dismenorreia

As propriedades analgésicas e anti-inflamatórias do gengibre são conhecidas pela medicina tradicional no tratamento da dismenorreia e outras dores associadas ao período menstrual.

Vários estudos realizados por universidades no Irã e na Índia mostraram que a ingestão de gengibre em pó cru por três a cinco dias durante o período menstrual reduziu significativamente o desconforto das mulheres, em comparação com outros placebos.

4- Ajude a reduzir náuseas

Eficaz, mesmo durante a gravidez, o gengibre é uma excelente alternativa para reduzir o reflexo de náusea e vômito.

É tão eficaz que pode ser usado mesmo em casos extremos, como a hiperemese gravídica, com bons resultados e sem os graves efeitos colaterais que outros medicamentos antieméticos teratogênicos podem causar.

Para conseguir isso, você só precisa consumir pequenas doses e desfrutar de alívio.

5- Anti-inflamatório e diminui a dor da artrite

O gengibre possui vários compostos, incluindo jingerols, com uma poderosa ação anti-inflamatória. Dessa forma, muitos pacientes que sofrem de osteoartrite, artrite e lesões nos joelhos relatam melhorias nos sintomas após consumir gengibre regularmente.

Relacionado:  9 benefícios surpreendentes da toranja para a saúde

Em um estudo em mais de 500 pacientes, foi encontrada uma diminuição significativa da dor, aumento da mobilidade e redução da inflamação ao redor das articulações, como joelhos ou pulsos.

Entre os jingerols, o responsável por esses efeitos positivos seria o 6-jingerol, o que reduziria significativamente a produção de óxido nítrico, que danifica os radicais livres.

Além disso, foi descoberto que os componentes do gengibre suprimem algumas proteínas que promovem inflamação no corpo, como citocinas e quimiocinas produzidas pelo sistema imunológico.

6- Estimula o sistema imunológico

Todos conhecemos a sensação reconfortante de consumir gengibre em um dia frio, o aumento do calor do corpo e a transpiração que permite a liberação de toxinas, como no caso de um resfriado.

Estudos recentes mostraram que o suor é benéfico para a nossa imunidade, pois ajuda a combater infecções. Isso ocorre porque as glândulas sudoríparas secretam dermicidina, um peptídeo antimicrobiano equivalente a um antibiótico natural produzido pela pele.

Quando o suor se espalha por toda a pele, a dermicidina se expande por todos os poros e protege o organismo de microorganismos nocivos encontrados no ambiente, como Staphylococcus aureus, Eschericcia Coli e Mycobacterium tuberculosis, que transmitem essa doença.

7- Promove a eliminação de gases

O gengibre é um composto carminativo, ou seja, diminui os gases no trato digestivo e, com isso, cólica e flatulência.

Dessa maneira, o gengibre produz um efeito antiespasmódico, relaxando os músculos lisos do intestino e diminuindo a intensidade da dor e do desconforto.

8- É útil para todos os distúrbios do movimento

Doença de movimento é o nome dado a todos os tipos de distúrbios do movimento, sejam tonturas, movimento de um navio ou de um carro, vertigem, entre outros. O gengibre provou ser eficaz no tratamento desses desconfortos.

Estudos demonstraram que o consumo de gengibre é tão eficaz quanto o dimenidrinato, um medicamento anti-histamínico geralmente usado para esses tipos de sintomas, incluindo náusea, tontura, vômito, sudorese e vertigem; e sem efeitos colaterais.

9- Previne o aparecimento de câncer colorretal

Os gengibre são anticâncer e podem inibir o crescimento de células cancerígenas no intestino e no reto.

Em testes em ratos, verificou-se que o consumo de 6-jengirol atrasa a formação de tumores, o que dá esperança para pacientes com tumores inoperáveis ​​e a possibilidade de atrasar o processo de metástase de carcinomas.

10- Pára o crescimento do câncer de próstata

O consumo de gengibre é uma excelente fonte de fenóis bioativos, como o gengibre, com importantes propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e anti-proliferativas, tornando-os agentes anticancerígenos.

No caso do câncer de próstata, foi demonstrado que o consumo oral de 100 mg de gengibre inibe o crescimento e o volume de tumores em estudos com ratos. O extrato de gengibre diminui a capacidade reprodutiva das células cancerígenas, com a vantagem de não ter efeitos colaterais ou toxicidade no sistema imunológico dos pacientes.

Relacionado:  10 alimentos cancerígenos que você come diariamente

11- É uma alternativa segura e complementar à quimioterapia

Com uma grande quantidade de evidências das propriedades anticâncer do gengibre, ele pode ser usado como um método de prevenção e também para interromper o crescimento de células cancerígenas.

Sua maior vantagem é que o consumo de gengibre não é invasivo. Ao contrário da quimioterapia, os compostos de gengibre atacam os tecidos das células cancerígenas, deixando o restante das células saudáveis ​​sem danos ou efeitos colaterais. Além disso, o gengibre não é tóxico.

12- Promove a destruição de células cancerígenas no câncer de ovário

O câncer uterino é outra área de estudo em que as propriedades do gengibre foram aplicadas. Estudos de laboratório descobriram que os componentes do gengibre matam células cancerígenas do ovário, promovendo apoptose celular, autofagocitose e inibindo o processo de vascularização de tumores.

Essa descoberta é muito importante, pois esse tipo de câncer geralmente não se manifesta até que a doença se espalhe, portanto, a prevenção é essencial.

13- Ajuda ao tratamento de refluxo e acidez

O gengibre provou ser eficaz em casos de refluxo. Suas propriedades antibacterianas inibem o desenvolvimento do Helicobacter Pylori, uma bactéria que vive naturalmente no estômago e prolifera quando as condições de acidez não são adequadas.

O gengibre consegue reduzir a acidez devido às suas enzimas anti-inflamatórias e antioxidantes. Tratamento muito melhor comparado aos efeitos dos medicamentos geralmente prescritos para esses sintomas, como o lansoprazol, que também apresenta múltiplos efeitos colaterais, como má absorção de nutrientes, aumento do risco de fraturas e possível proliferação de outras baterias, como o Clostridum difficile.

De acordo com um estudo publicado pela Molecular Research and Food Nutrition , o uso do gengibre reduziu o desconforto da azia em seis a oito vezes nos pacientes que o usavam diariamente.

14- Reduzir dores de cabeça

O gengibre, como outras ervas, ajuda no tratamento de sintomas como dores de cabeça e enxaqueca.

Seus compostos anti-inflamatórios que bloqueiam as prostaglandinas – neurorreceptores da dor que são ativados durante a dor de cabeça – alcançam um alívio rápido do desconforto.

Para obter alívio, o gengibre pode ser tomado como infusão, aspirar o vapor e até usar compressas de gengibre frescas na área de dor.

15- Diminuir dor de garganta e tosse

O gengibre é conhecido por sua eficácia no tratamento de gripes e resfriados. Suas propriedades são muitas: aumenta a temperatura do corpo, produz compostos antibacterianos que são distribuídos no corpo através do suor, melhorando nosso sistema imunológico e também possui efeitos anti-inflamatórios.

A mistura dessas propriedades permite reduzir significativamente o desconforto no trato respiratório, expelir muco mais rapidamente e obter uma rápida recuperação. Também ajuda a limpar o nariz entupido.

16- Ajuda no tratamento de alergias

O gengibre tem propriedades anti-histamínicas e anti-inflamatórias. Isso permite o desconforto dos tubos brônquicos inflamados e um nariz entupido que geralmente ocorre em alergias respiratórias e condições de asma.

Relacionado:  15 excelentes propriedades do aipo para a saúde

17- Melhora a digestão

Os compostos de gengibre ajudam a melhorar a absorção de nutrientes no trato digestivo, reduzindo a produção de gases e relaxando o músculo liso do intestino.

O gengibre também promove a secreção de muco no estômago, portanto, protege as paredes do trato digestivo das irritações causadas pela acidez.

18- Reduz as dores de dente

É um remédio caseiro em caso de dente ou dor de dente. Ser anti-inflamatório permite reduzir o desconforto e a dor causados ​​pela inflamação da gengiva ou nervos do dente. Além disso, seus efeitos antibactericidas ajudam a proteger a área de uma possível infecção causada pela cárie dentária.

A raiz do gengibre pode ser mastigada crua ou cozida e usada como creme dental no local afetado.

19- Ajuda no tratamento da diabetes

Suas múltiplas propriedades podem não apenas ajudar em doenças como o câncer, mas também em outras doenças crônicas, como o diabetes.

Seus componentes ajudam a melhorar o metabolismo do corpo, resultando em uma melhora na liberação de insulina, absorção de carboidratos e metabolismo lipídico.

Ao estimular o sistema imunológico, evita a possibilidade de infecções e protege outros órgãos internos que geralmente são vulneráveis ​​ao diabetes, como fígado, olhos e rins.

Outros fatos interessantes

Como consumir gengibre

Você pode usar o delicioso sabor picante do gengibre para aromatizar sua comida, infusões, chá ou terra para preparações de pastelaria.

As doses recomendadas de gengibre são de 4 gramas por dia, com exceção das gestantes, que devem limitar seu consumo a 1 grama por dia.

Algumas ideias deliciosas

  • Combine o gengibre moído com o arroz para dar um toque asiático à preparação.
  • Misture com molho de soja, azeite e alho para um molho de salada rico.
  • Prepare uma limonada refrescante com fatias de gengibre fresco. Adoce com mel.
  • Cozinhe legumes salteados com gengibre ralado.

Informação nutricional

O gengibre tem alto teor de água e alguns nutrientes essenciais, especialmente manganês, muito importantes no desenvolvimento dos recém-nascidos.

Outras propriedades são a síntese de colesterol, ajudam nas funções da insulina e na ativação de várias enzimas. Sua deficiência no organismo pode causar crescimento lento, ossos enfraquecidos e diminuição da tolerância à glicose.

Sugerimos que você o incorpore à sua dieta para obter esse nutriente importante.

Efeitos secundários

O gengibre está na lista segura da USFDA (Administração de Medicamentos e Alimentos dos Estados Unidos), pois praticamente não tem efeitos colaterais.

Se foram demonstradas interações negativas com certos anticoagulantes como a varfarina e alguns medicamentos cardiovasculares como a nifedipina.

Alergias também foram descritas, especialmente na forma de erupção cutânea ou acidez quando consumidas na forma de pó. Em geral, o excesso de gengibre fresco pode causar desconforto para as pessoas que sofrem de úlceras, intestinos irritáveis, obstrução intestinal e cálculos da vesícula biliar, por isso é recomendado nesses casos consumi-lo com moderação.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies