Acácia: características, habitat, espécies, cuidados, doenças

As acácias são árvores ou arbustos pertencentes ao gênero Acacia, que compreende mais de 1.300 espécies diferentes. Elas são conhecidas por suas flores amarelas e por sua capacidade de se adaptar a diferentes tipos de clima e solo. As acácias são encontradas em regiões tropicais, subtropicais e temperadas de todo o mundo, sendo mais comuns na Austrália, África e América do Sul.

No que diz respeito aos cuidados, as acácias geralmente são fáceis de cultivar e requerem pouca manutenção. Elas preferem sol pleno e solo bem drenado, sendo tolerantes à seca. No entanto, é importante ficar atento a possíveis doenças, como o míldio, que pode ser combatido com fungicidas apropriados.

Entre as espécies mais conhecidas de acácia estão a Acacia dealbata (acácia-mimosa), Acacia mangium (acácia-mangueira) e Acacia melanoxylon (acácia-preta). Cada uma dessas espécies possui características específicas e pode ser utilizada de diferentes formas, seja como planta ornamental, madeira de lei ou na produção de alimentos.

Guia completo para o cultivo e cuidado adequado de uma árvore acácia.

A acácia é uma árvore conhecida por sua beleza e resistência. Originária da Austrália, ela pode ser encontrada em diversas regiões do mundo, adaptando-se bem a diferentes climas e solos. Existem mais de 1.200 espécies de acácias, com tamanhos que variam de pequenas árvores a grandes arbustos.

Características da acácia:

As acácias são árvores de crescimento rápido, com folhas pequenas e delicadas. Suas flores são geralmente amarelas ou brancas, e sua casca pode ser lisa ou rugosa, dependendo da espécie. Elas são muito apreciadas por sua capacidade de atrair pássaros e borboletas para o jardim.

Habitat da acácia:

As acácias são encontradas em diversos habitats, desde florestas tropicais até desertos. Elas são bastante resistentes à seca e podem sobreviver em condições de pouca água, tornando-as ideais para regiões áridas.

Espécies de acácia:

Algumas espécies de acácias populares incluem a Acácia-mimosa, a Acácia-negra e a Acácia-salamandra. Cada uma possui características únicas e requer cuidados específicos para um bom desenvolvimento.

Cuidados com a acácia:

Para garantir o crescimento saudável de uma árvore acácia, é importante plantá-la em um local ensolarado, com solo bem drenado. Regue regularmente, especialmente durante os períodos de seca, e adube a cada seis meses para fornecer os nutrientes necessários.

Doenças da acácia:

Algumas doenças que podem afetar as acácias incluem o fungo oídio e a bacteriose. Para prevenir infestações, mantenha a árvore bem ventilada e evite o excesso de umidade no solo.

Agora que você conhece mais sobre as características, habitat, espécies, cuidados e doenças da acácia, está pronto para cultivar e cuidar adequadamente dessa bela árvore em seu jardim. Com os cuidados certos, ela se tornará um verdadeiro destaque em sua paisagem.

Descubra o local de origem da árvore acácia em um simples guia ilustrado.

A árvore acácia é originária da região da África e da Austrália. Ela é conhecida por suas características únicas e por sua beleza. Existem diversas espécies de acácia, cada uma com suas próprias características e habitat específico.

As acácias são árvores que se adaptam a diferentes tipos de solo e clima, podendo ser encontradas em regiões tropicais, subtropicais e até mesmo em climas mais secos. Elas são conhecidas por suas flores delicadas e folhas pequenas, que podem variar de cor e forma dependendo da espécie.

Para cuidar de uma árvore acácia, é importante garantir que ela receba a quantidade adequada de água e luz solar. Além disso, é importante estar atento a possíveis doenças que podem afetar a árvore, como a ferrugem e a podridão das raízes.

Cuidar de uma árvore acácia requer atenção aos cuidados específicos de cada espécie e estar atento a possíveis doenças que podem afetar a saúde da planta.

Existe acácia presente no território brasileiro?

Sim, a acácia está presente no território brasileiro, sendo uma planta exótica que se adaptou muito bem ao nosso clima. Ela é conhecida por sua beleza e resistência, sendo uma ótima opção para quem deseja ter um jardim colorido e de fácil manutenção.

A acácia é uma planta pertencente à família das leguminosas, conhecida por suas flores vistosas e folhas delicadas. Ela pode ser encontrada em diversas regiões do Brasil, principalmente nas áreas de cerrado e caatinga.

Existem diversas espécies de acácia, cada uma com suas próprias características e necessidades. Algumas das mais comuns são a Acacia mangium, a Acacia holosericea e a Acacia auriculiformis.

Para cuidar de uma acácia, é importante garantir que ela receba bastante luz solar e água, sem encharcar o solo. Além disso, é importante realizar podas regulares para manter a planta saudável e bonita.

Assim como qualquer planta, a acácia pode ser afetada por doenças e pragas. É importante ficar atento a sinais de problemas, como manchas nas folhas ou queda excessiva de folhas, e agir rapidamente para evitar que a planta seja prejudicada.

Relacionado:  Cana-de-javali: características, benefícios e formas de consumo

Com os cuidados adequados, ela pode se desenvolver bem e alegrar qualquer jardim com suas flores coloridas e folhas delicadas.

Qual é a expectativa de vida de uma acácia?

As acácias são árvores conhecidas por sua beleza e resistência. Elas são comumente encontradas em regiões de clima quente e seco, como na Austrália e na África. Existem mais de 1.300 espécies de acácias, variando em tamanho, forma e cor das flores.

Em geral, a expectativa de vida de uma acácia pode variar de 20 a 30 anos. No entanto, algumas espécies podem viver por mais tempo, chegando a mais de 50 anos em condições ideais de crescimento. É importante ressaltar que a longevidade da acácia pode ser influenciada por diversos fatores, como cuidados adequados, condições climáticas e presença de doenças.

Para manter uma acácia saudável e bonita, é essencial fornecer os cuidados adequados, como rega regular, poda de galhos secos e adubação. Além disso, é importante ficar atento a possíveis doenças que podem afetar a árvore, como a ferrugem e a podridão radicular.

Acácia: características, habitat, espécies, cuidados, doenças

A acácia é um gênero de árvores e arbustos pertencentes à família Fabaceae. Eles estão espalhados por todo o mundo, especialmente na Austrália, África, Sudeste Asiático e América.

Dependendo das espécies, podem ser árvores que atingem até 25 m de altura, que crescem em ambientes muito quentes e se desenvolvem em matas nas áreas costeiras ou a uma altura média acima do nível do mar, geralmente entre 0 e 1000 m.

Acácia: características, habitat, espécies, cuidados, doenças 1

Árvore de acácia. Fonte: pixabay.com

Este gênero é o mais longo dentre os gêneros de plantas vasculares. Cerca de 1300 espécies dessa família são conhecidas em todo o mundo, das quais pelo menos 1000 são endêmicas da Austrália.

O nome das acácias vem da palavra grega akis , que significa “um espinho ou uma farpa”. São plantas intimamente relacionadas à civilização egípcia, sendo árvores sagradas em sua mitologia. Além disso, os navios egípcios eram feitos com madeira de acácia e, tanto as flores quanto a madeira têm um alto valor.

Em outros países, as acácias são usadas como uma boa fonte de combustível, bem como para usos medicinais e industriais. Além disso, as acácias têm muita importância ecológica, pois são espécies que fixam nitrogênio na natureza.

Acácia: características, habitat, espécies, cuidados, doenças 2

Fruta (vagem) de acácia. Fonte: pixabay.com

Caracteristicas

Hábito

As acácias são árvores ou arbustos espinhosos, com 20 a 25 m de altura e 1 m de diâmetro. Eles podem ser decíduos ou sempre-verdes. A árvore tem uma forma estranha, com galhos que crescem para cima. Além disso, os galhos são alternados, podendo ficar sem espinhos ou espinhos.

Folhas

Por seu turno, as folhas deste gênero vegetal estão nas extremidades de seus galhos, com uma cor verde azulado a acinzentado prateado. Suas folhas são delicadamente divididas, dando a aparência de folhas bipinadas semelhantes às de samambaias. Por sua vez, as folhas têm um pulvínulo, podem ser estipuladas ou não e possuem pecíolo. A margem das folhas é inteira.

Algumas espécies têm folhas muito achatadas, semelhantes aos filós que cumprem o mesmo objetivo das folhas, e outras espécies têm cladódios que cumprem igualmente a função de uma folha. As folhas produzem em suas glândulas basais uma substância doce que atrai formigas, abelhas e borboletas.

Acácia: características, habitat, espécies, cuidados, doenças 3

Flor rosa Acácia. Fonte: pixabay.com

Flores

As inflorescências possuem flores actinomórficas, hermafroditas ou unissexuais, sem hipântus, geralmente de cor amarela.

Como as folhas, as flores estão localizadas nas extremidades dos galhos. Juntas, essas flores formam uma flor semelhante a uma bola amarela. Os botões das flores podem ser brancos ou amarelos.

As sépalas (4-5) estão presas à base. As pétalas são pequenas (4-5), mas são maiores que as sépalas. Eles estão localizados atrás dos estames longos e posicionados em aglomerados ou glomérulos globulares ou cilíndricos.

Por outro lado, o androceo apresenta numerosos estames livres um do outro. Os estames são muito longos, de forma cilíndrica e têm pubescência; Além disso, as anteras são mais ou menos basifijas e ovóides, que podem ou não ter glândulas.

No que diz respeito ao gineco, essas plantas têm o ovário sentado ou estipulado, podendo ter pubescência ou não. O estilo é mais ou menos cilíndrico e o estigma permanece úmido.

Embora a maioria das espécies de acácia tenha flores amarelas, elas também podem ser encontradas com flores roxas ou vermelhas.

Fruta

Após a floração, formam-se vagens que contêm as sementes. Essas sementes são mais ou menos discóides e podem ou não ter um estrofiolo. Eles geralmente mostram um fungo persistente, carnudo e altamente desenvolvido.

Relacionado:  Nível celular da organização: tipos e componentes de células

Acácia: características, habitat, espécies, cuidados, doenças 4

Acácia em flor. Fonte: pixabay.com

Taxonomia

De acordo com a taxonomia, o gênero Acacia é dividido em cinco grupos de espécies, que são: Acácia (espécies da Austrália e Ásia tropical), Acaciella e Mariosousa (espécies da América) e Vachellia e Senegalia . Por sua vez, o gênero Acacia consiste em aproximadamente 1067 espécies existentes.

Sua classificação taxonômica é a seguinte:

Reino: Plantae

Superfilo: Embryophyta

Borda: Tracheophyta

Classe: Magnoliopsida

Ordem: Fabales

Família: Fabaceae

Subfamília: Mimosoideae

Tribo: Acacieae

Gênero: Moinho de Acácia . (1754)

Acácia: características, habitat, espécies, cuidados, doenças 5

Acácia de seda Fonte: pixabay.com

Habitat e distribuição

A acácia é um gênero de plantas com distribuição pantropical. Pode ser encontrado em praticamente todas as regiões tropicais do planeta, especialmente na Austrália e na África.

Além disso, esse gênero pode viver na Espanha, onde são muito populares.É uma espécie que cresce como endêmica, introduzida e às vezes se comporta como invasora, depois de ter produzido um incêndio na floresta.

Cresce em matagais e em áreas rochosas, embora, dependendo da espécie, prefira solos sem rochas. Desenvolve-se em ambientes muito quentes e não tolera solos que permanecem úmidos. Requer pelo menos 6 horas de luz por dia.

Espécies

Algumas espécies comuns da Austrália são Acacia dealbat a (acácia prateada), Acacia decurrens (acácia bronze), Acacia mearnsii (acácia negra), Acacia melanoxylon (acácia negra), Acacia longifolia (acácia costeira), Acacia baileyana ( Acácia de cootamundra), Acácia adunca (Acácia de Wallangarra), Acácia acinácea (pó de ouro de acácia), entre outros.

Enquanto isso, na América Central podem ser encontradas as espécies Acacia sphaerocephala, Acacia cornigera e Acacia collinsii . Na Ásia, as espécies Acacia pennata e Acacia auriculiformis podem ser encontradas .Alguns detalhes de certas espécies são os seguintes:

Acácia: características, habitat, espécies, cuidados, doenças 6

Arbusto de acácia. Fonte: pixabay.com

Acacia farnesiana

É uma espécie com origem possivelmente na América tropical que foi introduzida em outras áreas tropicais e subtropicais. É conhecido como aromo, carioca e esponjeira. Cresce em matagais em solos pedregosos e nus, entre 0 e 200 metros acima do nível do mar.

Possui flores com muito cheiro, utilizadas na indústria de perfumes, portanto, essa espécie é muito cultivada na França. As sementes são usadas na África como corante preto e para aliviar a tosse; Além disso, em alguns lugares, é usado como substituto do tamarindo. Também tem utilidade como madeira para postes e paliçadas.

Ciclope da acácia

É uma acácia cultivada como espécie florestal, domesticada em rochas calcárias marítimas e dunas costeiras. Cresce entre 0 e 100 metros acima do nível do mar.

Acacia melanoxylon

Esta acácia é cultivada como uma floresta, ornamental e espécies de fixação do solo. Ele se comporta como uma espécie invasora após um incêndio florestal. Cresce entre 0 e 800 metros acima do nível do mar. É conhecida como acácia negra, acácia da Austrália e acácia do chicote preto.

Acacia dealbata

É cultivada como ornamental ou em dunas. É uma espécie domesticada, mas também se comporta como invasora. Cresce até 1000 metros acima do nível do mar. É comumente conhecido como Acácia Francesa, Acácia, Mimosa, Alcácia, Alcarcia e Acácia de Folha Azul.

Acácia: características, habitat, espécies, cuidados, doenças 7

Folhas de acácia. Fonte: pixabay.com

Acacia pycnantha

É uma árvore de altura entre 4 e 8 m, cultivada como espécie ornamental e como planta produtora de tanino. Cresce até 200 metros acima do nível do mar.

Acacia verticillata

É um arbusto de cerca de 5 m. É cultivada como planta ornamental e às vezes é introduzida. Cresce entre 100 e 400 metros. É uma planta nativa da Austrália e Tasmânia. Particularmente, duas variedades são conhecidas na Austrália: verticillata e ovoidea .

Acácia: características, habitat, espécies, cuidados, doenças 8

Acácia Dourada Fonte: pixabay.com

Usos

Em geral, essas árvores ou arbustos são cultivados em praticamente todos os continentes para usar madeira, borracha, extrair taninos ou usar flores para perfumar. Eles também são considerados espécies ornamentais e florestais.

Das acácias, tanto a cor de suas flores quanto a utilidade de seus produtos, as tornam usadas pela humanidade. Nesse caso, graças a essa bela cor, eles podem ser usados ​​para aumentar a beleza dos jardins e parques públicos, bem como das ruas onde são plantadas para ornamentação.

Por outro lado, as flores e suas cores marcantes embelezam o ambiente, além de perfumar o ar circundante com sua fragrância.

No sentido médico, suas folhas jovens podem ser usadas em suco ou misturadas com alguns alimentos para tratar diarréia e dor de estômago. Por sua vez, o extrato da folha é usado para tratar a tuberculose, enquanto as sementes podem ser usadas para combater a dor de garganta.

Relacionado:  Experiência de Miller e Urey: descrição e importância

Em relação a outros produtos, sabe-se que uma goma de boa qualidade é extraída da espécie Acacia arabica, que é conhecida como goma arábica. Móveis de madeira são muito populares em muitas casas.

Na Austrália, a madeira de acácia negra é altamente valorizada devido à sua alta qualidade, durabilidade e aparência polida. Na América do Norte, algumas pessoas dão brotos de flores aos seus entes queridos.

Além disso, as acácias são levadas em consideração na Bíblia, porque a árvore Shittah é um seyal de acácia , que foi usado na construção da Arca da Aliança. Consequentemente, o ramo da acácia também é usado como um símbolo da imortalidade.

Utilidade de algumas espécies

Quanto à importância econômica, a mais utilizada é a Senegal Acacia , para a produção de goma arábica. Em segundo lugar, as espécies Acacia nilotica e Acacia farnesiana , por produzirem uma goma semelhante, mas de qualidade inferior.

Quanto ao seu uso como espécie de corante, o mais cultivado é o Acacia catechu , que produz cato ou catechus, substância usada para proteger os materiais da decomposição.

Acácia: características, habitat, espécies, cuidados, doenças 9

Silhueta de uma acácia em um pôr do sol na África

Cuidado

As acácias podem se espalhar através de sementes, enxertos e mudas. Essas plantas perenes não precisam de muito cuidado com a manutenção e podem crescer facilmente.

No entanto, alguns cuidados são necessários. Por exemplo, a semeadura deve ser evitada em solos muito úmidos, pois as acácias odeiam a umidade do substrato, pois seu sistema radical é muito sensível ao excesso de água. Pelo contrário, as acácias precisam de um clima quente para sobreviver; em contraste, eles não sobrevivem ao inverno.

Quanto às condições de luz, essas árvores precisam da incidência direta do sol por pelo menos 6 folhas por dia para que possam crescer saudáveis ​​e desenvolver inúmeros ramos e folhagem verde.

No que diz respeito à fertilização, as aplicações de nitrogênio ajudam a produzir flores muito bonitas. Enquanto em relação ao substrato, é preferível que ele esteja livre de rochas, pois suas raízes crescem muito rapidamente.

Acácia: características, habitat, espécies, cuidados, doenças 10

Acacia Fonte: pixabay.com

Doenças e pragas

Em geral, as acácias são plantas bastante resistentes a doenças e pragas. No entanto, há relatos de doenças que podem danificar plantações de algumas acácias, como:

Gomose

É uma doença causada por Phytophthora sp. que causa lesões necróticas na madeira ou na madeira dessas plantas. Observa-se abundante exsudação com aspecto gomoso do tronco.

Podridão do coração ou da raiz

A podridão cardíaca é uma doença causada por fungos basidiomicetos nos tocos dos galhos que causa a deformação dos filodos e do caule. Pode ser vista como uma aparência branca fibrosa ao longo do coração de sua madeira; Só pode ser visto quando a árvore é cortada.Esta doença pode ser tratada por poda planejada.

Por outro lado, a podridão radicular é causada por Ganoderma philippii . A característica desta doença é que as folhas das árvores empalidecem e diminuem seu tamanho e quantidade, enquanto reduzem sua taxa de crescimento. Por outro lado, os botões murcham e as árvores severamente afetadas podem cair devido ao vento.

Filosofia Ferrugem

É uma doença associada ao fungo Atelocauda digitat a, que causa sérios danos a folhas e caules jovens, tanto em estufas quanto em campo. Além disso, também afeta suas sementes.

Pragas

O besouro Oncideres impluviata também causa grandes danos a algumas acácias. Este inseto se alimenta dos brotos ou prostitutas dos segmentos onde as folhas e a casca têm tecido sensível.

Quando adultos, as fêmeas fazem cortes com as mandíbulas na casca do galho principal, produzindo galerias com seus filhos larvais.

Acácia: características, habitat, espécies, cuidados, doenças 11

Vista típica da África, onde os animais são observados sob uma acácia. Fonte: pixabay.com

Referências

  1. Flora Ibérica 2019. acácia . Retirado de: floraiberica.es
  2. Mishra, PP 2013. Acácia. In: Enciclopédia de plantas cultivadas: da acácia à zínia . Cumo, C (ed). ABC-CLIO. 1307 p. Retirado de: books.google.co.ve
  3. Catálogo da Vida: Lista de Verificação Anual 2019. Acacia . Retirado de: catalogueoflife.org
  4. O Taxonomicon (2004-2019). Gênero Acacia Mill. (1754). Retirado de: taxonomicon.taxonomy.nl
  5. Sánchez, M. 2019. Quais são as características da acácia? Tirado de. jardineriaon.com
  6. Toloza, RR, Correa, MA, Dummel, DM, Friedl, RA, Hennig, HH 2010. Presença de danos e doenças em Acacia Negra Acacia mearnsii de Wild, na província de Misiones, Argentina, 14ª Conferência Técnica Florestal e Ambiental. Faculdade de Ciências Florestais – UNAM. Retirado de: inta.gob.ar
  7. Lee, SS 2019. Potenciais doenças e ameaças nas plantações de Acacia mangium na Malásia. Retirado de: fao.org

Deixe um comentário