Análise marginal: o que é, como é feito e exemplo

A análise marginal é um conceito econômico que se refere à mudança adicional em um resultado devido a uma mudança adicional em uma unidade de uma variável específica. É uma ferramenta importante na tomada de decisões, pois permite avaliar o impacto de pequenas variações em determinadas variáveis sobre o resultado final.

Para realizar uma análise marginal, é necessário calcular a derivada da função que relaciona a variável de interesse com o resultado desejado. A partir disso, é possível determinar quanto o resultado será alterado com uma mudança adicional na variável em questão.

Um exemplo simples de análise marginal pode ser encontrado na produção de uma empresa. Suponha que uma empresa fabrica e vende camisetas e deseja saber quanto sua receita aumentará se produzir e vender uma unidade adicional. Para isso, ela pode calcular a derivada da função de receita em relação à quantidade de camisetas produzidas, obtendo assim a receita marginal. Com essa informação, a empresa poderá tomar decisões mais informadas sobre a produção e precificação de suas camisetas.

Entenda o conceito de análise marginal e sua importância na economia moderna.

A análise marginal é um conceito fundamental na economia moderna que se concentra em estudar as mudanças marginais em uma variável em resposta a uma mudança marginal em outra variável. Em outras palavras, a análise marginal examina como uma pequena alteração em uma variável afeta o resultado final.

Na prática, a análise marginal é feita calculando a variação em uma determinada variável em relação a uma unidade adicional da variável em questão. Isso permite aos economistas entenderem melhor como as decisões são tomadas e como os recursos são alocados de forma eficiente.

Um exemplo simples de análise marginal pode ser encontrado no setor de produção de uma empresa. Suponha que uma empresa esteja decidindo se deve aumentar a produção em uma unidade adicional. Para tomar essa decisão, a empresa precisa analisar os custos e benefícios marginais dessa decisão. Se os benefícios marginais superarem os custos marginais, então a empresa deve optar por aumentar a produção.

A importância da análise marginal na economia moderna reside no fato de que ela permite uma tomada de decisão mais informada e eficiente. Ao considerar as mudanças marginais em vez das mudanças totais, os economistas podem avaliar melhor os trade-offs envolvidos em diferentes decisões e alocar recursos de forma mais eficaz.

Exemplos de como calcular o custo marginal e sua importância na economia.

Análise marginal é um conceito fundamental na economia que se baseia na ideia de calcular o efeito de uma mudança incremental em uma variável. Um dos cálculos mais importantes na análise marginal é o custo marginal, que representa o custo adicional de produzir uma unidade adicional de um bem ou serviço.

O cálculo do custo marginal é feito subtraindo o custo total de produção de uma quantidade específica de produtos do custo total de produção da quantidade imediatamente anterior. Por exemplo, se o custo total de produzir 100 unidades de um produto for de R$1000 e o custo total de produzir 101 unidades for de R$1020, o custo marginal de produzir a unidade adicional será de R$20.

O custo marginal é importante na economia porque ajuda as empresas a tomarem decisões racionais sobre a produção. Se o custo marginal for maior que o preço de venda do produto, a empresa pode optar por reduzir a produção para evitar prejuízos. Por outro lado, se o custo marginal for menor que o preço de venda, a empresa pode aumentar a produção para maximizar os lucros.

Relacionado:  Classificação de custos: tipos e suas características

Além disso, o custo marginal também é crucial para a análise de mercado. Quando o custo marginal é igual ao preço de mercado, significa que a quantidade produzida está em equilíbrio e a alocação de recursos é eficiente. Qualquer desvio desse equilíbrio pode levar a distorções no mercado e ineficiências econômicas.

Em resumo, o cálculo do custo marginal é essencial para a tomada de decisões das empresas e para a análise do funcionamento dos mercados. É uma ferramenta poderosa que permite avaliar o impacto de mudanças incrementais e otimizar a alocação de recursos.

Entenda o conceito de princípio marginal e sua importância na economia moderna.

Análise marginal é um conceito fundamental na economia moderna, que se baseia no princípio marginal. O princípio marginal afirma que as decisões econômicas devem ser tomadas considerando os benefícios e custos adicionais de uma ação. Em outras palavras, a análise marginal se concentra nas mudanças incrementais em termos de custo e benefício.

A importância do princípio marginal na economia moderna é enorme, pois ele ajuda os tomadores de decisão a avaliar se devem prosseguir com uma determinada atividade, com base nos custos e benefícios adicionais que ela trará. Isso é crucial para garantir a eficiência alocativa dos recursos e maximizar o bem-estar da sociedade.

Para realizar uma análise marginal, é necessário comparar os custos e benefícios adicionais de uma ação com os custos e benefícios totais. Se os benefícios marginais superarem os custos marginais, a ação deve ser realizada. Caso contrário, deve ser evitada.

Um exemplo simples de análise marginal é o seguinte: imagine que uma empresa está considerando a produção de mais um item para vender no mercado. Ela calcula que o custo adicional para produzir esse item é de R$ 50, enquanto o lucro adicional que ele trará é de R$ 80. Nesse caso, a empresa deve prosseguir com a produção do item, pois os benefícios marginais superam os custos marginais.

Entendendo a definição e a importância da função marginal na economia.

Entender a definição e a importância da função marginal na economia é fundamental para tomar decisões racionais em relação à produção e consumo de bens e serviços. A análise marginal é uma ferramenta essencial que permite avaliar as mudanças adicionais decorrentes de uma decisão específica.

A função marginal é a taxa de variação de uma variável em relação a outra. Na economia, a função marginal refere-se à variação adicional de um produto ou serviço em relação a uma unidade adicional de insumo. Por exemplo, a função marginal de produção mede o aumento na produção resultante de um aumento adicional de insumos, como mão de obra ou capital.

A importância da função marginal na economia reside no fato de que ela ajuda os tomadores de decisão a avaliar os benefícios e custos adicionais de suas escolhas. Por meio da análise marginal, é possível determinar se uma decisão é vantajosa ou não, levando em consideração os custos e benefícios adicionais que ela traz.

Análise marginal: o que é, como é feito e exemplo

A análise marginal é o processo de avaliar as mudanças adicionais decorrentes de uma decisão específica. Ela é realizada comparando os benefícios e custos marginais de uma decisão, ou seja, os benefícios e custos adicionais de produzir uma unidade adicional de um bem ou serviço.

Para fazer uma análise marginal, é necessário calcular a função marginal, que representa a variação adicional de uma variável em relação a outra. Por exemplo, ao calcular a função marginal de produção, é possível determinar quanto a produção aumenta com um aumento adicional de insumos.

Relacionado:  Microlocalização: fatores, para que serve e exemplos

Um exemplo prático de análise marginal é o caso de uma empresa que está considerando contratar um funcionário adicional. Ao calcular os custos e benefícios marginais dessa decisão, a empresa pode determinar se a contratação do novo funcionário é vantajosa em termos de aumento de produção e lucratividade.

Análise marginal: o que é, como é feito e exemplo

A análise marginal é um exame dos benefícios adicionais de uma atividade em comparação com os custos adicionais incorridos para a mesma atividade. As empresas o utilizam como uma ferramenta de tomada de decisão para ajudá-los a maximizar seus benefícios potenciais.

Nesse sentido, a análise marginal concentra-se em examinar os resultados de pequenas mudanças à medida que os efeitos se propagam por toda a empresa.

Análise marginal: o que é, como é feito e exemplo 1

Fonte: pixabay.com

As empresas querem aproveitar ao máximo seus recursos. Eles devem garantir que os benefícios de certas atividades excedam os custos para serem lucrativos.

Uma ferramenta para avaliar essa relação é a análise marginal, o exame dos custos e benefícios de uma mudança pequena ou marginal na produção de bens ou em uma unidade adicional de insumo.

Essa ferramenta de tomada de decisão é útil para ajudar pessoas e empresas a decidir como alocar seus escassos recursos para minimizar custos e maximizar benefícios.

Qual é a análise marginal?

A análise marginal é um exame dos custos associados e dos benefícios potenciais de atividades comerciais específicas ou decisões financeiras. O objetivo é determinar se os custos associados à mudança de atividade gerarão um benefício suficiente para compensá-los.

É o processo de identificação dos benefícios e custos de diferentes alternativas, examinando o efeito incremental na renda total e o custo total causado por uma alteração muito pequena na saída ou entrada de cada alternativa.

A análise marginal apóia a tomada de decisões com base em mudanças marginais nos recursos, em vez de nos totais ou nas médias.

Em vez de focar na produção total, o impacto no custo de produção de uma unidade individual é visto como um ponto de comparação.

Aqueles que tomam decisões levam em consideração variáveis ​​de custo e produção, como as unidades produzidas, para determinar como a lucratividade da empresa muda com base nas mudanças incrementais nessas variáveis.

Ferramenta para maximizar lucros

A análise marginal é usada como uma ferramenta de maximização de lucro, que realiza uma análise de custo-benefício de uma mudança marginal na produção de um bem, buscando determinar como uma mudança incremental no volume de produção pode afetar as operações comerciais.

Os governos avaliam os custos e benefícios associados a uma decisão do governo. Eles alocam seus recursos com eficiência para gerar benefícios adicionais para o bem público.

Como se faz?

Tomada de decisão marginal significa considerar um pouco mais ou um pouco menos do que você já tem. É decidido pela análise marginal, o que significa comparar os custos e benefícios de um pouco mais ou um pouco menos. Você poderia pensar em análise marginal como a análise da mudança.

Custo marginal

O custo marginal é a mudança no custo de uma opção diferente. Para um consumidor, o custo marginal é o custo adicional de comprar mais um item. Para uma empresa, seria o custo adicional de produzir mais um item.

Benefício marginal

O benefício marginal é a mudança no que é recebido de uma opção diferente. Para um consumidor, o benefício marginal seria a satisfação adicional de comprar mais um item. Para uma empresa, é a receita adicional recebida com a venda de mais um item.

Relacionado:  Quais são as razões do endividamento?

Suponha que você esteja pensando em ser membro de um centro de recreação local. A associação básica fornece acesso à piscina, enquanto a associação completa fornece acesso à piscina e à sala de musculação.

Como ambos dão acesso à piscina, o benefício marginal da associação plena é o acesso à sala de musculação.

A quantidade de benefício que uma pessoa recebe de um produto ou serviço específico é subjetiva.Por exemplo, é possível alguém desfrutar de mais sorvete do que um amigo alérgico a produtos lácteos.

O valor do benefício recebido também pode mudar. Por exemplo, o sorvete pode ser apreciado mais em um dia quente do que em um dia frio.

Racionalidade econômica revisada

A decisão é tomada comparando os benefícios marginais com os custos marginais. Uma decisão economicamente racional é aquela em que os benefícios marginais da eleição são maiores que seus custos marginais.

Tomando o exemplo do centro de recreação, suponha que a associação básica seja de US $ 30 por mês, enquanto a associação completa é de US $ 40 por mês.

Tomar uma decisão economicamente racional significa se perguntar: o benefício marginal de ter acesso à sala de musculação vale o custo marginal de US $ 10 adicionais por mês?

Para algumas pessoas, a resposta será sim. Para outros, será não. De qualquer forma, a análise marginal é uma parte importante da racionalidade econômica e da boa tomada de decisão.

Exemplo

Seja uma empresa que vende chapéus. A empresa emprega seis trabalhadores no processo de produção. Uma análise deve ser realizada para desenvolver um programa de remuneração eficiente.

Cada trabalhador produz um número diferente de unidades. A análise fornecerá informações sobre o custo marginal e o benefício marginal de cada funcionário. Uma tabela é criada com as seguintes informações:

Análise marginal: o que é, como é feito e exemplo 2

Esse sistema permite determinar quais funcionários são lucrativos e quais não. Funcionários lucrativos criam mais valor que seus custos. Por outro lado, os funcionários que geram perdas criam menos valor que seu custo.

Observando a tabela, conclui-se que os empregados 2 e 4 geram menos valor que seu custo. Isso ocorre porque o custo marginal é maior que o benefício marginal.

Esses funcionários não estão usando os recursos da organização efetivamente. A empresa deve determinar como alocar o recurso para que esses dois funcionários trabalhem em um nível em que o benefício marginal seja pelo menos igual ao custo marginal ou exceda-o.

Expansão das operações

Quando um fabricante deseja expandir suas operações, adicionando novas linhas de produtos ou aumentando o volume de produtos atuais produzidos, é necessária uma análise marginal dos custos e benefícios.

Entre os custos a serem examinados estão o custo de máquinas adicionais, funcionários adicionais, a necessidade de uma grande instalação de fabricação ou armazenamento e o custo de matérias-primas adicionais.

Após identificar e estimar todos os custos, esses valores são comparados com o aumento estimado nas vendas, atribuído a essa produção adicional.

Se o aumento da renda exceder o aumento do custo, a expansão poderá ser um investimento inteligente.

Referências

  1. Investopedia (2018). Análise marginal Retirado de: investopedia.com.
  2. Estudo (2018). Análise marginal em economia: definição, fórmula e exemplos. Retirado de: study.com.
  3. Meu curso de contabilidade (2018). O que é análise marginal? Retirado de: myaccountingcourse.com.
  4. Dicionário de negócios (2018). Análise marginal Retirado de: businessdictionary.com.
  5. Serviços REA (2018). Análise marginal Retirado de: courses.lumenlearning.com.

Deixe um comentário