Aprendizagem receptiva: características, vantagens e técnicas

A aprendizagem por recepção é um método de aprendizagem ou de ensino em que os alunos recebem informações já desenvolvido por um instrutor. Seu único trabalho nesse contexto é absorver os dados apresentados a eles, para que eles não precisem fazer nenhum esforço para relacionar os novos conceitos com o que eles já sabem.

A aprendizagem receptiva é a base do sistema educacional atual, embora nos últimos anos esteja tentando mudar essa situação. Esse método de ensino está centrado no professor, em oposição à aprendizagem ativa, na qual os alunos são os protagonistas, assumindo um papel ativo no processo.

Aprendizagem receptiva: características, vantagens e técnicas 1

Fonte: pexels.com

A aprendizagem receptiva tem várias vantagens, entre as quais a baixa dificuldade do processo e a possibilidade de um único professor ensinar um grande número de alunos. No entanto, seus aprendizados costumam ser superficiais e pouco duráveis, em oposição aos obtidos com outros sistemas mais complexos.

Mesmo assim, a aprendizagem receptiva continua a ser usada tanto em faculdades, institutos e universidades quanto em outros contextos, como seminários ou instituições religiosas. Neste artigo, veremos quais são suas principais características, além de suas vantagens e desvantagens mais importantes.

Caracteristicas

O professor faz todo o trabalho

A principal característica do aprendizado receptivo é que os alunos adotam uma atitude passiva. Sua única tarefa é prestar atenção às informações que recebem externamente, oralmente ou visualmente, por exemplo, usando uma apresentação de slides ou texto escrito.

Por esse motivo, nesse tipo de aprendizado, o professor deve realizar a tarefa de selecionar, organizar e preparar as informações que ele deseja que seus alunos aprendam. Dessa forma, durante a fase de exibição, os alunos já encontram uma versão final do que precisam internalizar.

É especialmente baseado em memória

O aprendizado receptivo está intimamente relacionado a outros, como memória e repetição. Quando os alunos recebem informações passivamente, eles normalmente não podem elaborá-las e relacioná-las com o que já sabiam de antemão; portanto, a única maneira de internalizá-las é expondo-as repetidamente.

Por um lado, isso economiza o trabalho dos alunos; por outro lado, as lições aprendidas são geralmente frágeis e não muito duráveis. Esse problema ocorre especialmente em assuntos em que não há parte prática, como história ou filosofia.

É típico das sociedades industriais

Nosso sistema educacional atual, baseado no aprendizado passivo, surgiu pela primeira vez na era da Revolução Industrial . Seu objetivo era preparar os cidadãos para realizar uma tarefa tediosa repetidamente, enquanto durasse sua vida profissional.

No entanto, hoje a sociedade moderna exige que cada indivíduo seja capaz de tomar a iniciativa, empreender, adquirir novos conhecimentos rapidamente e trabalhar de forma independente.

Portanto, muitos especialistas acreditam que o sistema educacional baseado na aprendizagem passiva é obsoleto e precisa ser urgentemente aprimorado.

Permite trabalhar com vários alunos ao mesmo tempo

O aumento da aprendizagem passiva ocorre porque, ao não exigir a interação do professor com seus alunos, ele permite que um único professor da turma atinja um grande número de pessoas ao mesmo tempo. Isso é especialmente observado nas universidades, onde um único professor pode ensinar centenas de alunos por vez.

No entanto, esse recurso é uma faca de dois gumes. Numerosos estudos sobre esse tópico mostram que grupos de estudantes menores tendem a obter melhores resultados. Isso ocorre porque, neles, os professores podem interagir mais com seus alunos, responder suas perguntas e tornar o processo mais participativo.

Vantagens

Já mencionamos algumas das principais vantagens da aprendizagem receptiva. Entre os mais notáveis ​​estão o baixo custo do sistema educacional, a possibilidade de um único professor de turma para um número muito grande de alunos (algo que não acontece em outros sistemas) e o baixo investimento que cada um precisa fazer aluno

No nível do aprendizado em si, as vantagens não são tão óbvias. Principalmente, podemos destacar que esse é um dos poucos métodos que funcionam para ajudar os alunos a memorizar informações puras, embora mesmo nesse campo não seja um processo particularmente eficiente.

Por outro lado, o aprendizado receptivo também permite que você trabalhe com grandes quantidades de informações em um curto espaço de tempo, o que pode ser útil em assuntos muito exigentes ou nos casos em que você precisa expor muitos tópicos rapidamente.

Desvantagens

A aprendizagem receptiva tem muitas desvantagens, mas a principal é que, com esse método, os alunos não internalizam as informações corretamente, por não terem que elaborá-las e relacioná-las com o que já sabiam. Por esse motivo, o aprendizado geralmente é superficial e esquecido a curto ou médio prazo.

Além disso, o aprendizado receptivo geralmente é extremamente tedioso para os alunos, que podem acabar detestando o processo de aquisição de novos conhecimentos.

Essa é uma das principais causas das taxas de reprovação no ensino médio na maioria dos países desenvolvidos, que usam esse sistema.

Finalmente, ao apresentar todas as informações já preparadas, a aprendizagem receptiva não permite que os alunos desenvolvam suas habilidades ou adquiram habilidades necessárias em suas vidas diárias.

Técnicas

Todas as técnicas utilizadas na aprendizagem receptiva têm uma base comum: apresentar aos alunos as informações que eles precisam para memorizar diretamente. A única diferença nesse sentido é a maneira pela qual os dados e o conhecimento que eles desejam internalizar são apresentados.

A técnica mais comum nesse tipo de contexto educacional é o uso de master classes. Neles, um professor “dá a lição” a seus alunos, que devem fazer anotações, comparecer em silêncio e tentar absorver as informações.

Outras técnicas que podem ser usadas na aprendizagem receptiva são o uso de apresentações de slides ou a atribuição de leituras obrigatórias com o objetivo de permitir que os alunos expandam ainda mais as informações que estão sendo mostradas.

Referências

  1. “Aprendizado ativo vs. aprendizagem passiva: Qual é a melhor maneira de aprender? ”em: Class Craft. Retirado em: 20 de abril de 2019 de Class Craft: classcraft.com.
  2. “O que é aprendizado passivo?” In: Trabalhos de aprendizado ativo. Recuperado em: 20 de abril de 2019 de Active Learning Works: activelearningworks.com.
  3. “Aprendizagem receptiva” em: Springer Link. Retirado em: 20 de abril de 2019 da Springer Link: link.springer.com.
  4. “Aprendizagem receptiva” em: Visão para a Aprendizagem. Recuperado em: 20 de abril de 2019 de Vision For Learning: vision4learning.wordpress.com.
  5. “Aprendizagem passiva” em: Wikipedia. Retirado em: 20 de abril de 2019 da Wikipedia: en.wikipedia.org.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies