As 12 causas mais comuns de dependência de drogas

A dependência de drogas é um problema complexo que pode afetar pessoas de todas as idades, gêneros e classes sociais. Existem várias causas que podem levar alguém a desenvolver uma dependência de drogas, desde fatores genéticos e biológicos até questões ambientais e sociais. Neste artigo, vamos explorar as 12 causas mais comuns de dependência de drogas, destacando a importância de compreender esses fatores para prevenir e tratar o vício em substâncias químicas.

Por que as pessoas recorrem ao uso de drogas?

Existem diversas razões pelas quais as pessoas podem recorrer ao uso de drogas, podendo levar à dependência química. Abaixo estão listadas as 12 causas mais comuns desse problema.

1. Curiosidade: Muitas pessoas experimentam drogas por curiosidade, querendo saber como é a sensação que elas proporcionam.

2. Fuga emocional: O uso de drogas pode ser uma forma de escapar de problemas emocionais, como estresse, ansiedade, depressão e traumas.

3. Influência social: A pressão do grupo e a influência de amigos que usam drogas podem levar uma pessoa a experimentar substâncias ilícitas.

4. Busca por prazer: Muitas drogas causam sensações de prazer e euforia, o que pode levar as pessoas a usá-las para buscar essas sensações.

5. Problemas familiares: Ambientes familiares disfuncionais, abusos e negligências podem levar as pessoas a buscar nas drogas uma forma de lidar com esses problemas.

6. Problemas financeiros: A falta de recursos financeiros pode levar as pessoas a se envolverem com drogas como uma forma de escape ou para tentar ganhar dinheiro fácil.

7. Genética: A predisposição genética também pode influenciar na dependência de drogas, tornando algumas pessoas mais propensas a desenvolver esse problema.

8. Pressão no trabalho: O estresse e a pressão no ambiente de trabalho podem levar as pessoas a recorrerem ao uso de drogas como uma forma de lidar com a sobrecarga de responsabilidades.

9. Problemas de autoestima: Baixa autoestima e falta de confiança em si mesmo podem levar as pessoas a buscar nas drogas uma forma de se sentirem melhor consigo mesmas.

10. Problemas de relacionamento: Conflitos em relacionamentos amorosos, amizades ou familiares podem levar as pessoas a usar drogas como uma forma de lidar com a dor emocional.

11. Influência da mídia: A glorificação do uso de drogas em filmes, músicas e séries pode influenciar as pessoas a experimentarem substâncias ilícitas.

12. Facilidade de acesso: A disponibilidade e facilidade de acesso às drogas também contribuem para o aumento do consumo e da dependência química.

É importante estar atento a essas causas e buscar ajuda profissional caso seja necessário. A dependência de drogas é uma doença que pode ser tratada e superada com apoio adequado.

Por que as pessoas desenvolvem dependência química?

As pessoas desenvolvem dependência química por uma variedade de razões, que vão desde fatores genéticos até influências ambientais. Existem várias causas comuns que podem levar alguém a se tornar dependente de drogas. Aqui estão as 12 causas mais frequentes:

  1. Genética: Pessoas com histórico familiar de dependência química têm maior probabilidade de desenvolver o problema.
  2. Problemas emocionais: Muitas vezes, indivíduos recorrem às drogas para lidar com traumas, ansiedade, depressão ou outros problemas psicológicos.
  3. Pressão social: A influência de amigos ou colegas que usam drogas pode levar alguém a experimentar e se tornar dependente.
  4. Curiosidade: A experimentação inicial por curiosidade pode levar a um padrão de uso contínuo e eventual dependência.
  5. Stress: O estresse do dia a dia pode levar as pessoas a buscar alívio nas drogas para lidar com a pressão.
  6. Trauma: Pessoas que passaram por situações traumáticas podem recorrer às drogas como uma forma de escapar da realidade.
  7. Problemas de autoestima: Baixa autoestima e falta de confiança podem levar alguém a usar drogas para se sentir melhor consigo mesmo.
  8. Problemas familiares: Ambientes familiares disfuncionais ou abusivos podem contribuir para o uso de drogas como forma de escape.
  9. Facilidade de acesso: A disponibilidade fácil de drogas ilícitas pode facilitar o desenvolvimento da dependência.
  10. Problemas financeiros: O estresse causado por dificuldades financeiras pode levar as pessoas a buscar alívio nas drogas.
  11. Marketing agressivo: A publicidade e a promoção de drogas legais e ilegais podem influenciar as pessoas a experimentá-las e se tornarem dependentes.
  12. Falta de educação sobre drogas: A falta de informação adequada sobre os riscos e consequências do uso de drogas pode levar as pessoas a subestimar os perigos envolvidos.

É importante estar ciente dessas causas para prevenir o desenvolvimento de uma dependência e buscar ajuda quando necessário.

Quais são os motivos que levam à dependência de substâncias entorpecentes?

Existem diversos motivos que podem levar uma pessoa a desenvolver dependência de substâncias entorpecentes. Neste artigo, vamos abordar as 12 causas mais comuns desse problema que afeta milhares de pessoas em todo o mundo.

1. Influência do ambiente:

Um dos principais motivos que levam à dependência de drogas é a influência do ambiente em que a pessoa está inserida. Se ela convive com indivíduos que fazem uso de substâncias entorpecentes, as chances de ela também experimentar e se tornar dependente são maiores.

Relacionado:  Vício em compras: sintomas, causas e tratamentos

2. Fatores genéticos:

Estudos mostram que a predisposição genética pode influenciar no desenvolvimento da dependência de drogas. Pessoas com histórico familiar de dependência têm maior probabilidade de também se tornarem dependentes.

3. Problemas emocionais:

Pessoas que enfrentam problemas emocionais, como ansiedade, depressão e traumas, podem recorrer ao uso de drogas para lidar com essas questões. A dependência se torna uma forma de automedicação para aliviar o sofrimento emocional.

4. Pressão social:

A pressão social, seja de amigos, colegas de trabalho ou da mídia, pode influenciar na experimentação e no uso contínuo de drogas. A necessidade de se encaixar em determinados grupos pode levar à dependência.

5. Curiosidade:

Algumas pessoas começam a usar drogas por pura curiosidade, sem perceber os riscos e consequências desse comportamento. A experimentação pode levar à dependência, principalmente se a substância proporcionar sensações prazerosas.

6. Facilidade de acesso:

Quando as drogas são facilmente acessíveis, seja por meio de traficantes ou até mesmo em farmácias, a pessoa tem mais chances de se tornar dependente. A disponibilidade das substâncias pode facilitar o uso indiscriminado.

7. Influência da mídia:

A glamorização do uso de drogas pela mídia pode influenciar diretamente na decisão de experimentar e continuar usando substâncias entorpecentes. A imagem de que o uso de drogas é cool e descolado pode levar à dependência.

8. Necessidade de performance:

Em alguns casos, pessoas recorrem ao uso de drogas para melhorar o desempenho em atividades cotidianas, como estudos ou trabalho. A dependência surge quando a pessoa associa o uso da substância à sua capacidade de realização.

9. Busca por prazer imediato:

As drogas podem proporcionar sensações de prazer e euforia imediatos, o que leva algumas pessoas a buscarem esse tipo de experiência de forma constante. A dependência surge quando a pessoa não consegue mais sentir prazer sem o uso da substância.

10. Negligência dos riscos:

Algumas pessoas ignoram os riscos associados ao uso de drogas, acreditando que não serão afetadas pelas consequências negativas. A dependência surge quando a pessoa subestima os danos que as substâncias podem causar à sua saúde e bem-estar.

11. Busca por escapismo:

Em situações de estresse, ansiedade ou insatisfação, muitas pessoas recorrem ao uso de drogas como forma de escapar da realidade. A dependência surge quando a pessoa passa a depender da substância para lidar com os desafios do dia a dia.

12. Influência cultural:

Em algumas culturas, o uso de drogas é aceito e até mesmo incentivado, o que pode levar à normalização do consumo e à dependência. A influência cultural pode tornar mais difícil para a pessoa reconhecer os problemas associados ao uso de substâncias entorpecentes.

É importante estar atento aos sinais de dependência e buscar ajuda profissional caso seja necessário.

Principais dependências encontradas no Brasil: quais são as mais comuns atualmente?

As dependências mais comuns encontradas no Brasil atualmente são aquelas relacionadas ao consumo de álcool, tabaco e drogas ilícitas. De acordo com um estudo recente, as 12 causas mais comuns de dependência de drogas incluem fatores genéticos, ambientais e psicológicos.

Entre as principais dependências encontradas no país, o álcool ainda lidera como uma das substâncias mais consumidas e que mais causam dependência. O consumo excessivo de álcool pode levar a problemas de saúde física e mental, além de causar dependência química.

O tabaco também é uma das principais causas de dependência no Brasil, com milhões de pessoas viciadas em cigarros. A nicotina presente no tabaco é altamente viciante e pode ser difícil para os fumantes abandonarem o hábito.

Quanto às drogas ilícitas, a maconha, a cocaína e o crack são algumas das substâncias mais consumidas e que causam dependência em muitos indivíduos. O uso dessas drogas pode levar a sérios problemas de saúde, além de afetar negativamente a vida social e profissional dos dependentes.

É importante estar ciente das principais causas de dependência de drogas no Brasil para que medidas de prevenção e tratamento possam ser adotadas. A conscientização sobre os riscos e consequências do uso dessas substâncias é essencial para combater o problema da dependência no país.

As 12 causas mais comuns de dependência de drogas

Quais são as causas mais frequentes de dependência de drogas? Certamente você já se perguntou isso, e a verdade é que esse processo é enormemente complexo e que vários fatores estão envolvidos.

Cada um de nós é diferente. Vivemos diversas experiências, nossa família tem costumes específicos, nosso grupo de amigos ou colegas pensa de maneira diferente e observamos comportamentos variados nas pessoas ao nosso redor.

As 12 causas mais comuns de dependência de drogas 1

Além disso, nossa composição genética é única e nosso corpo pode responder de maneira ligeiramente diferente a diferentes substâncias.Pode-se dizer que, se vários fatores predisponentes ao uso de drogas se encontrarem, é mais provável que uma pessoa desenvolva dependência de drogas.

Deve-se esclarecer que o consumo ocasional de alguma substância não é o mesmo que a dependência de drogas. Na dependência de drogas, há dependência, tolerância e desejo. Além disso, o viciado precisa manter um consumo frequente da substância para se sentir bem.

Relacionado:  Especiaria (maconha sintética): composição e efeitos

Neste artigo, você pode descobrir as 12 causas mais comuns de dependência de drogas. Não se esqueça que é muito incomum que a toxicodependência tenha apenas uma causa. Normalmente, na mesma pessoa, geralmente existem várias causas ao mesmo tempo para desenvolver esse problema.

As 12 causas mais comuns de dependência de drogas

1- Experiências traumáticas passadas

Uma das causas mais freqüentes de dependência de drogas é ter passado por situações traumáticas ou muito difíceis.

É verdade que todos passamos por momentos trágicos na vida que são muito complicados de enfrentar. Algumas pessoas podem superá-los com a ajuda de sua família ou amigos.

As 12 causas mais comuns de dependência de drogas 2

No entanto, muitos outros podem se refugiar em drogas para escapar. Isso procura esquecer as lembranças dolorosas e se distrair de alguma maneira para não enfrentar esses eventos. Por exemplo, quando eles têm um histórico de abuso ou maus-tratos por membros da família ou outros parentes.

Assim, muitas pessoas tomam o hábito de mergulhar em um estado de atordoamento sempre que algo as preocupa ou experimentam experiências negativas.

Eles procuram esse caminho de fuga e não outro, porque observaram membros da família ou outras pessoas enfrentando os problemas. Ou eles perceberam por si mesmos que a droga os ajuda a se sentir bem e começaram a usá-la para se livrar da dor.

2- Ambiente familiar

Também pode acontecer que o uso de drogas seja algo normalizado na família. Isso aumenta a probabilidade de a pessoa começar a usar drogas porque a vê como algo cotidiano. Além disso, os familiares acabam sendo mais flexíveis com esse consumo, porque também o fazem ou o fizeram.

Por outro lado, foi demonstrado que um ambiente familiar instável, dependência de drogas ou doença mental dos pais predispõe os adolescentes à dependência de drogas.

3- Grupos de pares

As 12 causas mais comuns de dependência de drogas 3

Outra causa de dependência de drogas pertence a grupos em que o consumo é normal. Ou seja, que grupos de amigos, colegas de classe ou colegas de trabalho, colegas de partido … usam drogas regularmente.

É possível que as pessoas desenvolvam uma visão mais positiva sobre o consumo, deixando-o perigoso e incontrolável. Além disso, esses grupos facilitam o início e a manutenção da dependência de drogas.

É comum que algumas pessoas sintam que a única maneira de interagir com seu grupo ou estar em sintonia com ele é através do uso de drogas.

4- Admiração

Não é estranho que, pela admiração de outras pessoas ou tentando abordá-las, acabemos imitando o que elas fazem. Isso também pode ser influenciado por artistas, modelos ou personagens famosos que promovem uma visão positiva das drogas.

Outro fator que torna mais provável o início do consumo é normalizá-lo e até sentir simpatia ao vê-lo no cinema ou em série.

5- Certas doenças mentais

Indivíduos que sofrem de uma doença mental podem sentir que algo está errado com eles. Isso os faz recorrer a medicamentos para aliviar o desconforto ou tentar aliviar seus sintomas de maneira errada.

Isso acontece, por exemplo, em pessoas com transtornos de ansiedade, depressão, transtorno bipolar, esquizofrenia ou Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade.

6- Falta de motivação e objetivos

Muitas pessoas recorrem às drogas porque não se sentem confortáveis ​​com a vida ou não encontram motivação para guiá-las. Geralmente as pessoas afetadas pelo vício em drogas sofrem alguma exclusão social. Eles não têm bons resultados em seus estudos, não têm emprego, ou o que têm é difícil e não muito estimulante.

Não é incomum, então, obter sensações agradáveis ​​ou estimulantes que quebram sua rotina, acabam usando drogas regularmente. No final, eles podem se tornar vícios.

7- Associar o uso de drogas ao alívio do estresse

A vida moderna implica muita pressão para todos. Há demandas crescentes em relação à vida familiar, trabalho e relacionamento interpessoal. Isso nos leva a viver em um estado de tensão permanente, onde o estresse nos acompanha dia após dia.

Algumas pessoas acham nas drogas um meio de alcançar relaxamento ou calma, ou seja, uma maneira de se desconectar dessa tensão.

Dessa maneira, o uso de drogas se torna um pouco recorrente. O vício é gerado e todos os problemas que isso implica.

8- Fatores genéticos

Embora não seja uma causa direta, verificou-se que há uma predisposição genética para o vício. Alguns estudos mostraram que é muito comum que existam vários casos de dependência de drogas na mesma família.

As 12 causas mais comuns de dependência de drogas 4

Está provado que o risco de dependência de drogas é 8 vezes maior nas famílias daqueles que são viciados em opióides, cocaína, cannabis, sedativos e álcool. (Merikangas et al., 1998).

Relacionado:  Desejo: tipos, modelos e tratamento

Alguns autores questionam o papel dos fatores genéticos, já que talvez esses resultados se devam a membros da família “aprendidos” a usar drogas porque viram sua família fazer isso.

No entanto, mais e mais estudos mostram (como estudos com gêmeos) que a dependência de drogas pode ser genética. Principalmente a quantidade, frequência de uso e grau de abuso de certas substâncias.

9- Problemas de habilidades sociais

Pessoas tímidas ou com problemas para se relacionar com os outros podem ser mais propensas ao uso de drogas.

Isso ocorre porque muitas dessas substâncias ajudam as pessoas a desinibir, permitindo uma melhor interação social. Isso os faz consumi-los sempre que querem ou precisam se relacionar com os outros.

10- Mecanismos neuroquímicos do cérebro

As drogas chegam ao nosso cérebro, modificando a comunicação entre os neurônios. Cada medicamento funciona de maneira diferente no cérebro. Por exemplo, heroína ou maconha tem uma estrutura química que imita a dos neurotransmissores naturais.

Assim, eles podem se ligar aos receptores cerebrais fingindo que são neurotransmissores e ativam os neurônios intensamente.

Enquanto isso, substâncias como cocaína ou anfetaminas incentivam os neurônios a segregar e manter grandes quantidades de neurotransmissores naturais associados ao bem-estar.

A maioria das drogas estimula demais o caminho de recompensa do cérebro, causando transbordamento de dopamina. Este neurotransmissor natural está associado ao prazer, motivação e emoções.

O vício é gerado porque o cérebro procura repetir os comportamentos relacionados ao prazer. Isso aumenta o fato de que muitas substâncias de abuso podem produzir uma liberação de dopamina entre 2 e 10 vezes maior do que uma recompensa natural (sexo ou comida).

Além disso, os efeitos são geralmente imediatos e mais duráveis ​​do que os causados ​​por recompensas naturais.

Por outro lado, é necessário mencionar que cada indivíduo é diferente. Há pessoas que podem ter certas alterações neuroquímicas no cérebro que as levam a experimentar maior reforço diante do uso de drogas. Enquanto para outros o contrário pode acontecer.

As 12 causas mais comuns de dependência de drogas 5

Além disso, em certos distúrbios mentais, esses circuitos podem ser alterados e impedir que as recompensas naturais produzam o prazer que deveriam. Isso ocorre em algumas formas de depressão, ansiedade ou TDAH.

Dessa forma, para eles, o relaxamento ou o prazer obtido pelas drogas será muito mais reforçador e até necessário para avançar.

11- Encontre o efeito que foi sentido quando os medicamentos foram testados pela primeira vez

Muitas das pessoas que se viciam experimentaram certas emoções e sentimentos muito intensos e agradáveis ​​em seus primeiros contatos com drogas.

A maioria deles pode repetir o uso de drogas buscando sentir esse prazer do passado. Finalmente, eles podem cruzar a linha que separa o consumo ocasional do vício em drogas, tornando-se uma espiral da qual é muito difícil sair.

12- Problemas do sono

As 12 causas mais comuns de dependência de drogas 6

Ter distúrbios do sono não é uma coisa rara hoje. Além disso, para continuar com nossa rotina e demandas diárias, somos forçados a descansar adequadamente.

Muitas pessoas que têm dificuldade em dormir por qualquer motivo podem começar a se alarmar no caso de uma situação. Eles podem até ficar obcecados, para que o problema fique ainda pior.

Diante desse problema, o desespero que essas pessoas sentem leva a tomar todos os tipos de drogas ou drogas que estimulam o sono. De medicamentos disponíveis em qualquer farmácia, através de álcool ou maconha.

No final, desenvolve-se uma rápida dependência dessas substâncias, porque sem elas elas não conseguem adormecer. O mesmo acontece com pessoas sem problemas de sono que se acostumam a tomar essas substâncias à noite.

Quando eles não os consomem uma noite, eles não podem descansar satisfatoriamente. Isso constitui um círculo vicioso que envolve um grande esforço para romper.

Artigos de interesse

Tipos de dependência de drogas .

Efeitos de drogas no sistema nervoso .

Consequências do uso de drogas .

Tipos de drogas .

Referências

  1. 9 razões pelas quais as pessoas usam drogas e álcool. (12 de maio de 2011). Obtido no The Jennifer Act: thejenniferact.com.
  2. Cami, J. & Farré, M. (2003). Toxicodependência New England Journal of Medicine, 349 (10), 975-986.
  3. Causas de abuso de drogas: Qual é a causa do abuso de drogas? (20 de junho de 2016). Obtido no Local Saudável: healthyplace.com.
  4. Abuso de Drogas e Substâncias. (Novembro de 2016). Obtido no Healthin Aging: healthinaging.org.
  5. Drogas, cérebro e comportamento: a ciência do vício. (Novembro de 2014). Obtido no Instituto Nacional de Abuso de Drogas: drugabuse.gov.
  6. Merikangas KR, Stolar M., Stevens DE, Goulet J., Preisig MA, Fenton B., Zhang H., O’Malley SS, Rounsaville BJ (1998). Transmissão familiar de transtornos por uso de substâncias. Arch Gen Psychiatry; 55 (11): 973-979.
  7. Abuso de substâncias (23 de abril de 2016). Obtido no WebMD: webmd.com.
  8. Noções básicas sobre uso e dependência de drogas. (Agosto de 2016). Obtido no Instituto Nacional de Abuso de Drogas: drugabuse.gov.

Deixe um comentário