As 5 diferenças entre mito e lenda

As 5 diferenças entre mito e lenda 1

Desde a pré-história, o ser humano tenta entender tudo o que acontece no mundo . Com base no que sabemos e experimentamos, somos capazes de tentar explicar por que as coisas são do jeito que são, de onde viemos e para onde estamos indo.

Diferentes povos e culturas têm estabelecido histórias diferentes para esse fim, em muitos casos inserindo elementos religiosos e sobrenaturais. Muitos deles acabaram estabelecendo mitos e lendas. Hoje, esses dois conceitos costumam ser confusos; portanto, neste artigo, você encontra 5 diferenças entre mito e lenda .

  • Você pode estar interessado: ” As 8 diferenças entre legal e legítimo “

Mito e lenda: o que são e como são?

Quando falamos de mitos e lendas, estamos falando de formas de expressão narrativa que fazem parte da imaginação coletiva de um povo com a intenção de tentar explicar um aspecto da realidade para o qual, no momento do nascimento da história, ainda não havia explicação, ou cuja origem se destina a aumentar. São histórias transmitidas oralmente através das gerações, muitas delas chegando hoje. Mas o que entendemos por mito e o que por lenda?

Considera-se mito a narrativa que está localizada fora do espaço em tempo real e que geralmente tem como protagonistas entidades divinas ou sobrenaturais, ou grandes heróis que realizam atos incríveis e cuja figura não existe no mundo real. Em geral, tentam explicar conceitos abstratos cuja origem é incerta, como mundo, vida, amor ou ódio. Sua principal função é tentar entender as coisas, usando analogias entre o que não entendemos e os elementos presentes em nossas vidas.

Uma lenda, embora também seja uma história na forma de uma narrativa transmitida através das gerações e que geralmente possui elementos sobrenaturais e fictícios , tenta como regra geral dar uma explicação de um fato histórico específico. Eles geralmente são baseados em fatos históricos reais, embora incorporem elementos fantásticos que alteram, modificam ou dão um significado diferente à história. Sua função é destacar as características de um personagem ou povo real, não tentando tanto dar sentido à realidade, mas promover valores sociais e ideologias concretas.

  • Você pode estar interessado: ” Como são semelhantes a psicologia e a filosofia? “
Relacionado:  Biblioterapia: a leitura nos torna mais felizes (a ciência diz isso)

Cinco diferenças fundamentais entre mito e lenda

Observando como definimos cada um deles, já é possível estabelecer uma diferenciação entre mito e lenda . Mesmo assim, para facilitar o entendimento de suas diferenças, podemos descobrir que 5 das principais diferenças entre uma e outra são as seguintes.

1. Em que eles se baseiam

Uma das diferenças mais identificáveis ​​das definições dadas é em que cada tipo de história se baseia. A lenda é baseada em um evento histórico real sujeito a observação direta que é posteriormente enriquecida e deformada ao longo do tempo.

O mito, no entanto, é uma elaboração ficcional criada diretamente a partir da fantasia, baseada em analogias entre os elementos reais e simbólicos.

2. O que você pretende explicar

Como pudemos contemplar, lendas e mitos tradicionalmente tinham um objetivo diferente, apesar de serem semelhantes na maneira como são criados. As lendas tendem a fingir mostrar, promover ou enriquecer um valor real, evento histórico ou caráter, com um propósito bastante educacional. No que diz respeito ao mito, é uma tentativa de explicar a realidade de uma maneira mística , tentando entender o porquê e a origem das coisas.

3. Situação temporária / espacial

Uma das diferenças mais visíveis entre mito e lenda é o contexto temporal ou espacial em que elas aparecem. Geralmente, podemos observar que a lenda está circunscrita a um momento histórico concreto e real, em um território perceptível como existente ou mesmo imaginário contextualizado em uma parte específica do mundo.

No caso do mito, o período de tempo ou o local em que os eventos ocorrem está localizado fora do mundo real, sendo irreconhecível . Em alguns casos, falamos sobre o início dos tempos ou seu fim, ou eles são colocados em um plano de existência diferente do nosso.

Relacionado:  Transferência e contratransferência em Psicanálise

4. Tipo de caracteres

O tipo de personagem que aparece na história também muda entre mito e lenda. Enquanto na lenda, embora os seres fictícios ou sobrenaturais geralmente apareçam, os personagens são seres humanos que existiram ou fazem parte de povos reais, nos mitos os protagonistas são seres diretamente sobrenaturais, deuses ou heróis que geralmente não tiveram representação no mundo real.

5. Origem alegada

Embora esse aspecto esteja ligado ao da situação temporoespacial, é interessante como uma diferença entre mito e lenda. Estamos falando da origem à qual a história contada é atribuída dentro da própria história.

Geralmente, as lendas são atribuídas ao testemunho de pessoas que dizem ter vivido ou visto o fato de que estão falando, sendo o produto de uma observação direta dos fatos. No entanto, os mitos se referem a aspectos metafísicos que o homem não foi capaz de observar por si mesmo. Assim, como regra geral, sua criação é atribuída à transmissão de informações por deuses ou espíritos, que decidiram comunicar certo conhecimento ao homem.

Referências bibliográficas:

  • Armstrong, K. (2010). Uma Breve História do Mito (série Mitos). Knopf Canadá.
  • Fine, GA (1982). “O Mochileiro que Desaparece: Lendas Urbanas Americanas e seus significados por Jan Harold Brunvand.” Folclore ocidental Sociedade de Folclore dos Estados Ocidentais. 41 (2): 156-157.
  • Graf, F. (1996). Mitologia Grega: Uma Introdução. Traduzido por Marier, Thomas. Imprensa da Universidade Johns Hopkins.
  • Pierre Grimal (2008). Mitologias: do Mediterrâneo ao Ganges. Madri: Editorial Gredos.
  • VVAA (2007). Manual atual de literatura espanhola. Ed. Castalia.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies