Baixa hemoglobina: sintomas, causas e tratamentos

A baixa hemoglobina, também conhecida como anemia, é uma condição em que o corpo não possui hemoglobina suficiente para transportar oxigênio de forma eficaz para os tecidos e órgãos. Os sintomas da baixa hemoglobina incluem fadiga, fraqueza, palidez, falta de ar, tonturas e palpitações. As causas podem variar desde deficiências nutricionais, como falta de ferro, até condições médicas mais graves, como doenças crônicas, perda de sangue ou problemas genéticos. O tratamento da baixa hemoglobina depende da causa subjacente e pode incluir suplementação de ferro, transfusões sanguíneas, medicamentos ou procedimentos médicos específicos. É importante consultar um médico para obter um diagnóstico preciso e um plano de tratamento adequado.

Consequências da baixa hemoglobina: o que pode ocorrer quando seus níveis estão reduzidos.

A hemoglobina é uma proteína presente nas células vermelhas do sangue que é responsável por transportar oxigênio dos pulmões para todas as partes do corpo. Quando os níveis de hemoglobina estão baixos, o organismo pode sofrer diversas consequências.

Uma das principais consequências da baixa hemoglobina é a anemia, que pode causar sintomas como fadiga, fraqueza, falta de ar, palidez e tonturas. Além disso, a redução da hemoglobina pode levar a um aumento do risco de complicações em órgãos vitais, como o coração e o cérebro.

Em casos mais graves, a baixa hemoglobina pode causar danos aos tecidos e órgãos do corpo devido à falta de oxigênio. Isso pode resultar em problemas de saúde crônicos e até mesmo colocar a vida em risco.

Por isso, é importante identificar as causas da baixa hemoglobina e buscar tratamento adequado. Algumas das causas mais comuns incluem deficiências nutricionais, doenças crônicas, perda de sangue e problemas genéticos.

O tratamento para baixa hemoglobina pode variar dependendo da causa subjacente, e pode incluir suplementação de ferro, transfusões de sangue, medicamentos e mudanças na dieta. É essencial consultar um médico para obter um diagnóstico preciso e um plano de tratamento adequado.

Em qual órgão a anemia provoca impacto?

Quando uma pessoa apresenta baixa hemoglobina no sangue, ela pode ser diagnosticada com anemia. A hemoglobina é uma proteína presente nos glóbulos vermelhos que é responsável por transportar o oxigênio para todo o corpo. Portanto, quando os níveis de hemoglobina estão baixos, o organismo não recebe a quantidade adequada de oxigênio, o que pode causar diversos sintomas como cansaço, falta de ar e pálidez.

Além dos sintomas mencionados, a anemia também pode provocar impacto em diversos órgãos do corpo. Um dos órgãos mais afetados pela anemia é o coração. Como o coração precisa de oxigênio para funcionar adequadamente, a falta desse nutriente devido à baixa hemoglobina pode levar a complicações cardíacas, como arritmias e até mesmo insuficiência cardíaca.

Portanto, é essencial que a anemia seja diagnosticada e tratada de forma adequada para evitar complicações para a saúde do paciente, especialmente no que diz respeito ao funcionamento do coração e outros órgãos vitais.

Quando a hemoglobina atinge níveis alarmantes: quais são os sinais de alerta?

Quando a hemoglobina atinge níveis alarmantes no organismo, alguns sinais de alerta podem ser observados. A hemoglobina é uma proteína presente nas células vermelhas do sangue responsável por transportar oxigênio para os tecidos do corpo. Quando os níveis de hemoglobina estão baixos, pode haver uma série de sintomas que indicam a necessidade de atenção médica.

Alguns dos sinais de alerta mais comuns de baixa hemoglobina incluem fadiga, fraqueza, pálido e palpitações. Além disso, a pessoa pode apresentar tonturas e falta de ar mesmo com atividades simples. Em casos mais graves, pode ocorrer trombose e insuficiência cardíaca.

As causas da baixa hemoglobina podem variar, desde deficiências nutricionais, como falta de ferro, até doenças mais graves, como anemia crônica ou problemas renais. O tratamento dependerá da causa subjacente, podendo incluir suplementação de ferro, transfusões de sangue ou tratamento da doença de base.

Por isso, é importante estar atento aos sinais de alerta e buscar ajuda médica se necessário. A baixa hemoglobina pode ter sérias consequências para a saúde, por isso é fundamental identificar e tratar o problema o mais rápido possível.

Remédios recomendados para aumentar os níveis de hemoglobina no organismo de forma segura.

Quando os níveis de hemoglobina estão baixos, é importante buscar maneiras de aumentá-los de forma segura e eficaz. Existem alguns remédios recomendados que podem ajudar nesse processo.

Um dos remédios mais comuns para aumentar os níveis de hemoglobina é o sulfato ferroso, que é uma forma de suplemento de ferro. O ferro é essencial para a produção de hemoglobina, por isso, a suplementação pode ser uma maneira eficaz de aumentar os níveis no organismo.

Relacionado:  11 alimentos que contêm colágeno (bom para a pele)

Além do sulfato ferroso, outros suplementos de ferro como o fumarato ferroso e o gluconato ferroso também podem ser recomendados, dependendo da necessidade de cada pessoa.

Além dos suplementos de ferro, a vitamina C também pode ser benéfica para aumentar os níveis de hemoglobina. A vitamina C ajuda na absorção de ferro pelo organismo, potencializando os efeitos dos suplementos.

É importante ressaltar que antes de iniciar qualquer tipo de suplementação, é fundamental consultar um profissional de saúde para avaliar a real necessidade e a dosagem adequada para cada caso.

Além dos suplementos, uma alimentação rica em alimentos como carne vermelha, feijão, lentilha, espinafre e brócolis também pode ajudar a aumentar os níveis de hemoglobina no organismo de forma natural.

Seguindo essas recomendações e mantendo um acompanhamento médico adequado, é possível aumentar os níveis de hemoglobina de forma segura e eficaz, melhorando assim a saúde e o bem-estar.

Baixa hemoglobina: sintomas, causas e tratamentos

A hemoglobina baixa significa que o corpo tem a capacidade de transportar oxigénio de forma tão eficiente como ele deveria.A hemoglobina é uma parte muito importante das células sanguíneas; É uma proteína rica em ferro que funciona transportando oxigênio que é respirado por todo o corpo, por isso é essencial manter um corpo saudável.

Uma baixa contagem de hemoglobina faz com que o corpo tenha menos energia, reduz sua imunidade e pode levar a sérios problemas de saúde.O intervalo de hemoglobina pode ser testado com um simples exame de sangue, sendo normal de 14 a 18 g / dl para homens e 12 a 16 g / dl para mulheres (embora seja ligeiramente reduzido durante a gravidez).

Baixa hemoglobina: sintomas, causas e tratamentos 1

Molécula de hemoglobina

No entanto, para algumas pessoas, a baixa hemoglobina é normal, enquanto para outras, pode ser um sinal de um problema sério. É importante conhecer a causa da baixa contagem de hemoglobina.

Causas de baixa contagem de hemoglobina

Níveis baixos normais

Como mencionado anteriormente, é bastante comum que as mulheres experimentem uma baixa contagem de hemoglobina durante a gravidez. Outras pessoas também podem experimentá-lo como um modo de vida natural, se é assim que seu corpo funciona. Contagens baixas nesses casos não devem ser alarmantes.

Condições e doenças que causam menos glóbulos vermelhos normais

Certas condições podem causar um número mais baixo de glóbulos vermelhos, o que pode levar a uma baixa contagem de hemoglobina. Alguns deles são: câncer, cirrose, envenenamento por chumbo e doença renal.

Condições e doenças que destroem os glóbulos vermelhos

Condições como anemia falciforme, baço aumentado e vasculite, podem destruir rapidamente os glóbulos vermelhos e levar a baixa hemoglobina.

Deficiência de ferro

O ferro é necessário para criar hemoglobina; portanto, se for necessário mais ferro , a contagem de hemoglobina provavelmente será baixa. Esta é a causa mais comum de anemia.

Perda de sangue

Perder grandes quantidades de sangue pode facilmente levar à baixa hemoglobina, além de ser talvez um sinal de alerta de perda interna de sangue.

Deficiência de vitamina

Se você não estiver recebendo vitaminas B12, vitamina C ou ácido fólico suficientes , seus níveis de hemoglobina podem cair, pois ajudam o corpo a criar glóbulos vermelhos.

Doenças do sangue

Algumas condições, como certos tipos de câncer, podem levar à baixa hemoglobina. Esses distúrbios sanguíneos significam que a medula óssea pode não produzir glóbulos vermelhos com rapidez suficiente.

Possíveis doenças

Baixa hemoglobina: sintomas, causas e tratamentos 2

Esfregaço de sangue em um paciente com baixa hemoglobina. Rjgalindo [CC BY-SA 3.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/)]

Doenças e condições que causam o corpo a produzir menos glóbulos vermelhos do que o normal:

  1. Anemia aplástica
  2. Câncer
  3. Certos medicamentos, como medicamentos anti-retrovirais para a infecção pelo HIV e medicamentos quimioterápicos para câncer e outras condições
  4. Cirrose
  5. Linfoma de Hodgkin (doença de Hodgkin)
  6. Hipotireoidismo (tireóide hipoativa)
  7. Anemia por deficiência de ferro
  8. Doença renal crônica
  9. Cistite (inflamação da bexiga)
  10. Leucemia
  11. Mieloma múltiplo
  12. Síndromes Mielodisplásicas
  13. Gastrite (inflamação do revestimento do estômago)
  14. Anemia por deficiência de vitamina

Doenças e condições que fazem com que o corpo destrua os glóbulos vermelhos mais rapidamente:

  1. Baço aumentado (esplenomegalia)
  2. Porfiria
  3. Infecção do trato urinário (ITU)
  4. Talassemia
  5. Vasculite
  6. Hemólise

Hemoglobina com baixa perda sanguínea:

  1. Sangramento de uma ferida
  2. Sangramento no trato digestivo, como úlceras, câncer ou hemorróidas
  3. Sangramento no trato urinário
  4. Doação frequente de sangue
  5. Sangramento menstrual intenso
Relacionado:  Microcitose: sintomas, causas, tratamentos

Sintomas

Os sintomas dependem das causas, no entanto, existem alguns sintomas gerais, como sensação de cansaço, batimento cardíaco mais rápido do que o habitual, falta de energia, pele e gengivas pálidas.

Tratamento

A baixa contagem de hemoglobina só merece tratamento quando assume a forma da doença chamada anemia e o tratamento para anemia varia de acordo com a causa: deficiência de ferro, deficiência de vitaminas, anemia aplástica, doença crônica, doença da medula óssea e anemias hemolíticas Eles são os vários tipos dessa condição.

O tratamento para a anemia por deficiência de ferro é seguir uma dieta prescrita pelo médico e suplementação de ferro. Se a perda de sangue estiver causando deficiência de ferro (assumindo que não seja menstruação), o médico procurará a causa do sangramento para interrompê-lo, podendo recorrer à cirurgia, se necessário.

A deficiência de vitamina C e ácido fólico leva à anemia, por isso, possivelmente, será necessário tratamento com suplementos, além de distúrbios alimentares.

A anemia da doença crônica não tem um tratamento estabelecido, mas requer o remédio para a doença subjacente. Caso os sintomas piorem, transfusões de sangue podem ser usadas como tratamento.

A anemia aplástica, se a medula não puder mais criar células sangüíneas saudáveis, provavelmente exigirá transplante de medula óssea, embora algumas vezes apenas transfusões sejam necessárias para aumentar os níveis de glóbulos vermelhos.

O tratamento da anemia hemolítica requer ficar longe de medicamentos que possam interagir inadequadamente, tratar infecções concomitantes e tomar medicamentos que impedem o sistema imunológico de atacar os glóbulos vermelhos.

Como aumentar a hemoglobina naturalmente?

Coma alimentos ricos em ferro

Segundo o Conselho Nacional de Ação contra Anemia, a deficiência de ferro é a causa mais comum de baixos níveis de hemoglobina. O ferro é um elemento importante na produção de hemoglobina.

Alguns alimentos à base de ferro são camarão, fígado, carne vermelha, espinafre, aspargo, amêndoas, tâmaras, lentilhas, cereais fortificados, amêndoas, ostras, tofu, entre outros. .

Outra opção é tomar um suplemento de ferro para o que você deve consultar com seu médico sobre a dose correta, pois altas doses de ferro podem ser prejudiciais à sua saúde.

Aumentar a ingestão de vitamina C

O ferro não pode ser totalmente absorvido pelo organismo sem a ajuda desta vitamina.Os baixos níveis de hemoglobina devido à deficiência de vitamina C podem ser corrigidos pela ingestão de mais alimentos que a contêm, como laranjas, kiwi, mamão, limão, morangos, brócolis, toranja, pimentão e tomate. e espinafre.

Você também pode consultar seu médico para tomar suplementos de vitamina C.

Ácido fólico

O ácido fólico, uma vitamina do complexo B, é necessário para produzir glóbulos vermelhos. Portanto, uma deficiência de ácido fólico leva automaticamente a um baixo nível de hemoglobina.

Algumas boas fontes de alimentos com ácido fólico são vegetais de folhas verdes, fígado, couve, feijão, arroz, gérmen de trigo, amendoim, banana, cereais fortificados, brócolis, entre outros.

Além disso, o médico pode prescrever um suplemento de ácido fólico.

Adicione beterraba à dieta

A beterraba é altamente recomendável para aumentar os níveis de hemoglobina, uma vez que é rica em ferro, ácido fólico, de fibra e de potássio.

Você também pode preparar um suco saudável com beterraba, cenoura e / ou batata doce uma vez por dia. As combinações podem variar.

Coma mais maçãs

Uma maçã por dia (se possível, opte por maçãs verdes) pode ajudar a manter um nível normal de hemoglobina, pois são ricos em ferro e outros nutrientes necessários para uma contagem saudável de hemoglobina.

Você também pode preparar um copo de suco misturando uma maçã e beterraba, juntamente com um pouco de gengibre ou suco de limão.

Experimente as sementes de romã

A Granada tem de cálcio, ferro, hidratos de carbono e fibra. Seu valor nutricional pode ajudar a aumentar a hemoglobina no sangue e promover o fluxo sanguíneo saudável.

Você pode comer uma romã ou beber um copo diário de suco de romã diariamente no café da manhã.

Urtiga, capim

A urtiga é uma erva que pode aumentar o nível de hemoglobina, porque é uma boa fonte de ferro, vitaminas do complexo B, vitamina C e outras vitaminas.

Para a sua preparação, duas colheres de chá de folhas secas de urtiga são adicionadas a um copo de água quente, deixadas endurecer por 10 minutos, coar e adicionar um pouco de mel.

Relacionado:  Cuidados com o sistema respiratório: 10 regras e dicas

Evite bloqueadores de ferro

Certos alimentos podem bloquear a capacidade do corpo de absorver ferro. Alguns exemplos desses alimentos são: café, chá, refrigerantes, vinho, cerveja, antiácidos vendidos sem receita, alimentos ricos em cálcio, como laticínios e suplementos de cálcio.

Faça exercícios aeróbicos

É aconselhável incluir algum tipo de exercício na rotina diária . Quando você se exercita, o corpo produz mais hemoglobina para atender à crescente demanda por oxigênio em todo o corpo.

Intensidades moderadas a altas, como exercícios aeróbicos, são altamente recomendadas. Algum treinamento de força também pode ser incluído para aumentar a massa muscular e combater a fadiga.

Dicas adicionais

Evite alimentos que contenham glúten, coma pães integrais, cereais e massas, consuma alimentos ricos em ferro após o período menstrual, evite tomar estimulantes de venda livre se os níveis de energia estiverem baixos, tome banhos frios para melhorar a circulação sanguínea.

Insuficiência cardíaca e anemia

Níveis baixos de hemoglobina são preditores de um risco aumentado de morte e complicações entre pacientes com insuficiência cardíaca, de acordo com um relatório publicado no Journal of American Heart Association .

Estudos demonstraram que a baixa hemoglobina, que pode levar à anemia, é mais comum entre pacientes com insuficiência cardíaca do que entre as pessoas da população em geral.

Entre 25 e 60% dos pacientes com insuficiência cardíaca apresentam anemia, definida como hemoglobina inferior a 12 gramas / decilitro em mulheres e 13 g / dl em homens.

Estudos demonstraram que, se você tem anemia e insuficiência cardíaca, o risco de hospitalização, complicações e morte aumenta consideravelmente de 30 a 60% a mais.

Para estudar a associação entre anemia e risco de mortalidade, os pesquisadores usaram um banco de dados de mais de 5.000 pacientes inscritos no Valsartan Heart Failure Trial , um estudo que avaliou a pressão arterial alta.

No início do estudo, os pesquisadores fizeram uma contagem completa de células sanguíneas e repetiram essas medições em intervalos regulares de até 24 meses. Dos pacientes incluídos no estudo de insuficiência cardíaca, 23% eram anêmicos. Pacientes anêmicos tendem a ser mais velhos, desenvolver mais diabetes e ter pior insuficiência cardíaca.

Os pesquisadores descobriram que o quartil de pacientes com a maior média de Hgb diminui em 12 meses (definido como uma redução média de 1,6 g / dL, de 14,2 para 12,6 g / dL) experimentou 47% a mais do que hospitalizações e 60% daqueles no quartil que apresentaram alteração insignificante (0,10 g / dL) na hemoglobina por 12 meses.

Os pesquisadores relatam que um aumento no Hgb foi associado a uma taxa de mortalidade 22% menor em pacientes com anemia, em comparação com 21% sem anemia, no início do estudo.

Pacientes que tiveram anemia no início do estudo ou cujo Hgb diminuiu durante este estudo tiveram pior insuficiência cardíaca e elevação associada de vários outros fatores de risco para doenças cardíacas, incluindo neurohormônios e proteína C reativa.

No entanto, o que não está claro é o nível ideal de hemoglobina que deve ser alcançado em pacientes com insuficiência cardíaca.

Os pesquisadores disseram que uma das causas que a anemia pode estar relacionada à deficiência de ferro em pacientes com insuficiência cardíaca é devida a má absorção, deficiências nutricionais e metabolismo comprometido. A hemodiluição (retenção excessiva de líquidos) também pode contribuir para a anemia em pacientes com insuficiência cardíaca.

O risco de desenvolver insuficiência cardíaca durante a vida de homens e mulheres aos 40 anos é de 1 em 5. Entre 30 e 60% têm um risco maior de morte e complicações devido à baixa hemoglobina.

Os pesquisadores ainda não sabem qual tratamento é a melhor estratégia e quais devem ser os objetivos.

Quando consultar um médico?

Somente o médico pode determinar se você tem baixas contagens de hemoglobina. Se o paciente estiver mostrando sinais de baixa hemoglobina, ele deve consultar um médico.

Também deve-se tomar cuidado com a falta de ar e, se ficar sério, não se deve esperar uma consulta, mas ir para uma sala de emergência.

Referências

  1. Equipe da Clínica Mayo (2015). Baixa contagem de hemoglobina. Fundação Mayo para Educação e Pesquisa Médica. Recuperado de mayoclinic.org.
  2. Nova equipe de saúde (2014). Baixa hemoglobina Novo Guia de Saúde Recuperado de newhealthguide.com.
  3. Carole Bullock (2005). Anemia aumenta o risco de morte. MNT Recuperado de medicalnewstoday.com.
  4. Philippe Connes (2013). Glóbulos vermelhos no esporte. Physiol dianteiro Recuperado de nih.gov.

Deixe um comentário