Balanço: o que é, como é feito, exemplo

O balanço é uma demonstração financeira que apresenta a posição patrimonial e financeira de uma empresa em um determinado momento. Ele é elaborado a partir do registro de todos os bens, direitos e obrigações da empresa, permitindo assim uma visão clara da situação econômica da organização. O balanço é composto por três elementos principais: ativo, passivo e patrimônio líquido. O ativo representa os bens e direitos da empresa, o passivo engloba as obrigações e o patrimônio líquido corresponde à diferença entre o ativo e o passivo. Um exemplo de balanço seria a seguinte estrutura:

ATIVO
– Caixa: R$ 10.000
– Estoques: R$ 20.000
– Equipamentos: R$ 50.000
TOTAL ATIVO: R$ 80.000

PASSIVO
– Fornecedores: R$ 5.000
– Empréstimos: R$ 15.000
TOTAL PASSIVO: R$ 20.000

PATRIMÔNIO LÍQUIDO
– Capital Social: R$ 50.000
TOTAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO: R$ 50.000

TOTAL PASSIVO + PATRIMÔNIO LÍQUIDO: R$ 80.000

Assim, o balanço reflete a situação financeira da empresa, indicando se ela possui mais bens e direitos do que obrigações, o que é essencial para a tomada de decisões estratégicas e a avaliação do desempenho empresarial.

Qual é o processo de elaboração do balanço patrimonial de uma empresa?

O balanço patrimonial é um documento contábil que apresenta a situação financeira de uma empresa em um determinado período. Ele é elaborado com o objetivo de demonstrar a posição dos ativos, passivos e patrimônio líquido da organização. Para isso, é necessário seguir um processo detalhado e preciso.

Primeiramente, é necessário levantar todas as informações financeiras da empresa, como o valor dos bens, direitos, obrigações e investimentos. Em seguida, esses dados são organizados em categorias específicas, como ativo circulante, ativo não circulante, passivo circulante e passivo não circulante.

Após a organização das informações, é feito o cálculo do balanço patrimonial. Neste momento, é importante garantir que todos os valores estejam corretos e que não haja erros de cálculo. Uma vez que o balanço esteja pronto, ele é apresentado aos sócios, acionistas e demais interessados na saúde financeira da empresa.

Um exemplo de balanço patrimonial seria a seguinte estrutura:

AtivoPassivo
Ativo CirculantePassivo Circulante
Dinheiro em caixaR$ 10.000,00FornecedoresR$ 5.000,00
EstoqueR$ 20.000,00EmpréstimosR$ 15.000,00
Total Ativo CirculanteR$ 30.000,00Total Passivo CirculanteR$ 20.000,00

Neste exemplo simplificado, é possível observar a separação entre os ativos e passivos da empresa, bem como a demonstração do total de cada categoria. Essa é a essência do balanço patrimonial: apresentar de forma clara e objetiva a situação financeira da empresa em um determinado momento.

Exemplo de balanço patrimonial: entenda como funciona a demonstração financeira das empresas.

O balanço patrimonial é uma demonstração financeira que apresenta a situação financeira de uma empresa em um determinado momento. Nele, são registrados os ativos, passivos e o patrimônio líquido da organização. É uma ferramenta essencial para os gestores e acionistas, pois fornece informações importantes sobre a saúde financeira da empresa.

Para entender melhor como funciona um balanço patrimonial, vamos analisar um exemplo simplificado. Suponhamos que uma empresa tenha os seguintes dados em seu balanço:

Ativo:
– Caixa: R$ 10.000
– Estoques: R$ 20.000
– Imobilizado: R$ 50.000
Passivo:
– Fornecedores: R$ 15.000
– Empréstimos: R$ 30.000
Patrimônio Líquido:
– Capital Social: R$ 25.000
– Lucros Retidos: R$ 10.000

Para calcular o total do Ativo, basta somar os valores de Caixa, Estoques e Imobilizado, resultando em R$ 80.000. Já o Passivo é obtido somando os valores de Fornecedores e Empréstimos, totalizando R$ 45.000. Por fim, o Patrimônio Líquido é a soma do Capital Social e Lucros Retidos, que totaliza R$ 35.000.

Relacionado:  Procedimento analítico (contabilidade): características, vantagens

Assim, o balanço patrimonial dessa empresa ficaria da seguinte forma:

Ativo: R$ 80.000
Passivo: R$ 45.000
Patrimônio Líquido: R$ 35.000

Com essas informações, os gestores podem avaliar a saúde financeira da empresa, sua capacidade de pagamento de dívidas e a rentabilidade do negócio. O balanço patrimonial é uma ferramenta fundamental para a tomada de decisões estratégicas e o planejamento financeiro das organizações.

Qual é o propósito do balanço financeiro nas empresas?

O balanço financeiro é uma ferramenta essencial para as empresas, pois tem como principal objetivo apresentar a situação financeira da organização em um determinado período de tempo. Por meio do balanço, é possível avaliar os ativos, passivos e patrimônio líquido da empresa, fornecendo uma visão clara e objetiva da saúde financeira do negócio.

O propósito do balanço financeiro é permitir que os gestores, acionistas, investidores e demais interessados possam tomar decisões estratégicas com base em informações concretas e precisas sobre a empresa. Além disso, o balanço também é utilizado para cumprir obrigações legais, como a prestação de contas aos órgãos reguladores e fiscais.

O processo de elaboração do balanço financeiro envolve o levantamento de todos os ativos (bens e direitos), passivos (obrigações) e patrimônio líquido (diferença entre ativos e passivos) da empresa. Os ativos são classificados em circulantes e não circulantes, os passivos em exigíveis a curto e longo prazo, e o patrimônio líquido em capital social e reservas.

Um exemplo de balanço financeiro seria o seguinte:

AtivosPassivos
Dinheiro em caixaFornecedores
Contas a receberEmpréstimos
EstoqueSalários a pagar

Neste exemplo simplificado, é possível observar a relação entre os ativos e passivos da empresa, proporcionando uma visão geral da situação financeira. Com base nessas informações, os gestores podem tomar decisões estratégicas para garantir a sustentabilidade e o crescimento do negócio.

Itens essenciais a serem incluídos no balanço patrimonial da empresa.

Para entender o balanço patrimonial de uma empresa, é importante conhecer os itens essenciais que devem ser incluídos nesse documento. O balanço patrimonial é uma demonstração contábil que apresenta a posição financeira da empresa em um determinado momento. Ele é composto por dois lados: o ativo, que mostra os bens e direitos da empresa, e o passivo, que demonstra as obrigações e o patrimônio líquido.

No lado do ativo, devem constar os bens e direitos da empresa, como por exemplo: caixa, contas a receber, estoques, investimentos, imobilizado e intangível. Além disso, é importante incluir também os valores a receber de clientes, empréstimos concedidos e outros valores que a empresa possui.

Já no lado do passivo, devem ser listadas as obrigações da empresa, como por exemplo: contas a pagar, empréstimos, impostos a recolher, fornecedores e salários a pagar. Além disso, o patrimônio líquido também é uma parte importante do passivo, pois representa a diferença entre os ativos e os passivos da empresa.

É fundamental que o balanço patrimonial seja elaborado de forma clara e objetiva, seguindo as normas contábeis vigentes. Ele é uma ferramenta importante para os gestores e investidores, pois permite analisar a saúde financeira da empresa e tomar decisões estratégicas baseadas nas informações apresentadas.

Portanto, ao elaborar o balanço patrimonial da empresa, certifique-se de incluir todos os itens essenciais do ativo e passivo, de forma a apresentar uma visão completa e precisa da situação financeira da organização.

Balanço: o que é, como é feito, exemplo

Um balanço patrimonial é uma demonstração financeira que reporta os ativos, passivos e patrimônio de uma empresa em um momento específico, fornecendo uma base para o cálculo das taxas de retorno e avaliação de sua estrutura de capital.

Relacionado:  Linha de produção: características, organização, equilíbrio, exemplo

Ou seja, fornece uma fotografia do que uma empresa possui e deve, além do valor investido pelos acionistas. O balanço representa o estado das finanças de uma empresa a qualquer momento. Por si só, não pode dar uma idéia das tendências que estão se desenvolvendo por um período mais longo.

Balanço: o que é, como é feito, exemplo 1

Fonte: flickr.com

Por esse motivo, o balanço patrimonial deve ser comparado com outros de períodos anteriores. Também deve ser comparado com os de outras empresas do mesmo setor.

Vários indicadores do balanço podem ser gerados, o que ajuda os investidores a ter uma idéia de quão saudável é uma empresa.A demonstração do resultado e a demonstração do fluxo de caixa também fornecem um contexto valioso para avaliar as finanças de uma empresa.

Em que consiste?

O saldo é baseado na seguinte equação, onde os ativos são equilibrados, por um lado, e os passivos mais o patrimônio líquido, por outro:

Ativo = Passivo + Patrimônio Líquido

Isso é intuitivo: uma empresa precisa pagar por tudo o que possui (ativos), pedindo dinheiro emprestado (assumindo passivos) ou retirando-o de investidores (patrimônio líquido).

Por exemplo, se uma empresa obtém um empréstimo de US $ 4.000 de um banco, seu ativo, especificamente a conta em dinheiro, aumentará em US $ 4.000. Seu passivo, especificamente a conta da dívida, também aumentará em US $ 4.000, equilibrando os dois lados da equação.

Se a empresa receber US $ 8.000 dos investidores, seus ativos aumentarão nessa quantia, assim como o patrimônio de seus acionistas.

Todas as receitas geradas pela empresa em excesso de seus passivos serão direcionadas para a conta do capital social, representando os ativos líquidos mantidos pelos proprietários. Essas receitas serão equilibradas no lado do ativo, aparecendo como dinheiro, investimentos, estoque ou algum outro ativo.

Contas de Saldo

Ativos, passivos e patrimônio líquido dos acionistas são compostos de várias contas menores, que detalham os detalhes financeiros de uma empresa.

Essas contas variam de acordo com o setor, e os mesmos termos podem ter implicações diferentes, dependendo da natureza dos negócios. No entanto, existem componentes comuns que os investidores podem encontrar.

Como se faz?

O balanço é dividido em duas partes. O primeiro condensa todos os ativos de uma empresa. Na segunda parte, são descritos o passivo da empresa e o patrimônio líquido.

Em cada seção, os elementos são classificados por liquidez. As contas mais líquidas são colocadas antes das contas sem liquidez.

Ativos

Nesse segmento, as contas são listadas em ordem de liquidez, que é a facilidade com que podem ser convertidas em dinheiro. Eles são divididos em ativos circulantes e não circulantes.

Ativo circulante

Eles são os elementos que podem ganhar dinheiro em menos de um ano . Inclui as seguintes contas:

Caixa e equivalentes

Eles são os ativos mais líquidos, podem incluir letras do tesouro e certificados de depósito de curto prazo, além de moedas.

Títulos negociáveis

Por exemplo, títulos de dívida e ações, para os quais existe um mercado líquido.

Contas a cobrar

É o dinheiro que os clientes devem à empresa, incluindo uma provisão para devedores duvidosos.

Inventário

Os produtos disponíveis para venda, avaliados ao custo ou preço de mercado, são os mais baixos.

Despesas pagas antecipadamente

Representa o valor que já foi pago, como seguros, publicidade ou contratos de aluguel.

Relacionado:  Mix de produtos: o que é, custos e exemplos

Ativo não circulante

Eles podem se tornar caixa em mais de um ano, a longo prazo. Inclui as seguintes contas:

Investimentos de longo prazo

Títulos que não serão liquidados durante o ano.

Ativos fixos

Eles incluem terrenos, máquinas, equipamentos, edifícios e outros bens duráveis, geralmente de grande intensidade de capital.

Ativos intangíveis

Inclui ativos não físicos, como propriedade intelectual e boa vontade. Em geral, os ativos intangíveis são listados no balanço patrimonial somente se forem adquiridos, em vez de serem desenvolvidos internamente.

Passivo

É o dinheiro que uma empresa deve a terceiros, de faturas a pagar a fornecedores, aluguel, serviços públicos e salários. É dividido em passivo circulante e de longo prazo.

Passivo circulante

São aqueles que expiram antes de um ano. Eles são listados na ordem da data de vencimento. O passivo circulante pode incluir:

Contas a pagar

É o valor que uma empresa deve aos fornecedores por itens ou serviços adquiridos a crédito.

Dívida corrente / notas a pagar

Inclui outras obrigações que expiram dentro do ano do ciclo operacional da empresa. As notas a pagar também podem ter uma versão de longo prazo.

Parcela circulante da dívida de longo prazo

É especificamente a parte devida dentro deste ano de uma dívida com vencimento superior a um ano.

Por exemplo, se uma empresa tomar um empréstimo bancário para pagar em cinco anos, essa conta incluirá a parte desse empréstimo que expira durante o ano atual.

Passivo a longo prazo

Eles expiram após um ano, a longo prazo. As contas de passivo a longo prazo podem incluir:

Obrigações com o público

Inclui o valor amortizado de qualquer título que a companhia tenha emitido publicamente.

Dívidas de longo prazo

Essa conta inclui o valor total da dívida de longo prazo, excluindo a parcela atual. Descreva as despesas com juros e reembolso de capital.

Obrigação do fundo de pensão

É o dinheiro que uma empresa deve pagar nas contas de aposentadoria dos funcionários, por sua aposentadoria.

Património

É o dinheiro atribuível aos proprietários de uma empresa, ou seja, aos seus acionistas. Inclui as seguintes contas:

Capital social

Este é o valor dos fundos que os acionistas investiram na empresa. Algumas empresas emitem ações preferenciais, listadas separadamente das ações ordinárias.

As ações preferenciais recebem um valor nominal arbitrário, que não está relacionado ao valor de mercado das ações. Muitas vezes, o valor nominal é de apenas US $ 0,01.

Ações em tesouraria

Essas são as ações que uma empresa recomprou ou que não foram emitidas em primeira instância. Eles podem ser vendidos mais tarde ou reservados para repelir qualquer compra hostil.

Lucros retidos

Esses são os lucros líquidos que uma empresa reinvestiu no negócio ou usou para pagar dívidas. O restante é distribuído aos acionistas na forma de dividendos.

Exemplo

O saldo da Amazon 2017 é exibido. Comece com ativos circulantes, ativos não circulantes e ativos totais.

Posteriormente, existem passivos e patrimônio líquido, que incluem passivos circulantes, passivos não circulantes e, finalmente, patrimônio líquido.

Balanço: o que é, como é feito, exemplo 2

Referências

  1. Investopedia (2018). Balanço Patrimonial Retirado de: investopedia.com.
  2. IFC (2018). Balanço Patrimonial Retirado de: corporatefinanceinstitute.com.
  3. Harold Averkamp (2018). Balanço Patrimonial Coach de contabilidade Retirado de: accountingcoach.com.
  4. Wikipedia, a enciclopédia livre (2018). Balanço Retirado de: en.wikipedia.org.
  5. Steven Bragg (2018). O balanço. Ferramentas de contabilidade Retirado de: accountingtools.com.

Deixe um comentário