Biologia: história, o que estuda, ramos, bases

O b iology estuda a vida como um estado de energia de todos os seres vivos, suas inter-relações e suas relações com o ambiente em torno deles .Um biólogo estuda a estrutura, função, crescimento, origem, evolução e distribuição dos organismos vivos.

A biologia moderna é uma ciência vasta e eclética, composta por múltiplas sub-disciplinas. No entanto, apesar de seu amplo espectro, existem certos conceitos unificadores nessa ciência que permitem que todas essas disciplinas sejam agrupadas no mesmo assunto de estudo de maneira coerente (Paul, 2002).

Biologia: história, o que estuda, ramos, bases 1

Em geral, a biologia reconhece a célula como a unidade básica da vida, os genes como as unidades essenciais da herança e a evolução como o mecanismo que impulsiona a criação de novas espécies.

Da mesma forma, entenda que todos os organismos vivos sobrevivem consumindo e transformando energia, com o objetivo de regular seu mecanismo interno e permanecer estáveis ​​dentro da condição vital chamada homeostase.

Breve revisão histórica do estudo da biologia

Os primeiros seres humanos tiveram que estudar os animais que caçavam e tiveram que identificar onde encontrar as plantas que coletavam para sua alimentação. Isso constitui a prática elementar da biologia.

Os gregos lançaram as bases da zoologia, botânica e medicina. Então, da Vinci se aventurou com a anatomia e mais tarde apareceram os primeiros livros ilustrados de biologia, destacando uma escrita do alemão Leonhart Fuchs em 1542 sobre botânica.

As ciências naturais estavam no centro do debate científico e da curiosidade durante a era vitoriana e no século XIX. Não é de surpreender que tenha sido nessa época que A Origem das Espécies de Charles Darwin apareceu, e em 1900 os trabalhos de Mendel sobre genética apareceram.

Já os séculos XX e XXI deram destaque ao estudo do DNA e às possibilidades oferecidas pela combinação de biologia e tecnologia.

A tendência moderna para a interdisciplinaridade permitiu que o conhecimento de outros campos – química, medicina e física, por exemplo – fosse combinado com os da biologia em áreas como bioquímica, biomedicina e biofísica.

Nestes tempos, o efeito social do trabalho dos biólogos na sociedade tem sido evidenciado a extremos que os forçaram a redefinir suas obrigações e funções sociais, particularmente em assuntos derivados de dilemas éticos, como controle humano do ambiente ou manipulação. de genes para direcionar o desenvolvimento evolutivo.

Relacionado:  Os 10 animais mais destacados do deserto de Sonora

Bases da biologia

Biologia: história, o que estuda, ramos, bases 2

Os ramos da biologia surgem de cinco premissas sobre seres vivos:

Teoria celular

A teoria celular indica que a célula é a unidade fundamental da vida e todos os elementos vivos são compostos por uma ou mais células cujo número pode aumentar graças ao processo de divisão celular.

Nos organismos multicelulares, cada célula do corpo é derivada de uma célula-tronco do óvulo que foi fertilizada durante o processo reprodutivo da geração dos pais.

A célula também é considerada a unidade básica em muitos processos patológicos. Além disso, o fenômeno do movimento da energia ocorre nas células durante o processo metabólico. Finalmente, as células contêm informações hereditárias (DNA), que passam de uma célula para outra durante o processo de divisão.

Energia

Todos os seres vivos requerem energia e flui em todos os seres vivos e em seu ambiente.

Herança

Todos os seres vivos têm códigos de DNA.

Saldo

Todos os seres vivos devem manter a homeostase ou o estado de equilíbrio com o meio ambiente.

Evolução

Este é o motor da diversidade biológica.

Princípios biológicos

Biologia: história, o que estuda, ramos, bases 3

Homeostase : princípio segundo o qual os seres vivos mantêm um ambiente interno constante.

Unidade : implica que todos os organismos vivos, independentemente de sua singularidade, tenham em comum certas características biológicas, químicas e físicas.

Evolução : a capacidade dos organismos de se adaptarem às condições do ambiente e é um fenômeno biológico comum a todos os seres vivos, o que é confirmado no estudo de fósseis.

Diversidade : implica que existe uma diversidade de vida entre as espécies e dentro de cada população natural.

Continuidade : esse princípio implica que a vida vem apenas do pré-existente, ou seja, é somente através da reprodução que gerações sucessivas podem existir.

Ramos da biologia

Biologia: história, o que estuda, ramos, bases 4

Os seguintes ramos da biologia podem ser mencionados:

Relacionado:  10 Animais em perigo de extinção no Chile

-Anatomia: tente descrever a estrutura do organismo, sua aparência externa e interna, a organização de seus órgãos e os elos entre eles, etc.

-Biofísica: estuda as posições e o fluxo de energia nos organismos; isto é, como flui, a energia é distribuída e transformada em seres vivos.

Biologia celular: como o nome indica, estuda as propriedades, estrutura e funções das células.

Biologia Molecular: estuda os processos vitais dos seres vivos com base nas características de sua estrutura molecular.

-Bioquímica: estuda a estrutura molecular dos seres vivos, bem como os processos que envolvem transformações da matéria.

-Botânica: estuda a estrutura, características, propriedades e relações das plantas.

-Ecologia: estudar as interações entre os seres vivos e seu ambiente.

-Embriologia: estudar o desenvolvimento de animais e plantas, desde o estágio germinativo até o nascimento, como indivíduos completos. Também é conhecido como Biologia do Desenvolvimento.

-Etologia: estuda o comportamento de seres vivos que possuem um sistema nervoso central cefalizado, investigando, inclusive, a origem genética e ambiental desse comportamento. Esta ciência também é conhecida como Psicobiologia, Biopsicologia ou Biologia Comportamental.

Biologia evolutiva: estudar todas as mudanças causadas pela biodiversidade terrestre.

-Fisiologia: estuda as funções dos seres vivos; como cada órgão funciona, como eles se regulam e como afetam as funções de um órgão e organela o resto deles.

-Genética: herança de estudo.

-Imunologia: é responsável por estudar as reações defensivas que os organismos exibem contra qualquer agente externo e interno.

-Medicina: estude os métodos e remédios pelos quais organismos doentes podem recuperar sua saúde.

-Micologia: estude fungos, patógenos ou não-patógenos.

-Microbiologia: estudo de microrganismos inócuos e patogênicos.

-Paleontologia: estuda seres vivos que existiam em tempos pré-históricos.

-Protozoologia: estudo de protozoários, algas e micetozoides.

-Sociologia: estuda a formação e o comportamento das sociedades e os vínculos entre várias sociedades de organismos (humanos ou não).

-Taxonomia: consiste na organização e classificação de seres vivos e vírus.

-Virologia: é um ramo da biologia dedicado ao estudo de vírus.

-Zoologia: estudo de animais.

Biologia: história, o que estuda, ramos, bases 5

A partir da lista, destacaremos alguns dos campos mais poderosos desta ciência:

Relacionado:  Flora e fauna de Tlaxcala: espécies mais representativas

Evolução

Um dos conceitos-chave que a biologia estuda é a evolução. Dessa maneira, uma das crenças centrais da biologia é que todas as formas de vida do mundo têm uma origem comum.

A teoria da evolução postula que todos os organismos que habitaram a terra, tanto os que já estão extintos quanto os que ainda vivem, são descendentes de um ancestral comum ou de um conjunto de genes ancestrais.

Acredita-se que esse ancestral comum de todos os organismos tenha aparecido aproximadamente 3,5 bilhões de anos atrás. Os biólogos reconhecem a onipresença desse código genético como evidência definitiva a favor da teoria de um ancestral universal que deu origem a todas as bactérias, arquéias e células eucarióticas.

Charles Darwin foi encarregado de propor um modelo científico de seleção natural como a força definitiva que impulsiona a evolução. Dessa maneira, essa teoria é atualmente usada para explicar a existência dos diferentes tipos de seres vivos que habitam o planeta.

A teoria da evolução é relevante para a biologia, pois permite entender a história natural de todas as formas de vida. Portanto, a evolução é central em todos os campos da biologia (UF, 2017).

Genetics

Biologia: história, o que estuda, ramos, bases 6

O segundo conceito chave que a biologia estuda é a genética. Os genes são as unidades primárias dentro da herança de todos os organismos. Um gene é uma unidade herdada que corresponde a uma região do DNA e influencia a forma e a função de um organismo de uma maneira específica.

Todos os organismos, de bactérias a animais, compartilham o mesmo mecanismo de cópia e herança do DNA através de proteínas e um processo de transferência de ácido e tradução de códigos genéticos (Mayr, 1997).

Referências

  1. Bagley, Mary Live (2014). O que é biologia? Recuperado de livescience.com.
  2. Bioexplorer (2017). 6 razões que enfatizam a importância da biologia. Recuperado de: bioexplorer.net.
  3. Nahle, Nasif (2006). Áreas de estudo de biologia. Recuperado de: biocab.org.
  4. Rogers, Kara e outros (2015). Recuperado de: britannica.com.
  5. Tucker, Laura (2014). O que você pode fazer com um diploma de biologia? Recuperado de: topuniversities.com.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies