Capacidade de produção: tipos, como é calculado, exemplos

A capacidade de produção é o volume de produtos que podem gerar uma planta ou empresa de fabricação em um determinado período, utilizando recursos atuais existentes.

A capacidade de produção insuficiente resultará em baixo desempenho de entrega, aumento nos estoques de produtos em processo e pessoal de produção frustrado. Isso pode levar à redução da satisfação do cliente e a uma perspectiva de rentabilidade.

Capacidade de produção: tipos, como é calculado, exemplos 1

Fonte: pixabay.com

Por outro lado, o excesso de capacidade pode ser atribuído à empresa com despesas desnecessárias. O planejamento da capacidade pode ajudar no uso ideal dos recursos.

O entendimento da capacidade de produção permitirá que uma empresa estime o desempenho financeiro futuro e crie um cronograma confiável para a entrega do produto.

Limitações

A capacidade pode ser calculada com base em um único tipo de produto ou em uma mistura de produtos.

Relaciona-se à produção e como um fabricante equilibra matérias-primas, máquinas, mão de obra e armazenamento, para atender à demanda de seus produtos.

Esses fatores que afetam a capacidade de produção estão relacionados a tal nível que uma mudança em um fator afeta potencialmente outros.

O planejamento da capacidade requer que a gerência aceite as limitações no processo de produção.

Nenhum sistema pode operar com capacidade total por um período prolongado de tempo. Ineficiências e atrasos tornam impossível atingir um nível teórico máximo de produção a longo prazo.

Qual é a capacidade produtiva?

A capacidade de produção é o rendimento máximo que pode ser produzido em uma empresa com os recursos disponíveis. Geralmente é calculado em um mês ou dias e comparado com o mesmo padrão. É uma medida de eficiência para que a produção possa ser ajustada de acordo com a demanda existente.

Não há termo como produção máxima, mas é o desempenho máximo que uma empresa pode produzir em um determinado período de tempo, levando em consideração os recursos disponíveis.

A capacidade é geralmente medida em unidades de produção. Por exemplo, 1.000 carros por mês ou 50.000 refeições por dia.

A capacidade produtiva pode mudar, por exemplo, quando uma máquina está sendo mantida, a capacidade é reduzida.Está vinculado ao planejamento da força de trabalho. Por exemplo, trabalhando mais turnos de produção, a capacidade pode ser aumentada.

Você deve levar em consideração alterações sazonais ou situações inesperadas sob demanda. Por exemplo:

– As fábricas de chocolate precisam de mais capacidade para fabricar ovos de Páscoa em novembro e dezembro, antes de enviá-los para as lojas depois do Natal.

– As fábricas de sorvete precisam aumentar rapidamente a capacidade durante uma onda de calor.

Tipos

Capacidade de projeto

Refere-se à produção máxima teórica que pode ser alcançada. Capacidade de design é a capacidade atingível de um design se recursos suficientes forem alocados.

Por exemplo, um data center pode ser projetado com espaço suficiente para 12.500 unidades de computação.

Capacidade efetiva

Capacidade efetiva é a capacidade que pode ser alcançada, devido ao seu design e recursos atuais.

É a produção máxima possível, considerando restrições como requisitos de qualidade, composição do mix de produtos, manutenção da máquina e problemas de programação.

Por exemplo, um datacenter projetado para 12.500 unidades de computador, que possui apenas rede e energia solar suficientes para 9.100 unidades de computador.

Produção real

É a porcentagem da capacidade efetiva que está sendo realmente usada. É a taxa de produção realmente alcançada. Normalmente, é menor que a produção efetiva, causada por fatores como falhas na máquina.

Por exemplo, um data center com capacidade efetiva de 9.100 unidades de computação, que atualmente possui 3.400 unidades em serviço, possui uma capacidade de uso de 37,4%.

Como é calculado?

Uma das maneiras mais fáceis de calcular a capacidade é usar a quantidade total de produção por um determinado período de tempo. Por exemplo, se uma planta pode produzir uma média de 20.000 itens por semana, essa é sua capacidade semanal total.

No entanto, se o sistema funcionar com menos de sua capacidade, essa quantia não poderá ser tomada.Por exemplo, se 20.000 artigos foram produzidos semanalmente, mas na metade do tempo as pessoas estavam inativas.

A fórmula para a capacidade de produção é a capacidade de horas da máquina dividida pelo tempo necessário para fabricar um produto.

Capacidade de horas da máquina

O primeiro passo é calcular a capacidade da máquina-hora da fábrica.

Por exemplo, uma fábrica tem 50 máquinas e os trabalhadores podem usá-las a partir das 6h. até 22h, durante 16 horas por dia.

A capacidade diária da planta em horas seria 16 horas multiplicada por 50 máquinas: 800 horas.

Capacidade de produção com um único produto

Determina quanto tempo leva para produzir uma unidade de produto. Em seguida, a capacidade diária da planta é dividida em horas entre o tempo de produção de um produto, atingindo a capacidade de produção diária.

Por exemplo, suponha que um trabalhador leve 0,5 horas em uma máquina para fazer um item e a capacidade diária seja de 800 horas. A capacidade de produção será 800 dividida por 0,5: 1.600 itens por dia.

Capacidade de produção com vários produtos

Suponha que, além de produzir itens que levam 0,5 horas, a empresa também fabrique botões que levam 0,25 horas na máquina.

Então, o número de itens multiplicados por 0,5 mais o número de botões multiplicados por 0,25 será igual à capacidade total por hora (800).

É resolvido para as duas variáveis: número de artigos e número de botões. Por 800 horas de máquina, uma combinação possível seria produzir 800 itens e 1.600 botões.

Taxa de utilização

Ao conhecer a capacidade de produção, você pode medir o quão bem está sendo usada. A fórmula para a taxa de utilização da capacidade é a produção real dividida pela produção potencial.

Por exemplo, uma empresa tem capacidade para produzir 1.600 itens por dia, mas produz apenas 1.400. A taxa de utilização da capacidade será de 1.400 entre 1.600: 87,5%.

Como você aumenta a capacidade de produção?

A capacidade é aumentada para atender a um aumento imediato ou futuro na demanda dos clientes. Aumentos imediatos de capacidade são geralmente alcançados através de:

– Uso de equipamentos existentes por mais tempo, adicionando turnos ou horas extras.

– Subcontratação de equipamentos de outra empresa.

Por outro lado, aumentos futuros na capacidade de produção são geralmente alcançados por:

– Uso de equipamento existente de forma mais eficaz.

– Compra de novos equipamentos, envolvendo uma despesa maior.

Antes de pensar em adicionar turnos, subcontratar ou comprar novos equipamentos, o potencial inexplorado existente na fábrica deve ser considerado. Esse potencial pode ser dividido em duas categorias:

Perdas de equipamento, que é a capacidade perdida pelo equipamento para operar em menos do que seu potencial total.

Perdas devido a programação, que é a capacidade perdida devido ao tempo em que o equipamento não está programado para funcionar.

Seis grandes perdas

Uma maneira completa e prática de lidar com as perdas de equipamentos é através das seis maiores perdas. Eles são atribuídos a ferramentas de melhoria específicas:

– Configurações e ajustes (paradas planejadas).

– Avarias (paradas não planejadas).

– Velocidade reduzida (ciclos lentos).

– pequenas paradas.

– rejeições de produção.

– Rejeições da configuração de inicialização.

Melhorar a produtividade da fabricação leva a um ciclo virtuoso de maior capacidade. O equipamento pode ser programado de forma mais eficiente, com maior precisão e para lotes menores.

Teoria das restrições

É um conjunto de técnicas de aprimoramento baseadas no fato de que cada processo de fabricação possui uma restrição que atua como um obstáculo para todo o processo.

Concentrar os esforços de melhoria na restrição ajuda a garantir que os recursos sejam otimizados e que seja uma das maneiras mais rápidas de aumentar a capacidade.

Ao enfatizar a restrição, a equipe se concentra em desbloquear rapidamente a capacidade adicional no gargalo do processo de fabricação.

A teoria das restrições está intimamente relacionada ao aumento da capacidade, uma vez que sua ênfase principal está no aumento do desempenho.

Fabricação enxuta

É um conjunto de técnicas de aprimoramento baseadas na eliminação de todas as formas de resíduos do processo de fabricação. Existe uma grande lista de ferramentas eficazes associadas à manufatura enxuta.

Alguns dos mais importantes são 5S, fluxo contínuo, just in time, kaizen, kanban, análise de causa raiz, trabalho padronizado, manutenção produtiva total, etc.

Exemplos

A capacidade está relacionada ao fato de que toda a produção opera dentro de uma faixa relevante. Nenhuma máquina pode operar acima dessa faixa relevante por um longo tempo.

Suponha que a ABC Manufacturing fabrique calças e que uma máquina de costura comercial possa funcionar efetivamente quando usada entre 1.500 e 2.000 horas por mês.

Se a empresa precisar de um aumento na produção, a máquina poderá operar mais de 2.000 horas por mês, mas o risco de quebra aumenta consideravelmente.

A gerência deve planejar a produção para que a máquina possa operar dentro de um intervalo relevante. A seguir, exemplos ilustrativos de capacidade de produção.

Tecnologias da informação

Uma plataforma de software tem capacidade de produção para 14.000 usuários simultâneos, dependendo de restrições como infraestrutura de rede.

Infra-estrutura

Uma usina de energia solar possui uma capacidade de produção de 30 megawatts com base no equipamento, como os módulos solares atualmente em operação no local.

Fabricação

Uma linha de produção tem uma capacidade de produção de 350 unidades por hora, dependendo da velocidade da estação de trabalho mais lenta da linha.

Referências

  1. Nos Legal (2018). Lei de Capacidade de Produção e Definição Legal. Retirado de: definition.uslegal.com.
  2. Mba Skool (2018). Capacidade de Produção Retirado de: mbaskool.com.
  3. Jim Riley (2009). O que se entende por capacidade de produção? Tutor2u. Retirado de: tutor2u.net.
  4. Madison Garcia (2018). Como calcular a capacidade de produção. Bizfluent Retirado de: bizfluent.com.
  5. John Spacey (2017). 3 Exemplos de Capacidade de Produção. S Retirado de: simplicable.com.
  6. Vorne (2018). Aumente a capacidade de produção industrial. Retirado de: vorne.com.
  7. John Spacey (2016). 3 Tipos de capacidade. Simples Retirado de: simplicable.com.
  8. Investopedia (2018). Capacidade Retirado de: investopedia.com.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies