Como deixar de ser apático: 7 dicas

Como deixar de ser apático: 7 dicas 1

A apatia é um elemento que desgasta o bem-estar de muitas pessoas todos os dias. E é que, embora a felicidade não precise ser a norma e que o império dos sorrisos possa sufocar gerando expectativas irreais, pessoas apáticas tendem a sofrer por diferentes razões. A sensação de que não há nada que nos motive é difícil e leva a uma estagnação emocional psicologicamente dolorosa.

Neste artigo, veremos algumas dicas sobre como deixar de ser apático , bem como informações relacionadas ao gerenciamento de emoções.

Como deixar de ser apático? Transformando hábitos

Nas próximas linhas, veremos quais hábitos podem contribuir para deixar a apatia para trás e começar a viver a vida com um tipo mais equilibrado de regulação emocional.

1. Considere seus objetivos de longo prazo

Muitas vezes, a apatia aparece porque o que estamos caminhando para a maioria de nossos esforços não tem significado para nós. É o caso, por exemplo, de pessoas que iniciam uma carreira universitária sem muita reflexão, simplesmente por causa da pressão social que indica que, se puder ser paga, é quase obrigatório ser treinado em um corpo docente.

Esses tipos de compromissos nos vinculam a objetivos de longo prazo que realmente não valorizamos, em troca de sacrificar muitas coisas no dia a dia. Portanto, é necessário parar para pensar se há algo que está nos impedindo, sabotando nossas possibilidades de melhoria. O que nos leva ao próximo passo a seguir.

2. Assume a necessidade de mudanças radicais

Para deixar de ser apático ou apático, são necessárias mudanças profundas, afetando mais de uma faceta da vida. Esse tipo de evolução pessoal é muito mais parecido com mudar de emprego do que começar a incorporar um novo ingrediente à dieta.

Relacionado:  Prazos: para que servem e para que servem?

Sair da zona de conforto é desconfortável, porque romper com a antiga dinâmica comportamental que sempre fornece estabilidade é, mas em muitos casos é necessário se sentir muito melhor, começar a sentir interesse na possibilidade de iniciar projetos etc.

  • Você pode estar interessado: ” Como sair da sua zona de conforto? 7 chaves para alcançá-la “

3. Pense no que você gosta de fazer

A grande maioria das pessoas que sentem apatia retém a capacidade de desfrutar de determinados tipos de atividades a tempo. Para começar a ficar animado com o que está sendo feito , é bom pensar em projetos a serem desenvolvidos ao longo de semanas ou meses e que envolvam a realização de uma ou mais dessas atividades, a ponto de torná-lo seu pilar central.

Por exemplo, as pessoas criativas podem gastar todo o seu tempo livre assistindo televisão ou visitando a Internet para começar a escrever um romance curto, fazer um curta-metragem de baixo orçamento etc. Aqueles que, pelo contrário, se interessam por um hobby muito específico, podem iniciar um blog sobre esse tópico que serve para gerar comunidade ou pretendem aprender mais sobre ele etc.

4. Reconecte seus contatos

Ter uma boa vida social é importante para sair da apatia, pois o isolamento favorece a introdução de dinâmicas comportamentais nas quais reinam o costume e a passividade. Assim, é bom ter contato com velhos amigos novamente, porque, por um lado, é mais provável que essas pessoas se envolvam em atividades ou projetos de que gostamos (por esse motivo, surgiu a amizade).

5. Procure também novos amigos

Por outro lado, nunca é demais criar novos amigos, pois normalmente as situações de socialização em que novas pessoas entram em contato são emocionantes e podem dar origem a histórias comuns que significam algo para nós.

Relacionado:  A armadilha de livros e artigos de auto-ajuda

No entanto, esse passo não precisa ser necessário, pois a busca deliberada de novos amigos não é algo de que todos gostem e não necessariamente garanta que alguém seja encontrado que nos interesse. Você apenas tem que avaliar essa possibilidade.

6. Revise suas expectativas

Ocasionalmente, a apatia aparece principalmente porque internalizou uma maneira de pensar pessimista demais. Mas que a vida não é fácil, não significa que coisas boas não possam acontecer se adotarmos atitudes construtivas.

Portanto, aqueles que consideram deixar de ser apáticos devem rever suas expectativas e parar para pensar se são realistas ou não. É comum aqueles que se sentem mal ou apáticos eliminar de suas previsões a possibilidade de se sentirem empolgados com alguma coisa, mas isso é devido à dinâmica emocional em que eles entram, não porque existe de fato uma lei do universo pela qual as coisas boas Não aconteça

7. Se necessário, procure ajuda

Nem todos os casos são fáceis de resolver sem ajuda. Portanto, é necessário avaliar se é necessário procurar a ajuda profissional de psicólogos . A apatia não para de ser prejudicial pelo simples fato de não ser depressão ou tristeza, e é bom estar ciente disso para fazer todo o possível para sentir a motivação e o interesse.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies