Comunicação assíncrona: características, tipos e vantagens

A comunicação assíncrona é aquela em que a interação entre pessoas não ocorre no mesmo tempo. A assincronia tem a ver com processos em momentos diferentes. Uma carta, que é um meio de comunicação, é escrita e lida em momentos diferentes. Como a etimologia da palavra diz, é um processo “fora do tempo”, não sincronizado.

A comunicação é o processo pelo qual dois ou mais sujeitos partilhar, através de um meio, um discurso baseado em significados comuns. Agora, há um fator dentro desse mecanismo que estabelece o tipo de comunicação: o tempo. Primeiro, são necessárias duas ou mais pessoas dispostas a compartilhar o evento.

Comunicação assíncrona: características, tipos e vantagens 1

Também deve haver um meio ou instrumento que serve para canalizar o processo. Por fim, o conteúdo, também considerado discurso, deve ser composto de elementos que os participantes do fenômeno sociocultural compreendam e compartilhem. O último fator tem a ver com o tempo.

Os indivíduos podem compartilhar conteúdo em tempo real; Essa é uma comunicação síncrona. Se eles não fizerem isso ao mesmo tempo, a comunicação é assíncrona. A comunicação pode ir de síncrona para assíncrona e vice-versa; essa característica será concedida somente no momento em que a interação ocorrer.

Caracteristicas

A principal característica desse tipo de comunicação é dada pela distância entre os interlocutores. As pessoas envolvidas nesse tipo de comunicação podem estar em lugares diferentes, embora esse tipo de comunicação também possa ocorrer quando as pessoas estão fisicamente no mesmo espaço.

No entanto, o recurso acima não é o único presente em uma comunicação assíncrona. A versatilidade do tempo também é essencial. Ou seja, não é necessário que os participantes da comunicação estejam presentes ao mesmo tempo.

Também existem mensagens que fazem parte de uma comunicação síncrona, que com o tempo se tornam assíncronas.

Por exemplo, um desenho na caverna de Altamira, na Cantábria espanhola, na época em que foi desenhado, era síncrono. Serviu como elemento comunicacional para quem habita esse espaço; mas depois de séculos, tornou-se assíncrono.

A assincronia tem a ver com processos em momentos diferentes. Uma carta, que é um meio de comunicação, é escrita e lida em momentos diferentes. Como a etimologia da palavra diz, é um processo “fora do tempo”, não sincronizado.

Tipos

Atualmente, as tecnologias da informação e comunicação (TIC) orientam o sincronismo ou não, dependendo do produto tecnológico em questão.

Por exemplo, emails são correspondências contemporâneas. É muito raro alguém escrever uma carta; Em vez disso, a maioria das pessoas envia e-mails. Usando qualquer um dos programas da Internet, você pode enviar qualquer tipo de material.

Um texto, uma fotografia, um gráfico, um vídeo e até um som ou áudio são enviados para outra pessoa em sua caixa de correio particular. Entre o momento em que é enviado e o momento em que o destinatário lê, minutos, horas, dias e até meses podem passar. Ambas as pessoas não estão vinculadas em tempo real.

Outros produtos assíncronos são boletins, listas de discussão com materiais informativos, páginas da web e blogs, além da maioria das redes sociais.

Mesmo os produtos de comunicação que são atualizados a cada segundo, acabam sendo consultados ou consumidos em um horário diferente do que foram criados e enviados para a nuvem.

Por outro lado, o uso do computador como ferramenta em processos educacionais ( e-learning ) permite o gerenciamento da comunicação assíncrona como uma das ferramentas básicas para o ensino a distância.

Vantagens

– Comunicação assíncrona permite o uso de acordo com o horário do usuário. É definido em um ritmo diferente e necessário para todos. Ou seja, você pode ler, pensar, analisar, escrever e revisar antes de compartilhar perguntas, dúvidas ou propostas com outras pessoas.

– Permite enfrentar diferentes visões, idiossincrasias e modos de pensar, contrastando com indivíduos de outras partes do mundo com diferentes culturas.

– Permite refinar o gerenciamento de idéias e obriga a otimizar habilidades expressivas.

Desvantagens

– Se você realmente deseja fazer uma comunicação eficaz, a assincronicidade estabelece requisitos como constância e seriedade no processo. Também requer uma alta dose de responsabilidade por parte do emissor e do destinatário.

– É difícil capturar a intencionalidade da pessoa com quem você está interagindo, porque você não percebe gestos ou expressão facial. No entanto, essa desvantagem nos obriga a refinar ainda mais a capacidade de interpretar as curvas gramaticais. Mesmo quando se trata de compartilhar áudios, deve-se prestar atenção às inflexões de voz.

– Requer habilidades e habilidades no manuseio de equipamentos eletrônicos. Aqueles que nasceram sob o uso da tecnologia custam menos do que aqueles que precisam aprendê-la quando adultos.

O mundo da comunicação assíncrona

Atualmente, a sociedade contemporânea segue a comunicação intermediada, que utiliza ferramentas tecnológicas para produzir e multiplicar.

Desde redes sociais a e-mails, salas de bate-papo, grupos de discussão e educação a distância, todos trabalham nesse conceito de aproveitar o tempo de cada pessoa.

O mesmo acontece com os processos de educação a distância, e você não pode deixar de fora os formatos trabalhados pelo governo eletrônico ou pelas empresas de serviços.

Finalmente, existem os novos serviços de entretenimento. Através desses filmes podem ser adquiridos para serem consumidos no tempo e no espaço individualizado; Não é mais necessário ficar na frente da tela da TV em um determinado momento.

Os processos de trabalho também estão mudando. Muitas pessoas trabalham em casa, no seu tempo e conforto. As empresas precisam de menos infraestrutura e custos de produção mais baixos; os tempos de resposta são otimizados e há menos conflitos.

Referências

  1. Bedoya, A. (1997). O que é interatividade? Revista Eletrônica Sinpapel. com. Recuperado em: penta3.ufrgs.br
  2. Berrocoso, Jesús V. (2002). Ferramentas para comunicação síncrona e assíncrona. Educação em rede Málaga: cisterna. Recuperado em: scholar.google.es
  3. Cabero Almenara, J., Llorente Cejudo, MDC e Román Graván, P. (2004). Ferramentas de comunicação em »aprendizagem mista». Pixel-Bit Revista Mídia e Educação, 23, 27-41. Recuperado em: idus.us.es
  4. Díaz, VM, Urbano, ER e Berea, GAM (2013). Vantagens e desvantagens do treinamento on-line. Revista Digital de Pesquisa em Ensino Universitário, 7 (1), 33-43. Recuperado em: magazines.upc.edu.pe
  5. Rodríguez, VHP (2006). Comunicação assíncrona no e-Learning: promovendo o debate. Práticas de e-learning Granada: Editions Octahedron, 110-136. Recuperado em: scholar.google.es
  6. Soto, CF, Senra, AIM e Neira, MCO (2009). Vantagens do uso das TICs no processo de ensino-aprendizagem na perspectiva de professores universitários espanhóis. EDUTEC Revista Eletrônica de Tecnologia Educacional, (29). Recuperado em: edutec.es

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies