Crenças limitantes: o que são, como mudá-las e exemplos

As crenças limitantes são pensamentos negativos e limitadores que temos sobre nós mesmos, os outros e o mundo ao nosso redor. Essas crenças podem nos impedir de alcançar nosso potencial máximo e de viver uma vida plena e realizada. Para mudar essas crenças, é importante identificá-las, questioná-las e substituí-las por pensamentos mais positivos e construtivos.

Alguns exemplos de crenças limitantes incluem: “Eu não sou bom o suficiente”, “Eu não mereço ser feliz”, “Eu nunca vou conseguir alcançar meus objetivos”. Ao reconhecer e trabalhar para mudar essas crenças, podemos criar uma mentalidade mais positiva e abrir espaço para o crescimento pessoal e a realização de nossos sonhos.

Exemplos de crenças que impedem o crescimento pessoal e profissional.

Crenças limitantes são pensamentos ou ideias que acreditamos serem verdadeiros e que nos impedem de alcançar nosso potencial máximo, tanto pessoal quanto profissionalmente. Essas crenças negativas podem nos sabotar, minando nossa confiança e nos impedindo de agir de acordo com nossos objetivos e sonhos. Vamos discutir alguns exemplos comuns de crenças limitantes que podem impedir o crescimento pessoal e profissional.

Um exemplo comum de crença limitante é a ideia de que não sou bom o suficiente. Essa crença pode levar uma pessoa a duvidar de suas habilidades e se sentir insegura em assumir desafios ou buscar oportunidades de crescimento. Isso pode resultar em procrastinação, falta de motivação e até mesmo em evitar situações que poderiam levar ao desenvolvimento pessoal e profissional.

Outra crença limitante é a ideia de que o sucesso é para os sortudos. Essa mentalidade fatalista pode levar uma pessoa a desistir de seus objetivos antes mesmo de tentar, acreditando que não tem controle sobre seu próprio destino. Isso pode resultar em falta de persistência, desistência fácil diante de obstáculos e até mesmo em não buscar oportunidades de crescimento por medo do fracasso.

Uma terceira crença limitante comum é a ideia de que sou velho demais para mudar. Essa crença pode fazer com que uma pessoa se acomode em sua zona de conforto, evitando desafios e novas experiências que poderiam levá-la a novas oportunidades de crescimento. Isso pode resultar em estagnação, falta de inovação e até mesmo em arrependimento no futuro por não ter aproveitado todas as possibilidades de desenvolvimento pessoal e profissional.

É importante identificar essas crenças limitantes em nossa mente e trabalhar para mudá-las. A autoconsciência e o autoconhecimento são fundamentais para superar essas barreiras e alcançar nosso potencial máximo. Ao desafiar essas crenças negativas e substituí-las por pensamentos mais positivos e construtivos, podemos abrir caminho para o crescimento pessoal e profissional.

Como identificar e superar as 3 crenças limitantes que impedem meu crescimento pessoal.

Crenças limitantes são pensamentos negativos e limitadores que temos sobre nós mesmos e sobre o mundo ao nosso redor. Essas crenças podem nos impedir de alcançar nosso potencial máximo e de crescer pessoalmente. Identificar e superar essas crenças é essencial para o nosso desenvolvimento.

Para identificar as crenças limitantes que estão impedindo seu crescimento pessoal, é importante prestar atenção aos pensamentos que surgem em sua mente de forma automática e repetitiva. Muitas vezes, essas crenças estão enraizadas em experiências passadas, traumas ou mensagens que recebemos ao longo da vida.

Um primeiro passo para superar essas crenças é questioná-las. Pergunte a si mesmo se essas crenças são realmente verdadeiras e se estão te ajudando a alcançar seus objetivos. Muitas vezes, percebemos que essas crenças são apenas histórias que contamos a nós mesmos e que não refletem a realidade.

Outra estratégia importante para superar crenças limitantes é substituí-las por pensamentos mais positivos e construtivos. Por exemplo, se você acredita que não é capaz de alcançar o sucesso em sua carreira, substitua esse pensamento por algo como “eu tenho habilidades e talento para alcançar meus objetivos profissionais”.

Alguns exemplos de crenças limitantes comuns são “eu não sou bom o suficiente”, “eu não mereço ser feliz” e “eu não consigo mudar”. Identificar essas crenças e trabalhar para mudá-las é fundamental para o nosso crescimento pessoal e para alcançarmos uma vida mais plena e realizada.

Ao questionar essas crenças, substituí-las por pensamentos mais positivos e construtivos, e buscar apoio de amigos, familiares ou profissionais, podemos superar os obstáculos que nos impedem de crescer pessoalmente e alcançar nossos objetivos.

Relacionado:  Indecisão: 11 dicas importantes para superá-lo

Como superar crenças limitantes e transformar sua vida em apenas alguns passos simples.

Crenças limitantes são pensamentos ou ideias que acreditamos serem verdadeiros, mas que nos impedem de alcançar nosso pleno potencial. Elas nos fazem duvidar de nossas habilidades, nos mantêm presos em padrões negativos e nos impedem de realizar nossos sonhos. No entanto, é possível superar essas crenças e transformar nossa vida em apenas alguns passos simples.

Para mudar crenças limitantes, é importante identificá-las e questioná-las. Muitas vezes, essas crenças são baseadas em experiências passadas, medos ou inseguranças. Ao questionar sua validade e ver as situações de uma perspectiva mais ampla, você pode começar a desafiá-las e substituí-las por pensamentos mais positivos e capacitadores.

Outra estratégia eficaz para superar crenças limitantes é praticar a auto-aceitação e o amor próprio. Ao reconhecer e valorizar suas qualidades e conquistas, você fortalece sua autoconfiança e diminui a influência das crenças negativas em sua vida.

Além disso, é importante se cercar de pessoas que te apoiam e te incentivam a crescer. O apoio de amigos, familiares ou mentores pode ser fundamental para superar crenças limitantes e seguir em direção aos seus objetivos.

Por fim, é essencial praticar a gratidão e a visualização positiva. Agradecer pelas coisas boas em sua vida e visualizar seus sonhos se realizando pode ajudar a reprogramar sua mente e atrair mais coisas positivas para sua vida.

Lembre-se, superar crenças limitantes é um processo contínuo e requer prática e persistência. Mas com determinação e os passos certos, é possível transformar sua vida e alcançar todo o seu potencial.

Formação de crenças limitantes: entenda como elas surgem e impactam sua vida.

Crenças limitantes são pensamentos ou ideias que temos sobre nós mesmos, os outros ou o mundo, que nos impedem de alcançar nosso pleno potencial. Elas são formadas ao longo de nossas vidas, muitas vezes de forma inconsciente, e podem ter um impacto significativo em nossa autoestima, relacionamentos, carreira e felicidade.

Essas crenças geralmente surgem a partir de experiências passadas, traumas, padrões familiares, influências culturais e sociais, entre outros fatores. Por exemplo, se fomos constantemente criticados na infância, podemos desenvolver a crença de que não somos bons o suficiente. Ou se crescermos em um ambiente onde o sucesso é visto como algo inatingível, podemos acreditar que não merecemos alcançar nossos objetivos.

Essas crenças limitantes podem se manifestar de diversas formas, como o medo do fracasso, a autopiedade, a procrastinação, a dificuldade em se relacionar com os outros, entre outros comportamentos prejudiciais. Elas nos impedem de arriscar, de tentar coisas novas, de nos desafiar e de nos desenvolver plenamente.

Para mudar essas crenças limitantes, é importante identificá-las, questioná-las e substituí-las por pensamentos mais positivos e construtivos. Isso pode ser feito através de terapia, coaching, leitura, práticas de mindfulness e autoconhecimento. É um processo contínuo e desafiador, mas essencial para nosso crescimento pessoal e bem-estar.

Alguns exemplos de crenças limitantes comuns incluem “eu não sou bom o suficiente”, “não posso confiar nas pessoas”, “nunca serei bem-sucedido”, “sou incapaz de mudar”, entre muitas outras. Ao reconhecer e desafiar essas crenças, podemos nos libertar de suas amarras e viver uma vida mais plena e realizada.

Crenças limitantes: o que são, como mudá-las e exemplos

As crenças limitantes ou crenças negativas são crenças ou opiniões sobre a realidade que continuo recebendo o que você quer. Por exemplo, se alguém pensa que “conseguir um bom emprego é apenas sorte” seria limitado, pois não seria formado, não tentaria se candidatar a bons empregos, não faria contatos de trabalho, entre outros.

Em resumo, tratam de convicções que impedem o crescimento pessoal, o alcance de metas e, em geral, o que cada pessoa deseja.Uma crença negativa influencia e se estende em várias áreas da vida e também define o modo de ser: personalidade e comportamento.

Crenças limitantes: o que são, como mudá-las e exemplos 1

Uma crença é o conhecimento subjetivo que você tem dos eventos que ocorrem no mundo, das coisas / outras pessoas e de si mesmo. É uma sensação de segurança sobre o que algo significa.Exemplos:

  • Conhecimento do evento: acredite que algo acontece por sorte. Isso influencia nosso potencial de agir.
  • Coisas / pessoas: acreditam que as coisas materiais são as mais valiosas do mundo / acreditam que outras pessoas são egoístas. Isso influencia nossos relacionamentos.
  • Pessoa: acredite que você vale muito ou acredite que não vale muito. Isso influencia sua auto-estima.
Relacionado:  As 101 melhores frases com dinheiro [com imagens]

Portanto, crenças podem se referir a: eventos, coisas / pessoas e a si próprio.

Por que as crenças são tão importantes?

Crenças limitantes: o que são, como mudá-las e exemplos 2

Uma crença leva a um potencial de ação, que leva à ação, que leva a resultados.Por exemplo:

  • Crença: você acha que pode terminar o triatlo.
  • Potencial: essa crença cria o potencial ou a possibilidade de poder terminá-la.
  • Ação: você executa o triatlo.
  • Resultado: você termina.

Se a crença tivesse sido “você acha que não pode terminar o triatlo”, nem teria o potencial de iniciá-lo, o que não levaria a nenhuma ação ou resultado.

O maior problema com essas crenças é que elas estão inconscientes. Ou seja, eles estão influenciando seu comportamento e sua vida e você nem percebe.

De onde vêm as crenças?

Crenças limitantes: o que são, como mudá-las e exemplos 3

Essas crenças geralmente são formadas a partir das experiências de nossa infância ou são baseadas em generalizações provenientes de experiências dolorosas.

Exemplos:

  • Uma criança que é destrutivamente criticada por seus pais começará a ter crenças limitantes e negativas sobre si mesma, o que fará com que ele construa uma auto-estima negativa e o impeça de desenvolver seu potencial.
  • Uma criança cercada por pessoas que transmitem seu amor e obtêm bons resultados na escola, constrói crenças do tipo “eu sou inteligente”. Essa crença o guiará a se valorizar e a maiores conquistas, pois você confiará em suas possibilidades.

No entanto, tenho boas notícias, portanto, não desanime: as crenças podem ser mudadas. De fato, o primeiro passo para fazer isso é entender o que são (você está lendo este artigo) e perceber quais crenças você tem. Se eles são negativos e limitantes, você terá que alterá-los.

Antes …

Antes de passar para o próximo ponto, quero lhe dar um exemplo que você provavelmente não esquecerá e com o qual espero convencê-lo do poder das crenças.

Ilusão de vidro

A ilusão de vidro era uma manifestação externa de um distúrbio psiquiátrico que ocorreu na Europa no final da Idade Média (século XV-XVII).

As pessoas acreditavam que eram feitas de vidro e que corriam o risco de quebrar em pedaços. De fato, uma das pessoas que sofreu foi o rei Carlos VI da França, que negou que as pessoas o tocassem e se vestissem com roupas extras para evitar “quebras”.

Essa simples ilusão fez com que as pessoas mudassem seus estilos de vida e até evitassem o contato humano.

Essas crenças da Idade Média estarão distantes, embora, para as pessoas que as tivessem, fossem reais e influenciassem notavelmente suas vidas. A única diferença hoje é que as nossas são baseadas em nossa própria pessoa e em nossas possibilidades.

Que crenças você tem que levam a ter maus hábitos ou a se limitar?

A seguir, veremos o que você precisa fazer para criar crenças positivas e fortalecedoras que “exploram” seu potencial e permitem alcançar maiores conquistas.

Exemplos de crenças limitantes

Crenças limitantes: o que são, como mudá-las e exemplos 4

Existem centenas de crenças limitantes, embora eu lhe conte algumas das mais frequentes e que você provavelmente já teve em algum momento de sua vida. Se você ainda os tem, hoje é o seu dia para começar a alterá-los.

1-É muito difícil, não pode ser alcançado / não posso (situacional).

2-Valgo menor que outros (pessoal).

3-As pessoas obtêm as conquistas por sorte. O esforço não vale a pena

4-Não posso contar com os outros (relacionamentos).

5-Os outros são egoístas (relacionamentos).

6-Se eu ganhar eles não vão me amar (situações).

7-Se eu mostrar a alguém que estou interessado nele, ele me rejeitará (relacionamentos).

8-Se eu der errado, eles vão rir de mim (relacionamentos).

9-Eu não ligo para ninguém e eles não me amam (pessoal).

10-Sucesso apenas leva a mais problemas (situacionais).

11-Por ter um passado ruim, sou uma infeliz.

12-Outros: sou inútil, não posso ajudar ninguém, mereço o pior …

Você tem algum ou já teve? Você está ciente agora do que essas crenças o limitariam? Se você os tivesse, eles estariam fazendo com que sua vida não prosperasse e que você se impede de avançar e melhorar em determinadas áreas da sua vida.

Como mudar crenças negativas

Crenças limitantes: o que são, como mudá-las e exemplos 5

A realidade é que é difícil mudar de opinião, embora valha a pena, pois a partir do momento em que você faz isso, você começará a experimentar novos resultados em sua vida.

Relacionado:  Visualização criativa: fases e técnicas

Estas são as etapas que você pode executar:

1-Escreva suas crenças

Veja os resultados que você está tendo em sua vida e dos quais não gosta. A que eles são devidos? Existe alguma crença que está influenciando um comportamento que leva ao resultado negativo? Que suposições e crenças você tem que o impedem de desenvolver seu potencial?

2-Torne-se consciente de que são crenças e não realidades

Este é um passo complicado, porque você pode pensar que essas crenças negativas são reais. Você se lembra das pessoas de cristal? Eles nem queriam ser tocados …

Reflita sobre essas crenças. Como você sabe que eles são verdadeiros? Você tem provas?

Você não consegue um bom emprego porque não vale a pena ou porque não acha que vale a pena? Você não fala com quem você gosta porque não é atraente ou não fala com quem você gosta porque pensa que não é atraente?

3-Associar as crenças limitantes a algo negativo

Pense nessas crenças e associe-as a algo que você não gosta, que você associa a algo muito negativo, até dor.

Por exemplo, pense em acreditar que não conseguirá um emprego ruim no qual será explorado.

4-Para cada crença, construa uma nova crença

Para os exemplos que escrevi no ponto 4:

1-É muito difícil, você não consegue / eu não consigo (situacional).

2-Valgo menor que os outros (pessoais) .- Valgo igual aos outros.

3-As pessoas obtêm as conquistas por sorte. O esforço não vale a pena. – As pessoas não recebem nada sem esforço.

4-Não conto com os outros (relacionamentos) .- Conto com as pessoas e posso pedir ajuda.

5-Os outros são egoístas (relacionamentos) .- Os outros são amigáveis, posso ter bons relacionamentos.

6-Se eu ganhar, eles não vão me amar (situações) .- Se eu ganhar, eles vão me amar como antes.

7-Se eu mostrar a alguém que estou interessado nele, ele me rejeitará (relacionamentos) – Se eu mostrar interesse por alguém, ele apreciará.

8-Se eu der errado, eles vão rir de mim (relacionamentos) .- Se eu der errado, haverá pessoas que vão me admirar por tentar e quem ri é inútil, que nem tenta.

9-Eu não ligo para ninguém e eles não me amam (pessoal) – Eu ligo para as pessoas próximas e elas me amam.

10-O sucesso apenas leva a mais problemas (situacionais) .- O sucesso inclui ter uma boa qualidade de vida e os problemas são inevitáveis, podendo resolver.

11-Por ter um passado ruim, sou um infeliz. – É o presente que conta e meu passado negativo pode me ajudar a ser mais forte.

12-Outros: sou inútil, não posso ajudar ninguém, mereço o pior …

Outras crenças positivas seriam:

-Se eu estou comprometido, eu consigo.

-Tudo acontece por uma razão.

-O passado não me limita, me faz crescer.

-A vida é um presente para ser apreciado.

-O que realmente importa é o que penso de mim, não dos outros.

5-Associe as novas crenças a algo positivo

Agora, pegue as três crenças que você acha que limitam mais e associe-as a algo positivo.

Por exemplo: acredite que se você tentar e falhar, os outros o admirarão, associarão a uma emoção positiva ou tentarão alcançá-la.

6-Act

Este passo pode parecer radical ou causar ansiedade, mas funciona melhor.

Mesmo se você ainda não tem essas crenças, pode agir como se (exemplos):

  • Você é atraente
  • Vale muito.
  • Você é legal e amigável.
  • ES inteligente.
  • O fracasso apenas permite avançar e aprender com os erros.

Se você agir de uma maneira que nunca agiu antes, observará novos resultados e esses resultados contribuirão para a construção de novas crenças.

Por exemplo, falar em público contribuirá para a crença de que você é ousado, o que, por sua vez, permitirá outros comportamentos ousados ​​que levarão a outros resultados positivos.

Agora é a sua vez. Quais são suas crenças limitantes? Como eles influenciaram sua vida? Estou interessado na sua opinião. Obrigada

Deixe um comentário