Empresa em nome coletivo: características, requisitos, exemplos

Empresa em nome coletivo: características, requisitos, exemplos

Uma parceria em nome coletivo (México) é um nome de empresa, que é a forma de acordo sobre como o capital monetário deve ser gerenciado entre os parceiros de uma empresa. É um tipo social de natureza mercantil, onde a responsabilidade dos parceiros é enfatizada e distribuída de acordo com as obrigações que a empresa contrata.

Especificamente, nesta empresa todos os parceiros responderão às obrigações da empresa de forma subsidiária, de maneira conjunta e ilimitada, conforme indicado no Capítulo II, Art. 25 da Lei Geral das Empresas Mercantis.

Quando se diz solidariedade e subsidiária, significa que cada um dos parceiros é responsável por todos os outros. Ao dizer ilimitado, significa admitir que nenhum dos parceiros tem qualquer direito especial que limite sua participação.

Apesar do mencionado, os parceiros podem concordar que a responsabilidade de qualquer um deles é limitada a uma determinada cota ou parcela, conforme o artigo 26 da lei mencionada.

Características da empresa em nome coletivo

A empresa em nome coletivo (S. na NC) possui algumas características adaptadas para atender ao Capítulo II, Art. 25 da Lei Geral das Sociedades Comerciais. Alguns dos mais notáveis ​​são:

– O número mínimo de membros deve ser dois, enquanto o máximo é ilimitado.

– Para fazer qualquer modificação no contrato em uma empresa em nome coletivo, todos os parceiros devem concordar, a menos que tenha sido acordado apenas exigir a aprovação da maioria.

– Os parceiros não podem julgar seus direitos na empresa sem o consentimento (consentimento) dos outros parceiros. Tampouco outros parceiros podem ser aceitos sem esse consentimento, a menos que seja declarado no contrato que a aprovação da maioria será suficiente.

– Os parceiros não podem se envolver em outros negócios semelhantes aos estabelecidos no objetivo da empresa, nem por conta própria nem de terceiros. Nem podem fazer parte de outras empresas, a menos que outros parceiros o permitam.

– Todos os parceiros terão o direito de se demitir da empresa, quando votarem contra a nomeação de um administrador que recai sobre uma pessoa que não pertence à empresa.

Relacionado:  Poder de compra: teoria da paridade, perda, ganho

– Você deve ter uma reserva econômica, economizando 5% dos lucros gerados anualmente, até atingir um valor igual a um quinto do capital social.

– Quando um parceiro é o administrador e foi estipulado no contrato que ele não pode ser deposto, ele só pode ser demitido judicialmente por incapacidade ou intenção.

Modalidades que você pode adotar

Empresa em nome coletivo de capital variável (S. em NC de CV)

O capital social pode ser aumentado pela entrada de novos parceiros ou por contribuições subsequentes dos parceiros, e pode ser diminuído pela retirada total ou parcial das contribuições, sem outras formalidades além daquelas determinadas pelo contrato.

Empresa em nome coletivo de responsabilidade limitada (S. en NC de RL)

É constituído entre sócios, obrigados apenas a pagar suas contribuições, sem que as partes possam ser representadas por valores mobiliários negociáveis, uma vez que só podem ser transferidos com os requisitos e casos estabelecidos por lei.

Empresa em nome coletivo de responsabilidade limitada de capital variável (S. en NC de RL de CV)

O capital desse tipo de empresa variará de acordo com as contribuições dos parceiros, sem ser representado por instrumentos negociáveis.

Exigências

Para constituir uma empresa em nome coletivo, pode haver: a) parceiros capitalistas, que contribuem com o dinheiro; b) e parceiros industriais, que contribuem com seu trabalho e recebem um salário por ele. As contribuições de cada um dos parceiros podem ser feitas através de trabalho, dinheiro ou bens.

O nome da empresa deve ser formado com o nome de um ou mais parceiros. Se os parceiros são muitos e nem todos podem ser mencionados porque um nome seria muito longo, ele será substituído pelas palavras “e empresa” ou alguma outra expressão equivalente.

Para solicitar o nome da empresa ao governo do México, é necessário entrar no site da sua empresa .

Para isso, é necessário ter uma assinatura eletrônica, que pode ser obtida no Serviço de Administração Tributária (SAT). O procedimento também pode ser realizado nas delegações do Ministério da Economia.

Relacionado:  Mais-valia absoluta: características e exemplos

A parceria em um nome coletivo exige que haja pelo menos dois parceiros. Isso tem a vantagem de obrigar os parceiros a participar das decisões da empresa, sem que um possa ser imposto aos outros.

Assembléias

A Assembléia Geral de Acionistas é composta pelos acionistas reunidos, sendo o maior órgão administrativo da companhia. Isso será precedido pelo presidente do conselho coletivo. 

De acordo com a Lei Geral das Empresas Mercantis, esse tipo de empresa deve realizar duas Assembléias Gerais, uma ordinária e outra extraordinária.

Assembléia Ordinária

Será estabelecido pelo menos uma vez por ano nos quatro meses seguintes ao encerramento do ano fiscal. É responsável por discutir, modificar ou aprovar as diferentes medidas adequadas, entre outras ações.

assembléia extraordinária

Geralmente é realizada apenas uma vez por ano e é responsável por lidar com questões administrativas, como aumento ou redução do capital social, transformações, ampliações, fusões ou dissolução da empresa, emissão de fertilizantes ou todas as questões que, por contrato social, exigem um quorom especial .

Vantagem

Por ser uma sociedade de pessoas, aqueles que a compõem sabem que sempre trabalhará com os mesmos parceiros, de modo que todos tendem a colaborar entre si.

Se, por qualquer motivo, um dos sócios fundadores for substituído, essa nova pessoa desfrutará da confiança dos outros, porque será aceita por suas habilidades, méritos e prestígio.

Nenhum parceiro pode conceder uma participação estranha da empresa em caso de renúncia, a menos que seja consultado e aprovado pelos outros parceiros.

Quando não há laços familiares, essas empresas quase nunca são compostas por mais de três ou quatro parceiros. Cada um dos parceiros contribui com seu esforço financeiro para progredir na empresa.

Esta empresa é ideal para holdings que representam várias empresas subsidiárias, bem como para empresas profissionais.

Desvantagens

Um dos problemas desse tipo de empresa é que os parceiros da empresa não podem trabalhar em nenhuma outra empresa como parceiros com responsabilidade ilimitada, sem a autorização dos outros parceiros.

Nem você pode iniciar, por conta própria ou por meio de outra pessoa, negócios similares que representem uma competição pela sociedade ou que de alguma forma a atrapalhem.

Relacionado:  Setores de produção: características e exemplos

Isso é explicado pelo fato de que os mesmos ativos pessoais não devem ser afetados para cumprir as dívidas contraídas por várias empresas diferentes.

Essas desvantagens explicam a baixa popularidade dessa empresa, principalmente devido ao pequeno número de pessoas que a compõem, porque não conseguem reunir as grandes quantidades de capital necessárias para iniciar empresas com um número significativo de operações.

A realização de atividades por meio de uma empresa em nome coletivo implica que os parceiros devem responder de forma ilimitada, subsidiária e solidária a todas as obrigações da empresa.

Portanto, os parceiros devem responder com seus próprios ativos pelas obrigações da empresa quando ela não puder cumpri-las.

Exemplos no México de empresas em nome coletivo

Algumas das empresas que já operam no México sob esse tipo de parceria são as seguintes:

– Boliches AMF e Compañía S. no NC: cadeia de boliche.

– Federal Express Holdings México e Companhia, S. no NC de CV: Linha de carga aérea.

– Gigante Verde y Cía, S. em NC DE CV: Legumes e verduras.

– EFFEM México Inc. e Companhia, S. no NC de CV: produtos para consumo humano e animal.

– Galaz, Yamazaki, Ruíz Urquiza, SC: Casa de Poupança.

– Mojica y Compañía, SC: Casa de Poupança.

– Caja La Guadalupana, SC: Casa de Poupança e Empréstimo.

– Grupo de Pesquisa de Empresas, SC: Instituição educacional.

– Corporativa Administrativa de Empresas, SC: Marketing e Distribuição de Gás Lp.

Referências

  1. Carolina Celayo (2019). O que é um nome coletivo da empresa (S. na NC). Negócio inteligente. Retirado de: Negocios-inteligentes.mx.
  2. Kit de ferramentas SME (2017). Empresas em nome coletivo e parcerias limitadas. Retirado de: mexico.smetoolkit.org.
  3. Legislação Mercantil (2015). A empresa em nome coletivo. Retirado de: legiscionmercantilven.wordpress.com.
  4. Empresa em nome coletivo (2015). Sociedade em nome coletivo. Retirado de: snombrecolectivo.blogspot.com.
  5. Revistas Jurídicas da UNAM (2016). Carlos A. Gabuardi (2019). A empresa em nome coletivo no México. Retirado de: revista.juridicas.unam.mx.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies