Enquadramento Metodológico: Características e Estrutura

O enquadramento metodológico é uma etapa fundamental em qualquer pesquisa científica, pois é nele que são estabelecidas as bases teóricas e metodológicas que irão orientar todo o desenvolvimento do estudo. Neste contexto, as características e estrutura do enquadramento metodológico são essenciais para garantir a validade e confiabilidade dos resultados obtidos. Neste trabalho, vamos discutir as principais características e a estrutura básica de um enquadramento metodológico, destacando a importância de uma abordagem rigorosa e consistente para a condução de pesquisas científicas.

Significado do enquadramento metodológico na pesquisa científica: conceito e importância na metodologia acadêmica.

O enquadramento metodológico é uma etapa fundamental em qualquer pesquisa científica. Ele se refere à definição clara e precisa da abordagem que será utilizada para investigar o problema de pesquisa. Em outras palavras, o enquadramento metodológico estabelece as diretrizes e os procedimentos que serão adotados ao longo do estudo.

A importância do enquadramento metodológico na metodologia acadêmica não pode ser subestimada. Ele permite que os pesquisadores determinem a melhor forma de coletar, analisar e interpretar os dados, garantindo assim a validade e a confiabilidade dos resultados obtidos. Além disso, o enquadramento metodológico auxilia na organização do estudo e na elaboração de um plano de pesquisa consistente e coerente.

Em resumo, o enquadramento metodológico é essencial para orientar o processo de pesquisa, fornecendo uma base sólida para a condução do estudo. Portanto, os pesquisadores devem dedicar tempo e atenção à elaboração cuidadosa desta etapa, a fim de garantir a qualidade e a relevância de seus trabalhos acadêmicos.

Tipos de abordagens metodológicas usadas em pesquisa científica e acadêmica.

Na pesquisa científica e acadêmica, existem diversas abordagens metodológicas que podem ser utilizadas para investigar um determinado problema ou questão. Essas abordagens são fundamentais para orientar o pesquisador na coleta, análise e interpretação dos dados. Alguns dos principais tipos de abordagens metodológicas incluem a abordagem qualitativa, a abordagem quantitativa e a abordagem mista.

A abordagem qualitativa é caracterizada pela coleta e análise de dados não numéricos, buscando compreender e descrever fenômenos complexos e subjetivos. Essa abordagem geralmente envolve técnicas como entrevistas, observação participante e análise de conteúdo.

Relacionado:  Qual é o propósito da ciência?

Por outro lado, a abordagem quantitativa se baseia na coleta e análise de dados numéricos, buscando identificar padrões e relações causais entre variáveis. Essa abordagem geralmente envolve técnicas estatísticas e experimentais, como surveys e testes controlados.

Por fim, a abordagem mista combina elementos da abordagem qualitativa e quantitativa, buscando obter uma compreensão mais abrangente e aprofundada do problema em estudo. Nesse caso, o pesquisador utiliza tanto técnicas qualitativas quanto quantitativas, integrando os resultados de ambas as análises.

É importante ressaltar que a escolha da abordagem metodológica adequada depende do problema de pesquisa, dos objetivos do estudo e das questões a serem respondidas. Cada abordagem possui suas próprias características e estrutura, que devem ser consideradas pelo pesquisador na elaboração do enquadramento metodológico de sua pesquisa.

Entendendo os princípios de metodologia na pesquisa científica: aspectos metodológicos em destaque.

Enquadramento Metodológico: Características e Estrutura

Para conduzir uma pesquisa científica de forma eficaz, é essencial compreender os princípios da metodologia. A metodologia refere-se ao conjunto de métodos e técnicas utilizados para coletar, analisar e interpretar dados. Neste contexto, o enquadramento metodológico desempenha um papel fundamental, pois estabelece as bases teóricas e práticas para o desenvolvimento da pesquisa.

As características do enquadramento metodológico podem variar dependendo do tipo de estudo e da área de conhecimento em questão. No entanto, alguns elementos são comuns a todas as pesquisas científicas, como a definição clara do problema de pesquisa, a escolha adequada dos métodos de coleta de dados e a fundamentação teórica consistente.

Em relação à estrutura do enquadramento metodológico, é importante destacar a necessidade de apresentar uma revisão da literatura relevante, que apoie a escolha dos métodos e técnicas empregados. Além disso, é fundamental descrever detalhadamente os procedimentos adotados para garantir a validade e a confiabilidade dos resultados obtidos.

Em suma, o enquadramento metodológico é um elemento essencial em qualquer pesquisa científica, pois orienta o pesquisador na condução do estudo e fornece a base para a produção de conhecimento válido e confiável.

Relacionado:  O que é o inverso aditivo?

Enquadramento Metodológico: Características e Estrutura

A estrutura metodológica é um componente crítico de qualquer relatório de pesquisa. Esta seção deve fornecer os detalhes processuais de como o estudo foi realizado.

Em si, o arcabouço metodológico fornece um contexto para este estudo. Além disso, é usado para avaliar a qualidade da pesquisa.

Enquadramento Metodológico: Características e Estrutura 1

Portanto, requer uma descrição clara e precisa de como a investigação foi conduzida e a justificativa para a escolha dos procedimentos.

As etapas adotadas para responder à pergunta da pesquisa devem ser descritas na estrutura metodológica do relatório de pesquisa. Isso deve incluir a descrição de como foi feito e a explicação de como os resultados foram analisados.

Características do quadro metodológico

O método escolhido em uma investigação afeta os resultados e, por extensão, a interpretação. A metodologia é crucial porque um método não confiável produz resultados não confiáveis, comprometendo seu valor.

Portanto, é necessária uma explicação de como esses resultados foram obtidos e interpretados. Essa é a estrutura metodológica .

No entanto, essa estrutura possui certas características distintas. Primeiro, uma explicação detalhada do estudo deve ser fornecida nesta seção. É muito importante na ciência que os resultados sejam replicáveis.

Se os autores fornecerem detalhes suficientes, outros cientistas poderão repetir seus experimentos para verificar suas descobertas.

Esta informação é particularmente importante quando um novo método foi desenvolvido ou um uso inovador de um método existente é usado.

Por outro lado, na maioria dos casos, existem vários métodos diferentes para responder a um problema de pesquisa. Além disso, existem diferentes técnicas e processos amplamente aceitos em cada campo de estudo.

As razões pelas quais um determinado procedimento ou técnica foram escolhidos devem ser claramente indicadas na estrutura metodológica.

Relacionado:  Pesquisa diagnóstica: características, técnicas, tipos, exemplos

Você deve registrar que os dados foram coletados ou gerados de maneira consistente com a prática aceita nas diferentes disciplinas.

Além disso, deve-se levar em conta que o arcabouço metodológico é um texto do gênero científico. Portanto, o texto deve ser direto e ordenado. Geralmente é escrito passivamente e na terceira pessoa.

No entanto, o paradigma qualitativo aceita voz ativa e primeira pessoa. Para maior clareza, quando um grande número de detalhes deve ser apresentado, as informações devem ser apresentadas em subseções de acordo com o assunto. O material de cada seção deve ser organizado por tópicos de maior ou menor importância.

Estrutura do quadro metodológico

Em geral, o quadro metodológico está estruturado em subseções. No entanto, os títulos dessas subseções dependerão, em grande parte, dos requisitos institucionais ou do estilo adotado (APA, Chicago, MLA).

Por exemplo, subseções da estrutura metodológica no formato APA (American Psychology Association) normalmente incluem:

-Participantes: indica quem participou do estudo e a população da qual foram extraídos.

-Materiais: são descritos instrumentos, medidas, equipamentos ou estímulos utilizados.

-Design: tipo de design usado, incluindo variáveis.

Procedimento: procedimentos usados ​​de maneira ordenada.

Referências

  1. Hennink, MH (2014). Compreendendo as discussões dos grupos focais Por Monique M. Nova York: Oxford University Press.
  2. Kallet RH (2004). Como escrever a seção de métodos de um trabalho de pesquisa. Em Respir Care, 49 (10) pp. 1229-1232.
  3. Universidade do Sul da Califórnia. (08 de dezembro de 2017). Recuperado em 21 de dezembro de 2017, de libguides.usc.edu.
  4. Erdemir, F. (2013). Como escrever uma seção de materiais e métodos de um artigo científico? Jornal Turco de Urologia, No. 39, pp. 10-15.
  5. Cherry, K. (2017, 09 de junho). Como escrever uma seção de método. Coisas a considerar ao escrever a seção de método de um artigo da APA. Recuperado em 21 de dezembro de 2017, de verywell.com.

Deixe um comentário