Estratégia de preços: tipos, vantagens, desvantagens, exemplos

A estratégia de preços refere-se a todos os vários métodos ou modelos que as empresas usam para encontrar o preço mais competitivo para seus produtos ou serviços. Essa estratégia é combinada com outras estratégias de marketing, como estratégias 4P (produto, preço, ponto de venda e promoção), padrões econômicos, concorrência, demanda do mercado e características do produto.

A estratégia de preços constitui um dos ingredientes mais importantes em todo o marketing, pois se concentra em gerar e aumentar a receita de uma organização, que acabará se tornando um lucro para a empresa.

Estratégia de preços: tipos, vantagens, desvantagens, exemplos 1

Fonte: needpix.com

Compreender as condições de mercado e os desejos insatisfeitos dos consumidores, juntamente com o preço que o consumidor está disposto a pagar para satisfazer seus desejos insatisfeitos, é a melhor maneira de obter sucesso na estratégia de preços de um produto ou serviço.

Não esqueça que o objetivo final de uma empresa é maximizar os lucros enquanto compete e permanece em um mercado competitivo.

No entanto, para maximizar os lucros e reter os consumidores, você deve escolher a estratégia de preço certa. Isso ajudará a alcançar os objetivos como organização.

Fixação de preço

Decidir quanto cobrar por um produto requer mais reflexão do que simplesmente calcular custos e adicionar uma sobretaxa.

A administração de uma empresa precisa estabelecer o preço de seus produtos e serviços de maneira muito eficaz, pois não deseja entrar em uma situação na qual as vendas são afetadas devido a um preço relativamente alto comparado ao dos concorrentes.

A empresa também não gostaria de manter um preço baixo demais para minimizar lucros ou incorrer em perdas.

Portanto, o preço deve ser feito de maneira inteligente e eficaz, garantindo que a gerência da organização considere todos os aspectos antes de estabelecer o preço de um produto.

Qual é a estratégia de preços?

Definir preços para produtos pode ser difícil. Definir preços muito altos fará com que vendas valiosas sejam perdidas. Colocá-los muito baixos fará com que uma renda valiosa seja perdida.

Felizmente, o preço não precisa ser algo aleatório. Existem dezenas de modelos e estratégias de preços que podem ajudá-lo a entender melhor como definir os preços certos para o público e para fins de receita.

As estratégias de preços ajudam a escolher preços que maximizam os lucros, considerando a demanda do consumidor e do mercado.

As estratégias de preços levam em consideração muitos fatores de negócios, como metas de receita, objetivos de marketing, público-alvo, posicionamento da marca e atributos do produto.

Eles também são influenciados por fatores externos, como demanda do consumidor, preços da concorrência e tendências gerais do mercado e da economia.

Lucro versus concorrência

Frequentemente, os empreendedores observam o custo de seu produto, consideram o preço dos concorrentes e ajustam seu próprio preço de venda com um valor adicional.

Embora o custo e os concorrentes sejam importantes, eles não devem estar no centro da estratégia de preços. A melhor estratégia de preços é a que maximiza os lucros.

No entanto, a estratégia de preços nem sempre tem a ver com a margem de lucro. Por exemplo, você pode optar por definir o custo de um produto a um preço baixo para manter a participação de mercado e impedir que os concorrentes invadam o território.

Nesses casos, você deve estar disposto a sacrificar a margem de lucro para se concentrar em preços mais competitivos.

Relacionado:  Custo total: função, como é calculado e exemplo

No entanto, é preciso ter cuidado ao executar uma ação como esta. Embora possa ser útil para os negócios, também pode acabar paralisando a empresa.

Uma boa regra geral a ser lembrada ao definir o preço dos produtos é que os clientes não comprarão o produto se o preço for muito alto, mas a empresa não poderá cobrir os custos se o preço for muito baixo.

Tipos

Preço econômico

Isso envolve minimizar ao máximo as despesas de marketing e produção. Devido ao menor valor das despesas, um preço mais baixo pode ser estabelecido e ainda obter um pequeno lucro.

Preço com base no valor

O preço é estabelecido com base no valor que o cliente acredita ter o que está sendo vendido.

Tem muito pouco a ver com o custo e mais com a forma como o produto é avaliado pelo cliente.

Ocorre quando fatores externos, como um forte aumento nos concorrentes ou uma recessão econômica, forçam as empresas a fornecer valor aos clientes para manter as vendas.

Os clientes não se importam quanto custa fabricar um produto, desde que sintam que estão obtendo um excelente valor ao comprá-lo.

Preço deslizante

Um preço alto é estabelecido para o produto e depois diminui à medida que os produtos concorrentes aparecem no mercado.

Ajuda as empresas a maximizar a venda de novos produtos. Além de recuperar seus custos de desenvolvimento, ele também cria uma ilusão de qualidade e exclusividade quando o produto é apresentado pela primeira vez no mercado.

Preço de penetração

Um preço baixo é primeiro estabelecido para entrar em um mercado competitivo e posteriormente aumentado. Ele procura atrair compradores oferecendo preços mais baixos do que os concorrentes em produtos.

Pode ser arriscado, pois pode resultar em uma perda inicial de receita para os negócios. No entanto, depois de entrar no mercado, o preço pode ser aumentado para gerar lucros.

Preço premium

Quando você tem um produto ou marca única com a qual ninguém pode competir. Essa estratégia só deve ser considerada se houver uma vantagem competitiva considerável e se souber que um preço mais alto pode ser cobrado, sem ser afetado por um produto de qualidade semelhante.

Como os clientes devem perceber que o produto vale esse preço mais alto, é necessário trabalhar duro para criar uma percepção de valor.

Preço psicológico

Refere-se às técnicas usadas para incentivar os clientes a comprar com base em impulsos emocionais, e não na lógica.

Preço geográfico

É considerado se o negócio se expandir para outras linhas estaduais ou internacionais. Isso implica estabelecer um preço pontual com base no local onde é vendido.

Como fazer uma estratégia de preços?

Você deve começar com o que é necessário. Isso ajudará a identificar o tipo certo de estratégia de preços a ser usada.

Simplesmente calcule certos números, como custos e objetivo de lucro, e descubra o que é mais importante para os negócios.

Os preços geralmente são definidos com base apenas nos custos, porque é mais fácil. Você também pode copiar o preço da competição, que é uma estratégia um pouco melhor.

No entanto, definir o preço é um processo iterativo. É improvável que os preços corretos sejam estabelecidos imediatamente, pode levar várias tentativas e muita pesquisa.

Idealmente, considere tudo antes de definir o preço de um produto, incluindo a capacidade do consumidor de pagar pelo produto, condições de mercado, ação do concorrente, custos de produção e matérias-primas.

Relacionado:  Importância da administração de empresas: 10 razões

Preço com base no valor

Para produtos que se destacam no mercado (produtos artesanais ou de alta tecnologia), o preço com base no valor ajudará a transmitir melhor o valor oferecido.

Passos a seguir

– Escolha um produto que seja comparável ao preço que você deseja colocar e verifique o que o cliente está pagando por ele.

– Encontre todos os atributos em que difere do produto que está sendo comparado.

– Atribua um valor monetário a todas essas diferenças, adicionando tudo o que é positivo e subtraindo o negativo, a fim de obter um preço potencial.

– Verifique se o valor para o cliente é maior que o custo do produto. Caso contrário, será perdido dinheiro com cada produto vendido.

– Mostre aos clientes por que o preço será aceitável. Se houver um mercado estabelecido, a faixa de preço existente ajudará a informar sobre a expectativa de preço dos clientes.

Vantagens

Preço com base no valor

– O preço melhor se ajusta à perspectiva do cliente.

– Permite ser mais rentável, o que significa que você pode adquirir mais recursos e expandir os negócios.

– Quando o preço não funciona, a resposta não é abaixá-lo, mas determinar como o valor do cliente pode ser aprimorado. Isso pode significar uma melhor adaptação do produto ao mercado.

Preço econômico

– Ajuda as empresas a sobreviver em tempos de instabilidade econômica, pois permite estabelecer preços mais baixos, atraindo clientes com pressões financeiras.

– Vender um item similar a um preço mais baixo ajuda a enfraquecer a concorrência e, assim, obter uma sólida vantagem competitiva.

Preço de penetração

– É a maneira mais rápida de conquistar participação de mercado competitiva e protegê-la contra novos concorrentes.

– O rápido aumento no volume de vendas permite que economias de escala sejam alcançadas em um curto período de tempo.

Preço deslizante

– Permite que as empresas maximizem os lucros com os primeiros clientes antes de baixar o preço para atrair consumidores mais sensíveis ao preço.

– É a melhor estratégia para garantir a cobertura dos custos de produção.

Preço premium

– O produto possui um prêmio, o que significa que ele tem potencial para atingir uma margem de lucro alta.

– Um preço premium pode ajudar a melhorar a identidade da marca e adicioná-la à qualidade que o produto aspira.

Desvantagens

Preço econômico

As pequenas empresas que usam preços baratos podem ter dificuldade em permanecer lucrativas, pois são menos propensas a atingir o volume de vendas necessário para o sucesso dessa estratégia.

Quando o custo é um problema premente para os clientes, sua lealdade não é garantida. Clientes com preços econômicos sempre procurarão o melhor negócio e não terão medo de mudar de fornecedor para obtê-lo.

Isso significa que é vulnerável aos concorrentes e que a margem de lucro pode ser instável, variando bastante de mês para mês.

Preço de penetração

Como o preço do produto é inicialmente definido como bastante baixo, as margens de lucro podem ser afetadas até que o preço aumente.

Se o preço inicial for muito baixo, isso poderá causar uma marca de baixa qualidade. Isso pode dificultar a retenção de clientes após a decisão de aumentar o preço, levando as vendas a ficar aquém das expectativas.

Relacionado:  Regras de cobrança e crédito: o que é e exemplos

Pode ser difícil aumentar o preço, pois isso pode encontrar forte resistência do cliente.

Preço deslizante

O lançamento com um preço alto que depois cairá pode incomodar os primeiros compradores, que pagaram um prêmio pelo privilégio de obter o produto primeiro.

Isso pode prejudicar a lealdade à marca, principalmente se o preço for baixado muito rapidamente após o lançamento.

Se o preço do produto permanecer alto por muito tempo, os clientes poderão começar a perder o interesse. Isso pode colocar em risco o potencial de crescimento futuro.

Preço premium

– É difícil iniciar e manter. O custo da marca provavelmente será alto, enquanto o volume de vendas será baixo.

– O alto preço do produto significa que os concorrentes abaixarão seu preço.

O risco associado à produção excessiva ou insuficiente de um produto premium pode ser importante:

– Uma produção insuficiente não será capaz de satisfazer a demanda.

– Com uma superprodução, existe o risco de que os custos de produção destruam os lucros.

Exemplos

Preço econômico

É utilizado por fornecedores de alimentos genéricos e varejistas com desconto. Embora seja incrivelmente útil para grandes empresas como Walmart e Target, a técnica pode ser perigosa para pequenas empresas.

Preços premium

É visto na indústria automobilística de luxo. Empresas como a Tesla podem ter preços mais altos porque estão oferecendo produtos, como carros autônomos, que são mais exclusivos do que qualquer outra coisa no mercado.

Preço deslizante

Um exemplo dessa estratégia é visto com a introdução de novas tecnologias, como uma televisão 8K, quando atualmente apenas existem televisões 4K e HDTV no mercado.

Preço psicológico

Foi demonstrado que fixar o preço de um relógio em US $ 199 atrai mais consumidores do que US $ 200, embora a diferença real seja bastante pequena.

Uma explicação para isso é que os consumidores tendem a prestar mais atenção ao primeiro número em um preço do que no último.

Preço geográfico

A loja Sport vende roupas esportivas de alto desempenho. Para roupas de inverno, um preço mais alto pode ser estabelecido em lojas de varejo localizadas em clima frio do que em lojas localizadas em clima quente.

Preço com base no valor

Uma empresa pode produzir uma linha de vestidos sofisticados, que são vendidos por US $ 1.000. Por outro lado, fabrica guarda-chuvas que são vendidos por US $ 100.

Pode custar mais para fazer guarda-chuvas do que vestidos. No entanto, os vestidos têm preços mais altos porque os clientes sentem que estão recebendo um valor muito melhor. Ninguém provavelmente pagaria US $ 1.000 por um guarda-chuva.

Referências

  1. Bdc (2019). Como precificar seu produto: 5 estratégias comuns. Retirado de: bdc.ca.
  2. Chris Scott (2019). Como escolher uma estratégia de preços para sua pequena empresa. Intuit Quickbooks Retirado de: quickbooks.intuit.com.
  3. Educba (2019). 10 Estratégias de Preços Mais Importantes em Marketing (Timeless). Retirado de: educba.com.
  4. Allie Decker (2019). O melhor guia para estratégias de preços. Retirado de: blog.hubspot.com.
  5. Wikipedia, a enciclopédia livre (2019). Estratégias de preços Retirado de: en.wikipedia.org.
  6. Ferramentas mentais (2019). A matriz da estratégia de preços. Retirado de: mindtools.com.
  7. Jim Woodruff (2019). Diferentes tipos de estratégia de preços. Pequenas empresas-Chron. Retirado de: smallbusiness.chron.com.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies