Etanamida: Estrutura, Propriedades, Usos e Efeitos

A etanamida, também conhecida como acetamida, é um composto orgânico formado por um átomo de carbono ligado a um grupo funcional amida. Neste artigo, vamos explorar a estrutura química da etanamida, suas propriedades físicas e químicas, seus principais usos na indústria e na pesquisa científica, bem como os possíveis efeitos que esse composto pode ter no organismo humano. A etanamida é amplamente utilizada como matéria-prima na síntese de diversos produtos químicos, sendo importante para a fabricação de medicamentos, pesticidas, plásticos e adesivos. Além disso, a etanamida também possui propriedades analgésicas e antipiréticas, sendo utilizada em alguns medicamentos como analgésico. No entanto, seu uso excessivo pode causar efeitos colaterais indesejados, como irritação gastrointestinal e alergias cutâneas. Portanto, é importante conhecer as propriedades e efeitos da etanamida antes de utilizá-la em qualquer aplicação.

Usos e indicações da Etanamida na medicina e na indústria química.

A Etanamida, também conhecida como acetamida, é uma substância química amplamente utilizada tanto na medicina quanto na indústria química. Suas propriedades versáteis permitem uma variedade de aplicações em diferentes campos.

Na medicina, a Etanamida é usada principalmente como analgésico e antitérmico. Ela atua no sistema nervoso central, diminuindo a percepção da dor e reduzindo a febre. Além disso, a Etanamida também pode ser utilizada como anti-inflamatório em algumas condições médicas.

Já na indústria química, a Etanamida é empregada na síntese de diversos compostos orgânicos. Ela serve como matéria-prima na produção de plásticos, corantes e produtos farmacêuticos. Sua capacidade de reagir com diferentes substâncias a torna um componente essencial em muitos processos industriais.

Além disso, a Etanamida também pode ser usada como solvente em diversas aplicações industriais, devido à sua capacidade de dissolver uma ampla gama de substâncias químicas.

Em resumo, a Etanamida desempenha um papel fundamental tanto na medicina quanto na indústria química, graças às suas propriedades únicas e versáteis. Seus usos e aplicações continuam a ser explorados e expandir em diferentes áreas.

Estrutura química da amida: qual é e como ela se apresenta molecularmente.

A etanamida, também conhecida como acetamida, é um composto orgânico que pertence à classe das amidas. A estrutura química da amida é caracterizada por um grupo funcional contendo um átomo de nitrogênio ligado a um grupo carbonila (C=O), que por sua vez está ligado a um átomo de carbono. A fórmula molecular da etanamida é C2H5NO.

Molecularmente, a etanamida apresenta-se como uma molécula planar, onde o átomo de nitrogênio está ligado ao átomo de carbono por meio de uma ligação simples, e o átomo de carbono está ligado ao grupo carbonila por meio de uma ligação dupla. O grupo funcional da amida confere propriedades específicas a esses compostos, como a capacidade de formar pontes de hidrogênio e interagir fortemente com solventes polares.

Etanamida: Estrutura, Propriedades, Usos e Efeitos

A etanamida, ou acetamida, é um composto orgânico amplamente utilizado na indústria química e farmacêutica. Suas propriedades físico-químicas, como ponto de fusão e solubilidade, tornam-na uma matéria-prima versátil para a síntese de diversos produtos químicos.

Entre os principais usos da etanamida, destacam-se sua utilização como solvente em processos de síntese orgânica, como intermediário na produção de fármacos e como agente de ligação em compostos poliméricos. Além disso, a etanamida possui propriedades analgésicas e antipiréticas, sendo empregada em medicamentos para o alívio de dores leves e febres.

Relacionado:  Placa de Petri: recurso, funções, exemplos de uso

Apesar de ser um composto amplamente utilizado, a etanamida pode apresentar efeitos adversos em casos de uso excessivo ou inadequado. É importante respeitar as doses recomendadas e seguir as orientações de um profissional de saúde ao utilizar produtos que contenham esse composto.

Características e propriedades das amidas: o que você precisa saber sobre esse composto orgânico.

As amidas são compostos orgânicos que possuem o grupo funcional -CONH2. Elas são derivadas dos ácidos carboxílicos, onde o grupo hidroxila (-OH) é substituído pelo grupo amino (-NH2). As amidas são amplamente utilizadas na indústria química e farmacêutica devido às suas propriedades e aplicações diversas.

As amidas apresentam algumas características e propriedades importantes. Elas são solúveis em solventes orgânicos, como o álcool e o éter, mas são pouco solúveis em água. Além disso, as amidas possuem pontos de fusão e ebulição elevados, devido às ligações de hidrogênio presentes em sua estrutura molecular.

Etanamida é um exemplo de amida, também conhecida como acetamida. Sua estrutura química é representada por CH3CONH2. A etanamida é um líquido incolor com um odor característico, e é frequentemente utilizada como solvente e intermediário na síntese de compostos orgânicos.

As propriedades da etanamida incluem a capacidade de formar ligações de hidrogênio, o que lhe confere pontos de fusão e ebulição relativamente altos. Ela é um composto estável, mas pode se decompor em altas temperaturas, liberando gases tóxicos.

A etanamida é amplamente utilizada na indústria química para a síntese de polímeros, resinas e produtos farmacêuticos. Ela também é empregada como solvente em processos de extração e purificação de substâncias químicas.

Em relação aos efeitos da etanamida, é importante ressaltar que, como qualquer substância química, ela deve ser manuseada com cuidado e seguindo as normas de segurança adequadas. Exposições prolongadas ou em altas concentrações podem causar irritações na pele, olhos e vias respiratórias.

Locais de ocorrência das amidas na natureza e na indústria.

As amidas são compostos orgânicos que podem ser encontrados em diversos locais na natureza e são amplamente utilizados na indústria. Um exemplo de amida é a Etanamida, também conhecida como acetamida. Esta substância possui uma estrutura simples, sendo composta por um grupo funcional amida ligado a um grupo metila.

Na natureza, as amidas estão presentes em diversas proteínas e enzimas, desempenhando um papel fundamental na estrutura e função dessas moléculas. Além disso, as amidas também podem ser encontradas em alguns medicamentos e produtos farmacêuticos, devido às suas propriedades químicas únicas.

Na indústria, a Etanamida é utilizada como solvente em diferentes processos químicos, devido à sua capacidade de dissolver uma variedade de substâncias. Além disso, a Etanamida também é empregada na fabricação de plásticos, resinas e fibras sintéticas.

Em relação às propriedades, a Etanamida é um composto incolor, com um ponto de fusão de aproximadamente 81°C. Esta substância é solúvel em água e em diversos solventes orgânicos, tornando-a bastante versátil em diferentes aplicações.

Quanto aos usos, a Etanamida é empregada na síntese de diversos compostos orgânicos, como ésteres e ácidos carboxílicos. Além disso, esta substância também é utilizada na produção de medicamentos e produtos químicos industriais.

Relacionado:  Peróxido de bário (BaO2): estrutura, propriedades e usos

Em relação aos efeitos, a Etanamida pode causar irritação na pele e nas vias respiratórias em caso de contato prolongado. Por isso, é importante utilizar equipamentos de proteção adequados ao manipular esta substância.

Etanamida: Estrutura, Propriedades, Usos e Efeitos

O etanamida é um produto químico que pertence à grupo de compostos de azoto orgânicos. É também chamado de acetamida, de acordo com a União Internacional de Química Pura e Aplicada (IUPAC). Comercialmente, recebe o nome de amida do ácido acético.

É chamado de amida porque o nitrogênio está ligado a um grupo carbonil. É fundamental, porque retém os dois átomos de hidrogénio ligados ao azoto -NH 2 . Foi encontrado na natureza como mineral apenas em clima seco; Na estação chuvosa ou muito chuvosa, ela se dissolve na água.

Etanamida: Estrutura, Propriedades, Usos e Efeitos 1

É um sólido vítreo (transparente). Sua cor varia de incolor a cinza, forma pequenas estalactites e, às vezes, agregados granulares. Pode ser produzido pela reação entre ácido acético e amônia, formando um sal intermediário: acetato de amônio. Em seguida, é desidratado para produzir a amida e formar água:

Etanamida: Estrutura, Propriedades, Usos e Efeitos 2

Estrutura quimica

A estrutura química interna do cristal de acetamida é trigonal, mas, ao se unir para formar aglomerados, adquire uma forma octaédrica.

A fórmula estrutural do composto consiste em um grupo acetil e um grupo amino:

Etanamida: Estrutura, Propriedades, Usos e Efeitos 3

Esses grupos permitem que as diferentes reações que o composto possa ter sejam realizadas. A fórmula molecular da acetamida é C 2 H 5 NO.

Propriedades físicas

Etanamida: Estrutura, Propriedades, Usos e Efeitos 4

Propriedades químicas

As propriedades químicas de uma substância se referem à sua reatividade quando estão na presença de outras que podem causar transformação em sua estrutura. A acetamida tem as seguintes reações:

Hidrólise ácida e básica

Etanamida: Estrutura, Propriedades, Usos e Efeitos 5

Etanamida: Estrutura, Propriedades, Usos e Efeitos 6

Redução

Etanamida: Estrutura, Propriedades, Usos e Efeitos 7

Desidratação

Etanamida: Estrutura, Propriedades, Usos e Efeitos 8

No campo industrial, a produção de ácidos carboxílicos é muito vantajosa devido à importância de seus derivados. No entanto, a obtenção de ácido etanóico a partir da acetamida tem uma aplicação muito limitada, porque as altas temperaturas nas quais o processo ocorre tendem a quebrar o ácido.

Em laboratório, embora a etanamida possa ser obtida a partir do ácido acético, a conversão de uma amida em ácido é muito improvável, e isso geralmente é para todas as amidas.

Usos

A acetamida é produzida comercialmente desde 1920, embora não seja certo que esteja atualmente em uso comercial. Anteriormente, era usado para a síntese de metilaminas, tioacetamida, hipnóticos, inseticidas e fins medicinais.

A acetamida é um composto que, no campo industrial, é usado como:

– Plastificante, em couro, películas e revestimentos.

– Aditivo para papel, para dar resistência e flexibilidade.

– Desnaturação de álcoois. É adicionado ao álcool em estudo para tirar um pouco da pureza que possui, para que possa ser usado para outros usos, como um solvente.

– Laca, para clarear superfícies e / ou proteger materiais de agressões ambientais, principalmente corrosão.

– Explosivo.

– Fluxo, uma vez que a adição a uma substância facilita a sua fusão.

– em crioscopia.

– Como intermediário na preparação de medicamentos como antibióticos derivados de ampicilina e cefalosporina, tais como: cefaclor, cefalexina, cefradina, maleato de enalapril (tratamento da hipertensão) e sulfacetamida (colírios opimicrobianos), entre outros.

Relacionado:  O que é o ciclo do cálcio?

– Solvente, pois faz com que algumas substâncias aumentem a solubilidade em água quando a acetamida é dissolvida.

– Como solvente que fixa corantes na indústria têxtil.

– Na elaboração de metilaminas.

– Como biocida, em compostos que podem ser usados ​​como desinfetantes, conservantes, pesticidas, etc.

Efeitos na saúde

Nas indústrias químicas em que a acetamida é usada como solvente e plastificante, os trabalhadores podem sofrer irritação da pele devido à exposição aguda (a curto prazo) devido à presença desses compostos.

Não há informações sobre os efeitos crônicos (a longo prazo) ou carcinogênicos do desenvolvimento em humanos. De acordo com a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA), a acetamida não é classificada como cancerígena.

A Agência Internacional para Pesquisa do Câncer classificou a acetamida como um Grupo 2B, um possível carcinógeno humano.

A Agência de Proteção Ambiental da Califórnia estabeleceu uma estimativa de risco de inalação de 2 × 10 -5 µg / m 3 (micrograma por metro cúbico) e um risco de câncer de boca após a ingestão de 7 × 10 -2 mg / kg / d (miligramas por quilograma em um dia) por um longo tempo.

No entanto, embora a população em geral possa ser exposta ao fumo de cigarros ou ao contato da pele com produtos que contenham acetamida, ela não apresenta muitos riscos devido às características de solubilidade e higroscopia que possui com a água.

Pode ser facilmente movido pelo solo por escoamento superficial, mas espera-se que seja degradado por microorganismos e não se acumule nos peixes.

A acetamida é um irritante suave para a pele e os olhos, e não existem dados disponíveis que atestem seus efeitos tóxicos em humanos.

Em animais de laboratório, a toxicidade foi observada na perda de peso corporal quando submetida a uma dose oral muito alta ao longo do tempo. No entanto, não foram observados abortos ou efeitos nocivos no nascimento dos filhos de pais tratados com acetamida.

Referências

  1. Cosmos online, (desde 1995), Informações técnicas e comerciais sobre acetamida, recuperadas em 23 de março de 2018, cosmos.com.mx
  2. Morrison, R., Boyd, R., (1998), Organic Chemistry (5ª edição), México, Fondo Educativo Interamericano, SA de CV
  3. Pine, S., Hammond, G., Cram, D., Hendrickson, J., (1982). Química Orgânica, (segunda edição), México, McGraw-Hill do México, SA de CV
  4. Guia de produtos químicos, (2013), Usos de acetamida, recuperado em 24 de março de 2018, guiadeproductosquimicos.blogspot.com.co
  5. Centro Nacional de Informação Biotecnológica. Banco de Dados Composto PubChem; CID = 178, acetamida. Pubchem.ncbi.nlm.nih.gov recuperado
  6. Ronak Chemicals, (1995), Usos e aplicações de acetamida, recuperado em 25 de março de 2018, ronakchemicals.com
  7. , (2016), Acetamida, [arquivo PDF]. Recuperado em 26 de março de 2018, epa.gov
  8. Banco de Dados de Substâncias Perigosas da Biblioteca Nacional de Medicina. (2016), Acetamida, recuperada em 26 de março de 2018, toxnet.nlm.nih.gov
  9. IARC., (2016) Monografias sobre a avaliação do risco cancerígeno de produtos químicos para o homem Disponível em, recuperado em 26 de março de 2018, monographs.iarc.fr

Deixe um comentário