Indicadores de liquidez: para que servem, cálculo, análise, exemplos

Os indicadores de liquidez são ferramentas utilizadas para avaliar a capacidade de uma empresa de cumprir com suas obrigações financeiras de curto prazo. Eles são importantes para os investidores, credores e gestores, pois fornecem informações sobre a saúde financeira da empresa e sua capacidade de honrar seus compromissos.

Os principais indicadores de liquidez são o índice de liquidez corrente, o índice de liquidez seca e o índice de liquidez imediata. O cálculo desses indicadores envolve a comparação entre os ativos de curto prazo da empresa (como caixa, contas a receber e estoque) e suas obrigações de curto prazo (como contas a pagar e empréstimos).

A análise dos indicadores de liquidez é fundamental para identificar possíveis problemas financeiros e tomar decisões estratégicas. Por exemplo, um índice de liquidez baixo pode indicar que a empresa está enfrentando dificuldades para pagar suas dívidas no curto prazo.

Alguns exemplos de indicadores de liquidez são: o índice de liquidez corrente, que compara os ativos circulantes com as dívidas de curto prazo; o índice de liquidez seca, que desconsidera o estoque dos ativos circulantes; e o índice de liquidez imediata, que considera apenas os ativos mais líquidos da empresa.

Como calcular a liquidez geral de uma empresa utilizando um exemplo prático.

Para calcular a liquidez geral de uma empresa, é necessário utilizar a seguinte fórmula:

Liquidez Geral = Ativo Circulante + Ativo Não Circulante / Passivo Circulante + Passivo Não Circulante

Vamos supor que uma empresa possui um Ativo Circulante de R$500.000,00, um Ativo Não Circulante de R$300.000,00, um Passivo Circulante de R$200.000,00 e um Passivo Não Circulante de R$150.000,00. Para calcular a liquidez geral dessa empresa, basta aplicar os valores na fórmula:

Liquidez Geral = 500.000 + 300.000 / 200.000 + 150.000

Liquidez Geral = 800.000 / 350.000

Liquidez Geral = 2,29

Portanto, a empresa possui uma liquidez geral de 2,29. Isso significa que ela possui R$2,29 em Ativos para cada R$1,00 em Passivos. Quanto maior o valor do indicador de liquidez geral, melhor é a situação financeira da empresa, pois significa que ela possui uma boa capacidade de honrar suas obrigações a curto e longo prazo.

Entendendo os 4 indicadores de liquidez: guia para análise financeira e tomada de decisões.

Os indicadores de liquidez são ferramentas essenciais para a análise financeira de uma empresa e para a tomada de decisões estratégicas. Eles fornecem informações importantes sobre a capacidade de uma empresa de cumprir suas obrigações de curto prazo e de manter sua saúde financeira. Neste artigo, vamos explicar claramente o que são os indicadores de liquidez, para que servem, como são calculados, como são analisados e apresentar alguns exemplos práticos.

Os quatro principais indicadores de liquidez são: liquidez corrente, liquidez seca, liquidez imediata e liquidez geral. Cada um deles fornece informações específicas sobre a capacidade de uma empresa de pagar suas dívidas de curto prazo. O cálculo de cada indicador envolve a utilização de diferentes fórmulas, que consideram diferentes elementos do balanço patrimonial da empresa.

A liquidez corrente é calculada dividindo o ativo circulante pelo passivo circulante. Ela indica a capacidade de uma empresa de pagar suas obrigações de curto prazo com os recursos que possui disponíveis. Já a liquidez seca é calculada subtraindo o estoque do ativo circulante e dividindo o resultado pelo passivo circulante. Ela mostra a capacidade de uma empresa de pagar suas dívidas de curto prazo sem depender das vendas de estoque.

A liquidez imediata é calculada dividindo os ativos disponíveis (caixa e equivalentes de caixa) pelo passivo circulante. Ela indica a capacidade imediata de uma empresa de pagar suas obrigações de curto prazo com os recursos mais líquidos que possui. Por fim, a liquidez geral é calculada dividindo o ativo circulante somado ao realizável a longo prazo pelo passivo circulante somado ao exigível a longo prazo. Ela mostra a capacidade de uma empresa de pagar todas as suas dívidas, tanto de curto quanto de longo prazo.

Na análise dos indicadores de liquidez, é importante considerar o contexto da empresa e comparar os resultados com os de períodos anteriores e com os de empresas do mesmo setor. Valores muito altos ou muito baixos podem indicar problemas financeiros ou oportunidades de melhoria. Por exemplo, uma liquidez corrente muito baixa pode sugerir dificuldades em honrar compromissos de curto prazo, enquanto uma liquidez geral muito alta pode indicar subutilização de recursos.

Em resumo, os indicadores de liquidez são essenciais para a análise financeira e para a tomada de decisões estratégicas. Eles fornecem informações valiosas sobre a saúde financeira de uma empresa e ajudam os gestores a identificar áreas de atenção e oportunidades de melhoria. Por isso, é fundamental compreender e analisar corretamente esses indicadores para garantir a sustentabilidade e o sucesso do negócio.

Relacionado:  Mary Parker Follet: Biografia e contribuições para a administração

Análises derivadas dos indicadores de liquidez: o que podemos descobrir com eles?

Os indicadores de liquidez são ferramentas importantes para avaliar a capacidade de uma empresa de cumprir suas obrigações de curto prazo. Eles fornecem informações valiosas sobre a saúde financeira de uma organização e podem ajudar os gestores a tomar decisões estratégicas. Uma vez calculados os indicadores de liquidez, é possível realizar análises derivadas que nos permitem descobrir mais detalhes sobre a situação financeira da empresa.

Com base nos indicadores de liquidez, podemos identificar se a empresa possui uma boa capacidade de pagar suas dívidas de curto prazo. Através da análise desses indicadores, também é possível avaliar a eficiência na gestão do capital de giro, verificar se a empresa está utilizando seus recursos de forma adequada e até mesmo antecipar possíveis problemas de liquidez no futuro.

Uma das análises derivadas mais comuns dos indicadores de liquidez é a comparação com empresas do mesmo setor. Isso permite avaliar se a empresa está em uma posição financeira melhor ou pior do que seus concorrentes e identificar possíveis áreas de melhoria. Além disso, a análise dos indicadores de liquidez ao longo do tempo pode mostrar a evolução da saúde financeira da empresa e ajudar a identificar tendências.

Em resumo, as análises derivadas dos indicadores de liquidez nos permitem obter insights mais profundos sobre a situação financeira de uma empresa e auxiliam na tomada de decisões estratégicas. É importante realizar essas análises de forma regular para garantir a saúde financeira da organização e evitar possíveis problemas de liquidez.

Calculando os índices de liquidez: passo a passo para avaliar a saúde financeira.

Indicadores de liquidez são ferramentas essenciais para avaliar a saúde financeira de uma empresa. Eles fornecem informações importantes sobre a capacidade da organização de cumprir suas obrigações de curto prazo. Calcular os índices de liquidez é fundamental para os gestores financeiros tomarem decisões estratégicas com base em dados concretos.

Para calcular os índices de liquidez, é necessário ter em mãos algumas informações financeiras da empresa, como o ativo circulante e o passivo circulante. O primeiro passo é identificar esses valores no balanço patrimonial da organização.

O índice de liquidez corrente, por exemplo, é calculado pela divisão do ativo circulante pelo passivo circulante. Esse índice mostra a capacidade da empresa de pagar suas dívidas de curto prazo com os recursos disponíveis no mesmo período.

Outro índice importante é o índice de liquidez seca, que considera apenas os ativos de rápida conversão em dinheiro, desconsiderando estoques. Esse índice é calculado pela divisão do ativo circulante menos o estoque pelo passivo circulante.

Após calcular os índices de liquidez, é importante analisar os resultados. Um índice de liquidez corrente acima de 1 indica que a empresa tem mais ativos circulantes do que passivos circulantes, o que é positivo. Já um índice de liquidez seca abaixo de 1 pode indicar que a empresa pode ter dificuldades em pagar suas dívidas de curto prazo.

Em resumo, os índices de liquidez são ferramentas essenciais para avaliar a saúde financeira de uma empresa. Eles permitem aos gestores financeiros tomar decisões estratégicas com base em dados concretos sobre a capacidade da organização de cumprir suas obrigações de curto prazo.

Indicadores de liquidez: para que servem, cálculo, análise, exemplos

Os indicadores de liquidez são uma importante classe de índices financeiros utilizados para determinar a adequação de um devedor para pagar obrigações de dívida sem aumentar curto – capital estrangeiro prazo.

Eles medem a capacidade de uma empresa de pagar obrigações de dívida e sua margem de segurança por meio do cálculo de métricas, como o indicador circulante, o indicador rápido e o indicador de fluxo de caixa operacional.

Indicadores de liquidez: para que servem, cálculo, análise, exemplos 1

Fonte: pixabay.com

Liquidez não é apenas uma medida de quanto dinheiro uma empresa possui. É também uma medida de quão fácil será para a organização coletar dinheiro suficiente ou converter ativos em dinheiro.

Ativos como contas a receber, transações com títulos e estoque são relativamente fáceis para muitas empresas converterem em dinheiro no curto prazo. Portanto, todos esses ativos entram no cálculo de liquidez da empresa.

O passivo circulante é analisado em relação aos ativos líquidos para avaliar a cobertura de dívidas de curto prazo em uma emergência.

Relacionado:  Cadeia de comando de uma empresa: características e exemplos

Capital de giro como indicador

A quantidade de capital de giro de uma empresa também é citada como um indicador de liquidez.

No entanto, uma empresa com uma grande quantidade de estoque difícil de vender pode ter uma quantidade alta de capital de giro e um indicador circulante favorável, mas pode não ter liquidez.

Portanto, a taxa de rotatividade de contas a receber e a taxa de rotatividade de estoque podem fornecer melhores informações sobre a capacidade de uma empresa de converter os ativos circulantes em dinheiro a tempo de pagar as obrigações quando expirarem.

Para que servem os indicadores de liquidez?

Os indicadores de liquidez mostram os níveis de caixa de uma empresa e a capacidade de converter outros ativos em dinheiro para quitar passivos e outras obrigações de curto prazo.

Indicador de circulação

O indicador circulante mede a capacidade de uma empresa pagar passivos de curto prazo, que devem ser pagos ao longo de um ano, com ativos circulantes, como caixa, contas a receber e estoques.

Isso significa que uma empresa tem um tempo limitado para arrecadar fundos para pagar esses passivos. Ativos circulantes, como caixa, equivalentes a caixa e valores mobiliários, podem ser facilmente convertidos em caixa de curto prazo.

Isso significa que as empresas com valores mais altos de ativos circulantes poderão pagar seus passivos circulantes mais facilmente quando expirarem, sem ter que vender ativos de longo prazo que gerem renda.

Quanto maior o indicador de liquidez, melhor a posição de liquidez da empresa.

Indicador rápido

Ele mede a capacidade de uma organização de honrar suas dívidas de curto prazo com os ativos mais líquidos. Portanto, exclui os estoques do ativo circulante. Também é conhecido como “indicador de teste ácido”.

Caixa, equivalentes de caixa, investimentos de curto prazo ou títulos negociáveis ​​e contas a receber de clientes são considerados ativos rápidos.

Investimentos de curto prazo ou títulos negociáveis ​​incluem títulos negociáveis ​​e títulos disponíveis para venda que podem ser facilmente convertidos em dinheiro nos próximos 90 dias.

Os títulos negociáveis ​​são negociados em um mercado aberto com um preço conhecido e compradores prontamente disponíveis. Qualquer ação na Bolsa de Nova York seria considerada uma garantia comercial, pois pode ser facilmente vendida a qualquer investidor quando o mercado estiver aberto.

O teste decisivo das finanças mostra quão bem uma empresa pode converter rapidamente seus ativos em dinheiro para pagar o passivo circulante. Também mostra o nível de ativos rápidos em relação ao passivo circulante.

Dias de venda pendentes

Refere-se ao número médio de dias que uma empresa leva para receber o pagamento após efetuar uma venda.

Enquanto os dias de vendas pendentes forem mais altos, isso significa que uma empresa está demorando muito para receber o pagamento e está vinculando seu capital às contas a receber.

Como eles são calculados?

Indicador de circulação

É calculado dividindo o ativo circulante pelo passivo circulante. Essa proporção é indicada no formato numérico, e não no formato percentual. Aqui está o cálculo:

Indicador atual = Ativo circulante / Passivo circulante.

As empresas exigem no balanço patrimonial a separação de ativos e passivos circulantes e de longo prazo. Essa divisão permite que investidores e credores calculem razões importantes, como o indicador circulante.

Nas demonstrações financeiras, as contas correntes são sempre relatadas antes das contas de longo prazo.

Indicador rápido

O indicador rápido é calculado adicionando caixa, equivalentes a caixa, investimentos de curto prazo e contas a receber de clientes e, em seguida, dividido entre o passivo circulante.

Indicador rápido = (Caixa + Equivalentes a caixa + Títulos e valores mobiliários + Contas a receber) / Passivo circulante.

Às vezes, as demonstrações financeiras da empresa não fornecem um detalhamento dos ativos rápidos no balanço patrimonial. Nesse caso, o indicador rápido ainda pode ser calculado, mesmo que alguns dos ativos rápidos totais sejam desconhecidos.

O estoque e as despesas pagas antecipadamente são simplesmente subtraídos do total de ativos atuais do numerador. Ou seja, outra maneira de expressar isso é:

Indicador rápido = (Ativo circulante – Estoque – despesas pré-pagas) / Passivo circulante.

Dias de venda pendentes

Os dias de venda pendentes são geralmente calculados trimestralmente ou anualmente, calculando a média das contas a receber do período e dividindo-a pelo rendimento diário: Dias de venda pendentes = Contas médias a receber / receita por dia.

Relacionado:  Entrevista Aberta: Tipos, Vantagens, Desvantagens e Exemplos

Análise

Liquidez é a capacidade de converter ativos em dinheiro de forma rápida e econômica. Os indicadores de liquidez são mais úteis quando usados ​​comparativamente. Essa análise pode ser interna ou externa.

Análise interna

A análise interna dos indicadores de liquidez implica o uso de múltiplos períodos contábeis reportados usando os mesmos métodos contábeis.

A comparação de períodos anteriores com as operações atuais permite que os analistas acompanhem as mudanças nos negócios.

Em geral, quanto maior o indicador de liquidez, maior será a liquidez da empresa e melhor cobertura das dívidas pendentes.

Análise externa

A análise externa envolve a comparação dos indicadores de liquidez de uma empresa com outra ou com um setor inteiro. Essas informações são úteis para comparar o posicionamento estratégico da empresa em relação aos seus concorrentes, ao estabelecer benchmarks.

A análise do indicador de liquidez pode não ser tão eficaz quando diferentes setores são analisados, uma vez que empresas de diferentes setores exigem estruturas de financiamento diferentes.

A análise do indicador de liquidez é menos eficaz para comparar empresas de diferentes tamanhos em diferentes localizações geográficas.

Diferença entre solvência e liquidez

Ao contrário dos indicadores de liquidez, os indicadores de solvência medem a capacidade de uma empresa de cumprir suas obrigações financeiras totais.

A solvência está relacionada à capacidade geral da empresa de pagar obrigações de dívida e continuar as operações comerciais, enquanto a liquidez se concentra mais nas contas financeiras correntes.

Uma empresa deve ter mais ativos totais do que passivos totais para ser solvente e mais ativos circulantes do que passivos circulantes para ter liquidez.

Embora a solvência não esteja diretamente relacionada à liquidez, os indicadores de liquidez mostram uma perspectiva preparatória em relação à solvência de uma empresa.

O indicador de solvência é calculado dividindo o lucro líquido mais a depreciação de uma empresa entre seus passivos de curto e longo prazo. Isso indica se o lucro líquido de uma empresa pode cobrir seu passivo total.

Em geral, uma empresa com um indicador de solvência mais alto é considerada um investimento mais favorável.

Exemplos

Alguns desses indicadores de liquidez podem ser usados ​​para demonstrar sua eficácia na avaliação da condição financeira de uma empresa.

Considere duas empresas, a empresa A e a empresa Z, com os seguintes ativos e passivos em seus balanços (valores em milhões de dólares). Ambas as empresas operam no mesmo setor de fabricação.

Indicadores de liquidez: para que servem, cálculo, análise, exemplos 2

Neste exemplo, será assumido que o passivo circulante consiste apenas em contas a pagar e outros passivos, sem dívidas de curto prazo.

Para a empresa A, se você seguir as fórmulas para calcular os indicadores correspondentes, terá:

– Indicador de circulação = US $ 30 / US $ 10 = 3,0.

– Indicador rápido = (US $ 30 a US $ 10) / US $ 10 = 2,0.

Da mesma forma, para a empresa Z são aplicadas as fórmulas correspondentes para os indicadores:

– Indicador de circulação = $ 10 / $ 25 = 0,40.

– Indicador rápido = ($ 10- $ 5) / $ 25 = 0,20.

Conclusões

Uma série de conclusões sobre a condição financeira dessas duas empresas pode ser extraída desses indicadores.

A empresa A possui um alto grau de liquidez. Com base em seu indicador atual, possui US $ 3 de ativos de curto prazo para cada US $ 1 de passivo circulante.

Seu indicador rápido aponta para liquidez adequada, mesmo após a exclusão de estoques, com US $ 2 em ativos que podem ser rapidamente convertidos em dinheiro para cada dólar do passivo circulante. Em resumo, a empresa A possui uma posição de liquidez confortável.

A empresa Z está em uma posição diferente. O indicador circulante de 0,4 da empresa mostra um grau inadequado de liquidez, com apenas 40 centavos de ativos circulantes disponíveis para cobrir cada dólar americano do passivo circulante.

O indicador rápido sugere uma posição de liquidez ainda mais séria, com apenas 20 centavos de ativos líquidos para cada $ 1 de passivo circulante. Em geral, a empresa Z está em uma situação perigosa de liquidez.

Referências

  1. Will Kenton e Adam Hayes (2019). Definição do Índice de Liquidez. Investopedia. Retirado de: investopedia.com.
  2. Contabilidade Coach.com (2019). O que é um índice de liquidez? Retirado de: accountingcoach.com.
  3. Meu curso de contabilidade (2019). Índices de liquidez. Retirado de: myaccountingcourse.com.
  4. Cleartax (2018). Índice de liquidez, fórmula com exemplos. Retirado de: cleartax.in.
  5. Steven Bragg (2018). Índices de liquidez. Ferramentas de contabilidade Retirado de: accountingtools.com.
  6. Rosemary Peavler (2019). Liquidez e índices de liquidez. The Balance Small Business. Retirado de: thebalancesmb.com.

Deixe um comentário