Jacarandá: características, habitat, espécies, usos

O jacarandá é uma árvore exótica conhecida por sua beleza e elegância, sendo nativa da América do Sul e da África. Suas características principais incluem folhas compostas, flores tubulares e roxas e um tronco largo e esbranquiçado.

Normalmente encontrada em regiões de clima tropical e subtropical, o jacarandá pode atingir alturas impressionantes e é muito apreciado em jardins e paisagismo. Existem diversas espécies de jacarandá, sendo o Jacaranda mimosifolia um dos mais populares.

Além de sua importância estética, o jacarandá também possui usos comerciais, sendo utilizado na fabricação de móveis, instrumentos musicais e artigos de decoração. Suas flores também são utilizadas na produção de mel de alta qualidade.

Principais características do jacarandá: conheça mais sobre essa árvore exótica e ornamental.

O jacarandá é uma árvore exótica e ornamental conhecida por suas belas flores roxas e madeira de qualidade. Nativa da América do Sul, o jacarandá possui algumas características distintas que o tornam uma espécie única e desejável em projetos de paisagismo e na produção de móveis.

Uma das principais características do jacarandá é a sua florada exuberante, que ocorre geralmente na primavera. As flores roxas em formato de trompete dão um toque de cor e elegância ao ambiente onde a árvore está plantada. Além disso, o jacarandá é uma árvore de porte médio a grande, podendo alcançar alturas consideráveis e proporcionar sombra em áreas externas.

Outra característica marcante do jacarandá é a sua madeira de alta qualidade, conhecida por ser resistente e durável. A madeira do jacarandá é frequentemente utilizada na fabricação de móveis finos e instrumentos musicais, devido à sua beleza e propriedades físicas. Além disso, o jacarandá também é utilizado na produção de peças de artesanato e objetos decorativos.

O jacarandá é uma árvore que prefere climas tropicais e subtropicais, sendo encontrada principalmente em regiões como o Brasil, Argentina e Paraguai. No entanto, devido à sua popularidade, o jacarandá também pode ser encontrado em outros países com condições climáticas semelhantes.

Existem diversas espécies de jacarandá, sendo as mais conhecidas o Jacarandá-mimoso (Jacaranda mimosaefolia) e o Jacarandá-azul (Jacaranda mimosifolia). Ambas as espécies são apreciadas por suas flores vistosas e madeira de qualidade, sendo frequentemente cultivadas em jardins e parques.

Com sua florada colorida, madeira resistente e presença imponente, o jacarandá é uma espécie que agrega beleza e sofisticação a qualquer ambiente.

Localização do jacarandá: descubra onde essa árvore exótica pode ser encontrada.

O jacarandá é uma árvore exótica conhecida por sua beleza e elegância. Originária da América do Sul, essa árvore pode ser encontrada em regiões tropicais e subtropicais, como Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. No entanto, devido à sua popularidade, o jacarandá também foi introduzido em outras partes do mundo, como África, Ásia e Austrália.

Com suas flores roxas e folhas verde-escuras, o jacarandá é uma árvore que chama a atenção e acrescenta beleza a qualquer paisagem. Além disso, suas sementes são utilizadas na medicina tradicional para tratar diversos problemas de saúde, como inflamações e dores musculares.

Existem diversas espécies de jacarandá, cada uma com suas características únicas. Algumas delas são mais altas e robustas, enquanto outras são menores e mais delicadas. Independente da espécie, o jacarandá é uma árvore que se destaca onde quer que esteja plantada.

Suas flores roxas e folhas verde-escuras a tornam uma presença marcante em qualquer ambiente, e suas sementes têm propriedades medicinais. Explore mais sobre essa árvore fascinante e descubra o encanto do jacarandá.

Número de espécies de jacarandá encontradas no Brasil: quantas são?

Número de espécies de jacarandá encontradas no Brasil: quantas são? Existem aproximadamente 35 espécies de jacarandá no Brasil, sendo que a mais conhecida é o jacarandá-mimoso (Jacaranda mimosaefolia).

Relacionado:  Staphylococcus: características, morfologia, metabolismo

Jacarandá é uma árvore de porte médio a grande, que pode chegar a até 30 metros de altura. Suas folhas são compostas e suas flores são roxo-azuladas, formando cachos muito vistosos.

O jacarandá é encontrado em diversos habitats, desde matas ciliares até regiões de Cerrado. Sua ocorrência se dá principalmente na região Sudeste do Brasil, mas também pode ser encontrado em outras regiões do país.

Além do jacarandá-mimoso, outras espécies de jacarandá encontradas no Brasil incluem o jacarandá-da-bahia (Dalbergia nigra) e o jacarandá-do-campo (Jacaranda caroba). Cada uma dessas espécies possui características próprias, mas todas são apreciadas pela beleza de suas flores e madeira.

O jacarandá é uma árvore muito utilizada na arborização urbana, devido à sua beleza e resistência. Sua madeira é também muito valorizada na marcenaria, sendo utilizada na fabricação de móveis e instrumentos musicais.

Benefícios e utilidades da árvore de jacarandá em nosso ecossistema e para a sociedade.

O jacarandá é uma árvore de grande importância em nosso ecossistema, proporcionando uma série de benefícios e utilidades para a sociedade. Esta árvore, pertencente ao gênero Jacaranda, é conhecida por sua beleza e versatilidade.

Existem diversas espécies de jacarandá, sendo as mais comuns o Jacaranda mimosifolia e o Jacaranda cuspidifolia. Estas árvores são nativas de países como o Brasil, Argentina e África do Sul, onde são encontradas em habitats diversos, desde florestas tropicais até áreas mais secas.

Uma das principais características do jacarandá é a sua floração exuberante, com flores em tons de roxo e lilás. Além disso, a madeira desta árvore é muito valorizada, sendo utilizada na fabricação de móveis, instrumentos musicais e artigos de decoração.

No entanto, os benefícios do jacarandá vão além de sua beleza e utilidade comercial. Esta árvore desempenha um papel fundamental no equilíbrio do ecossistema, fornecendo abrigo e alimento para diversas espécies de animais, além de contribuir para a melhoria da qualidade do ar e do solo.

Para a sociedade, o jacarandá é uma fonte de sombra e frescor em áreas urbanas, contribuindo para o bem-estar das pessoas e para a redução da temperatura ambiente. Além disso, a preservação desta árvore é essencial para a manutenção da biodiversidade e para a proteção do meio ambiente.

Sua beleza, versatilidade e importância ecológica fazem dela uma espécie essencial para a preservação da natureza e para o bem-estar humano.

Jacarandá: características, habitat, espécies, usos

O gênero Jacaranda é um membro da família Bignoniaceae, uma família de plantas dicotiledôneas. É comum encontrar plantas desse gênero em regiões da América tropical e subtropical. Por outro lado, os membros do gênero são caracterizados por apresentar um estilo de vida semelhante a uma árvore.

Árvores do gênero Jacaranda têm tamanhos entre médio e grande porte (algumas espécies brasileiras são arbustos ou arbustos). Além disso, as folhas dessas árvores são bipinadas. Por sua vez, eles têm inflorescência.

Jacarandá: características, habitat, espécies, usos 1

Jacarandás em uma rua de La Plata, Argentina. Fonte: Wikimedia Commons

Por outro lado, os frutos são cápsulas oblongas e as sementes são finas e aladas. Algumas árvores são caracterizadas pela produção de flores lilás.

Atualmente, são conhecidas cerca de 49 espécies desse gênero. Essas espécies são distribuídas em regiões tropicais e subtropicais e são muito comuns na América tropical. São espécies pioneiras de luz altamente exigentes.

Plantas do gênero Jacaranda possuem interessantes propriedades biológicas e químicas. Atualmente, suas aplicações variam do uso como antiparasitário ao antitumoral. Além disso, as árvores deste gênero são exploradas por sua madeira.

Relacionado:  Flora e fauna da África: espécies mais representativas

Caracteristicas

O gênero Jacaranda é caracterizado por apresentar árvores de médio porte a algumas de grande porte. No entanto, algumas espécies no Brasil têm um estilo de vida arbustivo ou sub-espesso.

A folhagem é decídua e as folhas são geralmente bipinadas. Algumas árvores mostram folhas pinadas e poucas têm folhas simples.

Da mesma forma, as árvores têm inflorescência paniculada que pode ser terminal ou axilar. Assim, a inflorescência pode ser pauciflora ou multiflora, e algumas vezes as inflorescências nascem de ramos antigos.

Enquanto isso, o cálice é curto e largo, em forma de sino. Eles também podem ter uma forma cupular, quase truncada. Geralmente, o cálice possui cinco sépalas denticuladas ou com lobos agudos.

Por outro lado, a corola é azul – roxa, tubular, em forma de sino. Você também pode apresentar pubescência ou não ter cabelos. Além disso, os estames têm anteras sem pubescência, geralmente de uma única teca. Os grãos de pólen são lisos na cobertura e têm três aberturas no equador.

Jacarandá: características, habitat, espécies, usos 2

Honeyeater preto masculino em uma árvore de jacarandá. Sandy Hollow, NSW, Austrália [CC BY-SA 3.0 (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0)]

Por outro lado, os frutos das plantas de jacarandá são cápsulas oblongas, geralmente achatadas perpendiculares ao septo. Além disso, as cápsulas são deiscentes perpendiculares ao septo e paralelas ao plano de compressão.

Por outro lado, os folhetos de frutas são glabrosos (sem pubescência), com margem ondulada. Por sua vez, as sementes são finas e aladas, com asas membranosas hialinas ou marrons.

Jacarandá: características, habitat, espécies, usos 3

Fruto do jacarandá. Tencho [CC BY-SA 4.0 (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0)]

Habitat e distribuição

O gênero Jacaranda contém 49 espécies em todo o mundo e é nativo da América Central, Caribe e América do Sul. Na América tropical, eles são distribuídos do sul do México, através das Índias Ocidentais, para a Argentina. Eles também são amplamente cultivados no continente europeu.

Jacarandá: características, habitat, espécies, usos 4

Jacaranda micrantha. Fonte: Wikimedia Commons

Das 49 espécies de jacarandá , 39 são endêmicas do Brasil. Várias dessas espécies brasileiras foram relatadas em uma única localidade: Jacaranda bullata, Jacaranda egleri, Jacaranda intricata, Jacaranda morii, Jacaranda paucifoliolata, Jacaranda praetermissa.

Por sua vez, Jacaranda decurrens é uma espécie endêmica da região do Cerrado no Brasil. Outra espécie, Jacaranda copaia, é considerada uma espécie neotropical de floresta úmida distribuída de Belize, através do Brasil e Bolívia.

Jacarandá: características, habitat, espécies, usos 5

Jacarandá brasileiro mauroguanandi [CC BY 2.0 (https://creativecommons.org/licenses/by/2.0)]

Na Colômbia, há oito táxons representados, dos quais um não é nativo: Jacaranda mimosifolia . Esta última espécie está distribuída no nordeste da Argentina e nas áreas limítrofes da Bolívia e é amplamente cultivada em países tropicais e subtropicais.

Geralmente as árvores de jacarandá são pioneiras. Isso os leva também a exigir muita luz, de modo que eles tendem a colonizar as clareiras nas florestas.

Por outro lado, as sementes são espalhadas pelo vento, após o que germinam. Mais tarde, eles podem colonizar as áreas abertas criadas pelas quedas das árvores.

Espécies

O gênero Jacaranda compreende cerca de 49 espécies em todo o mundo, das quais se pode mencionar:

  1. Jacaranda acutifolia
  2. Jacaranda arborea
  3. Jacaranda bracteata Bureau & K. Schum.
  4. Jacarandá brasileiro (Lam.) Pers.
  5. Jacaranda bullata H.Gentry
  6. Jacaranda caerulea (L.) J.St.-Hil.
  7. Jacaranda campinae H.Gentry e Morawetz
  8. Jacaranda carajasensis H.Gentry
  9. Jacaranda caroba (Vell.) DC.
  10. Jacaranda copaia (Aubl.) D.Don
  11. Jacaranda copaia spectabilis (Mart. Ex DC.) AHGentry
  12. Jacaranda Cowellii Britton e P. Wilson
  13. Jacaranda crassifolia Morawetz
  14. Jacaranda decurrens
  15. Jacaranda Duckei Vattimo
  16. Jacaranda Glabra (DC.) Bureau e K. Schum.
  17. Jacaranda grandifoliolata H.Gentry
  18. Jacaranda hesperia Dugand
  19. Jacaranda intricata H.Gentry e Morawetz
  20. Jacaranda Irwinii H. Gentry
  21. Jacaranda Jasminoides (Thunb.) Sandwith
  22. Jacaranda Macrantha
  23. Jacaranda Macrocarpa Bureau e K. Schum.
  24. Jacaranda Micrantha
  25. Jacaranda microcalyx H.Gentry
  26. Jacaranda mimosifolia Don
  27. Jacaranda montana Morawetz
  28. Jacaranda mutabilis
  29. Jacaranda obovata
  30. Jacaranda obtusifolia
  31. Jacaranda obtusifolia rhombifolia (G.Mey.) AHGentr
  32. Jacaranda orinocensis Sandwith
  33. Jacaranda paucifoliata ex DC.
  34. Jacaranda paucifoliolata ex A. DC.
  35. Jacaranda poitaei
  36. Jacaranda praetermissa Sandwith
  37. Jacaranda puberula Cham
  38. Jacaranda pulcherrima Morawet
  39. Jacaranda racemosa
  40. Jacaranda rufa Silva Manso
  41. Jacaranda rugosa H.Gentry
  42. Jacaranda Selleana
  43. Jacaranda simplicifolia Schum. ex-Bureau & K. Schum.
  44. Jacaranda sparrei H.Gentry
  45. Subalpino Jacaranda Morawetz
Relacionado:  Morganella morganii: características, doenças, tratamentos

Usos e aplicações

Indústria madeireira

As árvores de jacarandá são amplamente utilizadas na indústria madeireira, dadas as propriedades físicas da madeira produzida. O alto grau de dureza de seus toros, e especialmente suas propriedades e aparências, os tornam usados ​​na produção de itens manufaturados de alto valor, como móveis.

No Brasil, a indústria madeireira das árvores de jacarandá vem aumentando nos últimos anos. A exploração de madeira, principalmente da espécie J. copaia , tornou o Brasil um dos primeiros produtores de madeira.

As árvores de J. copaia têm alto potencial para serem exploradas por sua madeira, uma vez que são consideradas as árvores que mais crescem.

Tratamento de doenças

Da mesma forma, as espécies de jacarandá têm qualidades etnobotânicas, porque certos metabólitos têm propriedades antiparasitárias, principalmente contra a malária. Alguns de seus metabólitos, principalmente triterpenos, fenóis e quinonas, são muito estudados por suas propriedades ativas. Da mesma forma, verificou-se que extratos de algumas espécies deste gênero têm propriedades antitumorais.

Jacarandá: características, habitat, espécies, usos 6

Jacaranda acutifolia no Jardim Botânico da Universidade de Debrecen. Krzysztof Ziarnek, Kenraiz [CC BY-SA 4.0 (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0)]

Por exemplo, J. acutifolia é usado no tratamento de feridas e dermatites. Os extratos foliares de J. caerulea são utilizados para o tratamento de abscessos e espinhas. Por sua vez, J. caroba é usado como adstringente, como diurético e contra a sífilis. Na Bolívia, J. cuspidifolia é usado no tratamento da leishmaniose. A última doença é tratada por extratos de várias espécies de jacarandá .

Referências

  1. Bertoni, B., Telles, MP, Malosso, MG, Torres, SCZ, Pereira, JO, Lourenço, MV, França, SC, Pereira, AMS, 2010. Diversidade genética em populações naturais de decaídas de Jacaranda determinadas por marcadores RAPD e AFLP. Genética e Biologia Molecular. 33 (3), 532-538.
  2. Jones, FA, Hubbell, SP, 2006. Estrutura genética espacial demográfica da árvore Neotropical, Jacaranda copaia. Ecologia Molecular. 15, 3205-3217.
  3. Cachet, MS, Schühly, W., 2008. Jacaranda – Uma revisão etnofarmacológica e fitoquímica. Jornal de Etnofarmacologia. 121, 14-27.
  4. Jacaranda Juss., Gen. PL: 138. 1789.
  5. Maués, MM, De Oliveira PE, Kanashiro, M., 2008. Biologia da polinização em Jacaranda copaia (Aubl.) D. Don. (Bignoniaceae) na “Floresta Nacional do Tapajós”, Amazônia Central, Brasil. Revista Bot Brasil. 31 (3), 517-527.
  6. A Lista de Plantas (2013). Versão 1.1 Publicado na internet; http://www.theplantlist.org/tpl1.1/search?q=jacaranda (Acessado em 11 de maio de 2019).
  7. Wright, SJ, van Schaik, CP, 1994. Luz e fenologia de árvores tropicais. O naturalista americano 143 (1), 192-199.

Deixe um comentário