Literalidade: significado, marcas literais e exemplos

Literalidade é uma qualidade, condição, característica ou virtude relacionada ao literal. Do ponto de vista literário, essa expressão representa a fidelidade de um conjunto de palavras expostas no texto com um significado exato e adequado.

Apesar da “obviedade” que existe por trás das palavras, sua interpretação pode variar de acordo com cada pessoa. Portanto, a precisão do que foi expresso deve ser suportada pelo tipo de idioma e apresentação do texto.

Literalidade: significado, marcas literais e exemplos 1

Nesse ponto, vale ressaltar que essa palavra também é aplicada em outras disciplinas, como tradução e direito comercial. No primeiro, por ser uma especialização da literatura, a tradução deve ser baseada em um conhecimento aprofundado do idioma e dos recursos que possui, para obter um resultado semelhante à versão original.

Por outro lado, no direito comercial, refere-se à execução de resoluções contempladas no texto, especialmente os chamados valores mobiliários.

Significado

Literalidade é fidelidade às palavras de um texto ou ao significado exato e adequado. Portanto, entende-se que essa expressão abrange a apresentação de palavras e como elas devem ser percebidas pelo leitor.

Como mencionado anteriormente, a literalidade se estende a diferentes campos do conhecimento humano, sendo um deles o direito comercial. Indica que esse termo é uma das principais características da lei, porque a lei é regida pelo que está escrito no documento (neste caso, valores mobiliários).

Nesse ponto, você pode adicionar o significado de literalidade no campo jurídico, extraído de Gerencie.com:

“… O direito literal é o que está contido nas cartas, escritas em um documento (…) é válido apenas e exclusivamente o que está escrito nele.”

Tipos de linguagem

Entende-se que o texto possui dois tipos de linguagem, conotativa e denotativa, de modo que o significado pode variar de acordo com os recursos utilizados pelo autor. Tendo em conta o que precede, está definido o seguinte:

Linguagem conotativa : é um tipo de recurso subjetivo e poético, para dar outros significados de acordo com as palavras utilizadas. Este item tem um lugar no que tende a ser a linguagem literária.

Linguagem denotativa : indica o significado real das palavras, uma vez que não acomoda interpretações gratuitas. É suportado em termos técnicos, objetivos, precisos e referenciais. Isso é considerado um tipo de linguagem não literária.

Marcas de literalidade

Tendo em conta o que precede, são obtidos diferentes tipos de marcas ao assinalar:

Polissemia : refere-se ao conjunto de significados contidos em uma palavra e isso é alcançado dependendo da apresentação do texto. Para alguns especialistas, é um recurso amplamente utilizado pelos autores para dar elegância e força aos seus escritos.

Metonímia : é a mudança do significado de uma palavra quando ela se junta a outra.

Comparação : expresse semelhanças e pontos em comum entre duas palavras; portanto, é necessário usar links (por exemplo, “como”, “como”, “parece”), para estabelecer essa conexão.

Metáfora : serve para conceder uma qualidade imaginária a uma pessoa, animal ou objeto, sem o uso de um link.

Anáfora : é a repetição de palavras com o objetivo de dar ritmo ao texto.

Epíteto ou adjetivo : é a soma de um adjetivo para um determinado assunto, a fim de apresentar ou destacar alguma qualidade dele.

Antítese : contraste de dois termos que têm significados opostos.

Prosopoyea : é a atribuição de sentimentos, palavras e outras qualidades humanas a objetos e animais.

Hyperbatón : inversão da ordem das frases para dar ritmo e musicalidade ao texto.

Ironia : é um dos recursos mais populares nos textos, pois se concentra em implicar um significado diferente do que poderia ser entendido literalmente. Portanto, ele usa zombaria para transmitir a mensagem.

A literalidade na tradução

Essa expressão também se estende a outras disciplinas, incluindo tradução. Um aspecto importante nesse caso tem a ver com as habilidades do tradutor, pois ele deve manter o significado principal do texto original para levá-lo para outro idioma.

A literalidade deve ser, até certo ponto, flexível, uma vez que deve preservar o espírito refletido na escrita, além de usar seu conhecimento na área. Portanto, dois aspectos importantes da literalidade e seu uso na tradução são destacados:

-Ele permite eliminar as diferenças de um idioma para outro.

Ajudam a entender como os outros pensam sobre um determinado tópico.

O direito literal

Nesta disciplina, a literalidade está diretamente ligada ao direito comercial, especificamente com valores mobiliários.

-O valor da segurança pode ser: cheques, notas promissórias, letras de câmbio, ações de uma empresa ou recibo de depósito em um armazém.

-O conteúdo literal é importante e decisivo de acordo com o conteúdo do título.

– Somente o que já é mencionado no documento pode ser aplicado, portanto, uma descrição detalhada dos direitos e aspectos importantes a serem executados deve ser feita.

– Os acordos verbais não serão incluídos, mesmo que tenham envolvido ações voluntárias entre as partes.

– Segundo os especialistas, a literalidade é cumprida em duas fases: uma que se refere à redação do documento, conforme estipulado na lei, e a outra que corresponde às ações que a pessoa que recebe o benefício desse título deve executar. .

Exemplos

– “O coração é o principal órgão do sistema circulatório. Sua função é impulsionar o sangue por todo o corpo. ”

– “O problema da inserção laboral deriva basicamente da incapacidade do sistema socioenômico”.

– “… O evento antigo que pode ser datado no universo (…) remonta a cerca de 12 bilhões de anos.”

Referências

  1. 10 Exemplos de textos científicos curtos. (2018). Em Ortografía.com.es. Recuperado: 4 de outubro de 2018. Em Ortografía.com.es of ortografía.com.es.
  2. Literalidade (sf). Na definição a. Retirado: 4 de outubro de 2018. Na definição a de definiciona.com.
  3. Literalidade (sf). No WordReference. Retirado: 4 de outubro de 2018. No WordRerence of wordreference.com.
  4. Literalidade (primeira parte). (sf). Em logotipos. Retirado: 4 de outubro de 2018. Em Logos de cursos.logos.it.
  5. Literalidade de valores mobiliários. (2017). Em Gerencie.com. Retirado: 4 de outubro de 2018. No Gerencie.com de gerencie.com.
  6. Literalidade, necessidade, autonomia: atributos dos títulos. (2010). Em Scielo. Recuperado: 4 de outubro de 2018. Em Scielo de scielo.org.co.
  7. Marcas do literal. (sf) Nos ensaios do clube. Retirado: 4 de outubro de 2018. Nos Ensaios de clube de clubensayos.com.
  8. Títulos e valores mobiliários O que é um título de valor? (sf). Em Gerencie.com. Retirado: 4 de outubro de 2018. No Gerencie.com de gerencie.com.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies