Os 10 acidentes geográficos mais importantes da Guatemala

A Guatemala é um país da América Central conhecido por sua diversidade geográfica e belezas naturais. Entre os acidentes geográficos mais importantes do país, podemos destacar vulcões ativos, lagos cristalinos, montanhas imponentes e cavernas misteriosas. Neste artigo, exploraremos os 10 acidentes geográficos mais significativos da Guatemala, destacando suas características únicas e importância para o país.

Descubra os 10 principais acidentes geográficos do mundo em apenas um clique.

Descubra os 10 principais acidentes geográficos do mundo em apenas um clique. A Guatemala, um país da América Central, possui uma variedade de acidentes geográficos impressionantes. Desde vulcões ativos até lagos deslumbrantes, a Guatemala tem muito a oferecer aos amantes da natureza.

Um dos acidentes geográficos mais importantes da Guatemala é o Vulcão Tajumulco, o pico mais alto da América Central, com uma altitude de 4.220 metros. Este vulcão oferece vistas deslumbrantes da paisagem circundante. Outro destaque é o Lago Atitlán, um lago de cratera rodeado por três vulcões e considerado um dos lagos mais bonitos do mundo.

A Caverna de Lanquín é outro acidente geográfico impressionante, com estalactites e estalagmites que formam paisagens surreais. O Rio Dulce, que flui do Lago Izabal até o mar do Caribe, é uma importante via navegável no país.

Além disso, o Parque Nacional Tikal abriga as ruínas de uma antiga cidade maia, cercada pela selva tropical. O Rio Motagua, que atravessa o país de leste a oeste, é outra característica geográfica importante da Guatemala.

Os Cenotes de Candelaria são formações rochosas únicas que criam piscinas naturais para os visitantes desfrutarem. O Lago Petén Itzá, localizado perto das ruínas de Tikal, é outro destaque geográfico do país.

Por fim, as Montanhas Cuchumatanes oferecem trilhas desafiadoras e vistas espetaculares para os aventureiros. Com uma diversidade de acidentes geográficos impressionantes, a Guatemala é um destino imperdível para os amantes da natureza e da aventura.

Descubra os principais acidentes geográficos da planície costeira em 10 exemplos.

A Guatemala é um país repleto de belos acidentes geográficos que merecem ser explorados. Na sua planície costeira, encontramos uma variedade de formações naturais que impressionam pela sua beleza e grandiosidade. Vamos descobrir os 10 acidentes geográficos mais importantes desta região:

1. Volcán de Pacaya: Um dos vulcões mais ativos da Guatemala, com impressionantes erupções frequentes.

2. Lago de Izabal: O maior lago do país, cercado por exuberante vegetação e rica vida selvagem.

3. Rio Motagua: Um importante rio que atravessa a planície costeira, proporcionando água para a agricultura local.

4. Cavernas de Candelaria: Um complexo de cavernas fascinantes, com formações rochosas impressionantes.

5. Montanhas de Sierra Madre: Uma cadeia de montanhas que oferece vistas deslumbrantes da região.

6. Península de Monterrico: Uma península paradisíaca com praias de areia branca e águas cristalinas.

7. Reserva da Biosfera Maya: Uma área protegida que abriga uma rica biodiversidade, incluindo diversas espécies ameaçadas.

8. Salinas de Monterrico: Salinas naturais onde é possível observar o processo de extração de sal de forma tradicional.

Relacionado:  O que e o que são os pisos ecológicos da Bolívia?

9. Parque Nacional Tikal: Um dos sítios arqueológicos mais importantes da civilização maia, cercado por uma exuberante vegetação.

10. Cataratas de Semuc Champey: Uma série de piscinas naturais em tons de azul turquesa, perfeitas para um mergulho refrescante.

Estes são apenas alguns dos incríveis acidentes geográficos que podemos encontrar na planície costeira da Guatemala. Vale a pena explorar cada um deles e se maravilhar com a grandiosidade da natureza neste belo país da América Central.

Identifique qual é o nome do acidente geográfico presente na região.

Um dos acidentes geográficos mais importantes da Guatemala é o Lago de Atitlán, localizado na região montanhosa dos altos planaltos. Este lago é cercado por três vulcões impressionantes, criando uma paisagem deslumbrante. Além disso, o Lago de Atitlán é conhecido por sua água azul-turquesa e pelas diversas comunidades indígenas que habitam suas margens.

Conheça os acidentes naturais da geografia: montanhas, rios, lagos e oceanos.

A Guatemala é um país repleto de belezas naturais e possui uma geografia diversificada, com diversos acidentes geográficos que impressionam pela sua grandiosidade e beleza. Conheça os 10 acidentes geográficos mais importantes desse país da América Central.

1. Vulcões: A Guatemala é conhecida como a “terra dos vulcões”, possuindo mais de 30 vulcões ativos, sendo o mais famoso o Vulcão de Fogo.

2. Cordilheira dos Cuchumatanes: Localizada no noroeste do país, é a cordilheira mais alta da América Central, com picos que chegam a mais de 3.800 metros de altitude.

3. Lago de Atitlán: Considerado um dos lagos mais bonitos do mundo, o Lago de Atitlán impressiona pela sua beleza cênica e pelas suas águas cristalinas.

4. Rio Dulce: Um dos rios mais importantes da Guatemala, que desemboca no Mar do Caribe, passando por uma região de grande beleza natural.

5. Cânion del Sumidero: Localizado na fronteira com o México, é um dos cânions mais impressionantes da América Central, com paredes que chegam a mais de 1.000 metros de altura.

6. Pico Tajumulco: Com seus 4.220 metros de altitude, é o ponto mais alto da Guatemala e da América Central.

7. Lago de Izabal: O maior lago da Guatemala, é uma importante fonte de pesca e turismo na região.

8. Rio Motagua: Um dos rios mais importantes do país, que nasce nas montanhas da região central e deságua no Mar do Caribe.

9. Cordilheira dos Andes: Presente na região oeste da Guatemala, é uma cadeia de montanhas que oferece paisagens deslumbrantes e desafios para os amantes do trekking.

10. Oceano Pacífico: A Guatemala possui uma extensa costa banhada pelo Oceano Pacífico, com praias paradisíacas e uma rica biodiversidade marinha.

Esses são apenas alguns dos acidentes geográficos mais importantes da Guatemala, que tornam esse país um verdadeiro paraíso para os amantes da natureza e da aventura.

Os 10 acidentes geográficos mais importantes da Guatemala

As formas de relevo mais proeminentes na Guatemala são os vários sistemas de montanhas, cadeias de montanhas e vulcões.A Guatemala é um país que possui uma geografia privilegiada.

Está localizado na América Central e faz fronteira com o México, Belize, El Salvador e Honduras. O território guatemalteco é constituído por costas sobre o Oceano Atlântico e o Pacífico.

Os 10 acidentes geográficos mais importantes da Guatemala 1

Vulcão Fuego e Acatenago

O país está dividido em três regiões: a planície costeira, a região do alto planalto e o departamento de Petén, que é uma região de planície com planícies.A Guatemala é considerada uma terra de vulcões. É formado em torno de uma cordilheira com extensas encostas.

Para conhecer as características do ambiente natural desta região da América Central, é essencial estudar sua fisiografia, que você conhecerá a seguir.

Principais acidentes geográficos da Guatemala

1- As montanhas maias

Esta área está localizada no departamento de Petén e sua extensão é de 123.685 hectares. Devido às diferentes alturas encontradas nessas montanhas, é possível o crescimento de espécies da flora típicas das regiões temperadas e da floresta tropical.

Além disso, esta área é o habitat da floresta de pinheiros, da floresta subtropical e também da floresta alta. Nestas montanhas, o clima é quente e úmido. As estações do ano são bem diferenciadas. A estação chuvosa de junho a dezembro e a estação seca de janeiro a maio. Essa região é alongada de norte a sul, mas estreita de leste a oeste.

2- A Sierra de los Cuchumatanes

A Sierra de los Cuchumatanes é a cordilheira não-vulcânica mais alta da América Central. É uma grande cordilheira localizada a oeste do país. Seu comprimento é de aproximadamente 400 quilômetros.

Faz parte das terras altas cristalinas da Guatemala, uma área que se estende na parte central do território guatemalteco. Essas terras são caracterizadas por serem compostas por rochas ígneas.

3- A Serra Madre de Chiapas

Conhecida na Guatemala como Sierra Madre, é uma cordilheira que atravessa o sudeste da Guatemala, México, El Salvador e parte de Honduras. É um extenso sistema de montanhas considerado a maior cordilheira da América Central.

Os pontos mais altos desta cordilheira alcançam 4.000 metros acima do nível do mar. A maioria dos vulcões encontrados na Guatemala faz parte.

4- Vulcão Tajumulc

Este é o vulcão mais alto do país e em toda a América Central, com 4.220 metros. Está localizado na Sierra Madre, a 15 ° 02 ’33 ”de latitude norte e 91 ° 54 ’14” de longitude oeste. Sua constituição é rochosa e não possui atividade.

No entanto, apesar disso, no passado, o vulcão Tajumulco teve vários relatos de erupções vulcânicas. No entanto, nenhum foi confirmado como uma verdadeira erupção. Em 1956, este vulcão foi declarado uma área protegida.

5- Vulcão Tacaná

Este vulcão é o segundo pico mais alto da Guatemala. Está localizado no departamento de San Marcos, na fronteira com o México.

A cúspide do vulcão Tacaná é formada por uma cápsula de lava e a cratera superior tem um diâmetro de 400 metros. O cume deste vulcão é simétrico e sua base tem um diâmetro de 10 quilômetros.

Por outro lado, o vulcão Tacaná possui lugares bastante altos com vegetação alpina. Nele existem florestas de pinheiros, fontes de água, rebanhos de ovelhas, pastores, campos verdes, campos abertos, sol alto, frio à noite e vento gelado.

Relacionado:  Rupa Rupa Region: Flora, Fauna, Clima e Características

6- Vulcão de Fogo

O vulcão Fuego é um dos poucos vulcões ativos. No país, existem 37 vulcões e apenas alguns atingem mais de 3.000 metros de altura. Entre eles está o fogo, que tem uma altura de 3.763 metros.

É um vulcão localizado entre os departamentos de Sacatepéquez, Escuintla e Chimaltenango. É um dos vulcões mais impressionantes da América Central.

Suas erupções geralmente são violentas e sua atividade mais recente foi registrada em janeiro de 2017. Essas explosões foram classificadas como constantes, moderadas e fortes.

7- Lago de Amatitlán

Este é um lago de cratera localizado a cerca de 25 quilômetros da Cidade da Guatemala, a uma altitude de 1186 metros acima do nível do mar. Possui uma área de 15,2 km², além de 12 km de comprimento e 3 km de largura. A profundidade máxima deste lago é de 33 metros e a profundidade média é de 18 metros.

A formação do lago Amatitlán deveu-se aos movimentos tecto-vulcânicos que ocorreram na área devido à atividade dos vulcões Fuego, Pacaya, Agua e Acatenango.

8- A Serra de Lacandón

A Sierra de Lacandón está localizada nas terras altas calcárias da Guatemala. É uma área montanhosa caracterizada por um relevo quebrado e por ter solos rasos, fáceis de corroer.

Os cumes desta cordilheira atingem 636 metros acima do nível do mar. Também é constituído por cumes de calcário dobrado e colinas de dolomita, que se elevam acima da planície da bacia de Petén.

9 – Vale do Rio Polochic

O rio Polochic é um dos mais importantes e corre em uma das mais extensas falhas geológicas do país. Sua boca está localizada no lago Izabal e nasceu em Alta e Baja Cerapaz.

As terras que compõem o vale do rio Polochic são adequadas para a agricultura, mas apenas em áreas que não são inundadas. Pouco a pouco, o rio Polochic está aumentando seu fluxo. Isto é devido à comida dos rios que vêm das montanhas.

10- Vale do Rio Motagua

Esta é a área que se estende ao sul da Serra de Las Minas. No meio do vale, o rio Motagua (um dos mais longos) deságua no Oceano Atlântico.

Abaixo deste rio está a falha de Motagua, que é a mais longa falha geológica neste país da América Central. As terras do vale do rio Motagua são caracterizadas por serem semi-áridas, mas com solos férteis quando podem ser irrigadas.

Referências

  1. Paiz, G. (2007). Degradação ambiental e desastres na Guatemala. Educação ambiental para adolescentes. Módulo 1. Guatemala. Recuperado de pami-guatemala.org.
  2. Acevedo, L. (2012). Estabilização mecânica de solos coesos através do uso de material piroclástico do vulcão Pacaya. Universidade de San Carlos da Guatemala. Recuperado de library.usac.edu.gt.
  3. Carrillo, Julio. (2014). Acidentes geográficos da Guatemala. Recuperado de slideshare.net.

Deixe um comentário