Os 25 principais órgãos do corpo humano

Os 25 principais órgãos do corpo humano 1

Nosso corpo não é uma massa homogênea e uniforme. Somos organismos complexos, formados por um grande número de diferentes tipos de células, tecidos, órgãos e sistemas que, em sua totalidade, permitem nossa sobrevivência e adaptação ao meio ambiente em maior ou menor grau.

Os órgãos do corpo humano são uma parte fundamental deste conjunto , havendo uma grande variedade deles em todo o corpo humano. Neste artigo, revisaremos brevemente apenas isso, os principais órgãos do corpo humano.

  • Você pode estar interessado: ” Os 10 ramos da Biologia: seus objetivos e características “

Revendo o conceito: o que é um órgão?

Embora seja algo que a maioria das pessoas já sabe, é conveniente fazer uma breve menção do que consideramos um órgão, pois muitas vezes pode haver confusão entre esse conceito e o de tecido.

Consideramos como órgão qualquer conjunto de tecidos orgânicos associados que compõem um todo estruturado e organizado como uma unidade , podendo desempenhar uma (ou várias) funções específicas dentro do organismo. Geralmente, os órgãos se associam formando sistemas diferentes, que juntos regulam os diferentes processos ligados a funcionalidades fisiológicas e comportamentais específicas.

Embora praticamente todos os órgãos tenham sua função, a verdade é que nem todos são fundamentais para nossa sobrevivência , há alguns que são mais relevantes que outros e até órgãos sem os quais é possível viver. Da mesma forma, também possuímos alguns elementos herdados de nossos ancestrais cujo papel é meramente vestigial.

Principais órgãos do corpo humano

Há uma enorme quantidade de diferentes órgãos espalhados por todo o corpo. Embora tecnicamente mais de oitenta órgãos diferentes possam ser encontrados e classificados no corpo humano, neste artigo, focaremos em alguns dos mais fundamentais e reconhecíveis como tais.

1. Cérebro

O chamado órgão rei, o cérebro é o núcleo do sistema nervoso e é responsável pelo gerenciamento do conjunto de funções corporais através do envio de sinais nervosos que governam o restante dos órgãos e sistemas. Seu desempenho permite a vida (de fato, a morte cerebral é considerada morte real) e o desempenho de qualquer tipo de comportamento. A percepção e o movimento, assim como as habilidades intelectuais, são produzidos por seu desempenho e bom funcionamento. É formado por neurônios e tecidos gliais.

2. Coração

Órgão formado pelo tecido muscular e o núcleo do sistema cardiovascular, o coração tem a principal função de bombear sangue por todo o corpo . Graças ao seu desempenho, podemos levar oxigênio e nutrientes para outros órgãos e sistemas corporais, permitindo sua sobrevivência.

3. Pulmões

Os pulmões são outro dos principais órgãos do corpo e, nesse caso, são o elemento principal do sistema respiratório . Estes são dois grandes órgãos que ocupam grande parte do tórax e cuja principal função é obter oxigênio do ambiente para permitir a respiração celular e eliminar o dióxido de carbono e outros resíduos gerados pelo funcionamento do corpo. Esses elementos são transportados dos pulmões para o resto do corpo ou dos órgãos para os pulmões através do sangue.

Relacionado:  Lesão cerebral adquirida: suas três principais causas

4. Estômago

O chamado segundo cérebro é outro dos órgãos que permite a nossa sobrevivência. Esse é o organismo responsável por diluir os alimentos que ingerimos graças aos ácidos presentes nele e aos enviados por várias vesículas e outros órgãos do sistema. Graças ao seu desempenho, podemos digerir alimentos e posteriormente absorver seus nutrientes

5. Fígado

Um órgão importante do corpo humano e parte do sistema digestivo, sua ação nos permite metabolizar nutrientes e as diferentes substâncias que consumimos. Também é essencial ao remover e purgar elementos interpretados como prejudiciais ao corpo.

6. Pâncreas

Outro dos órgãos mais importantes do corpo, o pâncreas faz parte do sistema digestivo e endócrino. Secreta diferentes enzimas e hormônios que permitem o gerenciamento e a regulação de diferentes elementos, como o nível glicêmico através da insulina secretada pelas ilhotas de Langerhans, glucagon ou grelina.

7. Intestinos (grosso e fino)

O intestino grosso e o intestino delgado são uma parte importante do trato digestivo, além do mais longo. Sua importância é capital, pois, ao passar os alimentos digeridos anteriormente no estômago por eles, eles são responsáveis ​​pela absorção de nutrientes , de modo a permitir nossa sobrevivência.

8. Rins

Elemento fundamental do organismo, esses órgãos permitem a purificação e a filtragem do sangue de forma que as toxinas e resíduos gerados pelo funcionamento do corpo através do sistema excretor possam ser eliminados. Além disso, permite que a reabsorção do sangue seja encaminhada através do sistema circulatório e atua como um elemento importante na homeostase corporal e na regulação da pressão arterial.

9. Timo

Este órgão (embora alguns autores considerem apenas uma glândula) faz parte do sistema imunológico e é de grande importância para a nossa sobrevivência. E é no timo que encontramos o órgão no qual os linfócitos T, glóbulos brancos, fundamentais para a defesa do organismo contra agressões bacterianas e substâncias externas tóxicas e gerados na medula espinhal , amadurecem e se diferenciam.

10. Baço

Embora no passado se acreditasse que o baço era um órgão sem função ou mesmo vestigial, a verdade é que, embora seja possível viver sem ele, ele possui funções relevantes para a nossa saúde. De fato, é considerado parte do sistema linfático e o maior órgão desse sistema.

Para começar, o baço cumpre a importante função de servir como depósito de sangue, o que permite manter níveis adequados e constantes desse elemento circulando pelo corpo. Mas não limita sua função a ser um mero armazém: também faz parte dos sistemas linfático e imunológico , atuando como um filtro e contribuindo para a síntese de anticorpos. Também ajuda a destruir os glóbulos vermelhos danificados e o equilíbrio de fluidos no corpo. Finalmente, esse órgão é caracterizado por ter células hematopoiéticas, células-tronco imaturas que podem acabar gerando diferentes tipos de células, dependendo da necessidade.

11. bexiga

Uma parte importante do organismo é a bexiga, um órgão na forma de um pequeno saco que armazena a urina, um produto do filtrado produzido pelos rins, e que posteriormente permite a expulsão pela uretra.

Relacionado:  Reabilitação após um derrame: o que é e como é realizado

12. Olhos

Os órgãos sensoriais também são muito relevantes para a nossa sobrevivência, pois permitem detectar o que acontece lá fora. Os olhos são um dos órgãos sensoriais mais importantes, permitindo perceber imagens através da aquisição de estímulos luminosos, sendo essas imagens posteriormente processadas pelo cérebro.

  • Você pode estar interessado: ” As 11 partes do olho e suas funções “

13. ouvido

O ouvido é uma estrutura sensorial que nos permite capturar as informações provenientes da vibração das ondas, podendo captar sons graças a ela. No entanto, é uma estrutura composta de vários elementos. Um dos mais relevantes é o órgão de Corti , sendo este o verdadeiro responsável pela aquisição de estímulos auditivos.

14. nariz

Identificados como o principal órgão olfativo, os elementos que fazem parte do nariz permitem a detecção e identificação de odores. Além disso, é através das narinas que a maioria das pessoas (embora algumas respirem pela boca) introduzem oxigênio de fora para o corpo e excretam o dióxido de carbono produzido na respiração. Atua como um filtro de microorganismos e aquece o ar que entra no corpo. O órgão Vomeronasal ou Jacobson merece uma menção especial, ligada à percepção dos feromônios.

15. Idioma

Órgão formado por tecido muscular essencial para múltiplas funções, como alimentação ou comunicação oral. Nele podemos encontrar as papilas gustativas, que nos permitem capturar os sabores dos diferentes alimentos ou substâncias que entram em contato com a boca.

16. pênis

O pênis é um dos principais órgãos sexuais masculinos existentes. É um elemento erétil que permite a relação sexual enchendo seus corpos cavernosos com sangue e a transmissão do sêmen para o exterior. Além disso, ao contrário das mulheres, também permite a expulsão da urina através do mesmo órgão.

17. Testículos

Parte do sistema reprodutivo e endócrino , essas são duas estruturas que geram e armazenam hormônios sexuais, como testosterona e células reprodutoras masculinas, o esperma.

18. Próstata

Órgão na forma de glândula que faz parte do sistema reprodutor masculino e cuja principal função é secretar substâncias que permitem a sobrevivência e proteção do esperma, sendo essencial na produção de sêmen.

19. Clitóris

Órgão sexual feminino que goza do privilégio de ser o ponto do organismo com o maior número de terminações nervosas no corpo humano . Sua única função conhecida no momento é proporcionar prazer durante a relação sexual ou com sua estimulação por outros meios. Curiosamente, o pênis e o clitóris surgem ao longo do desenvolvimento a partir da mesma estrutura e ambos podem ser erguidos.

20. Ovários

Localizados acima das trompas de falópio, os ovários são órgãos sexuais femininos que também fazem parte do sistema endócrino. É sobre as estruturas nas quais os óvulos são produzidos e desenvolvidos, bem como um dos principais produtores de estrogênio e progesterona nas mulheres.

Relacionado:  Glicólise: o que é e quais são suas 10 fases?

21. Útero

Órgão formado principalmente por músculo e tecido endotelial , é a parte do corpo feminino que abriga o futuro bebê enquanto está grávida e na qual é fornecido alimento e oxigênio através dos vasos sanguíneos.

22. Pele

Um dos órgãos mais visíveis externamente, a pele é a camada de tecido que cobre nosso corpo e nos separa da estimulação externa, sendo um elemento protetor. Além disso, protege-nos contra a desidratação e participa na regulação da temperatura corporal e excreção (através das glândulas sudoríparas presentes) de toxinas. É um órgão adaptável e flexível, de grande importância para a nossa sobrevivência e para o qual, no entanto, geralmente não é dada a mesma atenção a outros órgãos grandes.

23. ossos

Nossos ossos podem ser considerados um órgão, cuja principal função é a proteção dos principais órgãos (cérebro, coração e pulmões) e a manutenção de uma estrutura corporal que permita nossa funcionalidade básica. Além disso, eles estão ligados à criação de células sanguíneas e autoimunidade, bem como a um sistema armazenador e homeostático de substâncias como cálcio e gorduras (na medula amarela).

24. Músculos

Nossos músculos também podem ser identificados como um órgão. Sua principal função é permitir o movimento, voluntário e involuntário (por exemplo, respiratório ou digestão), contraindo e dilatando.

25. Dentes

Esses pequenos elementos presentes na boca também podem ser considerados um órgão e podem ter funções diferentes. O principal e mais óbvio é a mastigação e a preparação de alimentos sólidos a serem transportados pelo trato digestivo e garantir que os nutrientes sejam absorvidos. Eles também podem servir como um elemento defensivo contra agressões externas, como a de um predador ou de um membro da mesma espécie. Eles também participam junto com o restante dos órgãos bucofonatórios na comunicação.

… E muitos mais

Como dissemos, cerca de oitenta órgãos são o que compõe nosso corpo, dos quais apenas expusemos alguns dos mais importantes. O esôfago, a uretra, glândula como a tireóide … dependendo de onde estabelecemos os limites, encontraremos estruturas mais ou menos identificáveis ​​como órgãos. Há muito a investigar.

Pode-se pensar que hoje sabemos muito sobre o corpo. No entanto, há muita desinformação, mesmo sobre como nosso corpo age, limitando o conhecimento disponível sobre diferentes funções e processos corporais a várias teorias mais ou menos aceitas.

E ainda hoje existem muitos avanços e descobertas. Por exemplo, a existência do que veio a ser considerado outro órgão foi descoberta relativamente recentemente: o mesentério . Esse órgão faz parte do trato digestivo, sendo uma retirada do peritônio que faz com que o intestino permaneça no lugar, anexando-o à parede abdominal posterior (embora suas funções além disso ainda devam ser analisadas em maior extensão). Em conclusão, existem muitos órgãos e muito mais pesquisas que podem ser feitas sobre o funcionamento do nosso corpo, algo que ainda é amplamente desconhecido.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies