Planejamento administrativo de uma empresa: recursos

O planejamento administrativo de uma empresa é a determinação de uma estratégia que permita atingir seus objetivos, otimizando os recursos. Um plano apropriado deve ser flexível e envolver todos os membros da organização. O plano é elaborado com vários horizontes de tempo: longo, médio e curto prazo.

No planejamento administrativo, várias etapas podem ser distinguidas: fazer um diagnóstico do setor, determinar a missão e a visão e os objetivos, definir as estratégias, escolher as ferramentas, projetar um sistema de monitoramento, implementar o plano, avaliar o plano e adaptar o plano.

Planejamento administrativo de uma empresa: recursos 1

O planejamento administrativo pode ser estratégico, tático ou operacional. Cada uma das áreas da empresa terá seu próprio plano. Assim, você encontra planos financeiros, de marketing, de produção, de recursos humanos, entre outros.

Para realizar o planejamento administrativo, a empresa possui várias técnicas. As mais conhecidas são a matriz de participação no crescimento do BCG, o modelo de forças do Porter 5, o ciclo de vida do produto, a análise PEST, a análise SWOT e a cadeia de valor Porter.

Qual é o planejamento administrativo de uma empresa?

Planejamento administrativo é a estratégia que define uma organização para atingir seus objetivos.É uma ferramenta de gerenciamento que otimiza o uso de recursos e visa obter resultados.

Os planos podem ser formulados em curto prazo (menos de 1 ano), médio prazo (1 a 3 anos) e longo prazo (3 a 5 anos).

Todos os três tipos de planos devem coexistir e ser complementares. Dessa forma, para alcançar objetivos de longo prazo, será necessário estabelecer e superar marcos imediatos e intermediários.

O planejamento administrativo deve ser um instrumento flexível, para se adaptar a um ambiente em constante evolução.

Para o sucesso do planejamento administrativo, é essencial envolver a organização em todos os níveis, inclusive dos trabalhadores aos acionistas.

Relacionado:  Bandeira da Albânia: História e Significado

Etapas

No planejamento administrativo, é possível distinguir os seguintes estágios:

– Faça um diagnóstico do setor.

– Determinar a missão, visão e objetivos.

– Definir estratégias para atingir esses objetivos.

– Escolha as ferramentas necessárias para implementar as estratégias.

– Projetar um sistema de monitoramento.

– Implementar o plano.

– Avalie o plano.

– Adapte o plano.

O diagnóstico permite conhecer o mercado e identificar riscos potenciais; Esta informação condicionará o planejamento.

Nesta etapa, são estudados todos os fatores que podem influenciar a empresa: demografia, economia , política, sociedade, tecnologia , entre outros.

A missão de uma empresa é sua razão de ser e marca um fim atingível. Por outro lado, a visão é o conjunto de ideais que norteiam a organização, um fim utópico.

A missão da empresa deve se refletir em uma série de objetivos específicos, que contribuirão para alcançá-la. Esses objetivos devem ser acessíveis, quantificáveis ​​e mensuráveis.

Além disso, a organização deve definir as estratégias e ferramentas que lhe permitirão alcançar os objetivos.Para implementar o plano, será necessário descrever as atividades e programá-las de acordo com um calendário.

Os recursos necessários devem ser alocados, incluindo pessoal, financiamento e recursos materiais. Também é importante identificar os responsáveis ​​pela execução de cada ação.

Para medir o sucesso do planejamento administrativo, são definidos indicadores que permitem medir o grau de conformidade com os objetivos.

O plano deve ser revisado, atualizado e corrigido continuamente, para melhorá-lo e adaptá-lo à evolução das circunstâncias. Em caso de detecção de erros, medidas corretivas devem ser projetadas.

Principais tipos de planejamento administrativo

Dependendo de seu escopo, o planejamento administrativo pode ser estratégico, tático ou operacional.

Planificação estratégica

É feito no nível da empresa e é focado na alta administração. Geralmente é um planejamento de longo prazo.

Relacionado:  Circuito de Produção de Açúcar: da Colheita à Seca

Planejamento tático

Isso é feito no nível do departamento e é destinado aos gerentes de nível médio. O horizonte temporal é de médio prazo.

Os subtipos mais comuns de planejamento tático são os seguintes:

– plano financeiro

Através do plano financeiro, as estratégias e despesas de investimento da empresa são projetadas e as fontes de financiamento são identificadas.

– Plano de marketing

O plano de marketing identifica oportunidades de mercado e determina as proposições de valor que a empresa oferecerá. Também propõe o mix de marketing (produto, preço, promoção e distribuição).

– plano de produção

O plano de produção determina os prazos de fabricação, os recursos pessoais e materiais necessários e o nível de estoque para atender às previsões de demanda.

– Plano de recursos humanos

O plano de recursos humanos determina as políticas de recrutamento, motivação, comunicação, gestão, remuneração, treinamento e avaliação que serão seguidas na organização.

Planejamento operacional

É feito no nível da seção e é orientado para os controles operacionais. Está planejado a curto prazo.

Técnicas

Existem inúmeras técnicas que permitem o planejamento administrativo adequado na empresa. Alguns dos mais utilizados são os seguintes:

Matriz de crescimento – participação do BCG

A matriz classifica as diferentes atividades da empresa de acordo com sua participação de mercado e o crescimento desse mercado.

Dependendo da posição de um negócio específico da empresa controladora, o modelo recomenda aumentar, manter ou retirar o investimento.

Modelo das 5 forças de Porter

Permite avaliar os cinco fatores de influência em um mercado. Essas forças são clientes, fornecedores, produtos substitutos, novos concorrentes e o nível de rivalidade.

Ciclo de vida do produto

O produto é concebido como um elemento orgânico que passa por várias fases, dependendo do volume de vendas. Essas fases são a introdução, crescimento, maturidade e declínio.

Relacionado:  10 Tradições e costumes de Colima (México)

Análise PEST

Avalia o impacto do macroambiente (economia, política, sociedade, tecnologia, entre outros) e do microambiente (clientes, fornecedores, produtos substitutos e concorrentes) na empresa.

Análise SWOT

Técnica baseada na identificação de oportunidades e ameaças que a empresa enfrenta, bem como em como lidar com elas, levando em consideração suas próprias forças e fraquezas.

Porter Value Chain

Permite comparar o desempenho de cada atividade da empresa com o dos concorrentes. O objetivo é aumentar o valor agregado oferecido aos clientes.

Referências

  1. Aileron 2011. Cinco etapas para um plano estratégico. Forbes Disponível em: forbes.com
  2. Alonso, M. 2013. Chaves para a gestão de empresas e escritórios profissionais. Espanha: Almuzara.
  3. Mata, G. Estratégia: As regras do jogo nos negócios. Disponível em: gustavomata.com
  4. Silbiger, S. 2013. O MBA de dez dias. Estados Unidos: Portfólio.
  5. UNESCO 2010. Planejamento Estratégico: Conceito e Justificativa. Paris: Instituto Internacional de Planejamento Educacional.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies