Planejamento argumentado: características, elementos e como fazê-lo

Planejamento argumentado: características, elementos e como fazê-lo

planejamento fundamentado  é um método educacional no qual o professor deve ser capaz de explicar, de forma concisa, clara e com base em argumentos, por que ele escolheu estratégias educacionais específicas para promover a aprendizagem do aluno. Deve incluir elementos como objetivos de ensino, métodos e ferramentas de aprendizado a serem usados.

O planejamento argumentado é baseado na ideia de que para realizar um bom exercício de ensino é necessário ser claro sobre todos os aspectos do processo. Portanto, o professor deve ser capaz de explicar cada um dos elementos de sua atividade na sala de aula.

O planejamento argumentado é muito útil de várias maneiras, mas sua principal vantagem é que ele permite que outros profissionais da área educacional façam sugestões sobre o plano do professor ou examinem seus diferentes aspectos. Assim, é muito mais fácil melhorar os resultados e detectar possíveis problemas que surgem ao aplicá-los.

Neste artigo, veremos o que é discutido o planejamento e quais são suas principais características. Além disso, estudaremos também a maneira correta de fazê-lo, com o objetivo de aplicá-lo em qualquer contexto educacional.

Características do  planejamento argumentado

– É feito sistematicamente

Ao contrário do que acontece com muitas outras ferramentas didáticas, para executar um planejamento bem fundamentado corretamente, é necessário seguir uma série de etapas determinadas e certas recomendações oficiais. Dessa forma, sempre que essa ferramenta é usada, os resultados são muito semelhantes, independentemente de quem a aplica.

O objetivo dessa maneira de executar o planejamento argumentado é que os resultados sejam compreensíveis por todos os especialistas em educação que os revisam. Além disso, é muito mais fácil detectar possíveis erros no plano educacional, propor melhorias e implementá-las, se necessário.

Relacionado:  Qual é o efeito pigmeu?

– É personalizável

Um bom planejamento argumentado deve ser construído de tal maneira que todos os aspectos que possam influenciar os resultados do processo educacional sejam levados em consideração.

Assim, nele são estudados elementos como a natureza da aprendizagem a ser alcançada, as características dos alunos, suas necessidades educacionais ou seu nível atual de conhecimento.

Dessa forma, mesmo que a maneira de realizar o planejamento planejado seja sempre a mesma, essa ferramenta pode ser usada em quase qualquer tipo de contexto educacional. Independentemente do nível ou da natureza do ensino que você deseja realizar, é uma atividade fundamental para os professores.

– Ele se concentra em diferentes aspectos

O planejamento argumentado é uma das ferramentas mais complexas do processo de ensino, pois é focado em todos os aspectos que envolvem a transmissão do conhecimento. Ao contrário de outras técnicas semelhantes, aqueles que a usam têm que olhar para uma infinidade de fatores diferentes e fazer um estudo exaustivo deles.

Assim, por exemplo, dentro do planejamento argumentado, podemos encontrar aspectos relacionados à agenda a ser ensinada ou às técnicas utilizadas para isso; mas também haverá outras mais relacionadas às necessidades específicas de cada aluno ou ao contexto anterior em que os alunos se mudaram.

Elementos

Embora teoricamente cada planejamento discutido seja completamente diferente, dependendo dos diferentes fatores que desempenham um papel no campo educacional, na prática todos eles são realizados seguindo uma série de etapas que são repetidas independentemente da situação específica em que nos encontramos.

Assim, os elementos de cada planejamento argumentado são os seguintes: avaliação do contexto interno e externo, diagnóstico do grupo ou aluno, plano educacional, estratégias de intervenção didática e estratégias de avaliação.

Relacionado:  12 Técnicas de modificação de comportamento e como elas funcionam

– Contexto interno e externo

A primeira coisa que é necessária para executar um bom planejamento argumentado e planejar a transmissão de conhecimento é conhecer todos os elementos internos e externos que podem influenciar o processo.

Dependendo da situação específica em que nos encontramos, sua natureza pode mudar muito, mas há alguns aspectos comuns em todos os casos.

Por exemplo, em todas as ocasiões será necessário examinar os aspectos intrínsecos ao processo educacional (como o tipo de conhecimento a ser transmitido ou a história anterior do aluno) e outros aspectos mais externos, como o relacionamento do aluno com sua família ou seu status socio-econômico.

Dessa forma, as seguintes etapas podem ser realizadas de forma totalmente personalizada, com base nas necessidades e contexto dos alunos, obtendo assim os melhores resultados.

– Diagnóstico do grupo ou do aluno

Uma vez que o contexto em que a situação de aprendizagem ocorrerá seja totalmente compreendido, o próximo passo é estudar as características individuais dos alunos a quem se destina a ensinar. Dessa forma, as ferramentas utilizadas serão ainda mais específicas para a situação.

Existem muitos fatores relacionados exclusivamente ao aluno que podem modificar as ferramentas mais eficazes em um processo educacional. Aspectos como idade, sexo, interesses, forças ou nível de inteligência podem ter uma grande influência no aprendizado.

– Plano educacional

A terceira etapa do planejamento discutido tem a ver com o professor propor um plano educacional específico. Uma vez estudados todos os detalhes relacionados ao contexto e aos próprios alunos, os professores precisam escolher os objetivos educacionais específicos a serem alcançados.

– Estratégias de intervenção didática

Uma vez escolhido o plano educacional a ser seguido e munido dos conhecimentos adquiridos durante as duas primeiras etapas, os educadores podem escolher as melhores ferramentas para alcançar os objetivos didáticos propostos.

Relacionado:  Como se concentrar para estudar melhor em 9 etapas eficazes

– Estratégias de avaliação

Nenhuma ferramenta educacional estaria completa sem uma maneira de examinar os resultados e determinar como a intervenção poderia ser melhorada em uma ocasião futura. A quinta etapa do planejamento discutido tem a ver precisamente com o estabelecimento de uma série de estratégias de avaliação que permitem que isso seja feito.

Como fazer um planejamento argumentado

O planejamento argumentado tem a vantagem de ser um processo altamente estruturado. A aplicação desta ferramenta educacional é tão simples quanto seguir as etapas descritas acima explicitamente.

A peculiaridade mais importante dessa ferramenta é que todo o processo deve ser validado por um órgão especialista, que geralmente é algum tipo de comitê ou órgão regulador. O objetivo disso é projetar as melhores intervenções possíveis e ajudar os alunos a alcançar os objetivos propostos com a maior facilidade.

Referências

  1. “O que é discutido planejamento didático?” in: Planejamento argumentado. Retirado em: 07 de maio de 2020 de Argumented Planning: Planearizgumentada.blogspot.com.
  2. “Planejamento instrucional: materiais e estratégias de qualidade” em: Estudo. Retirado em: 07 de maio de 2020 em Study: study.com.
  3. “Guia para preparar o planejamento didático discutido passo a passo” em: Guia do Professor. Retirado em: 07 de maio de 2020 no Guia do Professor: guiadeldocente.mx.
  4. “Exemplo de planejamento didático discutido” em: Slideshare. Recuperado em: 07 de maio de 2020 no Slideshare: es.slideshare.net.
  5. “O que é discutido planejamento?” em: Palavra Mestra. Retirado em: 07 de maio de 2020 do Master Word: compartilhar word of teacher.org.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies