Procedimento analítico (contabilidade): características, vantagens

O procedimento analítico é a avaliação de informações financeiras por meio da análise de relações aceitáveis ​​entre dados financeiros e não financeiros. É um tipo de evidência usada durante uma auditoria. Este procedimento indica possíveis problemas com os registros financeiros de uma empresa, que podem ser investigados posteriormente.

É usado na auditoria financeira para ajudar a entender as operações de negócios e identificar possíveis áreas de risco que devem ser revisadas. Também inclui investigar flutuações nos relacionamentos que são inconsistentes com outras informações relevantes ou que diferem dos valores esperados em uma quantidade significativa.

Procedimento analítico (contabilidade): características, vantagens 1

As flutuações nas relações esperadas dos dados podem revelar algum tipo de deturpação ou denúncia fraudulenta cometida pela administração da empresa. Na maioria dos casos, esses relacionamentos devem permanecer constantes ao longo do tempo.

Caso contrário, isso significa que os registros financeiros estão incorretos, possivelmente devido a erros ou relatórios fraudulentos.

Caracteristicas

O principal objetivo dos procedimentos analíticos é obter segurança, em combinação com outros testes de auditoria (testes de controle e testes detalhados), com relação ao que as demonstrações contábeis dizem em uma ou mais áreas.

A aplicação dos procedimentos analíticos é baseada na possibilidade de relacionamentos aceitáveis ​​entre os dados. A presença desses relacionamentos fornece evidência de auditoria em relação à integridade e precisão das transações.

As condições particulares que produzem variações nesses relacionamentos são: transações incomuns, mudanças na contabilidade, mudanças nos negócios, flutuações aleatórias ou distorções.

Os procedimentos analíticos variam de comparações simples (por exemplo, saldos finais do ano anterior versus saldos finais do ano atual) até o uso de modelos complexos que envolvem muitos relacionamentos e elementos de dados.

A compreensão das relações financeiras é essencial para planejar e avaliar os resultados dos procedimentos analíticos. Geralmente, é necessário o conhecimento da empresa e do setor em que atua.

Os procedimentos analíticos comparam os valores registrados e os indicadores desenvolvidos na empresa com as expectativas desenvolvidas pelo auditor. Essas expectativas são as pedras angulares do sucesso.

Uso em auditorias

Nos trabalhos de revisão, eles são usados ​​para dar uma certa garantia de que as demonstrações financeiras não exigem ajustes significativos. Eles são essenciais para avaliar os dados financeiros e as variações que ocorrem nesses.

Eles são usados ​​nas três etapas da auditoria: no planejamento, na execução e, finalmente, em sua revisão.

Principais fatores que afetam sua precisão

Repartição de dados

Quanto mais detalhado o nível em que os procedimentos analíticos são executados, maior a precisão em potencial.

Os procedimentos analíticos executados em um nível alto podem ocultar diferenças importantes, porém corretivas, uma vez que são mais propensos a atrair atenção do que quando os procedimentos são executados em dados desagregados.

O objetivo do procedimento de auditoria determinará se, para um procedimento analítico, os dados devem ser desagregados e até que ponto.

Confiabilidade dos dados

Quanto mais confiáveis ​​os dados, mais precisa será a expectativa. Os dados usados ​​para atender às expectativas de um procedimento analítico podem ser dados industriais e econômicos externos, coletados por meio de pesquisa independente.

A fonte de informação disponível é particularmente importante. Dados internos gerados a partir de registros já auditados ou não sujeitos à manipulação de pessoas que podem influenciar as atividades contábeis são considerados mais confiáveis.

Previsibilidade de dados

Existe uma correlação direta entre a previsibilidade dos dados e a qualidade da expectativa derivada desses dados. Em geral, quanto mais precisa for a expectativa de um procedimento analítico, maior a confiabilidade potencial desse procedimento.

Tipos

Existe uma correlação direta entre o tipo de procedimento analítico selecionado e a precisão que ele pode fornecer. Quanto maior a precisão inerente a um procedimento analítico, maior a confiabilidade potencial desse procedimento.

Portanto, um procedimento analítico apropriado deve ser selecionado; por exemplo, um teste de razoabilidade em vez de uma tendência.

Análise de tendências

É a análise de alterações em uma conta ao longo do tempo.

Análise da Razão

É a comparação, ao longo do tempo, do relacionamento entre as contas nas demonstrações financeiras e os dados não financeiros.

Teste de razoabilidade

A análise de contas entre períodos contábeis. Implica o desenvolvimento de um modelo para formar uma expectativa baseada em dados financeiros, dados não financeiros ou ambos.

Vantagens

– A principal vantagem dos procedimentos analíticos é que eles podem ser aplicados em todas as etapas da auditoria, para investigar os valores refletidos nas demonstrações financeiras e as relações entre esses valores.

– Eles ajudam o auditor a verificar se há problemas em andamento na empresa e se as demonstrações financeiras do cliente coincidem com o que o auditor acredita que deveriam ser depois de fazer quaisquer ajustes.

– Devido à sua natureza, os procedimentos analíticos geralmente fornecem evidências para várias alegações, identificando problemas de auditoria que podem não ser aparentes sem um trabalho mais detalhado, direcionando a atenção do auditor para as áreas que requerem investigação adicional.

– Ajudam o auditor a fazer comparações periodicamente, levando em consideração os anos anteriores. Isso fornece ao auditor uma melhor compreensão geral do negócio e das contas individuais.

– O auditor pode identificar riscos ou deficiências que não foram identificadas anteriormente no controle interno. Isso faz com que o auditor reavalie a abordagem de auditoria e exija mais segurança com outros testes do que o planejado originalmente.

Desvantagens

– Como os procedimentos analíticos geralmente precisam ser realizados em contas incompletas antes da preparação das demonstrações contábeis finais, não são considerados ajustes significativos, que geralmente são realizados posteriormente.

– Muitos auditores não confiam nos procedimentos analíticos devido à baixa precisão observada nestes e à falta de confiabilidade nos dados necessários para os procedimentos.

– Os procedimentos analíticos por si só não são adequados para detectar fraudes. Pode haver ajustes que levaram a mudanças artificiais nos relacionamentos analisados ​​nas demonstrações financeiras, levando o auditor a tirar conclusões erradas.

– Se o auditor não entender adequadamente o negócio, ele pode ser tentado a aceitar os resultados de procedimentos analíticos que não mostram variações incomuns. Este não é o caso se houver mudanças significativas nos negócios, das quais o auditor não está ciente e que a administração possa tentar ocultar.

Referências

  1. PCAOB (2016). Procedimentos analíticos substantivos. Retirado de: pcaobus.org.
  2. Wikipedia, a enciclopédia livre (2017). Procedimentos analíticos (auditoria financeira). Retirado de: en.wikipedia.org.
  3. Steven Bragg (2018). Procedimentos analíticos Ferramentas de contabilidade Retirado de: accountingtools.com.
  4. Acca Global (2016). PROCEDIMENTOS ANALÍTICOS. Retirado de: accaglobal.com.
  5. Meu curso de contabilidade (2018). O que são procedimentos analíticos? Retirado de: myaccountingcourse.com.
  6. Auditoria e Garantia (2012). Vantagens e desvantagens dos procedimentos analíticos. Retirado de: auditingandassurance.blogspot.com.
  7. Mary Ellen Biery (2013). O que são procedimentos analíticos e quando são usados? Sageworks Retirado de: sageworks.com.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies