Qual é o risco local?

O risco locativo refere-se às condições físicas do local de trabalho que podem causar acidentes no desenvolvimento das atividades normais de qualquer empresa.

Os riscos locais podem ser condicionados por características geográficas, pela construção das instalações e até pela distribuição de espaços no local de trabalho.

Qual é o risco local? 1

Essas condições determinam o maior número de acidentes de trabalho. Isso ocorre porque são permanentes, pois afetam o desenvolvimento de todas as atividades realizadas em um determinado espaço.

Por esse motivo, o controle dos fatores de risco locativos é essencial na administração de qualquer empresa.

O gerenciamento adequado desses riscos determina o bem-estar e a segurança dos trabalhadores e, portanto, condiciona sua produtividade.

Fatores de Risco Locativos

Existem diferentes fatores de risco local que devem ser entendidos e controlados para evitar acidentes no local de trabalho.

Distribuição espacial

Em todos os locais de trabalho, o espaço deve ter uma distribuição que permita aos trabalhadores um movimento confortável e seguro.

Portanto, é necessário que haja um espaço de 2 metros quadrados gratuito para cada trabalhador, descontando o espaço ocupado por móveis, máquinas e equipamentos.

Pavimentos

Os pisos podem ser um fator de risco muito importante, porque os trabalhadores estão em contato permanente com eles.

Portanto, é muito importante que o piso do local de trabalho seja uniforme, sem falhas ou inchaços que possam causar acidentes durante a viagem.

Da mesma forma, é importante que os pisos sejam mantidos limpos e tenham superfícies antiderrapantes nos locais onde os trabalhadores devem viajar.

Finalmente, quando se trata de pisos localizados perto de fontes calóricas, como fornos, residências e chamas, é necessário que o material seja de combustão lenta.

Relacionado:  Cultura da qualidade: características, desenvolvimento e exemplo

Telhados ou decks

A altura do teto também está relacionada à distribuição do espaço. Nesse sentido, é necessário que haja uma altura mínima de 2,5 metros para o escritório e 3 metros para o industrial.

Distribuição de máquinas e equipamentos

O espaço no chão ao redor das máquinas deve ser suficiente para permitir o trabalho dos trabalhadores. Por esse motivo, o espaço mínimo entre duas máquinas deve ser 0,8 metros.

Áreas de circulação interna

Além de considerações sobre a distribuição de equipamentos, é necessário considerar as áreas de trânsito pelas quais pessoas e veículos viajam.

Nas áreas de movimento de pessoas, é necessário ter um espaço de 0,8 metros se o movimento ocorrer em uma direção e 1,6 metros se ocorrer em ambas as direções.

Quanto aos veículos, deve ser considerada a medição do veículo mais 0,5 metro de cada lado do veículo. Se for uma via de tráfego duplo, a largura dos veículos deve ser adicionada, mais 0,5 metro de cada lado e 0,4 de espaço entre eles.

Escadas e rampas

Nos casos em que os locais de trabalho têm vários níveis, eles devem ter escadas ou rampas, mesmo nos casos em que possuem elevadores.

Escadas ou rampas devem ser antiderrapantes e mantidas limpas e afastadas de qualquer objeto que possa obstruir a passagem. Além disso, eles devem ter grades de proteção nas laterais onde não há parede.

Portas

A distância e o tamanho das portas também são um fator fundamental na análise de riscos locativos.

Antes de um incêndio, terremoto ou qualquer outra emergência que exija evacuação, o arranjo das portas é essencial para proteger a vida das pessoas.

A distância máxima que uma pessoa deve percorrer entre uma porta e outra deve ser de 45 metros e as portas devem ter uma largura mínima de 1,2 metros para 50 pessoas e 0,5 metros para cada 50 pessoas acima.

Relacionado:  Liderança empática: características, princípios e modelo

Por outro lado, nos casos em que as portas levam a escadas, deve haver um patamar. Ou seja, as etapas não podem seguir diretamente para a porta.

Sinalização

A sinalização dos espaços de trabalho é essencial na prevenção de riscos. Eles são essenciais para chamar a atenção para riscos, proibições ou obrigações.

Sua principal função é alertar os trabalhadores sobre possíveis situações de risco que podem ocorrer no local de trabalho. No entanto, também deve ser projetado para orientar o comportamento em situações de emergência.

Serviços sanitários

Os serviços de saúde são outro fator fundamental na definição de risco locativo. O estado de saúde das instalações de qualquer espaço de trabalho depende em grande parte delas.

Os banheiros devem ter paredes laváveis ​​e boa ventilação. Nos casos em que a ventilação natural não é possível, um sistema de extração mecânico deve estar disponível.

Nos casos em que os trabalhadores interagem com substâncias tóxicas, é necessário ter quartos duplos para trocar de roupa.

Ordem e preparação

Por fim, ordem e limpeza são essenciais para preservar a saúde e a segurança dos funcionários no ambiente de trabalho.

A ordem é essencial para evitar a presença de objetos ou substâncias que possam representar riscos no trabalho. Além disso, o armazenamento e a organização adequados de elementos e materiais facilitam e agilizam o trabalho dos funcionários.

Por outro lado, o descarte correto de resíduos é essencial para manter o estado de saúde no local de trabalho.

Isso inclui o controle de vazamentos, derramamentos ou vazamentos. Critérios que contribuem para reduzir o risco de acidentes de trabalho.

A importância do controle de risco locativo

O controle dos riscos locativos é essencial para o desenvolvimento de qualquer ambiente de trabalho. Graças a esta prática, é possível:

  • Reduzir o risco de acidentes de trabalho
  • Distribua o espaço de trabalho com eficiência, conforto e segurança
  • Organizar o uso dos recursos disponíveis de maneira eficiente, por exemplo, no que diz respeito à eliminação de resíduos
  • Aumentar o desempenho dos horários de trabalho
  • Aumentar o desempenho de itens de trabalho e matérias-primas
  • Construir relações de confiança mútua entre funcionários e empregadores
  • Inspire credibilidade e confiabilidade para clientes e fornecedores
  • Estimular o desenvolvimento de comportamentos seguros de trabalho
  • Gere um ambiente de trabalho agradável para trabalhadores e gerentes.
Relacionado:  Equipes de alto desempenho: características, treinamento, exemplos

Referências

  1. Mancera, M. (SF). Fatores de risco locativos. Recuperado de: manceras.com.co.
  2. Navarro, L. (SF). Treinamento de risco local. Recuperado de: academia.edu.
  3. Prevenir. (2016). Você sabe qual é o risco local? Recuperado de: prevencionar.com.co.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies