Segundo governo de Fernando Belaúnde: histórico, características

O segundo governo de Fernando Belaúnde foi desenvolvido no Peru entre 1980 e 1985. Sua chegada ao poder significou o fim de um período de 12 anos com um governo militar no país. Dois anos antes, foram realizadas eleições constituintes que levaram ao retorno ao sistema multipartidário.

Após a promulgação da Constituição, em 1979, foram convocadas eleições para eleger um novo parlamento e o presidente. O vencedor deste último foi Fernando Belaúnde, candidato do partido Ação Popular, fundado por ele em 1956.

Segundo governo de Fernando Belaúnde: histórico, características 1

Fernando Belaúnde – Fonte: Arquivo Geral Histórico do Ministério das Relações Exteriores sob a licença Creative Commons Attribution 2.0 Chile

Belaúnde já havia exercido a presidência do Peru no período de 1963-1968. Poucos meses depois de terminar seu mandato, seu governo foi derrubado por um golpe militar liderado pelo general Juan Velasco Alvarado, que forçou o presidente a se exilar.

Após seu retorno e volta à presidência, uma de suas primeiras medidas foi restaurar a liberdade de imprensa no país. Da mesma forma, ele teve que enfrentar a grave crise econômica que atingiu a América Latina durante esse período. O conflito com o Equador e a atividade terrorista de Sendero Luminoso foram dois dos desafios mais complicados para Belaúnde.

Antecedentes

Fernando Belaunde Terry veio ao mundo na cidade de Lima em 7 de outubro de 1912. Além de sua atividade política, sua carreira estava intimamente ligada ao ensino. Em 1963, ele venceu as eleições presidenciais, depois de concorrer a um cargo em duas ocasiões anteriores.

Conforme planejado, seu mandato terminaria em 1969. No entanto, em outubro do ano anterior, um golpe de estado militar encerrou seu governo. O general Juan Velasco Alvarado apresentou como desculpa para o golpe que Belaúnde havia alcançado acordos não benéficos com o capital internacional, além de não ter feito reformas sociais.

Belaúnde tentou resolver os problemas que surgiram com a International Petroleum Company, uma empresa americana presente no Peru. Para isso, ele assinou um acordo chamado Lei Talara, que foi qualificado pela oposição do entregador.

Relacionado:  Atahualpa: biografia, morte

Esse foi o principal pretexto para o golpe, embora, na verdade, isso estivesse sendo preparado há algum tempo.

Belaúnde foi deportado para a Argentina e depois se mudou para os Estados Unidos. Lá, ele trabalhou como professor em várias universidades de prestígio.

Retorno ao Peru

O político tentou retornar ao Peru em 1974, com a ditadura militar ainda presente. No entanto, não seria até 1978, quando ele pôde retornar ao país.

Naquela data, o governo militar havia experimentado um golpe interno, com o general Francisco Morales Bermúdez na liderança. Ele tentou desenvolver uma política reformista, mas, antes de seu fracasso, pediu que as eleições constituintes voltassem à democracia.

Uma vez promulgada a nova Constituição, Morales Bermúdez convocou eleições presidenciais e parlamentares. Belaúnde decidiu se apresentar com sua festa, a Acción Popular.

Segundo governo: características

As eleições constituintes de 1978 significaram o retorno dos partidos políticos ao Peru. O vencedor da votação foi o Partido Aprista, com o Cristão Popular em segundo lugar. A Ação Popular, partido fundado por Belaúnde, renunciou a participar ao considerar que as condições necessárias para uma eleição limpa não foram cumpridas.

No entanto, quando os generais foram convocados em 1980, Belaúnde se apresentou para tentar retornar ao poder.

Eleições presidenciais de 1980

A votação ocorreu em 18 de maio de 1980. Belaúnde conquistou mais de 45% dos votos, enquanto seu principal rival, Armando Villanueva (APRA), permaneceu em 28%.

Em 28 de julho do mesmo ano, Belaúnde começou a jurar a acusação. No Parlamento, por sua vez, a Acción Popular aliou-se ao PPC para garantir uma maioria que lhe permitisse realizar as reformas necessárias para recuperar o sistema democrático.

Primeiras medidas

Uma das primeiras medidas adotadas pelo novo governo foi devolver a mídia expropriada pelos militares aos seus antigos proprietários. Também eliminou a censura.

Relacionado:  Guerra Russo-Japonesa: Antecedentes, Causas, Consequências

Em termos econômicos, Belaúnde optou por uma equipe de colaboradores caracterizada por seu liberalismo. No entanto, não foi possível implementar a maioria das reformas propostas nesta área.

Aspecto econômico

O início dos anos 80 foi marcado pela crise econômica que atingiu a América Latina. O Peru não se livrou de seus efeitos, aos quais o fenômeno El Niño e o terrorismo deveriam se unir, o que agravou as conseqüências.

Belaúnde teve que tomar medidas de austeridade para mitigar os efeitos da crise. A queda na produção agrícola, a fraqueza da burocracia, o surgimento do Sendero Luminoso e os fatores climáticos, além da enorme dívida externa herdada, fizeram com que ele tivesse que fazer ajustes econômicos muito severos.

O fenômeno das crianças, ocorrido entre 1982 e 1983, nas costas do norte do Peru. Os danos na infra-estrutura rodoviária e na agricultura foram muito importantes, até causar uma redução do PIB estimada em 6%. A inflação, devido a isso, aumentou 135% em apenas um ano.

Para agravar ainda mais a situação, os preços do metal caíram desde 1983, afetando negativamente as exportações peruanas.

Aspecto social

A má situação econômica afetou os setores mais desfavorecidos da sociedade. O desemprego aumentou de maneira muito importante, o que acabou causando uma grave crise social.

A crise na Embaixada do Peru em Cuba

Assim que começou a exercer a presidência, Belaúnde teve que enfrentar uma crise internacional. Tudo começou em janeiro de 1981, quando 24 cubanos entraram violentamente na embaixada do Peru em Havana. O embaixador permitiu a entrada de forças especiais cubanas para capturar os refugiados. Isso lhe custou o emprego.

No final de março, outro grupo de cubanos entrou na embaixada, repetido em 1º de abril. Fidel Castro exigiu que o governo peruano entregasse os refugiados, obtendo uma resposta negativa.

Castro retirou a segurança da sede diplomática e anunciou que qualquer um poderia acessá-la se quisesse deixar o país. Em 6 de abril, mais de 10.000 cubanos haviam entrado.

Relacionado:  Sebastián Lerdo de Tejada: Biografia

Finalmente, em junho, asylees receberam vistos humanitários de vários países. O Peru recebeu 742 e a maioria se estabeleceu em um campo de refugiados.

Caminho brilhante

O governo de Belaúnde teve que enfrentar várias crises muito graves durante a segunda etapa de seu mandato. Entre eles, os causados ​​pelo El Niño na costa norte ou a queda no preço dos metais.

No entanto, o principal problema para o país naquele período foi a organização terrorista Shining Path, liderada por Abimael Guzmán. Ele declarou guerra ao Estado em maio de 1980, iniciando uma campanha violenta, com assassinatos indiscriminados de milhares de pessoas.

Um dos eventos mais graves foi o Massacre de Uchuraccay, ocorrido em 26 de janeiro de 1983. Naquele dia, oito jornalistas foram executados por moradores daquele distrito quando foram confundidos com membros do Sendero Luminoso. Pouco depois, ocorreu o massacre de Putis, com 200 civis mortos pelo exército quando pensavam que eram terroristas.

O governo declarou o estado de emergência e enviou as forças armadas para combater o Sendero Luminoso, que havia alcançado um acordo com os traficantes de drogas.

Especialistas apontam que o terrorismo causou grandes prejuízos econômicos ao Estado, tanto pelos ataques à infraestrutura pública quanto pela insegurança criada em todo o território.

Referências

  1. Marina Lopez, Diego. Fernando Belaunde Terry: o retorno da democracia ao Peru. Obtido em elcomercio.pe
  2. Fundação CIDOB. Fernando Belaúnde Terry. Obtido em cidob.org
  3. História do Peru Fernando Belaunde Terry. Obtido em historiaperuana.pe
  4. Os editores da Encyclopaedia Britannica. Fernando Belaúnde Terry. Obtido em britannica.com
  5. The Telegraph Fernando Belaunde Terry. Obtido em telegraph.co.uk
  6. Enciclopédia da Biografia Mundial. Fernando Belaúnde Terry. Obtido em encyclopedia.com
  7. Gomez, Carlos Alberto. Crise da dívida no Peru e economia de choque subsequente. Obtido em international.ucla.edu

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies