Synalepha: características, tipos e exemplos

Synalepha: características, tipos e exemplos

Um sinalefo é uma união que ocorre entre duas ou mais vogais que pertencem a palavras diferentes, próximas umas das outras. Por exemplo, “Pedro estava andando” apresenta uma sinalefa entre a vogal “o” de “Pedro” e a vogal “e” de “era”. Essa união pode ocorrer com propósitos métrico-poéticos para alcançar que um verso tenha uma certa medida.

Esse vínculo entre vogais ocorre independentemente de a segunda palavra começar com um “h”. Por exemplo, “María fez a lição de casa” apresenta uma sinfonia entre a vogal “a” e a vogal “i”. Se nos separássemos em sílabas, seria assim: Ma / rí / a_hi / zo sua tarefa. O sinal “_” denota a união das vogais.

A palavra sinalefa vem da palavra latina sinaloepha, que é derivada do termo grego sinaloiphé . Isso é composto pelo prefixo syn , que significa with ”, e a raiz aleifhein, que é traduzida como “spread” ou “cola”. Então, etimologicamente sinalefa passa a ser “com cola”, ou seja, “unida” ou “presa” e pode ser entendida como “unindo vogais”.

Características da sinalefa

A sinalefa apresenta algumas características que possibilitam sua operação. Cada um deles é descrito abaixo:

– A regra principal

O synalepha consiste na formação de uma única sílaba através da união da última vogal de uma palavra com a primeira da seguinte.

Exemplo

– Juan e esfaqueado e costada .

– Se nos separássemos em sílabas, seria assim: Jua / n a_e s / ta / b a_a / cos / ta / da. 7 sílabas.

– Sinalefa de vogal fechada

O fato de duas vogais serem fechadas não impede que uma synalefa ocorra entre elas. Lembre-se de que duas vogais fechadas formam um hiato, no entanto, isso não afeta nada ao qual elas se juntam.

Exemplo

– O pôr do sol_ foi quebrado_ em dois.

Como você pode ver, o “o” se une ao “e” e vice-versa, formando duas synalefa perfeitas, independentemente de serem duas vogais fechadas.

– Função poética

A sinalefa funciona como uma figura ou licença poética que permite ajustar as métricas dos versos. O uso desse recurso pode reduzir o número de sílabas em um verso.

Exemplo

Vamos imaginar que precisamos de um verso de oito sílabas e escrever: “Cantando lá vai Maria”.

Relacionado:  Quais são as correntes historiográficas?

Se separarmos em sílabas, teremos o seguinte: Can / tan / do / a / llá / va / Ma / rí / a, e elas somam um total de 9 sílabas.

No entanto, se aplicarmos o sinalefo entre «cantar» e «lá», o número de sílabas é reduzido em um e o objetivo é alcançado: Can / tan / d o_a / llá / va / Ma / rí / a, 8 sílabas.

– Conversas

A sinalefa não é usada apenas em poesia, também é usada frequentemente em conversas cotidianas naturalmente.

– A letra “y” é tomada como vogal

Na criação de um sinalefo, a letra “y” é contada como uma vogal. Nesse caso, é comum ver sinalefas triplas, ou seja, a união de três palavras contando o conectivo “y” como uma ponte.

Exemplo (synalefa simples com o “y”)

– José, apenas o casaco e as luvas são suficientes.

Separando em sílabas, seria: Jo / se / so / lo / con / el / a / bri / g o_y / los / guan / tes / es / su / fi / cien / te. 17 sílabas.

Exemplo (synalefa triplo com o “y”)

Maria e a amiga.

Separando em sílabas, seria: Ma / rí / a_y_el / a / mi / go. 6 sílabas.

– O “h” não impede a sinalefa

A sinalefa também pode ocorrer quando a palavra que segue depois da que termina em uma vogal começa com a letra “h”. Embora deva notar-se que existem algumas exceções.

Exemplo

– A paz e a humanidade devem andar de mãos dadas.

Separando em sílabas, seria: La / paz / a / h / ma / ni / dad / de / ben / ir / de / la / ma / no. 14 sílabas.

– Exceções em relação ao “h”

No sinalefe, as exceções que existem em relação ao uso da letra “h” são dadas pela presença dos ditongos: ie, ia, ui e ue. Isso significa que se o “h” é acompanhado pelos ditongos mencionados acima, seu som deixa de ser mudo e, portanto, o sinalefo não ocorre.

Exemplo

– O caminhão tinha chapas de zinco e ferro.

A / CA / Mion / lle / va / ba / LA / mi / NAS / de / zinco /  yhie / rro. 14 sílabas.

– Variedade de combinações vocais

A sinalefa gera uma grande variedade de combinações de vogais. Alguns deles são: aa, ae, ai, ao, au, ee, ei, e o, eu, ia, ie, ii, io, iu, uu, uo, aaa, eaa, eao, iau, oaa, oao, uau , uou, iaau, ioae, ioau, uoau, ioaeu.

Exemplos

– Aa: Amigo um _ uma mada.

Relacionado:  Juan José Arreola: biografia, estilo, obras, frases

– Eo: Esper e_O tro.

– Iu: S i_u não quer.

– Uu: Espírito u_u ninho.

– Eao: sempre e_aho giendo .

– Ioae: Sub ió_a_e sperar.

– Ioaeu: enviei para_eu genia .

– Marcas de pontuação não impedem

Synalefa ocorre mesmo quando há sinais de pontuação que separam as palavras.

Exemplo

– María , vamos lá.

– Vários no mesmo verso

O sinalefo pode ser gerado mais de uma vez dentro de um verso.

Exemplo

– Marí um_um Ndaba jogo o_a horas ten

Tipos de synalepha

Synalepha de duas vogais

É o comum que foi explicado ao longo do artigo. Esse tipo de sinalefo ocorre quando a última sílaba da vogal de uma palavra é vinculada à primeira sílaba da seguinte.

Um exemplo é: eu usava uma camisa.

Sinalefa de três vogais

A sinalefa das três vogais ocorre, como explicado, através da união de três palavras.

Exemplo: Caminhe até a lla.

Exemplos de synalefa em frases

– Como do_e l sol sai na noite.

Le_es teve que chorar a noite toda.

– Margarit a_e do perl a_i nnegable do Caribe.

Juan não estava chateado com ela.

– Você só pode_prender uma corda.

– ele andou para_ e vai para o lado.

– E o_a bracé fortemente te_a l os o_y adormeceu.

Estou preso com uma mão.

– Os anéis de lata quebraram.

– Meus lábios foram esquecidos, mas meu coração ainda sente você.

– Depois que Diego terminou seus estudos, ele saiu quando estava .

– Inés estab um_um Brumada tanto trabalho.

– As mulheres d E_a ntaño vestiram-se mais recatadas.

– Tudo está indo vient o_e n popa.

– A criança quer para ser um astronauta par a_e espaço eu sei.

– O chapéu é feito de palha seca.

– O pasteleiro o_hi fez ótimos bolos de casamento.

– O carro é um meio de transporte.

– Pumpkin s e_ha Bia convertid o_e n uma bela carruagem.

– O sol queimou muito.

– L e spi na_hi rio s u _ i Nocente dedo.

– O cachorro latiu para a lua em abril.

Relacionado:  Para que serve um relatório?

– N o_i r é_a l a_e scuel a_ho y.

Vou ver que você sabe o que faz com as roupas do seu quarto.

– É necessário fazer bem tudo o que temos.

– O respet o_e de base s de Confianz a_e n qualquer relação.

Exemplos de synalefas em poemas

Ele não sabe o que é o amor quem não ama você …

“O que há de mais para muitas mulheres ?

apenas cinzas da mensagem a_in pira

olhar para você, _a corpo o_e xpira

y_e Quero alma E_a senhores E_a l um_um LTA ramo “.

(Vicente Gaos).

Primavera

“Abril, sem sua clara consistência , seja

inverno de esplendores caídos;

aunq mais UE_A Bril não t E_a br um_um -lhe flores,

você sempre exaltará a primavera “.

(Juan Ramón Jiménez).

Cultivo uma rosa branca

“Cultiv o_u na rosa rosa

em junho com ou em janeiro

para seu amigo sincero

quem me dá a mão franca ”.

(José Marti).

Soneto ao nariz

“Você era e_u nhombr e_a_u com nariz preso,

Você era um nariz superlativo,

Você estava e_u n um_um lquitara meio vivo,

Era uma vez um homem barbudo;

Era um – um relógio de sol mal colorido .

Você era um elefante com uma face para cima ,

Você estava e_u na nariz Sayon y_e scriba

um Ovidio Nasón mal-humorado… ”.

(Francisco de Quevedo).

Ame

“Mulher, e o_hu teria sido u uhi jo, por beber você

peito de leite como fonte d E_U n,

olhando para você e sentindo no meu rapaz o_and ter você

na gargalhada dourada e na voz de cristal … ”.

(Pablo Neruda).

Para um rouxinol

Pode_a noite, cantar a_e de manhã,

rouxinol, na floresta seus amores;

cantar, vai chorar quando você chora

o amanhecer pérola no início da flor… ”.

(José de Espronceda).

Referências

  1. (2019). Espanha: Wikipedia. Recuperado de: es.wikipedia.org.
  2. Sancler, V. (S. f.). (N / a): Euston 96. Recuperado de: euston96.com.
  3. Cabré, L. (2012). (N / a): Dicionário de Linguística Online. Recuperado de: ub.edu.
  4. O sinalefa. (2014). (N / a): Escolares.Net. Recuperado de: school.net.
  5. Fernández, J. (2018). Diphthong-tripthong-hiatus-synalepha. (N / a): Hispanoteca. Recuperado de: hispanoteca.eu.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies