Terapia para casais: 6 exercícios para praticar em casa

Terapia para casais é uma forma eficaz de melhorar a comunicação, resolver conflitos e fortalecer o relacionamento. No entanto, nem sempre é possível ou viável frequentar sessões de terapia regularmente. Por isso, existem exercícios que podem ser praticados em casa para ajudar os casais a se reconectar e aprimorar a relação. Neste artigo, vamos apresentar 6 exercícios simples e eficazes que podem ser realizados em casa para fortalecer o relacionamento e promover uma convivência mais saudável e harmoniosa.

Guia prático para realizar terapia de casal no conforto do lar.

Realizar terapia de casal no conforto do lar pode ser uma ótima maneira de fortalecer o relacionamento e resolver conflitos de forma saudável. Com alguns exercícios simples, é possível melhorar a comunicação e a conexão entre o casal. Neste artigo, vamos apresentar um guia prático com 6 exercícios para praticar em casa.

1. Check-in diário: Reserve alguns minutos todos os dias para conversar sobre como foi o seu dia e como está se sentindo. Isso ajuda a manter a comunicação aberta e a fortalecer o vínculo emocional.

2. Escuta ativa: Pratique ouvir o seu parceiro sem interromper ou julgar. Demonstrar empatia e compreensão é essencial para uma comunicação eficaz.

3. Expressão de sentimentos: Não tenha medo de expressar seus sentimentos de forma honesta. Falar sobre o que está te incomodando pode ajudar a resolver conflitos e evitar ressentimentos.

4. Atividades em conjunto: Encontrem atividades que ambos gostem de fazer juntos, como cozinhar, praticar esportes ou assistir a um filme. Isso ajuda a fortalecer a conexão e a criar momentos de cumplicidade.

5. Planejamento de metas: Definam metas e objetivos em comum, seja para a relação ou para a vida pessoal. Traçar planos em conjunto ajuda a fortalecer a parceria e a trabalhar em direção a um futuro em comum.

6. Reavaliação regular: Tire um tempo para reavaliar a relação e identificar áreas que precisam de melhorias. Conversar abertamente sobre as necessidades e expectativas de cada um é fundamental para manter um relacionamento saudável.

Com a prática regular desses exercícios, é possível fortalecer a relação e construir uma base sólida para enfrentar os desafios do dia a dia. Lembre-se de que a terapia de casal requer comprometimento e dedicação de ambas as partes, mas os benefícios de um relacionamento saudável valem a pena.

Quais são os questionamentos comuns em sessões de terapia de casal?

Um dos questionamentos mais comuns em sessões de terapia de casal é a falta de comunicação. Muitos casais enfrentam dificuldades para expressar suas emoções e necessidades de forma clara e assertiva, o que pode levar a mal-entendidos e conflitos. Outro questionamento frequente é a falta de intimidade e conexão emocional, que pode resultar em sentimentos de solidão e desconexão dentro do relacionamento.

Outro ponto de preocupação comum em terapia de casal é a dificuldade em lidar com conflitos e desentendimentos de forma saudável. Muitas vezes, os casais podem se sentir presos em padrões de comunicação negativos, onde há acusações, críticas e ressentimentos constantes. Além disso, questões relacionadas à confiança, ciúmes e comprometimento também são frequentemente abordadas durante as sessões de terapia.

Por fim, a falta de compromisso e engajamento mútuo também é um tema recorrente nas sessões de terapia de casal. Muitos casais enfrentam dificuldades para se comprometerem com o processo terapêutico e para fazerem as mudanças necessárias para melhorar seu relacionamento. A terapia de casal pode ajudar os parceiros a reconhecerem suas responsabilidades individuais no relacionamento e a desenvolverem estratégias para fortalecer sua conexão e parceria.

Principais abordagens para trabalhar em terapia de casal e fortalecer relacionamentos amorosos.

Existem diversas abordagens que podem ser utilizadas na terapia de casal para fortalecer os relacionamentos amorosos. Cada casal é único, por isso é importante encontrar a abordagem que melhor se adapta à situação específica de cada um. Abaixo, listamos algumas das principais abordagens que podem ser utilizadas:

1. Terapia cognitivo-comportamental: Nessa abordagem, o foco está em identificar e modificar padrões de pensamento e comportamento que estão causando problemas no relacionamento. Os terapeutas ajudam os casais a desenvolver habilidades de comunicação eficaz e a resolver conflitos de forma construtiva.

2. Terapia sistêmica: A terapia sistêmica considera o casal como um sistema interdependente, onde as ações de um influenciam diretamente o outro. Os terapeutas ajudam os casais a entender as dinâmicas de poder, as expectativas e as crenças que estão influenciando o relacionamento.

3. Terapia emocionalmente focada: Nessa abordagem, o foco está em explorar e compreender as emoções dos casais. Os terapeutas ajudam os parceiros a se reconectar emocionalmente, fortalecendo a intimidade e a confiança no relacionamento.

4. Terapia psicodinâmica: Nessa abordagem, os terapeutas exploram as questões não resolvidas do passado que podem estar afetando o relacionamento presente. Os casais são encorajados a se aprofundar nas suas histórias pessoais para melhor compreender as suas dinâmicas de relacionamento.

5. Terapia de aceitação e compromisso: Nessa abordagem, os terapeutas ajudam os casais a aceitar as diferenças e os desafios do relacionamento, enquanto se comprometem em construir um futuro juntos. A ênfase está em desenvolver a aceitação e a resiliência diante das adversidades.

Relacionado:  Como pedir perdão a uma pessoa amada em 9 etapas

6. Terapia integrativa: Algumas terapeutas optam por uma abordagem integrativa, combinando técnicas de diferentes modalidades terapêuticas para atender às necessidades específicas de cada casal.

É importante ressaltar que a terapia de casal não se limita apenas ao consultório do terapeuta. Existem exercícios práticos que os casais podem realizar em casa para fortalecer o relacionamento. A prática regular desses exercícios pode ajudar os casais a desenvolver habilidades de comunicação, resolução de conflitos e conexão emocional. Abaixo, listamos alguns exercícios simples que os casais podem praticar em casa:

Passo a passo para realizar a primeira sessão de terapia de casal.

Antes de começar a primeira sessão de terapia de casal, é importante estabelecer um ambiente confortável e seguro para ambos os parceiros. Certifique-se de escolher um local tranquilo e sem interrupções, onde ambos se sintam à vontade para expressar seus sentimentos. Em seguida, siga os passos a seguir para garantir uma sessão produtiva:

1. Estabeleça uma agenda: Defina os objetivos da sessão e estabeleça um tempo para cada tópico a ser discutido. Isso ajudará a manter o foco e garantir que ambos tenham a oportunidade de falar.

2. Estabeleça regras básicas: É importante definir algumas regras básicas para a comunicação durante a sessão, como evitar interrupções, manter o respeito mútuo e ouvir atentamente o que o outro tem a dizer.

3. Inicie com exercícios de comunicação: Comece a sessão com exercícios simples de comunicação, como praticar a escuta ativa e expressar sentimentos de forma clara e assertiva.

4. Explore os problemas do relacionamento: Encoraje ambos os parceiros a compartilhar seus sentimentos e preocupações em relação ao relacionamento. Ajude-os a identificar os principais problemas e desafios que estão enfrentando.

5. Identifique padrões de comportamento: Ajude o casal a identificar padrões de comportamento que possam estar contribuindo para os conflitos no relacionamento. Explore como esses padrões podem ser modificados para melhorar a dinâmica do casal.

6. Estabeleça metas e planos de ação: Ao final da sessão, ajude o casal a estabelecer metas realistas e criar um plano de ação para trabalhar nos desafios identificados. Incentive a prática dos exercícios em casa para promover a comunicação e a conexão.

Seguindo esses passos, a primeira sessão de terapia de casal pode ser uma experiência positiva e construtiva para ambos os parceiros, ajudando-os a fortalecer seu relacionamento e encontrar soluções para os desafios que enfrentam juntos.

Terapia para casais: 6 exercícios para praticar em casa

A terapia de casais é um tipo de psicoterapia focada na resolução de problemas em um relacionamento. Ao trabalhar com um terapeuta de casal, são discutidas as formas de interação e comportamentos individuais e de casal.

Nesse tipo de terapia, os dois membros do casal falam para comunicar seus sentimentos e problemas em um ambiente privado e no qual se sentem seguros. Falar sobre isso permite que os pacientes entendam melhor a si mesmos e ao casal.

Terapia para casais: 6 exercícios para praticar em casa 1

Particularmente, o terapeuta de casal é treinado para ouvir com empatia e aceitação, e possui soluções para vários tipos de problemas.

Os exercícios de terapia de casal que explicarei neste artigo ajudarão você a ter uma vida muito mais feliz e rica. Quando você tem um parceiro, é normal ter discussões, mal-entendidos, ciúmes e outros problemas de convivência.

Este pode ser um problema realmente estranho, porque causa desconforto e você não é totalmente feliz.

6 Exercícios para praticar em terapia de casais

Olhe para o seu parceiro com olhos desconhecidos

Terapia para casais: 6 exercícios para praticar em casa 2

Você se sente identificado com esta cena?

  • Alicia: Eu conheci seu marido, eu o conheci outro dia, que bom, eu não sabia que era tão engraçado!
  • Ana: Sim, é muito engraçado (com um sorriso).

No entanto, o que você realmente está pensando é “ como você pode dizer que não mora com ele. Se eu te dissesse …

Como Antonio Bolinches, especialista em terapia de casal, explica no relacionamento que está ocorrendo um fenômeno que ele chama de matemática dos sentimentos.

A matemática dos sentimentos, o que ele diz é que, nos primeiros anos de seu relacionamento com seu parceiro, você vê no outro toda uma série de virtudes que o cativam: é muito divertido, muito trabalhador, charmoso …

No entanto, após 8 anos de união, seu parceiro não é mais divertido, mas pesado, e não é mais trabalhador, mas obcecado pelo trabalho.

Isso explica por que a maioria das separações ou divórcios ocorre após 10 anos de casamento. O casal deixa de ver as virtudes que inicialmente o surpreenderam, tornando-se suas maiores falhas.

Os membros desses casais divorciados ou separados encontram-se com outra pessoa que possui as virtudes que o outro não possui. No entanto, após alguns anos, a matemática dos sentimentos retornará à atuação, na qual, novamente, as virtudes serão vistas como defeitos.

A prova é que, como Bolinches pôde verificar, 50% das pessoas que se separam do casal e começam com outra, depois de um tempo, se arrependem.

Relacionado:  Crise conjugal: causas e dicas para superá-los

Seguindo o exemplo inicial, o exercício que proponho remediar esse fenômeno é que você tenta se colocar por um momento nos olhos de Alicia.

É um exercício de imaginação.

No momento em que você vê seu parceiro confuso com alguma coisa, por exemplo, andando na rua conversando com alguém ou em casa ocupado fazendo alguma coisa, faça o exercício de observá-la como se estivesse vendo pela primeira vez.

Observe como ele se desenrola, sua maneira de interagir com os outros, seus movimentos, seus gestos. Faça isso com uma aparência externa. Existe alguma coisa que cativa você? Do que você gosta?

Pense que no momento em que o cativou, mas com o tempo você tem apenas a imagem contaminada de discussões, desacordos e rotina.

Colocar-se no lugar de um estranho pode fazer você ver as coisas do seu parceiro que dia após dia estava escondido, mas ainda estão lá. Você simplesmente os perdeu de vista.

Eu sou você e você sou eu

Terapia para casais: 6 exercícios para praticar em casa 3

A base da maioria dos problemas dos parceiros e a base da maioria das discussões é a falta de empatia pelos sentimentos um do outro.

As discussões podem ser por várias razões: problemas de comunicação, dinheiro, sexo, tarefas domésticas, educação das crianças, etc. No entanto, todos eles têm em comum que, se você está discutindo, é porque sente que seu parceiro não está entendendo você.

Aprender a se colocar no lugar do seu parceiro e entender o que ele sente é a chave para um relacionamento satisfatório.

Mas, como tudo na vida, custa um esforço e requer prática. Para isso, proponho um exercício de troca de papéis.

Após uma discussão na qual você não alcançou nenhum entendimento, proponha ao seu parceiro o seguinte:

Nós vamos me fazer e você sou eu. Nós teremos a discussão que tivemos novamente, mas cada um deles conversará e argumentará do ponto de vista do outro. Vamos ver o que acontece.

O que acaba acontecendo é que este exercício oferece uma perspectiva de como um aspecto da situação de uma pessoa é percebido pelo outro.

Se você fizer esse exercício toda vez que tiver uma discussão com seu parceiro em que não chegou a um acordo, notará que cada vez que se colocar mais facilmente no lugar deles e entender seus sentimentos. Assim, as discussões serão cada vez mais breves, menos frequentes e mais civilizadas.

Aprenda a se comunicar

Terapia para casais: 6 exercícios para praticar em casa 4

Você tem dificuldade em se comunicar com seu parceiro?A comunicação é um dos principais aspectos do relacionamento.

A boa comunicação do casal é um sinal de consistência dentro do casal. Pelo contrário, uma comunicação é um sinal de um relacionamento enfraquecido e, portanto, com um maior risco de crise e desacordo.

Avalie como é a comunicação com seu parceiro. Em linhas gerais, podemos encontrar dois tipos de problemas de comunicação:

Quantidade comunicacional:

Pode ser que haja uma falta de comunicação, ou seja, você tenha adotado a dinâmica de não lhe falar muito sobre as coisas.

Por exemplo, as coisas que acontecem no seu dia-a-dia, aspectos do trabalho ou aspectos que têm mais a ver com seu parceiro, como dizer as coisas que você gosta e não gosta nele ou falar sobre seus sentimentos .

É evidente que a falta de comunicação causa uma grande distância e, a longo prazo, um sentimento de vazio.Além disso, o déficit de comunicação causa mais déficits de comunicação. Como quanto menos você conta, menos você deseja contar. E assim por diante.

Para resolver esse problema, proponho que você tenha paciência com seu parceiro, 30 minutos por dia de comunicação sozinho, sem que ninguém o incomode.Esses 30 minutos por dia são destinados a sentar e conversar.

Pode ser qualquer coisa: como você trabalhou no trabalho, o que gostaria de fazer no fim de semana, as notícias que viu no jornal ou que gostaria que seu parceiro fosse mais afetuoso.

Ao colocar em prática esse tempo de comunicação por dia, você percebe que tem dificuldade em se comunicar, ou seja, em termos de qualidade, em seguida, adicione o exercício que apresento a seguir.

Qualidade de comunicação:

Outro problema de comunicação no casal não tem nada a ver com a quantidade de comunicação, mas com a qualidade da comunicação.

A qualidade da comunicação tem a ver com a mudança de fala, tentando entender o que seu parceiro está dizendo, falando com um tom apropriado, sem usar palavras como armas, etc.

Analise como a comunicação com seu parceiro está no nível de qualidade. Se você pensa que está se comunicando, mas não o faz corretamente e tem dificuldade em chegar a acordos e entendimentos ao longo de uma discussão, deve aprender a se comunicar de uma maneira mais eficaz e funcional.

Para isso, proponho um exercício para melhorar a qualidade da comunicação com seu parceiro:

Relacionado:  Como superar o ciúme do casal: 5 dicas fundamentais

Passo 1:

  • Planeje algo divertido de fazer dentro de 30 minutos após o término do exercício

Etapa 2:

  • A pessoa A fala por 10 minutos (ele tem o direito de consumir a cada minuto).
  • A pessoa B escuta ativa e silenciosamente (esclarecendo apenas se necessário). Mesmo se você não concordar com o que a pessoa A está dizendo, respeite seus 10 minutos sem intervir.

Etapa 3:

  • A pessoa B fala por 10 minutos (ele tem o direito de consumir a cada minuto).
  • A pessoa A ouve de forma ativa e silenciosa (esclarecendo apenas se necessário). Mesmo se você não concordar com o que a pessoa A está dizendo, respeite seus 10 minutos sem intervir.

Etapa 4:

  • A pessoa B retorna por 5 minutos os pensamentos, sentimentos e ações que A expressou em um sinal que ele entendeu (nenhuma avaliação ou opinião pode ser feita).
  • A pessoa B retorna por 5 minutos os pensamentos, sentimentos e ações que A expressou em um sinal que ele entendeu (nenhuma avaliação ou opinião pode ser feita).

Etapa 5:

  • Andem juntos para realizar a atividade que você havia proposto inicialmente sem falar sobre o assunto, apenas se concentrem em desfrutar.

É um treinamento para aprender a habilidade de comunicação. No começo, será muito mecânico e artificial, mas, ao fazê-lo, você verá como o faz cada vez mais e de maneira mais espontânea e natural.

Este é um exercício que consiste em entender o outro. Ser capaz de entender o outro é fundamentalmente baseado em um aspecto principal: saiba ouvir.

Quando você é capaz de entender seu parceiro, não há necessidade de apresentar soluções.

Faça uma lista de coisas divertidas

Terapia para casais: 6 exercícios para praticar em casa 5

Quais são as 10 coisas que você gosta de fazer juntos?Este é um exercício muito útil e fácil para recuperar a ilusão com seu parceiro.

Muitas vezes, a rotina assume a vida como um casal. Se você acha que entrou nessa dinâmica, corrija-a o mais rápido possível.Felizmente, é um problema com solução fácil. Não deixe isso deteriorar seu relacionamento.

Simplesmente faça com seu parceiro uma lista de 10 coisas que você gosta ou que gostaria de fazer juntos. Depois que a lista é feita, certifique-se de atravessar pelo menos um item na lista por mês.

Você pode ver com que rapidez você volta à ilusão de fazer as coisas juntas e deixando para trás a rotina em que estava.

É um exercício fácil, com efeitos muito rápidos e positivos no casal. Por que não tentar?

15 minutos de ternura

Terapia para casais: 6 exercícios para praticar em casa 6

Este exercício que proponho abaixo visa ajudá-lo a ter mais abordagem e contato físico com seu parceiro.

Consiste em sentar confortavelmente com seu parceiro no sofá ou em duas cadeiras, de frente para o outro. Remova todos os acessórios, como óculos, pulseiras, relógios, etc.

Comece a acariciar o cabelo do seu parceiro. Você pode massagear sua cabeça com um toque suave. Enquanto isso, feche os olhos e concentre-se em sentir conscientemente o toque do cabelo e da cabeça. Faça isso por 10 minutos.

Ele então acaricia o rosto dela. E como se você estivesse tocando pela primeira vez, explore suavemente com as mãos como é a testa, as sobrancelhas, os olhos, as bochechas, as orelhas, o nariz, os lábios e o queixo. Faça por 5 minutos.

A pessoa que recebe as carícias deve se concentrar em como as sente.

Se a qualquer momento você não gostar de como seu parceiro está fazendo isso, seja por ser forte ou fraco demais, é aconselhável parar e se comunicar positivamente: “Você pode torná-lo um pouco mais suave?” “Você está sendo muito duro.”

Após os 15 minutos, fale sobre o que sentiu durante o exercício. Por exemplo: “Seu cabelo é muito macio”, “Me senti mimado”, “Gostei muito quando você tocou meus ouvidos”.

Agora mude os papéis e repita o exercício. Não precisa ser o mesmo dia. Você pode passar alguns dias concordando na próxima vez que fizer isso.

Apenas abrace-o

Terapia para casais: 6 exercícios para praticar em casa 7

Este é outro exercício projetado para se aproximar do seu parceiro e ter mais momentos de contato físico que lhe proporcionam maior segurança, carinho e ternura.

Funciona bem para casais que se distanciaram fisicamente e para aqueles em que, normalmente a mulher, sente que não quer concordar em beijar ou ter contato físico com o parceiro, porque percebe que isso a levará a ter relações sexuais.

Uma maneira de resolver esse conflito é introduzir abraços freqüentes que têm uma reivindicação não-sexual, mas de carinho, carinho e ternura.

Abrace você na cozinha, na garagem, no jardim, no elevador, onde quer que seja. Apenas sinta como o estresse cai no corpo do seu parceiro, observe o calor do corpo, exatamente isso.

Tente segurar o abraço por alguns minutos, deixe-se cair sobre seu parceiro.

Este exercício simples tem resultados surpreendentes. Pode até levar a refletir a paixão do casal.

E que outros exercícios você conhece para praticar na terapia de casais?

Deixe um comentário