15 Invenções da Segunda Revolução Industrial

15 Invenções da Segunda Revolução Industrial

Algumas das invenções da Segunda Revolução Industrial  foram o automóvel, o avião, o telefone, a lâmpada incandescente ou a turbina a vapor. A Segunda Revolução Industrial ou Revolução Tecnológica foi uma fase de rápida industrialização no último terço do século XIX e no início do século XX. 

A Primeira Revolução Industrial, que terminou no início de 1800, foi marcada por uma desaceleração das macroinvenções antes da Segunda Revolução Industrial, em 1870.

Alguns dos eventos característicos da Segunda Revolução Industrial podem ser atribuídos a inovações anteriores na indústria de transformação, como o estabelecimento de uma indústria de máquinas-ferramenta, o desenvolvimento de métodos para a fabricação de peças intercambiáveis ​​e a invenção do Processo Bessemer para produzir aço. .

Os avanços na tecnologia de fabricação e produção permitiram a ampla adoção de sistemas de tecnologia pré-existentes, como redes de telégrafo e ferroviário, suprimento de gás e água e sistemas de esgoto, que anteriormente estavam concentrados em cidades selecionadas.

A enorme expansão das linhas ferroviárias e telegráficas após 1870 permitiu um movimento sem precedentes de pessoas e idéias, culminando em uma nova onda de globalização.

No mesmo período, novos sistemas tecnológicos foram introduzidos, principalmente energia elétrica e telefones.

A Segunda Revolução Industrial continuou no século 10, com a eletrificação inicial da fábrica e da linha de produção, e terminou no início da Primeira Guerra Mundial .

Principais invenções da Segunda Revolução Industrial

1-  Automóvel

Em 1885, o Motorwagen de Karl Benz, movido a motor de combustão interna, foi o primeiro automóvel inventado.

O efeito do carro foi enorme entre as pessoas e todos começaram a comprá-lo. Além disso, a indústria automotiva contribuiu significativamente para o crescimento econômico do país em que foi inventada.

2- Ford Modelo T

O Modelo T é um carro construído em 1908 pela Ford Motor Company. O carro era muito popular naqueles tempos e era acessível para a classe média.

A inovação da linha de montagem da empresa Ford tornou o carro muito popular entre os americanos.

3- Avião

A humanidade sempre sonhou em voar sobre o céu com inspirações da máquina voadora de Leonardo da Vinci e asas de cera míticas de Dédalo e Ícaro.

Em 1903, dois irmãos americanos, Wilbur e Orville Wright transformaram os sonhos da humanidade em realidade, construindo a primeira verdadeira máquina voadora chamada “avião”.

Sua invenção foi de grande ajuda para as pessoas e o século 20 testemunhou o crescimento mais influente no transporte em todo o mundo.

4- Telefone

Em 1876, Alexander Graham Bell inventou um dispositivo chamado “telefone”. Suas experiências com o som, para fazer as pessoas surdas se comunicarem, levaram à invenção do telefone.

Hoje, o setor de telefonia está passando pela idade do telefone portátil, uma revolução no sistema de comunicação internacional.

Mas Graham Bell, assim como outros inventores de aparelhos telefônicos, foram os pioneiros de uma mudança inimaginável na humanidade no século XIX.

5- Sinal transatlântico

Em 1901, Marconi demonstrou o primeiro sinal transatlântico usando código Morse e telegrafia sem fio. A telegrafia sem fio foi inventada e amplamente utilizada em navios para uma fantástica comunicação de leitura, envio e recebimento de sinais.

Durante 1912, o famoso navio Titanic enviou um pedido de socorro a navios próximos usando sinais transatlânticos do mar.

Em 1906, o primeiro sinal de voz humana foi transmitido através de transmissões de rádio usando as ondas Marconi.

6- Fonógrafo

Em 1877, Thomas Alva Edison inventou o fonógrafo. É uma máquina na qual os registros rotativos fazem um lápis vibrar e as vibrações são amplificadas acústica e eletronicamente.

7- Cinema

Em 1895, os irmãos franceses Auguste Marie e Louis Lumière inventaram o cinema, dando origem ao cinema.

Esses inventores estudaram como gerar imagens em movimento. Eles conseguiram isso com o projetor cinematográfico e a base retiniana das imagens no olho humano. Isso permitiu à Lumière filmar e reproduzir as imagens.

8- A lâmpada incandescente

A base teórica e prática para o uso de energia elétrica foi estabelecida pelo cientista e experimentalista Michael Faraday.

Através de sua pesquisa sobre o campo magnético ao redor de um condutor que carrega uma corrente direta, Faraday lançou as bases para o conceito de campo eletromagnético na física.

Suas invenções de dispositivos rotativos eletromagnéticos foram a base para o uso prático da eletricidade na tecnologia.

Em 1881, Sir Joseph Swan, inventor da primeira lâmpada incandescente, forneceu quase 1.200 lâmpadas incandescentes de cisne ao Savoy Theatre na cidade de Westminster, Londres, que foi o primeiro teatro e o primeiro edifício público do mundo a ser totalmente iluminado. por eletricidade.

9- Extração de óleo

Embora tenha havido muitos esforços em meados do século XIX para extrair petróleo, o poço Edwin Drake, perto de Titusville, Pensilvânia, em 1859, é considerado o primeiro “poço de petróleo moderno”.

Drake aprendeu com a perfuração e extração de cabos com trabalhadores chineses nos Estados Unidos. O produto principal foi o querosene para lâmpadas e aquecedores. 

Graças a essas técnicas, Drake incentivou o boom da extração de petróleo em solo americano.

10- Turbina a vapor

A turbina a vapor foi desenvolvida por Sir Charles Parsons em 1884. Seu primeiro modelo foi conectado a um dínamo que gerava 7,5 kW (10 hp) de eletricidade.

A invenção da turbina a vapor Parsons tornou possível a eletricidade barata e abundante e revolucionou o transporte marítimo e a guerra naval.

Na época da morte de Parsons, sua turbina havia sido adotada por todas as principais usinas do mundo.

11- Dinamite

Em 1847, o químico Ascanio Sobrero acidentalmente descobriu nitroglicerina, deixando-o com sequelas físicas experimentando. A partir desse fato, alguns inventores como Alfred Nobel queriam trabalhar com essa substância explosiva.

O conhecido engenheiro sueco desenvolveu a dinamite após trabalhar com diatomáceas (fósseis marinhos) que absorviam nitroglicerina e, com isso, conseguiram introduzi-la em tubos de papelão.

Sua invenção, embora ele não gostasse muito disso no início, foi um sucesso em indústrias como a mineração, que lhe deram muito dinheiro e reconhecimento póstumo.

12- Rádio

Esta invenção foi possível graças ao desenvolvimento do sinal transatlântico no início do século XX. Embora esteja associado a Marconi como seu inventor, há uma disputa histórica sobre a patente desta invenção que ainda está presente hoje.

Além de ser uma invenção que informou e entreteve milhões de pessoas, também salvou vidas. Por exemplo, graças a esse dispositivo, o Titanic pôde enviar um aviso de afundamento e, com ele, salvar a vida de quase 700 pessoas.

13- Metralhadora

A metralhadora tem a particularidade de ser a primeira arma automática da história. Criado em 1861 por Richard Gatlin, marcou uma mudança significativa em relação ao que estava por vir no campo de batalha.

Embora seu potencial fosse muito superior ao restante das armas da época, inicialmente não possuía apoio militar, em parte devido ao seu sistema rudimentar e ao seu peso excessivo (40 kg), o que a tornava uma arma lenta.

No entanto, Gatlin melhorou seu artefato e logo encontrou clientes que o usaram em vários conflitos militares, como a Guerra do Pacífico.

14- Motor de explosão

Embora invenções como o automóvel ou o avião tenham funcionado inicialmente graças ao motor de combustão, isso logo deu lugar ao motor de explosão. Isso permaneceu ativo até hoje, tendo apenas o motor diesel como competição e, no futuro a curto prazo, o motor elétrico.

Esta invenção foi desenvolvida por Nikolaus August Otto em 1876 e empresas como Karl Benz logo fizeram uso de sua tecnologia.

15- Telégrafo

Depois de inventar o famoso código Morse, Samuel Morse desenvolveu o telégrafo em 1844. Essa foi uma das grandes invenções do século XIX, permanecendo em vigor até grande parte do século XX. 

É considerado um precedente para o que sabemos atualmente como mensagens de texto ou e-mails.

16- Bobina de Tesla

Nikola Tesla foi um dos inventores mais notáveis ​​da Segunda Revolução Industrial e do início do século XX. Uma de suas criações mais notáveis ​​foi sua famosa bobina, que leva seu nome.

É um transformador de alta tensão e alta frequência, patenteado em 1891. Foi criado com a idéia de transferir eletricidade sem o uso de cabos. Embora tenha sido uma invenção abandonada ao longo do tempo, foi a base para a criação de transformadores mais eficientes.

17- Alumínio

O alumínio, como tal, não foi inventado, pois é um elemento químico que também é utilizado desde os tempos antigos. O que é notável é como, em 1827, poderia ser isolado por Friedrich Wöhler, obtendo alumínio metálico como um pó fino.

Graças a isso, nos anos seguintes foi possível desenvolver asas de avião, cabos elétricos, dínamo ou placas litográficas.

18- Geladeira moderna

A versão moderna da geladeira foi desenvolvida em 1835, graças ao engenheiro Jacob Perkins. Este engenheiro criou o refrigerador como um sistema de refrigeração por compressão de vapor. Curiosamente, sua invenção não teve sucesso, em parte devido às pressões da indústria de transporte de gelo liderada por Federic Tudor.

Referências

  1. James R. Arnold, Roberta Wiener. (2005). A Revolução Industrial: a segunda Revolução Industrial da América. Google Livros: Grolier.
  2. Stephen M. Laux. (novecentos e noventa e cinco). Cultura política e a segunda revolução industrial: Flint policy 1900-1929. Google Livros: Universidade de Michigan-Flint.
  3. Percy S. Brown. (1930). A Segunda Revolução Industrial e seu significado. Google Livros: Academia Americana de Ciências Políticas e Sociais.
  4. Russell Lincoln Ackoff. (1985). A Segunda Revolução Industrial. Google Livros: Alban Institute.
  5. Yü-chʻüan Ku. (1931). Taylorismo; a nova doutrina da segunda revolução industrial. Google Livros: Universidade de Cornell.
  6. Ronald Edsforth. (1982). Uma segunda revolução industrial: a transformação de classe, cultura e sociedade em Flint, no século XX. Google Livros: Michigan State University.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies