Analogias numéricas: tipos, aplicações e exercícios

As analogias numéricas são uma ferramenta utilizada para identificar padrões e relações entre números, sendo amplamente aplicadas em testes de lógica e raciocínio. Neste contexto, existem diversos tipos de analogias numéricas, como adição, subtração, multiplicação, divisão, entre outros.

Neste artigo, vamos explorar os diferentes tipos de analogias numéricas, suas aplicações e como resolver exercícios práticos para melhorar a habilidade de identificar padrões e relações entre números. Vamos apresentar exemplos e dicas para resolver este tipo de exercício, ajudando a desenvolver o raciocínio lógico e a capacidade de resolver problemas de forma eficiente.

3 formas de usar analogia para explicar conceitos complexos de forma simples.

As analogias são excelentes ferramentas para explicar conceitos complexos de forma simples e acessível. Elas funcionam comparando algo desconhecido com algo familiar, facilitando a compreensão do assunto em questão. No caso das analogias numéricas, existem diversas formas de utilizá-las para tornar conceitos matemáticos mais fáceis de entender.

1. Analogia de proporção:

Uma maneira comum de usar analogias numéricas é através da comparação de proporções. Por exemplo, para explicar a relação entre diferentes grandezas, podemos utilizar a analogia de uma receita de bolo: assim como a quantidade de farinha influencia no resultado final do bolo, a variação de uma variável afeta diretamente outra variável em um cálculo matemático.

2. Analogia de operações matemáticas:

Outra forma de usar analogias numéricas é através da comparação de operações matemáticas com ações do dia a dia. Por exemplo, podemos explicar a multiplicação como “somar várias vezes o mesmo número”, tornando mais simples o entendimento do conceito para quem está aprendendo matemática.

3. Analogia de padrões:

Por fim, uma terceira forma de utilizar analogias numéricas é através da identificação de padrões. Ao comparar sequências numéricas com sequências de cores em um quebra-cabeça, por exemplo, é possível visualizar de forma mais clara a lógica por trás dos números e facilitar a resolução de problemas matemáticos mais complexos.

Em resumo, as analogias numéricas são uma poderosa ferramenta para simplificar conceitos matemáticos complicados, tornando o aprendizado mais acessível e eficaz para todos os estudantes.

Analogia: exemplos práticos para facilitar o entendimento.

Analogia: exemplos práticos para facilitar o entendimento.

As analogias são ferramentas poderosas que nos ajudam a compreender conceitos complexos através da comparação com algo mais familiar. Quando se trata de analogias numéricas, essa técnica pode ser utilizada para facilitar a compreensão de relações matemáticas e resolver problemas de forma mais intuitiva.

Existem diferentes tipos de analogias numéricas, como as analogias de operações matemáticas e as analogias de sequências numéricas. Nas analogias de operações matemáticas, por exemplo, podemos comparar a adição com a multiplicação, ou a subtração com a divisão, para entender melhor como essas operações se relacionam entre si.

Para exemplificar, vamos analisar a seguinte analogia numérica: 2 é para 4 assim como 3 é para x. Neste caso, podemos perceber que estamos comparando a relação entre 2 e 4 com a relação entre 3 e x. Se observarmos que 2 vezes 2 é igual a 4, podemos concluir que x deve ser igual a 3 vezes 2, ou seja, x é igual a 6.

Além disso, as analogias numéricas também podem ser aplicadas em diferentes contextos, como na resolução de problemas de lógica e raciocínio matemático. Ao entender a lógica por trás das analogias numéricas, podemos desenvolver habilidades de pensamento crítico e melhorar nossa capacidade de resolver desafios matemáticos de forma mais eficiente.

Relacionado:  Como é removida a área do Pentágono?

Para praticar sua habilidade com analogias numéricas, tente resolver o seguinte exercício: 4 é para 8 assim como 6 é para y. Qual é o valor de y? Pense nas relações entre os números e tente encontrar uma lógica que os conecte.

Em resumo, as analogias numéricas são uma ferramenta útil para facilitar o entendimento de conceitos matemáticos complexos, permitindo-nos comparar relações numéricas e resolver problemas de maneira mais intuitiva. Ao praticar com exercícios de analogias numéricas, podemos aprimorar nossa capacidade de raciocínio matemático e desenvolver habilidades essenciais para o sucesso acadêmico e profissional.

Analogias: Exemplos e frases ilustrativas para facilitar o entendimento em poucas palavras.

As analogias numéricas são comparações entre dois conjuntos de números que possuem uma relação semelhante. Elas são muito utilizadas em testes de raciocínio lógico e matemático para avaliar a capacidade de identificar padrões e relações entre os números.

Um exemplo de analogia numérica seria: “2 é para 4, assim como 3 é para x”. Neste caso, a relação entre 2 e 4 é de multiplicação por 2, então para encontrar o valor de x, basta multiplicar 3 por 2, resultando em 6.

Outro exemplo seria: “8 é para 16, assim como 5 é para y”. Neste caso, a relação entre 8 e 16 é de multiplicação por 2, então para encontrar o valor de y, basta multiplicar 5 por 2, resultando em 10.

As analogias numéricas são uma excelente maneira de desenvolver o raciocínio lógico e matemático, além de serem uma ferramenta útil para resolver problemas de forma mais eficiente.

Analogias criativas: 5 exemplos que facilitam o entendimento de conceitos complexos.

Analogias são ferramentas poderosas que nos ajudam a compreender conceitos complexos através da comparação com situações mais simples e familiares. Quando se trata de números, as analogias numéricas desempenham um papel fundamental na simplificação de ideias abstratas e abstrusas. Neste artigo, vamos explorar os tipos, aplicações e exercícios de analogias numéricas, destacando sua importância na educação e na resolução de problemas matemáticos.

Tipos de analogias numéricas

Existem diferentes tipos de analogias numéricas que podem ser usadas para explicar conceitos matemáticos. Alguns exemplos incluem analogias de proporção, analogias de sequência, analogias de operações matemáticas e analogias de padrões numéricos. Cada tipo de analogia tem sua própria maneira única de simplificar e visualizar números complexos.

Aplicações das analogias numéricas

As analogias numéricas são amplamente utilizadas em sala de aula para ajudar os alunos a compreender conceitos matemáticos difíceis. Além disso, elas também são usadas em situações do dia a dia, como no planejamento financeiro, na análise de dados e na resolução de problemas de engenharia. As analogias numéricas tornam os números mais acessíveis e fáceis de entender para pessoas de todas as idades e níveis de habilidade.

Exercícios de analogias numéricas

Para praticar o uso de analogias numéricas, os alunos podem realizar exercícios que envolvam a comparação de números, a identificação de padrões e a resolução de problemas matemáticos utilizando analogias. Por exemplo, um exercício pode pedir aos alunos para encontrar a relação entre dois conjuntos de números e explicar essa relação por meio de uma analogia simples e clara.

Conclusão

Em resumo, as analogias numéricas são ferramentas valiosas que facilitam o entendimento de conceitos matemáticos complexos. Ao usar exemplos criativos e familiares, podemos tornar os números mais acessíveis e interessantes para todos. Portanto, é essencial incorporar analogias numéricas em nossa prática educacional e cotidiana para promover uma melhor compreensão e apreciação da matemática.

Relacionado:  Operações com sinais de agrupamento (com exercícios)

Analogias numéricas: tipos, aplicações e exercícios

As analogias numéricas referem-se a semelhanças encontradas nas propriedades, ou seja, a ordem e numérica arranjos em que a chamada analogia a tais semelhanças. Na maioria dos casos, uma estrutura de premissas e incógnitas é preservada, onde um relacionamento ou operação é verificado em cada uma delas.

Geralmente, as analogias numéricas requerem uma análise cognitiva, que obedece a diferentes tipos de raciocínio que classificaremos em profundidade posteriormente.

Significado da analogia e seus principais tipos

Entende-se por analogia com aspectos semelhantes apresentados entre diferentes elementos, essas semelhanças podem ser apresentadas em qualquer característica: Tipo, forma, tamanho, ordem, contexto, entre outros. Podemos definir os seguintes tipos de analogia:

  • Analogias numéricas
  • Analogia de palavras
  • Letra Analogia
  • Analogias mistas

No entanto, diferentes tipos de analogias são usados ​​em vários testes, dependendo do tipo de habilidade que você deseja quantificar no indivíduo.

Muitos testes de treinamento, academicamente e profissionalmente, usam analogias numéricas para medir as competências dos candidatos. Eles geralmente ocorrem dentro do contexto do raciocínio lógico ou abstrato.

Como as instalações são representadas?

Analogias numéricas: tipos, aplicações e exercícios 1

Há duas maneiras pelas quais um relacionamento entre premissas pode ser representado:

A é um B como C é um D

A é um C como B é um D

Nos exemplos a seguir, os dois formulários são desenvolvidos:

  • 3: 5 :: 9: 17

Três são cinco e nove são dezessete . A proporção é 2x-1

  • 10: 2 :: 50: 10

Dez são cinquenta e dois são dez. O relacionamento é 5x

Tipos de analogia numérica

De acordo com as operações e características das instalações, podemos classificar as analogias numéricas da seguinte maneira:

Por tipo de número

Eles podem levar em consideração diferentes conjuntos numéricos, sendo o fato de pertencer a esses conjuntos a semelhança entre as premissas. Números primos, pares, ímpares, inteiros, racionais, irracionais, imaginários, naturais e reais podem ser conjuntos associados a esses tipos de problemas.

1: 3 :: 2: 4 A analogia observada é que um e três são os primeiros números naturais ímpares . Da mesma forma, dois e quatro são os primeiros números pares naturais .

3: 5 :: 19: 23 Existem 4 números primos em que cinco é o número primo que segue três. Da mesma forma, vinte e três é o número primo que segue dezenove.

Por operações internas do elemento

As figuras que compõem o elemento podem ser alteradas com operações combinadas, sendo essa ordem de operação a analogia procurada.

231: 6 :: 135: 9 A operação interna 2 + 3 + 1 = 6 define uma das instalações . Da mesma forma 1 + 3 + 5 = 9.

721: 8 :: 523: 4 A seguinte combinação de operações define a primeira premissa 7 + 2-1 = 8. Verificando a combinação na segunda premissa 5 + 2-3 = 4 , a analogia é obtida.

Para operações de elementos com outros fatores

Vários fatores podem agir como uma analogia entre premissas por meio de operações aritméticas. Multiplicação, divisão, empoderamento e depósito são alguns dos casos mais frequentes nesses tipos de problemas.

2: 8 :: 3: 27 Observa-se que a terceira potência do elemento é a analogia correspondente 2x2x2 = 8 da mesma forma que 3x3x3 = 27. A relação é x 3

5: 40 :: 7: 56 A multiplicação do elemento por oito é a analogia. O relacionamento é 8x

Aplicações de analogias numéricas

Não apenas a matemática encontra nas analogias numéricas uma ferramenta de alta aplicabilidade. De fato, muitos ramos, como a sociologia e a biologia, muitas vezes se deparam com analogias numéricas, mesmo quando se estudam outros elementos além dos números.

Relacionado:  Qual é o período da função y = 3sen (4x)?

Padrões encontrados em gráficos, investigações e evidências são comumente expressos como analogias numéricas, facilitando a obtenção e previsão de resultados. Isso ainda é sensível a falhas, porque a modelagem correta de uma estrutura numérica de acordo com o fenômeno do estudo é o único garante dos melhores resultados.

Analogias numéricas: tipos, aplicações e exercícios 2

Sudoku

O Sudoku é muito popular nos últimos anos devido à sua implementação em muitos jornais e revistas. Consiste em um jogo matemático onde são estabelecidas premissas de ordem e forma.

Cada caixa 3 × 3 deve conter os números de 1 a 9, mantendo a condição de não repetir nenhum valor linearmente, tanto na vertical quanto na horizontal.

Como são resolvidos os exercícios numéricos analógicos?

A primeira coisa a considerar é o tipo de operações e características envolvidas em cada premissa. Depois de encontrar a semelhança, passamos a operar da mesma maneira para o desconhecido.

Exercícios resolvidos

Exercício 1

10: 2 :: 15 😕

A primeira relação que é óbvia é que dois é um quinto de 10. Dessa forma, a semelhança entre as premissas pode ser X / 5. Onde 15/5 = 3

Uma possível analogia numérica para este exercício é definida com a expressão:

10: 2 :: 15: 3

Exercício 2

24 (9) 3

12 (8) 5

32 (?) 6

As operações que verificam as duas primeiras premissas são definidas: Divida o primeiro número por quatro e adicione o terceiro número a esse resultado

(24/4) + 3 = 9

(12/4) + 5 = 8

Em seguida, o mesmo algoritmo é aplicado na linha que contém o nome desconhecido

(32/4) + 6 = 14

Ser 24 (9) 3 uma possível solução de acordo com a relação (A / 4) + C = B

12 (8) 5

32 (14) 6

Assumindo uma estrutura geral hipotética A (B) C em cada premissa.

Esses exercícios mostram como diferentes estruturas podem acomodar as instalações.

Exercício 3

26: 32 :: 12: 6

14: 42 :: 4 😕

O formulário ii) é comprovado para fornecer as premissas em que 26 é um 12 e 32 é um 6

Ao mesmo tempo, existem operações internas aplicáveis ​​às instalações:

2 x 6 = 12

3 x 2 = 6

Uma vez observado, esse padrão é testado na terceira premissa:

1 x 4 = 4

Só é necessário aplicar esta operação mais uma vez para obter a solução possível.

4 x 2 = 8

Obtendo desta maneira 26: 32 :: 12: 6 como uma possível analogia numérica.

14: 42 :: 4: 8

Exercícios propostos para resolver

É importante praticar para alcançar o domínio desses tipos de problemas. Como em muitos outros métodos matemáticos, a prática e a repetição são essenciais para otimizar os tempos de resolução, o gasto de energia e a fluidez para encontrar possíveis soluções.

Encontre as soluções possíveis para cada analogia numérica apresentada, justifique e desenvolva sua análise:

Exercício 1

104: 5 :: 273 😕

Exercício 2

8 (66) 2

7 (52) 3

3 (?) 1

Exercício 3

10A 5B 15C 10D 20E?

Exercício 4

72: 10 :: 36: 6

45: 7 :: : 9

Referências

  1. Holyoak, KJ (2012). Analogia e raciocínio relacional. Em KJ Holyoak e RG Morrison. O manual de Oxford para pensar e raciocinar Nova York: Oxford University Press.
  2. RAZÃO ANALÓGICA EM CRIANÇAS. Usha Goswami, Instituto de Saúde Infantil, University College London, 30 Guilford St., Londres WC1N1EH, Reino Unido
  3. O professor de aritmética, volume 29. Conselho Nacional de Professores de Matemática, 1981. Universidade de Michigan.
  4. Manual mais poderoso para raciocínio, Atalhos no raciocínio (verbal, não verbal e analítico) para exames competitivos. Disha publicação.
  5. Aprendizagem e ensino da teoria dos números: Pesquisa em cognição e instrução / editada por Stephen R. Campbell e Rina Zazkis. Ablex Publishing 88 Post Road West, Westport CT 06881

Deixe um comentário