Área de produção de uma empresa: funções e objetivos

A área de produção de uma empresa , também chamada de área de operações, faz parte de uma organização dedicada a transformar recursos ou insumos no produto final que alcançará o cliente. Esse departamento não é encontrado apenas em empresas industriais ou produtoras de bens, mas também em serviços.

Desde o início da era industrial, a área de produção foi responsável por gerenciar toda a linha de produção: da matéria-prima à sua transformação em bens finais. No entanto, agora as empresas são muito mais variadas, com vários tipos de bens e serviços tangíveis e intangíveis.

Área de produção de uma empresa: funções e objetivos 1

É por isso que existem organizações que não produzem bens tangíveis, mas serviços; Nesses casos, essa área é freqüentemente chamada de operações.

Para simplificar, uniremos todos os bens e serviços, tangíveis e intangíveis, na palavra “produto”. Assim, quando falamos de produto, falamos sobre os produtos ou serviços que existem no mundo dos negócios.

O departamento de produção

O departamento de produção de uma empresa é responsável pela criação ou fabricação dos bens ou serviços finais; portanto, sua função é essencial para que o produto chegue ao consumidor em ótimas condições.

Portanto, é preciso levar em consideração várias frentes, como planejamento de produção, minimização de custos de produção, garantia de ótima qualidade ou design de produto e processo, entre outros elementos.

Dependendo do tipo de empresa e de seus produtos, o departamento de produção ou operações pode variar. No entanto, mesmo que as funções mudem, os objetivos são sempre os mesmos.

Funções

As funções deste departamento são tão variadas quanto os diferentes tipos de produtos e serviços existentes no mercado. No entanto, analisaremos as funções mais comuns em todas as empresas:

Relacionado:  Estratégia de preços: tipos, vantagens, desvantagens, exemplos

Identifique os insumos necessários no processo de produção

O departamento de produção é responsável por determinar a quantidade de insumos necessários para atingir a meta de produção.

Para isso, ele pode colaborar com outros departamentos, como compras, para que os materiais necessários em cada estágio da produção nunca faltem.

Planejar a produção

Quando os suprimentos estiverem prontos, o departamento deve planejar todas as tarefas e processos necessários para atingir a meta do produto no tempo estabelecido.

Para conseguir isso, ele deve executar tarefas como atribuir tarefas aos trabalhadores, seu sistema de incentivos ou a capacidade de estoque, se houver.

Minimize os custos de produção

Outra função importante nessa área é encontrar maneiras eficazes de reduzir o custo unitário de produção, a fim de maximizar os benefícios da organização.

Se houver maquinário, uma das maneiras mais simples de atingir esse objetivo é mantê-lo em boas condições para não ter de suportar custos de reparo.

Outras formas poderiam ser revisar todo o processo de produção, a fim de encontrar alternativas mais eficientes em qualquer uma das etapas.

Inovar e melhorar

Sendo quem supervisiona cada etapa do processo de produção, é muito possível que esse departamento detecte processos improváveis. Também se pode pensar em inovações que minimizem tempo e, portanto, custos.

Se isso ocorrer, o departamento de produção deve trabalhar com as áreas de design, técnicas e compras para implementar essas melhorias o mais rápido possível.

Garanta a qualidade do produto

Um departamento de produção é responsável pelos produtos acabados que chegam ao consumidor com os padrões mínimos de qualidade.

Para isso, essa área deve procurar continuamente erros e falhas nas diferentes fases da produção do produto. A realização de avaliações e controles de processo contínuos é essencial para que o produto final seja fabricado em condições ideais.

Relacionado:  Alejandro Sawa: biografia e obras

Objetivos

Os objetivos da área de produção são variados e andam de mãos dadas com suas funções. O objetivo principal é coordenar e executar os diferentes processos do processo de produção, a fim de entregar o produto final ao consumidor com todos os padrões mínimos de qualidade. Esse grande objetivo pode ser dividido no seguinte:

– Alcançar a infraestrutura necessária para realizar a produção em boas condições.

– Descubra inovações para maior eficiência nas diferentes etapas do processo de produção.

– Supervisionar e gerenciar todo o processo de produção, desde insumos até o produto final.

– Determine a quantidade de produto a ser produzido, levando em consideração o estoque e os suprimentos disponíveis.

– Alcançar a melhor qualidade do produto final.

Exemplos

Vamos dar o exemplo de dois negócios completamente diferentes: o de uma empresa que faz asas de avião e o de outro que se dedica ao design de soluções web.

No caso da empresa de asas, a área provavelmente seria chamada de produção e seria responsável pelas seguintes funções:

– Coordenar os insumos necessários (por exemplo, alumínio) necessários para a produção das peças finais (asas).

– Garanta a qualidade durante todo o processo, para que o bem final chegue ao cliente em ótimas condições.

– Planejamento de todo o processo, desde matérias-primas até sua transformação em asas.

– Procure formas mais eficientes de produzir asas com o mesmo padrão de qualidade.

– Gerenciamento da infraestrutura necessária para realizar toda a produção.

– Gerenciamento de estoque.

No caso da empresa de soluções web, o departamento seria operações. As funções seriam semelhantes, mas adaptadas a um negócio mais intangível:

– Coordenar o design e a programação das diferentes soluções web.

– Garanta que as soluções sejam adaptadas às necessidades dos usuários.

Relacionado:  Nível operacional, operacional ou técnico

– Planejando o processo de criação das diferentes soluções.

– Procure melhorias na usabilidade e simplicidade de uso.

Como vemos, existem algumas semelhanças, mas, em geral, as funções são completamente diferentes. No entanto, os objetivos são os mesmos.

Referências

  1. Drucker, Peter; Hesselbein, francos (18 de janeiro de 2016). As 5 chaves de Peter Drucker: A liderança que faz a diferença (Edição em Espanhol)
  2. Arango Ángel, Daniel (2016). «Tempos modernos de produtividade». Magazine de acordos
  3. Telsang, Martand (2006). Engenharia industrial e gerenciamento de produção. S. Chand,
  4. Fargher, Hugh E. e Richard A. Smith. “Método e sistema para planejamento de produção.”
  5. Herrmann, Jeffrey W. «Uma história do agendamento da produção Arquivado em 29/11/2014 na Wayback Machine ..» Manual de agendamento da produção. US springer

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies