Atividades distributivas: características, tipos e exemplos

As actividades distributivas são o grupo de atividades relacionadas com o fornecimento de acabados produtos a partir dos produtos da linha de produção para os consumidores. É o processo de estabelecer que um serviço ou produto está disponível para o usuário ou consumidor comercial que precisa.

As atividades distributivas consideram muitos canais de distribuição de vendas, como atacadistas e varejistas, e incluem áreas críticas de decisão, como atendimento ao cliente, estoque, materiais, embalagens, processamento de pedidos, transporte e logística.

Atividades distributivas: características, tipos e exemplos 1

Fonte: pixabay.com

Você ouvirá frequentemente que essas atividades são conhecidas como distribuição, que é usada para descrever o marketing e o movimento de produtos.

O processo de distribuição, que representa quase metade do orçamento de marketing do produto, atrai a atenção de gerentes e proprietários.Como resultado, essas atividades são o foco de iniciativas de melhoria de processos e economia de custos em muitas empresas.

Devido à maneira como as atividades de distribuição são gerenciadas, sem alterar o produto, o preço ou os métodos promocionais, as vendas e os lucros podem ser significativamente aumentados ou os negócios arruinados.

Caracteristicas

As atividades distributivas são caracterizadas por ter os seguintes elementos envolvidos:

– Um bom sistema de transporte que permita o transporte de mercadorias para diferentes áreas geográficas.

– Existe um bom sistema de rastreamento para que os produtos certos cheguem na hora e na quantidade certa.

– Eles têm uma boa embalagem, que protege o produto de possíveis desgastes durante a viagem no transporte.

– Acompanhe os locais onde o produto pode ser colocado, para que haja uma oportunidade máxima de comprá-lo.

– Implica também um sistema para recuperar as mercadorias devolvidas pelo comércio.

A importância das atividades de distribuição para uma empresa pode variar e geralmente está associada ao tipo de produto e à necessidade que ele tem para a satisfação do cliente.

Relacionado:  Determinantes da oferta: fatores e exemplos determinantes

Por exemplo, uma empresa que oferece malas personalizadas pode considerar enviar seus produtos acabados através de uma carga aérea, em vez de um trem ou caminhão, para acelerar o tempo de remessa.

Análise

Uma das principais atividades distributivas é revisar as opções que estão sendo usadas.

Alguns canais de distribuição aumentam o volume de vendas, mas têm custos mais altos que reduzem a lucratividade. Outros são mais caros, mas aumentam os lucros brutos.

O efeito de cada canal de distribuição deve ser revisto, de acordo com o efeito nos volumes de vendas, margens de lucro, lucro bruto e suporte à marca.

Promoção

Os distribuidores devem ser perguntados se precisam de descontos ocasionais, pacotes diferentes, abatimentos ou outro suporte promocional que gere compras.

Você precisa visitar os locais e sites dos parceiros para determinar se eles estão promovendo da mesma maneira que a empresa faria. Caso contrário, devem receber sugestões específicas sobre como aumentar a venda dos produtos.

Classificação

As atividades distributivas devem ser classificadas da seguinte forma: custo das vendas, margem de lucro, lucro bruto, volume de vendas, retornos, cobrança de contas a receber e recursos administrativos necessários para manter o canal.

Tipos

No nível estratégico, há três abordagens gerais para a distribuição: distribuição massiva, seletiva ou exclusiva.

O número e o tipo de intermediários selecionados dependem amplamente da abordagem estratégica. O canal de distribuição deve agregar valor ao consumidor.

Distribuição em massa

Também conhecida como distribuição intensiva. Quando os produtos são destinados a um mercado de massa, o profissional de marketing procurará intermediários que atraem uma ampla base de mercado.

Por exemplo, lanches e bebidas são vendidos em uma grande variedade de lojas. Por exemplo, supermercados, lojas de conveniência, máquinas de venda automática, cafés e outros.

Relacionado:  Neoliberalismo: história, características, consequências, representantes

A escolha do ponto de distribuição é inclinada para aqueles que podem oferecer mercados de massa com lucro.

Distribuição seletiva

Um fabricante pode optar por restringir o número de tomadas que manipulam um produto.

Por exemplo, um fabricante de produtos elétricos premium pode optar por negociar com lojas e pontos de venda independentes que possam fornecer o nível de serviço de valor agregado necessário para dar suporte ao produto.

As sandálias ortopédicas do Dr. Scholl vendem seu produto apenas em farmácias, porque esse tipo de intermediário suporta o posicionamento terapêutico desejado do produto.

Distribuição exclusiva

Em uma abordagem de distribuição exclusiva, o fabricante opta por negociar com apenas um intermediário ou um tipo de intermediário. A vantagem de uma abordagem exclusiva é que o fabricante mantém maior controle sobre o processo de distribuição.

Em contratos exclusivos, o distribuidor deve trabalhar em estreita colaboração com o fabricante e agregar valor ao produto através do nível de serviço, serviço pós-venda ou serviços de suporte ao cliente.

O tipo mais comum de contrato exclusivo é o contrato entre um fornecedor e um varejista. Este contrato concede direitos exclusivos ao varejista em uma área geográfica específica para vender o produto do fornecedor.

Exemplos

Uma distribuição de serviço mais exclusiva e mais alta geralmente envolve menos intensidade e menos alcance.

A maioria dos consumidores escolhe comprar uma marca de refrigerante em uma máquina de venda automática, em vez de ir a uma loja de conveniência a vários quarteirões de distância. Portanto, aqui a intensidade da distribuição é essencial.

No entanto, para máquinas de costura, os consumidores esperam ir a pelo menos uma loja por departamento de desconto. Marcas premium podem ter mais credibilidade se compradas apenas em lojas especializadas com serviço completo.

Relacionado:  Remessa bancária: características, tipos e exemplo

Compaq

No início de sua história, a Compaq instituiu uma política que indicava que todos os seus computadores deveriam ser comprados através de um distribuidor.

Visto acima, a Compaq perdeu uma grande oportunidade de vender grandes quantidades de computadores diretamente para grandes empresas, sem ter que compartilhar os lucros com os distribuidores.

No entanto, por outro lado, os distribuidores eram mais propensos a recomendar a Compaq. Isso porque eles sabiam que os consumidores os comprariam deles e não por outros meios.

Assim, por exemplo, quando os clientes solicitavam a IBM, os distribuidores indicavam que, se realmente desejassem computadores IBM, poderiam tê-los. “Mas primeiro vamos mostrar como você obterá um valor melhor com uma Compaq.”

Distribuição paralela

São produtos vendidos tanto pelos canais convencionais quanto pelas lojas da Internet ou da fábrica.

Por um determinado custo, uma empresa pode promover seu objetivo por meio de atividades como amostras na loja ou uma colocação especial, pela qual o varejista é pago.

Parcerias e promoções conjuntas podem envolver distribuição. Por exemplo, o Burger King vende claramente bolos da marca Hershey.

Referências

  1. Sam Ashe-Edmunds (2019). Canal de atividades de distribuição. Empresa de pequeno porte – Chron.com. Retirado de: smallbusiness.chron.com.
  2. Estudo (2019). Distribuição Física em Marketing: Definição, Funções e Importância. Retirado de: study.com.
  3. Wikipedia, a enciclopédia livre (2019). Distribuição (marketing). Retirado de: en.wikipedia.org.
  4. The Economic Times (2019). Definição de ‘Distribuição’. Retirado de: economictimes.indiatimes.com.
  5. Lars Perner (2018). Canais de Distribuição Universidade do Sul da Califórnia. Retirado de: consumerpsychologist.com.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies