Capital de giro líquido: como é calculado e exemplo

O capital de giro líquido é um indicador financeiro que mostra a capacidade de uma empresa de honrar seus compromissos de curto prazo. Ele é calculado subtraindo-se do ativo circulante (como contas a receber, estoques e caixa) o passivo circulante (como contas a pagar e empréstimos de curto prazo).

Para calcular o capital de giro líquido, basta seguir a fórmula: Ativo Circulante – Passivo Circulante = Capital de Giro Líquido.

Um exemplo prático seria o seguinte: uma empresa tem um ativo circulante de R$ 500.000,00 e um passivo circulante de R$ 300.000,00. Subtraindo o passivo do ativo, temos que o capital de giro líquido dessa empresa é de R$ 200.000,00. Isso significa que ela tem recursos disponíveis para honrar suas obrigações de curto prazo e manter suas operações financeiras saudáveis.

Entendendo o cálculo do capital de giro líquido de forma simples e prática.

O capital de giro líquido é uma importante métrica financeira que mostra a capacidade de uma empresa de honrar seus compromissos de curto prazo. Para calcular o capital de giro líquido, basta subtrair o passivo circulante do ativo circulante. O ativo circulante inclui os bens e direitos que podem ser convertidos em dinheiro em até um ano, como estoques e contas a receber, enquanto o passivo circulante engloba as obrigações que vencem dentro do mesmo período, como contas a pagar e empréstimos de curto prazo.

Um exemplo prático para ilustrar esse cálculo é o seguinte: uma empresa possui um ativo circulante de R$ 100.000,00 e um passivo circulante de R$ 60.000,00. Para encontrar o capital de giro líquido, basta subtrair R$ 60.000,00 de R$ 100.000,00, resultando em um capital de giro líquido de R$ 40.000,00.

Portanto, calcular o capital de giro líquido é uma tarefa simples que pode fornecer insights valiosos sobre a saúde financeira de uma empresa. Mantê-lo em níveis adequados é essencial para garantir a continuidade das operações e evitar problemas de liquidez.

Passo a passo para calcular o capital de giro utilizando um exemplo prático.

Calcular o capital de giro líquido é essencial para a saúde financeira de uma empresa, pois representa a diferença entre os ativos circulantes e os passivos circulantes. Para isso, siga o passo a passo abaixo utilizando um exemplo prático:

Passo 1: Primeiramente, some todos os ativos circulantes da empresa. Os ativos circulantes são aqueles que podem ser convertidos em dinheiro em um curto prazo, como caixa, contas a receber e estoques. Vamos supor que a empresa A tenha ativos circulantes no valor de R$ 500.000,00.

Passo 2: Em seguida, some todos os passivos circulantes da empresa. Os passivos circulantes são as obrigações que devem ser pagas em um curto prazo, como contas a pagar e empréstimos de curto prazo. Vamos supor que a empresa A tenha passivos circulantes no valor de R$ 300.000,00.

Passo 3: Agora, subtraia o total dos passivos circulantes do total dos ativos circulantes. No exemplo da empresa A, o cálculo ficaria assim: R$ 500.000,00 (ativos circulantes) – R$ 300.000,00 (passivos circulantes) = R$ 200.000,00.

Portanto, o capital de giro líquido da empresa A é de R$ 200.000,00. Isso significa que a empresa tem recursos disponíveis para financiar suas operações diárias e arcar com suas obrigações de curto prazo.

Passo a passo para calcular o Custo de Capital de Terceiros (CCL).

Para calcular o Custo de Capital de Terceiros (CCL), você precisa seguir alguns passos simples. O CCL representa o custo de obter financiamento de terceiros, como empréstimos bancários ou emissão de títulos. Aqui está como calcular:

Relacionado:  Viabilidade técnica: critérios e análise

Passo 1: Calcule a taxa de juros ou o custo do empréstimo obtido. Isso pode ser encontrado na documentação do empréstimo ou através de negociações com o credor.

Passo 2: Determine a alíquota do imposto de renda. Geralmente, essa informação pode ser encontrada nas demonstrações financeiras da empresa.

Passo 3: Use a seguinte fórmula para calcular o CCL:

CCL = (Taxa de Juros x (1 – Alíquota do Imposto de Renda))

Por exemplo, se a taxa de juros do empréstimo for de 8% e a alíquota do imposto de renda for de 30%, o CCL seria:

CCL = (8% x (1 – 0,30)) = 5,6%

Portanto, o Custo de Capital de Terceiros (CCL) para esse empréstimo seria de 5,6%.

Entenda o conceito de giro líquido e sua importância para análise financeira das empresas.

Entenda o conceito de giro líquido e sua importância para análise financeira das empresas.

O giro líquido é um indicador financeiro que mede a eficiência operacional de uma empresa, mostrando quantas vezes o capital de giro foi renovado em um determinado período. Para calcular o giro líquido, basta dividir a receita líquida pela média do capital de giro. Quanto maior for o resultado, mais eficiente é a empresa na utilização de seus recursos para gerar receita.

A importância do giro líquido para a análise financeira das empresas está em sua capacidade de mostrar como a gestão do capital de giro afeta diretamente a rentabilidade e sustentabilidade do negócio. Um giro líquido alto indica que a empresa está conseguindo gerar receita de forma eficiente, enquanto um giro líquido baixo pode indicar problemas na gestão de estoque, contas a receber ou contas a pagar.

Capital de giro líquido: como é calculado e exemplo.

O capital de giro líquido é a diferença entre os ativos circulantes (como contas a receber e estoque) e os passivos circulantes (como contas a pagar e empréstimos de curto prazo). Para calcular o capital de giro líquido, basta subtrair o passivo circulante do ativo circulante.

Por exemplo, se uma empresa possui R$ 100.000 em ativos circulantes e R$ 70.000 em passivos circulantes, o capital de giro líquido seria de R$ 30.000. Isso significa que a empresa possui recursos disponíveis para financiar suas operações diárias sem depender de financiamento externo.

Em resumo, o giro líquido e o capital de giro líquido são indicadores essenciais para a análise financeira das empresas, pois mostram como a gestão do capital de giro impacta diretamente a eficiência operacional e a saúde financeira do negócio.

Capital de giro líquido: como é calculado e exemplo

O capital de giro líquido é a diferença entre o ativo circulante de um negócio, tais como caixa, contas a receber (contas não pagas por clientes) e estoques de matérias-primas e produtos acabados, e seu passivo circulante, como contas pagar

O capital de giro líquido é uma medida da eficiência operacional de uma empresa e de sua saúde financeira de curto prazo. Se o ativo circulante de uma empresa não exceder seu passivo circulante, poderá haver problemas para pagar aos credores ou até falhar.

Capital de giro líquido: como é calculado e exemplo 1

Fonte: pixabay.com

A maioria dos projetos exige um investimento em capital de giro, o que reduz o fluxo de caixa, mas o dinheiro também será reduzido se o dinheiro for coletado muito lentamente ou se o volume de vendas começar a diminuir, o que causará uma queda no fluxo de caixa. contas a receber.

As empresas que usam capital de giro de maneira ineficiente podem aumentar o fluxo de caixa pressionando fornecedores e clientes.

O que é e para que serve?

O capital de giro líquido é usado para medir a liquidez de curto prazo de uma empresa e também para obter uma impressão geral da capacidade de gerenciamento da empresa para usar os ativos com eficiência.

Você também pode usar capital de giro líquido para estimar a capacidade de rápido crescimento da empresa.

Se a empresa tiver reservas de caixa significativas, ela poderá ter dinheiro suficiente para rapidamente abranger os negócios. Pelo contrário, uma situação apertada de capital de giro torna bastante improvável que uma empresa tenha os meios financeiros para acelerar sua taxa de crescimento.

Um indicador mais específico da capacidade de crescimento é quando as condições de pagamento das contas a receber são mais curtas do que as condições de contas a pagar, o que significa que uma empresa pode receber dinheiro de seus clientes antes de pagar seus clientes. fornecedores.

O número de capital de giro líquido é mais informativo quando é seguido em uma linha de tendência, uma vez que pode ser demonstrada uma melhora gradual ou diminuição na quantidade de capital de giro líquido ao longo do tempo.

Confiabilidade

A quantidade de capital de giro líquido pode ser extremamente enganosa pelos seguintes motivos:

Linha de crédito

Uma empresa pode ter uma linha de crédito disponível, que poderia facilmente pagar qualquer déficit de financiamento de curto prazo indicado no cálculo do capital de giro líquido, para que não haja risco real de falência. Quando uma obrigação vence, a linha de crédito é usada.

Uma visão mais sutil é revisar o capital de giro líquido com o saldo disponível restante da linha de crédito. Se a linha estiver quase consumida, há maior potencial para um problema de liquidez.

Anomalias

Se começar a ser mensurado a partir de uma determinada data, a mensuração poderá ter alguma anomalia que não esteja indicada na tendência geral do capital de giro líquido.

Por exemplo, pode haver uma conta grande e antiga a ser paga apenas uma vez e ainda não foi paga, fazendo com que o valor do capital de giro líquido pareça menor.

Liquidez

O ativo circulante não é necessariamente muito líquido. Nesse sentido, eles podem não estar disponíveis para pagar passivos de curto prazo. Em particular, o estoque só pode ser convertido imediatamente em dinheiro com um grande desconto.

Além disso, as contas a receber podem não ser cobráveis ​​no curto prazo, principalmente se os prazos de crédito forem excessivamente longos.

Esse é um problema específico quando grandes clientes têm considerável poder de barganha sobre os negócios. Eles poderiam deliberadamente atrasar seus pagamentos.

Como é calculado?

Para calcular o capital de giro líquido, o ativo circulante e o passivo circulante são usados ​​na seguinte fórmula:

Relacionado:  Objetivos de um restaurante: geral e específico

Capital de giro líquido = Ativo circulante – Passivo circulante. Portanto:

Capital de giro líquido = Caixa e equivalentes de caixa + Investimentos negociáveis ​​+ Contas a receber comercial + Estoque – Contas a pagar comerciais – Despesas acumuladas.

A fórmula do capital de giro líquido é usada para determinar a disponibilidade dos ativos líquidos de uma empresa subtraindo seu passivo circulante.

Ativo circulante é aquele que estará disponível em um prazo não superior a 12 meses. Passivo circulante são passivos que expiram no período de 12 meses.

Se o valor do capital de giro líquido for substancialmente positivo, isso indica que os fundos de curto prazo disponíveis no ativo circulante são mais do que suficientes para pagar o passivo circulante no vencimento dos pagamentos.

Se o valor for substancialmente negativo, a empresa pode não ter fundos suficientes disponíveis para pagar suas obrigações atuais e pode estar em risco de falência.

Indicador líquido de capital de giro

O indicador do capital de giro (ativo circulante / passivo circulante) mostra se uma empresa possui ativos de curto prazo suficientes para cobrir sua dívida de curto prazo.

Uma boa razão de capital de giro é considerada entre 1,2 e 2,0. Um índice menor que 1,0 indica um capital de giro líquido negativo, com possíveis problemas de liquidez.

Por outro lado, uma proporção superior a 2,0 pode indicar que uma empresa não está usando seus ativos excedentes de maneira eficaz para gerar o máximo de receita possível.

Um índice de capital de giro em declínio é uma bandeira vermelha para analistas financeiros.

Você também pode considerar o relacionamento rápido. Esta é uma prova ácida de liquidez a curto prazo. Inclui apenas dinheiro, investimentos negociáveis ​​e contas a receber.

Exemplo

Vejamos a loja de Paula como exemplo. Ela é proprietária e opera uma loja de roupas femininas que possui os seguintes ativos e passivos circulantes:

Dinheiro: US $ 10.000

Contas a receber: US $ 5.000

Inventário: US $ 15.000

Contas a pagar: $ 7.500

Despesas acumuladas: $ 2.500

Outras dívidas comerciais: US $ 5.000

Paula poderia usar uma calculadora para calcular o capital de giro líquido da seguinte maneira:

Capital de giro líquido = (US $ 10.000 + US $ 5.000 + US $ 15.000) – (US $ 7.500 + US $ 2.500 + US $ 5.000)

Capital de giro líquido = (US $ 30.000) – (US $ 15.000) = US $ 15.000

Como o ativo circulante de Paula excede o passivo circulante, seu capital de giro líquido é positivo. Isso significa que Paula pode pagar todos os passivos circulantes usando apenas ativos circulantes.

Em outras palavras, sua loja é muito líquida e financeiramente sólida no curto prazo. Você pode usar essa liquidez adicional para expandir os negócios ou expandir para nichos de roupas adicionais.

Referências

  1. Investopedia (2018). Capital de Giro Retirado de: investopedia.com.
  2. Steven Bragg (2017). Capital de giro líquido Ferramentas de contabilidade Retirado de: accountingtools.com.
  3. Fórmulas Financeiras (2018). Capital de Giro Líquido Retirado de: financeformulas.net.
  4. Meu curso de contabilidade (2018). Capital de Giro Líquido Retirado de: myaccountingcourse.com.
  5. Harold Averkamp (2018). O que é capital de giro líquido? Coach de contabilidade Retirado de: accountingcoach.com.

Deixe um comentário