Como calcular a produtividade de uma empresa? Método e exemplos

A produtividade de uma empresa é um indicador fundamental para avaliar a eficiência e o desempenho de suas operações. Calcular a produtividade corretamente ajuda os gestores a identificar áreas de melhoria e tomar decisões estratégicas mais informadas. Existem diversos métodos para calcular a produtividade de uma empresa, como a produtividade do trabalho, a produtividade do capital e a produtividade total dos fatores. Neste artigo, exploraremos esses métodos e forneceremos exemplos práticos de como calculá-los.

Como realizar o cálculo da produtividade de uma empresa de forma eficiente.

Calcular a produtividade de uma empresa é essencial para avaliar o desempenho e eficiência do negócio. Para isso, é importante seguir um método eficiente que leve em consideração diversos fatores. Vamos mostrar a seguir como realizar esse cálculo de forma simples e precisa.

Para calcular a produtividade de uma empresa, é necessário dividir a produção total pela quantidade de recursos utilizados. A fórmula geral para o cálculo da produtividade é:

Produtividade = Produção Total / Recursos Utilizados

Por exemplo, se uma empresa produziu 1000 unidades de um produto e utilizou 500 horas de trabalho, a produtividade seria:

Produtividade = 1000 unidades / 500 horas = 2 unidades por hora

Além disso, é importante considerar outros fatores que influenciam na produtividade, como a qualidade do trabalho, o tempo de produção, a eficiência dos processos, entre outros. Esses elementos podem ser levados em conta para um cálculo mais preciso da produtividade da empresa.

Portanto, para realizar o cálculo da produtividade de uma empresa de forma eficiente, é fundamental considerar a relação entre a produção total e os recursos utilizados, levando em conta outros fatores que influenciam no desempenho do negócio. Dessa forma, é possível avaliar a eficiência da empresa e identificar possíveis melhorias que podem ser implementadas.

Entenda a importância da produtividade através de um exemplo prático e esclarecedor.

Para compreender a importância da produtividade, vamos imaginar uma empresa que produz camisetas. Esta empresa possui 10 funcionários e consegue produzir 100 camisetas por dia. Se cada camiseta for vendida por R$20, a empresa terá um faturamento diário de R$2000.

Agora, vamos supor que a empresa decida investir em treinamentos e melhorias nos processos de produção. Com essas mudanças, a empresa consegue aumentar a produtividade e passa a produzir 150 camisetas por dia, mantendo os mesmos 10 funcionários. Com isso, o faturamento diário da empresa passa a ser de R$3000.

Neste exemplo, podemos ver claramente como a produtividade impacta diretamente nos resultados financeiros de uma empresa. Ao aumentar a eficiência e a quantidade de camisetas produzidas sem a necessidade de contratar mais funcionários, a empresa consegue aumentar seu faturamento e sua lucratividade.

Como calcular a produtividade de uma empresa? Método e exemplos.

Para calcular a produtividade de uma empresa, basta dividir a quantidade de produtos ou serviços produzidos pelo número de horas trabalhadas. Por exemplo, se uma empresa produz 1000 unidades de um produto e seus funcionários trabalham 200 horas para produzi-las, a produtividade seria de 5 unidades por hora de trabalho.

Outra forma de calcular a produtividade é dividir o valor total produzido pela empresa pelo número de funcionários. Por exemplo, se uma empresa fatura R$50000 por mês e possui 10 funcionários, a produtividade por funcionário seria de R$5000.

Ao analisar a produtividade de uma empresa, é possível identificar oportunidades de melhoria e implementar estratégias para aumentar a eficiência e os resultados financeiros. Com um cálculo correto da produtividade, a empresa pode tomar decisões mais assertivas e alcançar um desempenho superior no mercado.

Relacionado:  Gestão do conhecimento (GC) nas organizações

Entendendo o impacto de um aumento de 5% na eficiência da produção.

Entender o impacto de um aumento de 5% na eficiência da produção é fundamental para calcular a produtividade de uma empresa. Esse aumento significa que a empresa está produzindo mais em menos tempo, o que pode resultar em economias significativas e maior lucratividade.

Para calcular a produtividade de uma empresa, é necessário considerar o volume de produção em relação aos recursos utilizados. A fórmula básica para calcular a produtividade é:

Produtividade = Volume de Produção / Recursos Utilizados

Por exemplo, se uma empresa produz 100 unidades de um produto em um mês e utiliza 500 horas de trabalho, a produtividade seria de 0,2 unidades por hora de trabalho. Se a eficiência da produção aumentar em 5%, a empresa poderá produzir 105 unidades no mesmo tempo de trabalho, aumentando a produtividade para 0,21 unidades por hora de trabalho.

Esse aumento de 5% na eficiência da produção pode resultar em uma redução nos custos de produção, uma otimização dos recursos e um aumento na competitividade da empresa no mercado. Além disso, uma maior produtividade pode levar a um aumento nas vendas e nos lucros, impulsionando o crescimento do negócio.

Descubra a fórmula para calcular a produtividade do trabalho de forma eficiente.

A produtividade é um fator essencial para o sucesso de uma empresa. Saber como calcular a produtividade do trabalho de forma eficiente pode ajudar os gestores a identificar áreas de melhoria e otimizar os processos internos. Para isso, é importante utilizar a fórmula correta e acompanhar os resultados de perto.

Para calcular a produtividade do trabalho, você precisa dividir a produção total pela quantidade de recursos utilizados. A fórmula básica é:

Produtividade do trabalho = Produção total / Quantidade de recursos utilizados

Por exemplo, se uma empresa produz 100 unidades de um produto e utiliza 5 funcionários para isso, a produtividade do trabalho seria:

Produtividade do trabalho = 100 unidades / 5 funcionários = 20 unidades por funcionário

É importante lembrar que a produtividade do trabalho pode variar de acordo com diversos fatores, como a eficiência dos processos, a motivação da equipe e a qualidade dos recursos utilizados. Por isso, é fundamental acompanhar de perto os indicadores e realizar ajustes conforme necessário.

Agora que você conhece a fórmula para calcular a produtividade do trabalho, pode aplicá-la na sua empresa e identificar oportunidades de melhoria. Lembre-se de que a produtividade é um processo contínuo e que deve ser monitorado constantemente para garantir o sucesso do negócio.

Como calcular a produtividade de uma empresa? Método e exemplos

Como calcular a produtividade de uma empresa? Método e exemplos 1

A produtividade é um aspecto que permite saber como está a empresa . Por meio desse indicador, é possível saber se a organização está marchando conforme o planejado e se há uma distribuição adequada de tarefas entre os membros da empresa.

Pela psicologia do trabalho, sabe-se que, para aumentar a produtividade, é necessário que a organização facilite um conjunto de elementos.

Não apenas os aspectos materiais permitem que a produção de bens e serviços seja alcançada de maneira mais eficaz, como também influencia o bem-estar dos trabalhadores e o ambiente em que eles realizam seu trabalho.

Hoje vamos ver o que influencia a produtividade de uma empresa de acordo com a psicologia organizacional, além de explicar como calcular esse indicador por meio de um exemplo.

  • Artigo recomendado: “Rotatividade de pessoal: o que é, tipos e como é estudado”

O que influencia a produtividade de uma empresa?

A psicologia do trabalho demonstrou e ajudou a entender que as empresas, seus escritórios, fábricas e outros locais de trabalho são mais do que espaços nos quais o trabalhador trabalha.

Como esses locais são organizados fisicamente, o relacionamento com os outros trabalhadores, as instalações disponíveis no desempenho de suas funções na empresa, entre muitos outros aspectos, são essenciais para entender a eficiência de uma empresa e a sua produtividade. .

1. O fator social

Um aspecto que muitos empregadores geralmente ignoram são as relações entre os trabalhadores. O ser humano é um animal social, portanto, ele precisa interagir com outras pessoas. O local de trabalho não é exceção. Uma dinâmica relacional correta pode implicar que os trabalhadores estejam motivados para trabalhar , pois ir ao escritório ou à fábrica não apenas trabalhará, mas também verá seus colegas com quem eles podem compartilhar momentos agradáveis.

Em um local de trabalho em que exista uma relação puramente trabalhista entre os funcionários, mesmo sem saber seus nomes ou hostilidades, isso pode ser muito prejudicial para a organização. Isso influencia negativamente a produtividade da empresa, pois os funcionários não oferecem o máximo deles e até se sentem cansados ​​assim que entram no escritório.

2. Fatores psicológicos / motivacionais

Outro fator a considerar é o humor dos funcionários . Uma pessoa que está passando por uma situação ruim não virá ao trabalho. Isso não apenas influenciará o grau de produtividade individual, mas também poderá afetar outras pessoas, espalhando amplo desânimo e pessimismo.

O ideal das empresas, ao descobrir esse tipo de situação, é oferecer à pessoa que está passando por um mau momento ir ao psicólogo ou tirar alguns dias de folga, caso o problema seja muito grave. Assim, você pode retornar com mais energia e uma atitude mais motivadora.

3. Organização e liderança

A produtividade de uma organização depende amplamente de como os diferentes tipos de trabalhadores são organizados . Existem funcionários que atuam como líderes , outros como dinamizadores da empresa, outros facilitam a comunicação e muitos outros tipos. Uma boa distribuição deste tipo de funcionários, levando em consideração seus graus de treinamento e o que eles se especializaram, permitirá obter o grau máximo de produtividade na organização.

Por exemplo, você pode contratar uma pessoa que sabe muito sobre contabilidade, mas se ela não possuir habilidades de liderança, não seria apropriado colocá-la como gerente na empresa. Assim, a personalidade é outro aspecto que influencia a boa dinâmica de produção na organização.

4. Clima de trabalho

O ambiente de trabalho é frequentemente negligenciado, mas acaba sendo fundamental para o bem-estar dos funcionários . Entende-se por ambiente de trabalho a relação entre o ambiente físico e emocional dos trabalhadores. Aspectos simples como a cor das paredes, a temperatura da sala, o grau de iluminação, entre outros, podem fazer a diferença entre um ambiente de trabalho agradável e agradável e aquele em que é desconfortável, desejando que dia útil o mais rapidamente possível.

Relacionado:  As diferenças entre eficácia e eficiência (com exemplos)

Como calcular a produtividade?

Toda empresa é gerenciada através de processos, nos quais existem algumas entradas e saídas.

Por insumos ou insumos, nos referimos à força de trabalho da empresa, o dinheiro gasto, os recursos e máquinas utilizados, a energia necessária, o tempo utilizado e, basicamente, tudo o que foi investido no processo. Por outro lado, as saídas ou saídas são os resultados do processo, ou seja, os bens obtidos, os serviços oferecidos e as vendas.

A produtividade, matematicamente falando, é responsável por medir o relacionamento entre produtos e insumos . Basicamente, o resultado é a divisão entre as saídas obtidas do processo e as entradas invertidas para gerar essas saídas.

Fórmula para calcular a produtividade

A produtividade do trabalho é a relação entre saídas e recursos humanos, ou seja, o pessoal envolvido na produção dos produtos ou na prestação de serviços.

Basicamente, essa seria a fórmula:

  • Saídas / insumos = produtividade

Sendo:

  • Entradas: unidades de fator de trabalho usadas.
  • Saídas: Produção obtida.

Exemplos

Para entender melhor esse conceito, apresentamos o exemplo a seguir .

Uma lavadora a seco lavou 100 roupas por semana, pagando a seus funcionários 10 euros por hora, trabalhando 56:

Para calcular a produtividade do trabalho em termos de mão-de-obra e custos de mão-de-obra, dois cálculos seriam feitos.

A produtividade do trabalho em horas seria:

  • Produtividade = 100 processos / 56 horas = 1,78 processo / hora

O valor 1,78 refere-se ao número de ações limpas por hora nesta empresa, sendo este valor a produtividade do trabalho.

A produtividade, considerando o custo da mão-de-obra, seria:

  • 56 horas x 10 € / hora = 560 €

  • Produtividade = 100 naipes / € 560 = 0,178 naipes / €

Isso significa que, para cada euro investido em mão de obra, 0,178 ações foram limpas .

Exemplo com mais fatores

O exemplo anterior levou em consideração apenas o dinheiro investido por trabalhador. Agora vamos ver um em que mais fatores são levados em consideração, o que nos permite conhecer com mais precisão o grau de produtividade da empresa.

Temos uma empresa de laticínios, na qual existem 10 trabalhadores que trabalham 8 horas todos os dias. Cada um deles produz cerca de 20.000 iogurtes por dia e é vendido a 1,25 cada.

As máquinas usadas para fazer iogurtes são 40 e são necessários cerca de 10.000 litros de leite como matéria-prima. Os trabalhadores cobram 10 euros por hora, as máquinas custam cerca de 20 euros por dia de manutenção em conjunto e o leite custa 1,50 euros por litro.

Para calcular o índice de produtividade nesse caso, faríamos a seguinte fórmula:

  • Produtividade = 20.000 iogurtes x 1,25 € / iogurte / (10 trabalhadores x (10 € / hora x 8 horas / dia) + 20 € de manutenção + (10.000 € x 1,50 / litro de leite)) = 1,6

O valor obtido indica produtividade. Valores maiores que 1 significam que há produtividade positiva e menor que esse número é negativo.

Referências bibliográficas:

  • Black, SE e Lynch, LM (2006). Como competir: o impacto das práticas no local de trabalho e da tecnologia da informação na produtividade. The Review of Economics and Statistics, 83 (3), 434-445.
  • Kompier, M. e Cooper, C. (1999). Prevenindo o estresse, melhorando a produtividade. Estudos de caso europeus no local de trabalho. Londres, Reino Unido: Routledge.

Deixe um comentário