Distúrbios da personalidade: tipos e características

Os transtornos de personalidade são uma série de transtornos mentais caracterizados pelo aparecimento de comportamentos, pensamentos e emoções pouco adaptáveis. É um dos tipos mais frequentes de distúrbios psicológicos, afetando aproximadamente 50% dos pacientes de psicologia e psiquiatria.

O principal critério para diagnosticar a presença de um distúrbio desse tipo é o aparecimento de elementos de personalidade muito diferentes dos habituais e que causam um desconforto importante para a pessoa.

Distúrbios da personalidade: tipos e características 1

Outra das características mais importantes dos transtornos de personalidade é que sua influência pode ser observada em muitas situações diferentes e ao longo do tempo.

A longo prazo, os problemas causados ​​por essas patologias podem levar os pacientes a sofrer de depressão, ansiedade e outros distúrbios mais graves.

Os transtornos de personalidade são diagnosticados de acordo com diferenças comportamentais com o que é considerado normal por uma sociedade; Por esse motivo, alguns especialistas questionam sua validade.

No entanto, o estudo desse tipo de transtorno mental serve para aumentar a qualidade de vida das pessoas que sofrem com isso.

O que é um transtorno de personalidade?

Para entender como esse tipo de distúrbio psicológico funciona, primeiro é necessário entender o que a personalidade entende.A personalidade é a maneira de pensar, sentir e se comportar que diferencia um indivíduo dos outros.

Em geral, não existe um tipo certo ou errado de personalidade, mas cada pessoa constrói a sua com base em sua genética, experiências, educação e ambiente.

No entanto, alguns tipos de personalidade produzem resultados que causam sofrimento ou problemas de funcionamento da sociedade continuamente ao longo do tempo.

Essas pequenas formas adaptativas de pensar, sentir e se comportar são a base dos transtornos de personalidade.Esses tipos de personalidade geralmente se formam na adolescência ou na idade adulta e tendem a ser permanentes se a pessoa não recebe tratamento psicológico.

Os efeitos podem afetar quatro áreas diferentes:

– A maneira pela qual a pessoa pensa sobre si mesma e os outros.

– As emoções que você sente.

– A maneira de interagir com o resto das pessoas.

– Autocontrole .

Classificação

O manual da American Psychiatric Association (APA) é conhecido como DSM. Este manual é o mais usado no mundo para diagnosticar diferentes transtornos mentais e sua versão mais famosa é o DSM-IV.

Este artigo levará em consideração a classificação feita por este manual de transtornos de personalidade. De acordo com o DSM – IV, dez tipos diferentes de transtornos de personalidade são reconhecidos.

Estes podem ser classificados em três grandes grupos: grupo A (transtornos de personalidade raros ou excêntricos), grupo B (transtornos de personalidade dramáticos, emocionais ou irregulares) e grupo C (transtornos de personalidade ansiosos ou medrosos).

Grupo A: transtornos de personalidade raros ou excêntricos

Os distúrbios do grupo A são caracterizados principalmente pelo aparecimento de distorções ou percepções cognitivas.

Por exemplo, alguns dos sintomas mais freqüentes de distúrbios nesse grupo incluem idéias irracionais, paranóia e visões estranhas do mundo.

Pessoas com um distúrbio do tipo A também costumam ter problemas no relacionamento com os outros, principalmente devido à sua maneira incomum de pensar. Além disso, às vezes eles também exibem comportamentos estranhos ou erráticos.

Acredita-se que os distúrbios do tipo A estejam relacionados de alguma forma à esquizofrenia, uma das doenças mentais mais graves.

No entanto, os sintomas deste último são muito mais fortes e incluem alucinações e falta de distinção entre o que é real e o que não é.

Normalmente existem três distúrbios do tipo A:

– Transtorno da personalidade paranóica

Sua principal característica é a desconfiança de outras pessoas. Aqueles que sofrem acreditam que outros querem prejudicá-los e, por esse motivo, evitam criar relacionamentos íntimos.

– Transtorno da personalidade esquizóide

Caracteriza-se por evitar relações sociais e a baixa existência de expressão emocional.

Essas pessoas tendem a ser indiferentes às críticas ou elogios de outras pessoas e preferem atividades solitárias.

– Transtorno da personalidade esquizotípica

Sua principal característica é o aparecimento de um forte desconforto em relação a relacionamentos próximos, presença de pensamentos ou percepções distorcidas e comportamento estranho.

Pessoas que sofrem desse distúrbio geralmente têm crenças atípicas, como poderes mágicos ou alienígenas.

Grupo B: transtornos de personalidade dramáticos, emocionais ou erráticos

O segundo grupo de transtornos de personalidade é caracterizado pelo aparecimento de pensamentos ou comportamentos dramáticos, imprevisíveis ou excessivamente emocionais. Também costumam causar tentativas de manipular outras pessoas ou tirar vantagem delas.

Em geral, essas formas de sentir e se comportar fazem com que os indivíduos com um distúrbio do tipo B tenham muitos problemas no relacionamento com outras pessoas, o que lhes causa um grande desconforto.

Existem quatro distúrbios desse tipo:

– Transtorno de personalidade anti – social

Pessoas com esta doença são geralmente conhecidas como “psicopatas”. São indivíduos que não se importam com as emoções dos outros.

É por isso que eles mentem continuamente, quebram normas sociais e agem impulsivamente, independentemente do dano que causam.

– Transtorno da personalidade limítrofe

Caracterizada por grande instabilidade em diversas áreas, incluindo relacionamentos pessoais, emoções, impulsividade e auto-imagem.

As pessoas que sofrem com isso acreditam que os outros os abandonarão e farão tudo ao seu alcance para evitá-lo (incluindo chantagem emocional).

Além disso, eles tendem a ter tendências suicidas e rapidamente passam da depressão para a raiva.

– Transtorno da personalidade histriônica

São pessoas que procuram atrair atenção de maneira exagerada. Eles geralmente se sentem muito mal quando não são o centro das atenções, então usam sua aparência física ou explosões emocionais para obtê-lo.

– Transtorno da personalidade narcisista

As pessoas que sofrem com isso precisam da admiração dos outros, enquanto são incapazes de sentir empatia por eles.

Eles tendem a acreditar que são melhores que os outros e merecem tudo; portanto, eles geralmente tiram vantagem de outras pessoas sem arrependimentos.

Grupo C: transtornos de personalidade ansiosos ou medrosos

O terceiro grupo consiste em distúrbios que causam muitos medos exagerados na pessoa.

Esses medos tornam o paciente tenso, cheio de ansiedade e precisa ter um grande controle sobre as diferentes situações de sua vida.

Existem três distúrbios nesse grupo:

– Evitando transtornos de personalidade

Devido ao sentimento de não ser adequado e a um extremo medo de críticas, uma pessoa com esse distúrbio evitará qualquer tipo de relacionamento com os outros.

Se você for forçado a se relacionar, terá um medo constante de ser rejeitado ou rir dele, sendo percebido como pior que o resto.

– Transtorno dependente da personalidade

São pessoas que precisam de outras pessoas para cuidar delas até extremos insanos.Aqueles que sofrem desse distúrbio sentem-se incapazes de tomar decisões e sofrem quando estão sozinhos porque acreditam que não podem cuidar de si mesmos.

– Transtorno obsessivo-compulsivo da personalidade

Pessoas com esse distúrbio estão muito preocupadas com ordem, controle e perfeccionismo.

Eles tendem a trabalhar demais, a ser muito inflexíveis em suas crenças e a se importar muito com os detalhes.

Essa patologia não é a mesma que o Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC), um dos mais graves transtornos de ansiedade.

Diagnóstico e diferenças com personalidade saudável

Segundo o DSM, uma pessoa deve atender a vários critérios para que um distúrbio de personalidade seja diagnosticado.

Os critérios mais importantes são uma maneira de sentir e se comportar muito diferente dos esperados em sua própria cultura.

Além disso, essas diferenças devem ser inflexíveis e mantidas ao longo do tempo e em diferentes situações.

Por outro lado, para que a pessoa seja considerada portadora de um distúrbio mental, esses padrões emocionais e comportamentais devem causar um desconforto importante ou impedi-lo de levar uma vida normal.

Uma personalidade normal é caracterizada por ser flexível e adaptável, para que a pessoa que a possui possa funcionar efetivamente em todas as áreas e mantenha um relacionamento próximo com os outros.

Esse modo de ser e de agir faz com que a pessoa saudável se sinta bem consigo mesma e seja capaz de estabelecer metas e cumpri-las.

Pelo contrário, as pessoas com um distúrbio de personalidade geralmente mostram o mesmo padrão de comportamento em todas as situações e são incapazes de mudar, mesmo quando seu modo de ser lhes causa problemas sérios.

Portanto, essas pessoas são incapazes de se adaptar às mudanças. Essa rigidez faz com que a pessoa sofra muito, principalmente em seus relacionamentos com os outros.

No entanto, as pessoas com um distúrbio de personalidade geralmente não percebem que estão doentes e culpam o ambiente ou outras pessoas ao invés de procurar uma solução para o problema.

Portanto, o primeiro trabalho de um psicólogo na detecção de um desses distúrbios é mostrar à pessoa que uma mudança é possível e que realizá-la melhorará muito sua qualidade de vida.

Referências

  1. “Transtorno da personalidade” em: Wikipedia. Retirado em: 5 de fevereiro de 2018 da Wikipedia: en.wikipedia.org.
  2. “Distúrbios da personalidade” em: mente. Retirado em: 5 de fevereiro de 2018 de Mind: mind.org.uk.
  3. “O que são transtornos de personalidade?” In: Psychiatry. Retirado em: 5 de fevereiro de 2018 de Psychiatry: psychiatry.org.
  4. “Sobre o assunto de transtornos de personalidade” em: Psicomed. Retirado em: 5 de fevereiro de 2018 de Psicomed: psicomed.net.
  5. “Transtorno da personalidade” em: Wikipedia. Retirado em: 5 de fevereiro de 2018 da Wikipedia: en.wikipedia.org.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies